🐪 » Viagem de grupo 7 dias em Marrocos por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara » Mais info em MARROCOS.COM « 🐪

🌍 Um mês de Interrail pela Europa de Mochila às costas – Roteiro diário

Actualizado em 30 Julho, 2017
ROTEIROS INTERRAIL

ROTEIROS INTERRAIL

A escolha de um roteiro Interrail é algo muito pessoal. Cada pessoa terá as suas preferências e as suas limitações, mas mesmo assim fica aqui uma sugestão. Não é um trajecto para aquela Europa clássica, de França e de Itália. Pretende levá-lo a uma Europa mais profunda, mas também bela. Centrado no Centro e Leste do continente, com uma incursão à mágica Istambul. Se para mais não servir, que se torne numa fonte de inspiração para outros planos.

Independentemente da sua escolha, considere que apesar de todos os países europeus terem aderido ao sistema Interrail, há países em que as condições são melhores e outros… enfim, nem tanto. No website oficial existem uma vasta gama de sugestões que poderá consultar antes de tomar uma decisão.

Mas vamos ao nosso plano. Nas agências de viagens são comercializados pacotes que se referem às “Cidades Imperiais” como o conjunto das metrópoles mais significativas do Império Austro-Húngaro: Viena, Budapeste e Praga. São cidades maravilhosas, repletas de história e dotadas de uma arquitectura magnífica. Mas claro que se temos um bilhete Interrail não nos vamos limitar a três cidades, por mais belas que sejam. A nossa sugestão assenta na visita a estas capitais europeias, mas tem muito mais para oferecer.

Primeira Etapa (2 dias)

Para os viajantes hardcore, serão dois dias de comboio entre Lisboa e Berlim. Sai-se às nove e meia da noite, dorme-se a bordo da composição que chega a Madrid já de manhã. No dia seguinte termina-se a travessia de Espanha, cruza-se a França e a noite é passada à aventureiro: na estação de comboios de Basileia, onde se esperam cerca de cinco horas pelo comboio seguinte. Chega-se a Berlim pouco depois do meio-dia.

INTERRAIL EM BERLIM

INTERRAIL EM BERLIM

Berlim (3 dias)

A capital da Alemanha é uma cidade de cultura. Não vale tanto pela sua história e por belos edifícios, porque quase todo o passado desapareceu com a devastação da Segunda Guerra Mundial. Se para mais não houver tempo, há que visitar Mitte, o bairro que se configura como o centro histórico da cidade, cheio de cafés com personalidade, muita cultura e o que restou da glória da antiga capital alemã. Ainda por cima pode ficar hospedado por aqui a bons preços, por exemplo, no Heart of Gold Hostel Berlin, onde uma cama num dormitório custa apenas 14 Eur. Para uma estadia com melhores condições, experimente o Derag Living Hotel, de 4 estrelas, também em Mitte, onde um quarto pode custar apenas 60 Eur. Se quiser dedicar mais tempo a Berlim, pode dali partir para expedições a outras áreas da cidade, como a zona Leste, de ambiente muito alternativo e vastamente habitado por minorias étnicas que dão um toque pitoresco aos bairros.

Leipzig e Dresden (2 dias)

Sai-se de Berlim bem cedinho para aproveitar o dia, chegando-se a Leipzig uma hora depois. O centro histórico desta cidade visita-se bem a pé. Descubra a igreja de São Nicolau, junto da qual se iniciaram os protestos que conduziram à queda do regime comunista na Alemanha de Leste e à reunificação do país. Não perca o Museu da Esquina Redonda, dedicado à polícia política desses tempos, a STASI (na realidade, as instalações do museu encontram-se no antigo quartel da STASI) e muito menos o Zeitgeschichtliches Forum, bem no centro da cidade e de entrada gratuita, que mostra de forma magistral como era a vida na antiga República Democrática da Alemanha. De resto, Leipzig é uma cidade que se vê bem passeando ao acaso pelas suas ruas, e vale a pena.

Ao fim do dia apanhe um comboio para Dresden. Esteja à vontade. Estão sempre a passar e o percurso leva pouco mais de uma hora. Não há grande oferta de acomodação de baixo custo em Dresden. Um bom local para ficar será o Hostel Lollis Homestay e, caso aceite esta sugestão, não saia do comboio na estação principal, mas sim em Dresden-Neuestadt. Prefere uma localização mais central? A Pensão Schlafgut fica mesmo no centro histórico e bem perto da estação de comboios principal.

Dresden é uma cidade museu. O seu centro histórico parece saído de um conto de fadas. Infelizmente tudo aquilo é artificial, porque a verdadeira Dresden foi bombardeada e arrasada por ingleses e norte-americanos durante a Segunda Guerra Mundial. A cidade foi reconstruída e recuperou a sua extraordinária beleza.

INTERRAIL EM PRAGA

INTERRAIL EM PRAGA

Praga (3 Dias)

Pode partir para Praga ao final do dia, sabendo que chegará à capital da República Checa depois do jantar. Como se trata de uma cidade compacta, onde quase tudo o que há para ver se alcança a pé, será essencial encontrar alojamento no centro histórico. O Equitity Point não será o mais barato hostel em Praga, mas a sua localização merece os poucos Euros extra que custa. Dali poderá partir todas as manhãs à descoberta da cidade, sem necessidade de gastar com transportes públicos.

O rio Vltava marca a cidade. Nos seus bancos estende-se a essência da Europa romântica. Abundam os cafés simpáticos, os restaurantes variados. A cerveja corre das torneiras, tão barata que custa menos que água. Três dias poderão não ser suficientes para descobrir todos os encantos de Praga, mas se forem bem aproveitados dão uma boa aproximação. Visite a página para visitar Praga onde tenho um bom roteiro para três dias nesta cidade.

Viena e Bratislava (4 Dias)

No início do quarto dia em Praga poderá partir para Viena, a grandiosa capital do Império. Aqui as dimensões dos edíficios e dos monumentos são de outro mundo. A ideia era mesmo essa, distinguir a majestosidade da sua capital, criando edifícios cada vez maiores e mais espantosos para que se afirmasse uma ideia da superioridade austríaca. O universo dos cafés vienense é mítico e de facto estes estabelecimentos são fascinantes, mas bastante dispendiosos.

Com facilidade passará três dias explorando a capital austríaca, mas uma excelente ideia será dar um salto a Bratislava, a capital da Eslováquia, que fica mesmo ali ao lado, a cerca de 40 minutos de comboio. Não só é muito próxima como é bastante pequena, o que significa que se sair bem cedinho e regressar depois do sol posto, poderá visitar os principais pontos de interesse em Bratislava, especialmente o seu centro histórico e o castelo (hoje, transformado numa série de museus) com vista para o Danúbio.

De regresso a Viena, reveja os pontos mais interessantes, descubra um pouco mais da cidade ou passe um dia relaxante junto ao rio, antes de prosseguir para o próximo destino.
Para ficar em Viena poderá optar pelo alojamento em dormitório de hostel, por exemplo, no West End City Hostel, localizado num edíficio histórico recuperado. Se preferir pagar um pouco mais, por um quarto de casal num bonito hotel, considere o Kolbeck, que não é nada mal localizado.

INTERRAIL EM BUDAPESTE

INTERRAIL EM BUDAPESTE

Budapeste (3 Dias)

Budapeste é na realidade um conjunto de duas cidades, Buda e Peste, que o tempo aproximou e por fim uniu. Chega-se à estação principal, que é só por si um marco histórico. Aprecie a fachada e se aguentar a carga da mochila aproveita para visitar o esplendoroso cemitério central, onde a história da cidade se encontra subtilmente contada. Se tiver energia para vencer um par de quilómetros pode alcançar o centro histórico a pé, o rio, nas margens do qual quase tudo se encontra.

Em Budapeste sentirá pela primeira vez a influência oriental, a presença do Império Otomano, controlou a cidade durante algum tempo. Há que subir ao castelo, ver de perto a imponente fachada do parlamento, subir a colina Gellérthegy e alcançar a cidadela que se encontra no seu topo. Vá a banhos. As termas são um símbolo de Budapeste e não as deverá perder por nada deste mundo.
Para ficar em Budapeste poderá optar pelo Colors Hostel, muito bem localizado e com bom ambiente. Se prefere algo com um pouco mais de qualidade, a sugestão é o Gregersen Art Premium Hostel, também num ponto central da cidade e com excelentes condições.

Belgrado (3 Dias)

Infelizmente poderá haver apenas um comboio para Belgrado, e de manhã, sendo necessário o dia inteiro para fazer a viagem.

Belgrado é uma cidade surpreendente. Não constando das grandes rotas de viagem na Europa oferece um ambiente descontraído e agradável, sendo fácil passar aqui alguns dias num ritmo mais calmo, depois das visitas às grandes capitais imperiais.

O castelo é um dos pólos de interesse mais evidentes, assim como a charmosa rua Knez Mihailova, que atravessa o centro histórico, rodeada de gloriosas casas de outros tempos. Nesta cidade se encontram os rios Sava e Danúbio, e as suas margens são plenamente aproveitadas como espaço de lazer, com uma infinidade de passeios cheios de cafés e restaurantes e até praias fluviais.

Apesar de não se encontrar no centro, tente visitar Zemun, hoje parte da grande cidade mas antes uma outra localidade. Em tempos foi aqui a fronteira entre os Impérios Otomano e Austro-húngaro. Zemun nas mãos dos austríacos, os turcos em Belgrado. Zemun é uma cidade histórica, uma espécie de Sintra sérvia, com uma encantadora marginal e muitas ruas e edifícios históricos.

Em Belgrado poderá economizar no alojamento: uma cama de dormitório no Hostel Flash, bem no centro, custa apenas 6 Eur. Mas com preços tão agradáveis poderá desejar uma extravagância e ficar num apartamento de luxo mesmo ao pé da estação de comboio de onde poderá caminhar até ao centro histórico: Feel Belgrade Luxury Apartments.

INTERRAIL EM SOFIA

INTERRAIL EM SOFIA

Sofia (2 Dias)

Para atingir a capital búlgara a partir de Belgrado é mais um dia nos carris. Chegará já noite feita, tempo à justa para encontrar o seu alojamento, descansar um pouco e preparar-se para explorar a cidade no dia seguinte.

Em Sofia poderá obter um quarto para duas pessoas pelo preço onde noutras cidades encontra uma cama de dormitório. Considere o Elegance Hostel and Guesthouse, onde o quarto para duas pessoas custa 17 Eur, localizado próximo da estação de comboios e do centro.

Sofia é das capitais mais pequenas da Europa, talvez porque até à fundação do país, nos finais do século XIX, não era mais do que uma cidadezinha provincial. Por isso é muito fácil de explorar, e num dia bem suado consegue-se ver tudo o que de mais relevante ali existe. A rua Vitosha é o veio principal da cidade antiga. Procure assistir ao render da guarda presidencial, visite a catedral ortodoxo Alexander Nevski e observe os últimos monumentos de inspiração soviética existentes na Europa. Note como a influência oriental se encontra presente em Sofia, como a cultura se funde entre as duas partes de uma imaginária fronteira traçada na Bulgária: aqui acaba o Ocidente e se inicia o Oriente. E é precisamente para este Oriente que partirá…

INTERRAIL EM ISTAMBUL

INTERRAIL EM ISTAMBUL

Istambul (4 Dias)

Ao fim do segundo dia em Sofia embarque no comboio nocturno para Istambul. Imagine-se no Expresso do Oriente, esse romântico comboio que preencheu o imaginário de tanta gente desde o século XIX. Chegará à estação de Sirkeci, bem no centro de Istambul, como os passageiros desse mítico comboio.

No que toca a alojamento o mais complicado será escolher entre os milhares de propostas. Aqui o Azre Hotel é barato (16 Eur por um quarto para duas pessoas), nada mau e extremamente bem localizado. Se preferir uma opção mais próxima dos grandes pontos turísticos, talvez o Hotel Sphendon, instalado numa casa tradicional, muito razoável, e apenas ligeiramente mais caro.

Istambul é um mundo e não seria possível ver tudo o que te interessante a cidade tem para oferecer. Nem que se demorasse meses. Os pontos altos serão o Palácio e as majestosas mesquitas, a Mesquita Azul e a Haja Sophia. A rua pedestre, Istiklal, por onde passa o famoso eléctrico vermelho e onde se observam edifícios históricos… cinemas centenários, o liceu de Galatasaray, de onde saiu a elite turca durante décadas a fio. Passeie nas margens do Bósforo, apanhe um ferry para a parte oriental de Istambul.

Explore os bairros antigos menos turísticos, como Balat e Fethiye, beba muito chá, visite o fabuloso museu Rahmi Koc e a Miniaturk, onde poderá ver modelos dos principais edifícios de toda a Turquia. Passe pela ponte de Galata muitas vezes, perca-se no Oriente profundo que são os bazares de Istambul. E ao quarto dia comece a pensar que a aventura está a chegar ao fim e que se aproxima a hora de iniciar o regresso a casa.

Alguns poderão considerar adquirir uma passagem aérea de Istambul, poupando os dias de regresso, que serão intensos e cansativos e sem muito de novo. Mas os que quiserem levar o espírito do Interrail até ao fim…

INTERRAIL EM PARIS

INTERRAIL EM PARIS

O Regresso (4 Dias)

De Istambul até Paris serão um duas noites e dois dias a bordo de comboios. Cinco transbordos, algum espaço para algo correr mal, algum tempo entre comboios em estações onde se pode abastecer. Leve livros, filmes no computador, escreva o diário da aventura, conheça outros viajantes. Tempo não lhe faltará.

Precisa de alojamento em Paris para passar a noite. Se ainda tiver energia poderá aproveitar a manhã seguinte para visitar os ícones da capital gaulesa: a Torre Eiffel, as margens do Sena, o Arco do Triunfo. Mas não abuse, porque ainda antes do almoço tem o comboio para Portugal. Chegará a Santa Apolónia no dia seguinte, bem cedo de manhã.

Siga no Twitter, Facebook, Instagram e Pinterest. Partilhe esta página e deixe o seu comentário.


Deixe o seu comentário aqui:

João Leitão - O autor do blog:

VIVA! Sou o João - blogger de viagens. Com 20 anos de experiência como viajante independente, explorei mais de 128 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindos ao meu blog de viagens, onde partilho informação prática de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

Kit de Viagem:

  • Onde eu reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
  • Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com
  • Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
  • 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com
  • Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com
* Esta página tem links de afiliados. Quando você reserva algo através deste blog, eu retenho uma pequena comissão que não altera o preço final. Obrigado!

Blog de viagens mencionado em:

Blog de viagens nos Media

« Seguir @joaoleitaoviagens no Instagram »