🐪 » Viagem de grupo 7 dias em Marrocos por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara » Mais info em MARROCOS.COM « 🐪

🌍 Visitar Sevilha, Guia de Viagem – Dicas, Roteiros, Mapas, Fotos

Actualizado em 5 Agosto, 2017

Quer visitar Sevilha?

VISITAR SEVILHA

VISITAR SEVILHA

Guia de Viagem de Sevilha

Sevilha com quase 1 milhão de habitantes é a capital da comunidade autónoma da Andaluzia e conta com mais de 2000 anos de história. Diz a lenda que Hércules fundou a cidade nas margens do Rio Guadalquivir, a 90 km do mar. Visitar Espanha e não passar por Sevilha, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Nesta página você encontra:

  • Visitar Sevilha – o mais importante a saber
  • Dicas rápidas para Sevilha
  • Vídeo Sevilha
  • Os 16 Melhores Locais de Sevilha
  • O que visitar em Sevilha
  • Mapa dos Monumentos de Sevilha
  • Fotos de Sevilha
  • Alojamento em Sevilha
  • Alugar carro em Sevilha
  • Celebrações e Feriados em Sevilha
  • Mapa do centro da cidade
  • Roteiros em Sevilha: 1 dia, 2 dias, 3 dias

Visitar Sevilha – O importante a saber

SEVILHA, ESPANHA

SEVILHA, ESPANHA

A maioria dos locais turísticos estão localizados no centro histórico. O Bairro de Santa Cruz começa na Puerta del carne e vai até à Catedral e à Giralda, seguindo depois até Real Alcazar. A cidade é muito bonito porque é uma mistura de estilos arquitectónicos, e claro, uma mistura entre o árabe e o espanhol.

Sevilha tem imenso para ver, por isso é conveniente organizar um pouco a sua visita para conseguir ver o máximo possível, de forma mais organizada, contribuindo assim para usufruir de umas férias mais proveitosas.

Os Reales Alcázares de Sevilha, para além de serem um dos conjuntos monumentais mais representativos da cidade, chega a ser a mais representativa de todo o Mediterrâneo. Aqui, estamos perante a uma fusão de épocas e culturas, que vão desde a Idade Média, até ao Renascimento, Barroco e século XIX.

Dicas rápidas para Sevilla:

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • Suba ao Campanário da La Giralda – a melhor vista da cidade
  • Faça uma free walking tour
  • Tenha cuidado com os seus pertences
  • Apesar de ser muito cliché e turístico, terá de andar de fazer um passeio de barco pelo rio

Para saber quando ir a Sevilha você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar Sevilha é durante os meses da Primavera, ou durante o Verão se gostar de temperaturas superiores a 45 graus.

DICA IMPORTANTE: A Andaluzia é uma das regiões mais visitadas do mundo, não perca tempo nas filas e compre os seus bilhetes “saltar a fila” com antecedência, assim não perde horas de espera sem fazer nada – compre os bilhetes para a Andaluzia aqui.

Vídeo Ven a Sevilla:

Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas desta linda cidade.

Os 16 Melhores Locais de Sevilha
  1. Reales Alcázares de Sevilla
  2. Plaza de España
  3. Catedral da Giralda
  4. Parque Maria Luisa
  5. Metropol Parasol
  6. Arquivo Geral das Índias
  7. Palácio de San Telmo
  8. Palacio de la condesa de Lebrija
  9. Hotel Alfonso XIII
  10. Torre del Oro
  11. Museu de Arqueologia
  12. Real Fábrica de Tabacos de Sevilla
  13. Museo de Artes y Costumbres Populares
  14. Parque temático Isla Mágica
  15. Costurero de la Reina
  16. Ponte de Triana

O que visitar em Sevilha

SEVILHA

SEVILHA

1- Reales Alcázares de Sevilla

Os Reales Alcázares de Sevilha são um conjunto de edifícios palacianos de diferentes épocas. A sua fortificação foi outrora, um assentamento romano, local onde passou a ser uma basílica paleocristã. Este complexo, integrado na lista da UNESCO – Património Mundial desde 1987, existe desde o ano 713, depois da conquista dos Árabes, os quais usaram os alcáceres para a residência dos governantes, assim como usavam a fortificação para se defenderem dos Vikings. Visite, vai ficar encantado com as imensas casas e vivendas que parecem que saíram de autênticos contos de fadas. Estamos perante também a uma confluência de culturas e civilizações. É um dos palácios reais mais antigos de toda a Europa ainda no activo, o qual tem um papel bastante educativo para crianças e adultos com conferências, concertos, Teatro, Cinema, e muito mais. Lindíssimo!

2- Plaza de España

A Praça de Espanha em Sevilha é uma obra que está integrada no complexo de jardins, praças e alamedas do Parque Maria Luisa. É considerado a maior praça e construção em arquitectura andaluza. Este projecto foi desenhado pelo arquitecto Anibal Gonzalez, tal como pelos arquitectos que surgiram mais tarde – os arquitectos Jean-Claude Nicolas Forestier, Pedro Sanchez Nuñez e Vicente Traver. As suas obras iniciaram em 1914, aquando Alfonso XIII colocou a primeira pedra simbólica para dar início às mesmas. A praça é monumental, conta com cerca de 170 metros de diâmetro, a qual conta com uma forma semi-elíptica – forma que simboliza o abraço de Espanha à América. Os edifícios ao seu redor, estão construídos a partir de um edifício central. Toda a praça é decorada com cerâmica decorativa lindíssima, assim como em mármore. Encontramos imensos rostos e esculturas de personalidades ilustres sevilhanas ou espanholas, tal como duas torres em estilo barroco com 74 metros de altura. Repare na fonte central (Vicente Traver), a qual fica perto do canal que é atravessado por quatro pontes representando os quatro antigos reinos de Espanha. É um local que todos os visitantes e turistas de Sevilha conhecem obrigatoriamente!

3- Catedral da Giralda

A Catedral da Giralda é considerada uma das maiores igrejas da Igreja Católica. De estilo gótico, esta igreja é de tamanho monumental, tendo sido outrora, uma importante mesquita – Mesquita Almohade. O antigo minarete da mesquita – La Giralda (76 metros), serve ainda hoje como torreão (construído no século XII, sendo possível conhecer obras idênticas em Rabat e Marraquexe – Marrocos). Esta imensa catedral conta com 126 metros de comprimento e 83 metros de largura, considerada uma das maiores construções deste género do mundo. Quando a cristianização se instalou na Espanha, os símbolos islâmicos foram sendo substituídos, gradualmente, por imagens cristãs. O que faz dela uma obra interessante, com uma espécie de fusão entre as duas diferentes construção de cada religião. Conheça o Túmulo de Cristóvão Colombo, o qual é sustentado por figuras que representam os Reinos de Castela, Aragão, Navarra e Leão. A não perder de visitar!

4- Parque Maria Luisa

O Parque Maria Luisa é considerado o pulmão verde da cidade de Sevilha. Esta cidade, atinge temperaturas altíssimas no Verão, sendo este o local preferido dos sevilhanos para relaxar do calor e estar em contacto com a natureza – dentro da cidade. Com cerca de quarenta hectares de extensão, este parque conta com imensas árvores e plantas exóticas, assim como lagos, praças e alamedas. Toda a gente tem o maior apreço por este lugar (contemplado como jardim histórico desde 1983), pois encontra-se muito bem cuidado e com grande interesse histórico. Estes espaços integravam nos jardins privados do Palácio de San Telmo, os quais foram doados pela Infante Maria Luisa Fernanda de Borbón (esposa do Duque de Montpensier) à cidade em 1893. O parque que conhecemos hoje em dia, é bastante idêntico ao que era em 1929, o qual tem uma estrutura formada por uma combinação de pequenos jardins autónomos, organizados em redor de lagos, fontes, monumentos e vários pavilhões. Vivem aqui várias espécies de aves, nomeadamente pavões, cisnes e patos. Visita altamente recomendável!

5- Arquivo Geral das Índias

O Arquivo Geral das Índias foi criado no ano de 1758, a fim de documentar e arquivar num só local toda a documentação que fosse referente aos descobrimentos marítimos e às colónias espanholas. Este arquivo histórico situa-se no centro da cidade de Sevilha e foi criado pelo Rei Carlos III, a fim de concentrar toda documentação entre os séculos XV-XIX, que até então encontrava-se dispersa pelas cidades de Cádiz, Sevilha e Simancas, num só local. Neste acervo é possível consultar acima de cinquenta mil documentos, os quais contam com mais de oitenta milhões de páginas e oito mil de mapas e desenhos. É bastante interessante poder aceder a este arquivo, e conhecer ao vivo a forma como eram vividos os tempos dos descobrimentos e, mais tarde, de colonização de territórios e países (especialmente na América do Sul). Dos documentos mais importantes, podemos ver o Tratado de Tordesilhas, e documentos pessoas de Cristóvão Colombo, Fernão de Magalhães, Vasco Nuñez de Balboa, Francisco Pizarro e Hernán Cortés. É de frisar também que, tanto este edifício como o seu conteúdo, fazem parte da lista da UNESCO – Património Mundial, desde o ano de 1987.

6- Palácio de San Telmo

O Palácio de San Telmo começou por ser um edifício utilizado para instalar a sede do Colégio-Seminário da Universidade de Mercaderes, sendo que hoje é utilizado para a Presidência da Junta de Andaluzia. Foi construído no ano de 1682, é considerado um dos exemplos mais emblemáticos da arquitectura sevilhana. A sua planta é retangular, contendo vários pátios interiores e um pátio central, quatro torres nos seus cantos, assim como uma capela e alguns jardins. Leonardo de Figueroa foi o arquitecto principal desta obra, acompanhado pelos artistas Pedro Duque y Cornejo (escultor), Miguel Quintana (pedreiro), Domingo Martínez (pintor) e Juan Tomás Diaz (carpinteiro), que decoraram o palácio. A fachada do palácio, virada para a Calle Palos de la Frontera, é lindíssima, a qual conta com doze esculturas de sevilhanos que fizeram história nesta cidade. Todas elas foram esculpidas por Antonio Susillo. Conheça os jardins incríveis, os quais foram restaurados em 1991, assim como todo o edifício. É um local que deve visitar, obrigatoriamente!

7- Palácio da condessa de Lebrija

O Palácio de La Condesa de Lebrija é uma das maiores casas sevilhanas que merece uma visita obrigatória. É considerado um dos maiores tesouros patrimoniais de Sevilha, a qual conta com imensos mosaicos lindíssimos, e salas incríveis com bastantes objectos de grande valor (vasos, colunas, esculturas e muito mais). Tem um traço árabe na sua construção e decoração presente, o qual faz fusão com a arquitectura andaluza. Conta com uma área territorial de cerca de dois mil metros quadrados, e foi construído no século XVI. Foi em 1901 que a Condessa de Lebrija comprou esta propriedade e a restaurou, vivendo lá com a sua família durante cerca de treze anos. Tem um pátio fantástico decorado com imenso mármore representado por estátuas, colunas, um leão, e uma parte de um sarcófago. A sua fachada é renascentista e a sua escadaria de estilo andaluz é simplesmente incrível. Hoje em dia, o palácio encontra-se aberto ao público, que poderá visitar e conhecer a imensa colecção de ruínas romanas e gregas e a sua biblioteca privada. Se preferir, poderá integrar numa visita guiada, em várias línguas.

8- Torre del Oro

A Torre del Oro é uma importante atalaia para Sevilha, uma vez que a partir dela foi possível vigiar e defender o seu território. Esta construção remonta ao século XIII, a qual foi mandada erguer pelo Califa Almóada, a fim de avistar possíveis ataques e invasões através do Rio Guadalquivir. A Torre del Oro, serviu também como uma prisão posteriormente. Esta torre é um dos símbolos de Sevilha, a qual tem este nome, uma vez que outrora encontrava-se revestida de azulejos de ouro. Era um dos pontos da antiga muralha da cidade, a qual foi aproveitada hoje em dia para prevalecer-se como um museu – o Museu Naval. Neste local podemos encontrar e conhecer através de maquetes, fotografias, mapas de navegação, bússolas e documentação antiga, parte da história aqui vivida.

9- Real Fábrica de Tabacos de Sevilla

O Real Fábrica de Tabaco de Sevilha é considerada a primeira fábrica que produziu tabaco na Europa. A sua construção remonta ao século XVIII, sendo um dos melhores exemplos de construções da arquitectura industrial do Antigo Regime. Para além disso, a economia de Sevilha dependia imenso da produção de tabaco realizada aqui. O edifício é magnífico, de estilo neo clássico. O edifício projectado pelo arquitecto Ignacio Sala, em 1725, empregou cerca de cem mil trabalhadoras. Tem um ar bastante misterioso, devido à sua dimensão gigantesca, contemplado como o maior edifício existente em toda a Espanha, e o melhor conservado da sua época. Fica localizado fora das muralhas da cidade, bastante perto da Puerta de Jerez. Vale a pena a visita!

Mapa dos Monumentos de Sevilha

Clique no mapa para aumentar e explorar melhor.

Mapa de localização dos monumentos em Sevilha

Alugar carro em Sevilha

É muito fácil alugar um carro em Sevilha. Como é uma cidade turística, todo o processo de aluguer passa-se tranquilamente e sem grande stress. Eu uso sempre o site Rentalcars.com, e depois vou levantar no balcão da empresa que escolhi.

Se decidir visitar outras cidades perto de Sevilha, seja Jerez de la Frontera, Cádis, Córdoba, Algeciras, Tarifa ou até Madrid, você pode conduzir (dirigir) sempre por auto-estrada e em poucas horas pode estar a visitar outro destino do país.

  • Alugar carro 1 dia: os preços variam de 25 Euros a 40 Euros pela diária de um carro económico.
  • Alugar carro 7 dias / 1 semana: os preços variam de 18 Euros a 20 Euros pela diária de um carro económico.

Exemplos de ensaio pela empresa Europcar:

Mapa do centro da cidade

Clique no mapa para aumentar e explorar melhor.

Mapa do centro de Sevilha

Roteiros em Sevilha

ROTEIRO SEVILHA

ROTEIRO SEVILHA

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Sevilha de maneira independente. Itinerários de turismo em Sevilha em Espanha.

1 Dia em Sevilha: passo-a-passo
Manhã: Basilica de la Macarena, Metropol Parasol, Casa de Pilatos, Barrio de Santa Cruz
Tarde: Alcázar, Catedral de Sevilla e a Giralda
2 Dias em Sevilha: Tranquilamente
Dia 1 Manhã: Metropol Parasol, Casa de Pilatos
Dia 1 Tarde: Barrio de Santa Cruz, Catedral de Sevilla e a Giralda, Alcázar

Dia 2 Manhã: Museo de Bellas Artes de Sevilla, Iglesia Colegial de Salvador, Real Plaza de Toros
Dia 2 Tarde: Praça de Espanha, Parque María Luisa

3 Dias em Sevilha: Muito da cidade
Dia 1 Manhã: Basilica de la Macarena, Convento de Santa Paula, Metropol Parasol, Casa de Pilatos
Dia 1 Tarde: Barrio de Santa Cruz, Catedral de Sevilla e a Giralda, Hospital de los Venerables, Alcázar

Dia 2 Manhã: Barrio de Triana, Museo de Bellas Artes de Sevilla, Iglesia Colegial de Salvador
Dia 2 Tarde: Archivo de Índias, Real Plaza de Toros, Plaza de España, Parque María Luisa

Dia 3 Manhã: Museo Palacio de la Condesa de Lebrija, Museo del Baile Flamenco
Dia 3 Tarde: Tablao Los Gallos, Real Fábrica de Tabaco, Toro del Oro

Procura um Hotel em Sevilha? Hotéis em Sevilha

Siga no Twitter, Facebook, Instagram e Pinterest. Partilhe esta página e deixe o seu comentário.


Deixe o seu comentário aqui:

João Leitão - O autor do blog:

VIVA! Sou o João - blogger de viagens. Com 20 anos de experiência como viajante independente, explorei mais de 128 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindos ao meu blog de viagens, onde partilho informação prática de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

Kit de Viagem:

  • Onde eu reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
  • Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com
  • Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
  • 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com
  • Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com
* Esta página tem links de afiliados. Quando você reserva algo através deste blog, eu retenho uma pequena comissão que não altera o preço final. Obrigado!

Blog de viagens mencionado em:

Blog de viagens nos Media

« Seguir @joaoleitaoviagens no Instagram »