🐪 » Viagem de grupo 7 dias em Marrocos por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara » Mais info em MARROCOS.COM « 🐪

🌍 Trans-Europeu 20.000km e 19 Países, Viajar de Carro pela Europa

Actualizado em 23 Julho, 2017

PÁGINA EM REMODELAÇÃO, POR FAVOR VOLTE MAIS TARDE. OBRIGADO.

Guia para Viajar de Carro pela Europa

Guia para Viajar de Carro pela Europa: 20.000km e 19 Países

Trans-Europeu de Carro Janeiro 2005

Era 1 de Janeiro de 2005 e estava eu nas dunas de Erg Chebbi no Sul de Marrocos com um grupo de amigos e conhecidos. Amanhã mesmo era o dia que saía para uma aventura como nenhuma outra que tinha feito. Guiar desde Marrocos até ao Círculo Polar Ártico na Finlândia e na Suécia, um Trans-Continental de carro, um Trans-Europa por terra, com o meu Opel Corsa.

Este começo de ano foi um pouco louco pois foram meses sem conta sempre fora de Portugal, a passar fronteiras. Basicamente saí de Marrocos no dia 2 de Janeiro, passei por Lisboa e atravessei a Europa, chegando à Suécia em Fevereiro depois de ter ficado 3 semanas em Kankaanpaa cidade onde tinha a Universidade.

Estes primeiros 6 meses de 2005 foram sempre a dar-lhe. Depois desta viagem até à Suécia, ainda guiei cerca de 5000km pela Rússia, e depois, ainda deixei o carro na Finlândia e em Abril quando voei para Nova Iorque onde fiquei durante 1 mês. E, para acabar, uns meses depois, foi a vinda…de volta para Portugal, outro Trans-Europeu, escolhi países diferentes, mas para essa viagem escreverei uma nova página pois o percurso foi bem diferente e também muito interessante.

Porquê ir de carro?

A oportunidade surgiu pela minha teimosia de querer guiar até à Finlândia, país onde iria fazer o Programa ERASMUS depois de ter ganho esta bolsa de mobilização a partir da Universidade de Évora para o Satakunnan Ammattikorkeakoulu na cidade Filandesa de Kankaanpää. Da maneira mais cara possível para se viajar, resolvi ir de carro, sozinho.

Fronteira da Suécia com a Finlândia no circulo Polar Árctico

Foto da fronteira da Suécia com a Finlândia na cidade de Overtorneo no circulo Polar Árctico

Uma viagem por 13 países ligando o calor das areias do Deserto do Saara, à neve do frio da Escandinávia pareceu-me muito mais fascinante do que ir de avião e aterrar algures no meio do nada. Adoro conduzir e sentir a viagem assim. É realmente muito mais caro sem haver comparação possível, mas a nível pessoal é impossível comparar. A experiência de sentir realmente a Europa a mudar de país para país, culturas, arquitecturas e pessoas diferentes é fascinante. Parece que o guiar requer um esforço e, esse mesmo esforço faz com que a ânsia e o gosto de querer chegar seja ainda maior.

Uma boa coisa para comprar para conduzir na Europa é um GPS para poder seguir e marcar o seu itinerário, e ter assim acesso em tempo real de todas as estradas europeias. Sem dúvida um companheiro que não pode deixar de comprar para fazer esta viagem.

Fotografias do Trans-Europa de Carro

8000 km pela Europa – Viagem de Luís Seco

O meu amigo Seco fez uma grande viagem de 8000km pela Europa em 17 días, passando por países como a Espanha, a Suíça, a Áustria, a República Checa, a Eslováquia, a Hungria, a Croácia, a Itália, o sul de França, o Mónaco e Andorra.

No site Foto Viajar o Luís Seco elaborou imensas páginas sobre a sua viagem (ver aqui: Viajar de Carro pela Europa), onde dormir, como viajou, que locais visitou, e muito material de mapas e informação útil para quem quer viajar de carro pela Europa.

Viajar de Carro pela Itália – Visitar Veneza

(Exemplo de roteiro do site Foto Viajar)
Veneza Itália(…) Neste dia acordámos num motel à beira da auto-estrada, em Mestre, às portas de Veneza, após termos conduzido mais de 700 quilómetros, desde a riviera croata, por estradas secundárias.

Depois de termos tomado o pequeno almoço, que estava incluído no preço do quarto, pedimos indicações ao recepcionista, que foi muito simpático. Disse-nos para seguirmos em frente (na Via Giovanni da Verrazzano e, mais à frente, Via Amerigo Vespucci) e virarmos à direita no cruzamento. Metemo-nos no carro e andámos uns 4 quilómetros quando dois italianos, vestidos com um uniforme qualquer, no meio da estrada, nos mandaram seguir em frente com uma qualquer desculpa de que agora não me recordo. Achámos que algo de estranho se estava a passar mas seguimos na direcção indicada. (…)

(…) Ao conduzirmos alguns metros encontrámos um parque de estacionamento pago, em terra batida, e aquilo que parecia uma doca com ferries. Lá estacionámos o carro e dirigimo-nos à bilheteira. Mas, quando chegámos perto da água, vimos que havia uma ponte transitável! E pediram-nos 10 EUROS a cada um para nos levarem a Veneza! Fiquei possesso porque tínhamos sido enganados. As duas pessoas que nos desviaram a nós e a outros turistas trabalhavam para a empresa dos barcos que faz a travessia. Quando voltámos costas para ir embora o italiano ainda nos gritou “20 EUROS, os quatro”, o que me irritou ainda mais. Em Itália a noção de preço tabelado é muito vaga. (…)

Viajar em Veneza Itália(…) Existe outro parque de estacionamento, na Ilha de Tronchetto, logo à direita à saída da ponte. O preço para veículos ligeiros é, mais ou menos, o mesmo mas tem a vantagem de poder ser usado por autocaravanas e outros veículos maiores (obviamente paga-se mais caro para estes dois tipos de veículos mas têm a hipótese de usar a electricidade, abastecer de água e também despejá-la). Há, também, acesso a uma agência de viagens, marcações de hotéis, casa de câmbios, casas de banho. Não é necessário deixar as chaves na ignição e usa-se o vaporetto ou autocarro marítimo para chegar ao centro de Veneza. Para mais facilmente o apanhar, tente parar o carro na ponta mais distante da ilha. Deve ignorar as ofertas, à entrada, para os caros táxis marítimos não oficiais. Mas nós estávamos na Piazzale Roma e começámos o caminho pelas estreitas ruas e ruelas de Veneza, em direcção ao centro. (…)

(…) Veneza foi fundada no século V e tornou-se uma enorme potência marítima no século X. Toda a cidade é uma extraordinária obra de arte arquitectónica em que até o mais pequeno edifício possui trabalhos de artistas de renome mundial tais como Giorgione, Titian, Tintoretto, Veronese e outros. Outro dos nomes que faz lembrar Veneza é o de Marco Polo, famoso por volta de 1290 pelo comércio de pedras preciosas. Aliás, a história da cidade está sempre associada ao comércio e à riqueza.
Depois do almoço reiniciámos o passeio por toda a cidade, pelas ruas que ladeiam alguns dos seus 150 canais. Veneza pode ser dividida em San Marco, Dorsoduro, San Paolo e Santa Croce, Canareggio e Castello. Tem dezenas de igrejas, palácios renascentistas e museus. (…)

1ª Etapa

Dunas de Erg Chebbi ( Marrocos ) -> Lisboa ( Portugal ) = 1395KM

  • Via Rissani, Erfoud, Errachidia, Midelt, Sefrou, Fes, Ouezzane, Chefchaouen
  • Fronteira Ceuta, Ferry-Boat, Algeciras-Sevilha A381 e A4, Mérida A66, Badajoz
  • Fronteira Caia-Évora-Lisboa A5

2ª Etapa

Lisboa ( Portugal ) -> Tallinn ( Estónia ) = 4542KM

  • Via Guarda-Coimbra A23, fronteira de Vilar Formoso
  • Salamanca-Valladolid-Burgos-Miranda de Ebro A61, Vitoria Gasteiz,Tolosa-San Sebastián A1
  • Fronteira Hendaye-Biarritz-Bayonne-Bordeaux A63 e A10, Poitiers-Tours-Orléans-Paris A10, Reims-Châlons en Champagne-Metz A4, Fronteira Thionville
  • Luxemburgo A31
  • Fronteira Wasserbillig-Trier A64, Kaiserlautern-Mann A62, Heilbronn-Nurnberg-Kastl-Amberg A6, Schwandorg B85, Schwarzenfeld A93, Wenberg A6
  • Fronteira Rozvadov-Plzen-Praga D5, Hradec Kralove-Josefov-Ceska Skalice 77
  • Fronteira Nachod-Kudowa Zdroj-Wroclaw E67, Wroclaw-Poznan E261, Gniezno-Strzelno-Inowroclaw-Torun, Olsztyn-Elk-Augustow, Suwalki
  • Fronteira Budzisko E67, Kaunas-Panevezys E67
  • Fronteira Bajoreliai-Riga A7, Riga-Salacgriva
  • Fronteira Parno-Marjamaa-Tallinn A67

Uma boa coisa para comprar para conduzir na Europa é um GPS para poder seguir e marcar o seu itinerário, e ter assim acesso em tempo real de todas as estradas europeias. Sem dúvida um companheiro que não pode deixar de comprar para fazer esta viagem.

3ª Etapa

Helsínquia ( Finlândia até acima do Círculo Polar Ártico ) -> Jokmokk ( Suécia acima do Círculo Polar Ártico ) -> Helsínquia = 3352KM

  • Via Ferry-Boat Tallinn aHelsínquia-Tampere E12, Kankaanpää-Honkajoki-Isojoki-Lappfjard-Seinajoki-Lapua E8-8, Kemi-Ajos E75, + Círculo Polar Ártico: Rovaniemi, Napapiiri E75-4
  • Fronteira Overtornea 930, Overkalix-Morjarv-Niemisel-Boden 356, Harads-Gammelstad, + Círculo Polar Ártico: Jokkmokk 97

4ª Etapa

Helsínquia ( Finlândia) -> Suzdal ( Rússia ) -> Helsínquia = 4600KM

5ª Etapa

Helsínquia (Finlândia) -> Évora ( Portugal ) -> Helsínquia = 6200KM Esta última etapa vou aproveitar para explicar um pouco mais já que fiz outros países diferentes.

Locais UNESCO da Viagem

  • Paris
  • Luxemburgo
  • Praga
  • Wroclaw
  • Torun
  • Zamosc
  • Wooden churches of south poland
  • banska stavniata
  • Bardejov
  • Parque Bialowieza
  • Vilnius
  • Riga
  • Tallinn
  • Soumenlina
  • Petajavesi church
  • Rauma
  • Gammelstad
  • São Petersbuego
  • Novgorod
  • Sergiev Posad
  • Moscovo
  • Vladimir
  • Suzdal
  • Igrejas romanas de Andorra

Trans-Europeu de Carro, Parte 4: Portugal

Portugal

Fui direito a Évora apanhar algumas bagagens, dormi em Lisboa e na manhã seguinte parti em direcção a Paris. Muito cedinho fiz a estrada por Vilar Formoso e entrei em Espanha. A passagem da fronteira em Vilar Formoso dá mesmo para sentir que é zona fronteiriça, há mesmo um feeling no ar de passagem de algo.

Trans-Europeu de Carro, Parte 5: Espanha

Espanha

Esta primeira passagem por Espanha foi rápida, fazendo só de ligação entre Marrocos e Portugal. Tinha que ir a Portugal deixar os amigos que guiei por Marrocos, Panhar a mala de viagem e seguir.

ESPANHA

Esta segunda passagem por Espanha foi outra vez rápida, fazendo só de ligação entre Portugal e França. A subida fez-se bem até Bilbao sempre pela auto-estrada. Nada a dizer. O Norte de Espanha é completamente diferente do que o Sul que tanto estou habituado. Senti a ligação entre o resto da Europa, parece que esta Península Ibérica é mesmo uma coisa diferente. Já sentia França a chegar.

O objectivo aqui não era Espanha mas sim chegar directo a Paris. Parei para dormir 2 vezes. Encostei na auto-estrada.

Trans-Europeu de Carro, Parte 6: França

FRANÇA

O meu objectivo na França era subir sempre por auto-estrada até Paris. A minha irmã nesta altura estava a viver lá, por isso era uma boa oportunidade de vê-la e ficar 1 ou 2 dias nesta super cidade. Segui pela parte Este do país passando por Reims até entrar no Luxemburgo pela fronteira ao pé de Dudelange, fiz sempre em auto-estrada, epá, eu ainda comecei a fazer sem ser em auto-estrada mas não dá. É cidade sim, cidade não. Para, abranda, pára…melhor auto-estrada.

Distância de Lisboa até Paris = 1736km

Mapa de França

Mapa de França

Paris

Paris é a capital e a maior cidade da França, bem como a capital da região administrativa de Île-de-France, na bacia parisiense. A cidade é atravessada pelo rio Sena e é a segunda maior metrópole da Europa só menos populosa que Moscovo. A cidade é conhecida mundialmente como Cidade das Luzes, sendo uma das principais cidades turísticas do mundo. Fiquei aqui para visitar a minha irmã que estava a morar ao pé da Gare de l’Est. Saimos à noite na zona do Moulin Rouge e do Sacre coeur.

Procura um Hotel em Paris? Hotéis em Paris

Trans-Europeu de Carro, Parte 7: Luxemburgo

LUXEMBURGO

O Luxemburgo foi uma novidade para mim, nunca lá tinha estado e era mais um país na minha lista. Estava contente. As primeiras impressões foram muito boas, tudo muito limpinho e organizado, calmo e tranquilo. Fui direito à capital. Visitei os monumentos centrais.

O Luxemburgo é um pequeno país da Europa Ocidental, limitado a leste pela Alemanha, a sul pela França e a oeste e norte pela Bélgica. A história registrada do Grão-Ducado do Luxemburgo começa com a construção do Castelo do Luxemburgo na Idade Média. Em torno desta fortaleza desenvolveu-se gradualmente uma cidade, que se transformou no centro de uma pequena mas importante nação com grande valor estratégico para a França, Alemanha e Países Baixos. Depois de séculos de conquistas e governo por estados estrangeiros, o Luxemburgo acabou por se tornar numa nação independente e neutra no século XIX.

Mapa do Luxemburgo

Mapa de localização do Luxemburgo na Europa.
Mapa do Luxemburgo

Procura um Hotel em Luxemburgo? Hotéis em Luxemburgo

Trans-Europeu de Carro, Parte 9: República Checa

REPÚBLICA CHECA

Mais uma vez visitei esta país com arquitectura tão única e tão diferente. Acho a República Checa um país altamente fotogénico a nível arquitectónico.

Distância de Nuremberga até Pilsen = 214km
Distância de Pilsen até Praga= 95km

Guiei basicamente desde a ponta Ocidental do país para entrar na fronteira polaca no norte seguindo a estrada Plze? – Praha – Hradec Králové. Apanhei muito bom tempo. A última vez que tinha estado em Praga estava a nevar.

A República Checa, República Tcheca, Chéquia, Tchéquia é um país da Europa Central, limitado a norte pela Polónia, a leste pela Eslováquia, a sul pela Áustria e a oeste e norte pela Alemanha. A capital do país é Praga. É membro da União Europeia desde 2004. Quando entrei ainda precisei de carimbar o passaporte, foi muito engraçado pois eu pensava que já não havia este controlo e não parei na fronteira. Tive policias alemães e checos a gritaram e a correrem na minha direcção…eu até ia distraído…

Mapa da República Checa

Mapa da localização da República Checa na Europa.
Mapa da República Checa

Pilsen

Aproveitei para ver Pilsen, cidade muito conhecida pela sua cerveja. Adorei a subida à Igreja no centro da cidade, a catedral gótica de São Bartolomeu. Vistas espectaculares sobre a cidade.

Plzen ou Pilsen é a quarta maior cidade da República Checa com mais ou menos 180 mil habitantes. Plzen é conhecida mundialmente pela produção de cerveja e por dar nome a um tipo pilsener. A sua fundação como cidade data do século XIII, pelo rei Vesceslau II.

Praga

Praga em checo Praha é a capital e a maior cidade da República Checa, situada na margem do Vltava. Conhecida como “cidade das cem cúpulas”, Praga é um dos mais belos e antigos centros urbanos da Europa. Mais uma vez visitei esta cidade que gosto imenso. Para amantes de monumentos e fotografia esta cidade é um local a não perder.

Hradec Králové

Hradec Králové é uma cidade, a capital da Hradec Králové (região) na República Checa. Situada no norte do país, a beiras do Rio Elba. Tem 100.000 habitantes. Parei aqui antes de entrar na Polónia. Fiquei impressionado com o centro da cidde e a catedral.

Procura um Hotel em Praga? Hotéis em Praga

Trans-Europeu de Carro, Parte 8: Alemanha

ALEMANHA

Luxemburgo até Nuremberga foi um percurso muito bom, as estradas alemãs são excelentes, muito bem sinalizadas e grátis. Foi seguir fininho até Nuremberga.
Distância do Luxemburgo até Nuremberga = 468km
A Alemanha tem como nome oficial a República Federal da Alemanha, em alemão: Bundesrepublik Deutschland, é um país localizado na Europa central, membro fundador da União Européia, membro da NATO e do Grupo dos Oito. O país é limitado a norte pelo Mar do Norte, pela Dinamarca e pelo Mar Báltico, a leste pela Polónia e pela República Checa, a sul pela Áustria e pela Suíça e a oeste pela França, Luxemburgo, Bélgica e os Países Baixos.

Mapa da Alemanha

Mapa da Alemanha

Nuremberga

Nuremberga, Nurembergue ou Nuremberg em alemão: Nürnberg é uma cidade independente alemã, situada ao norte do estado da Baviera na região administrativa da Média Francónia. Nuremberga é a maior cidade da região histórica Francônia com cerca de 500 mil habitantes. Fiquei muito admirado com esta cidade. Foi muito simples de entrar, só com um simples mapa que tinha no livro da Lonely Planet, e, de noite. Cheguei cansado mas ainda foi dar umas voltas pelo centro histórico já que fiquei alojado mesmo mesmo no centro da velha cidade.

Apesar da enorme destruição da cidade durante a Segunda Guerra Mundial, a maioria das construções medievais foram reconstruídas a partir de planos originais existentes desde a Idade Média. Até hoje o centro histórico é rodeado pela antiga muralha com uma extensão de 4 km. Albrecht Dürer passou a maior parte da sua vida em Nuremberga. Esta é uma cidade cheia de história e edíficios interessantes para visitar.

Procura um Hotel em Berlim? Hotéis em Berlim

Trans-Europeu de Carro 2005, Polónia

Trans-Europeu de Carro - Dirigir na Polónia

Trans-Europeu de Carro – Dirigir na Polónia

Durante o meu Trans-Europeu de Carro em 2005 atravessei duas vezes a Polónia.

Em Janeiro 2005 fui visitar um casal amigo que mora em Wroclaw. Fiquei em casa do Darek e da Aga. Sou o seu padrinho de casamento. Guiei também por Poznan para estar com uma ex-namorada. Subi por Torun cidade UNESCO e fiz toda a estrada do norte passando por Elk e entrando já na Via Báltica.

Fiquei alguns dias em casa desses meus amigos já não nos viamos desdo o casamento em 2003 em que fui padrinho num grande casamento mesmo na catedral de Wroclaw. Em Poznan fiquei alguns dias também para meter a conversa em dia com uma boa amiga a Ania.

Em Wroclaw comprei 4 pneus de Inverno por 40 EUROS, em 2ª mão mas de boa marca. Seria impossível guiar na Finlândia, Suécia e depois Rússia se não tivesse pneus próprios para Inverno.

Aproveitei para arranjar o carro numa cidadezinha depois de Poznon chamada Inowroclaw. Mudei o óleo, limpei a válvula EGR e segui caminho até Torun.

O meu percurso na Polónia:

Mapa da Polónia´

  • Distância de Praga até Wroclaw = 286km
  • Distância de Wroclaw até Poznan = 176km
  • Distância de Poznan até Torun = 155km
  • Distância de Torun até Suwalki = 404km

Visitar Wroclaw

Visitar Wroclaw

Visitar Wroclaw

Wroclaw é uma cidade no Sul da Polónia. Tem cerca de 640 mil habitantes e localiza–se nas margens do rio Odra, a cerca de 350 quilometros de Varsóvia. Wroclaw é também a capital do voivodato da Baixa Silésia. Esta minha visita à cidade não foi novidade pois já cá tinha estado muitas vezes em anos anteriores e durante muito tempo. Foi como um voltar a casa de familiares. Wroclaw é muito bonita com o seu centro histórico muito bem preservado.

Visitar Poznan

Visitar Poznan

Visitar Poznan

Ah Poznan, ui que memórias tenho desta cidade… foi muito bom voltar aqui. Poznan é uma pequena cidade com um centro histórico muito bonito, humilde e calmo. Tem um excelente restaurante vegetariano e fiquei aqui 2 dias.

Poznan é uma cidade na zona Oeste da Polónia. Localiza-se nas margens do rio Warta. Tem cerca de 636 mil habitantes e foi o primeiro bispado da Polónia, em 968. O centro histórico de Poznan é muito bonito, com o famoso edifício da Câmara Municipal. A margem do rio com a catedral é lindo.

Visitar Torun

Visitar Torun

Visitar Torun

Torun é uma cidade no norte da Polónia. É a capital da voivodia de Cujávia-Pomerânia. Localiza-se na margem do rio Vístula. Tem 208.278 habitantes e é a cidade terra natal de Nicolau Copérnico que nasceu em 19 de Fevereiro de 1473. Copérnico foi um astrónomo e matemático polaco que desenvolveu a teoria heliocêntrica do Sistema Solar. Foi também cónego da Igreja Católica, governador e administrador, jurista, astrólogo e médico.

A sua teoria do Heliocentrismo, que colocou o Sol como o centro do Sistema Solar, contrariando a então vigente teoria geocêntrica (que considerava, a Terra como o centro), é considerada uma das mais importantes hipóteses científicas de todos os tempos, tendo constituído o ponto de partida da astronomia moderna. A teoria copernicana permitiu também a emancipação da cosmologia da teologia.

Torun é uma cidade muito bonita e o seu centro histórico foi incluído na lista UNESCO de Património Mundial em 1997.

Procura um Hotel em Varsóvia? Hotéis em Varsóvia

Trans-Europeu de Carro, Parte 11: Lituânia

LITUÂNIA

A Lituânia foi o meu 1º país de todos os países do Báltico. Foi uma descoberta nova, pessoas novas e paisagens novas.Tinha uma ideia assim um pouco diferente do que ia encontrar e esperava um ambiente mais russo do que tem. Nós cá no ocidente temos uma ideia muito russa de todos os países que pertenciam à ex-União Soviética. A Lituânia limita a norte com a Letônia, a leste e a sul com a Bielorrússia, a sul com a Polónia, a sul e a oeste com o enclave russo de Kaliningrado e a oeste com o Mar Báltico. A sua capital é a cidade de Vilnius. É um dos países-membros da UE.

Mapa da Lituânia

Mapa de localização da Lituânia na Europa.
Mapa da Lituânia

Kaunas, Lituânia

No local onde hoje é o centro histórico de Kaunas, na confluência dos rios Neman e Neris, foi estabelecido um assentamento por volta do século X a.C.. De acordo com uma lenda, a cidade propriamente dita foi fundada em 1030, porém foi mencionada pela primeria vez em textos no ano 1361. No século XIII uma muralha foi construída para protegê-la dos constantes ataques dos Cavaleiros Teutônicos. Em 1362, a cidade foi capturada pelos Cavaleiros, que destruíram o seu castelo. Parei em Kaunas durante uma manhã inteira e pude ver o centro e o beira rio. Cidade muito tranquila.

Curiosidade do Leste da Europa: Via Báltica

Via Báltica E67

A Estrada Europeia E67, é uma via que vai desde Praga na República Checa até Helsínquia na Finlândia, passando pela Polónia, Kaunas na Lituânia, Riga na Letónia e Tallinn na Estónia.

Entre Varsóvia e Tallinn é conhecida como via Báltica num trecho de 970KM. É a estrada mais importante e mais usada entre os países estados do Báltico.

O último trecho da estrada é entre Tallinn e a Finlândia com uma viagem de Ferry-Boat, um barco entre as duas cidades que conta com cerca de 10 saídas de ferries todos os dias. Nos últimos tempos esta estrada tem criado muita polémica com o e Estado Polaco a querer fazer um novo troço da estrada por dentro do parque natural.

Estrada Trans Europa, placa da Via Baltica

Estrada Trans Europa, placa da Via Baltica

Uma boa coisa para comprar para conduzir na Europa é um GPS para poder seguir e marcar o seu itinerário, e ter assim acesso em tempo real de todas as estradas europeias. Sem dúvida um companheiro que não pode deixar de comprar para fazer esta viagem.

Mapa Google da Via Báltica – Mapa da Estrada E67

Procura um Hotel em Lituânia? Hotéis em Lituânia

Trans-Europeu de Carro, Parte 12: Letónia

LETÓNIA

Conduzi directo a Riga depois de ter estado em Kaunas na Lituânia. Realmente, dei mais importância e fiquei mais tempo na vinda para baixo alguns meses mais tarde. Riga revelou-se muito bonita e interessante. Gostei imenso de andar a ver os inúmeros monumentos ali existentes. Na subida depois de Riga fiz com mais calma tudo junto à costa do Mar Báltico, praias desérticas com um mar vermelho e ocre, ondas fortes, algas e nevoeiro. wow grandes paisagens diferentes.

Mapa da Letónia

Mapa de localização da Letónia na Europa.
Mapa da Letónia

Riga – capital da Letónia

Cidade que gostei muito. Tem imensos munumentos para ver a um ambiente calmo. Não sei se foi porque passei durante o Inverno mas de qualquer maneira tem uma arquitectura muito bem preservada.

Riga é a capital da Letónia e a maior cidade dos países Bálticos. É um porto no Mar Báltico, junto ao rio Daugava.

A cidade está situada num antigo assentamento dos livônios, uma antiga tribo fínica, na confluência dos rios Daugava e Ridzene. Este último era antigamente conhecido como Rio Riga no ponto onde existia um porto natural chamado Lago Riga. Ambos desapareceram. Acredita-se que o nome do antigo rio tenha dado origem ao da cidade.

A fundação da moderna Riga é atribuída pelos historiadores à chegada de comerciantes germânicos, mercenários e cruzados na região, na segunda metade do século XII, atraídos pela região pouco povoada, pelo mercado potencial e pelas oportunidades missionárias de conversão religiosa da população local ao Cristianismo. Mercadores alemães estabeleceram um entreposto para comércio com os povos bálticos, próximo ao assentamento Liv em Riga em 1158. O monge agostiniano Meinhard constuiu um mosteiro por lá por volta de 1190.

Procura um Hotel em Riga? Hotéis em Riga

Trans-Europeu de Carro, Parte 13: Estónia

ESTÓNIA

Esta foi a última etapa da minha viagem antes de chagar à Finlândia. A Estónia é um país vom poucas montanhas, e na altura que passei em Janeiro estava com umas nuvens carregadas. Pensava eu que iria encontrar o país com neve, mas nesta altura que subi, foi um dos Invernos menos fortes que já tinham à anos. Ainda bem que sou muito friorento…

Mapa da Estónia

Ver no mapa a localização da Estónia.
Mapa da Estónia

Tallinn

Gostei imenso de Tallinn e fiz questão de voltar e ficar mais tempo quando desci na viagem de volta para Portugal. Tallinn é uma das cidades mais interessantes do Báltico e tem o centro histórico medieval mais bem preservado de toda a Europa.

Tallinn é a cidade capital da Estónia, localizada no Golfo da Finlândia, na costa norte do país junto ao Mar Báltico, a 80 quilómetros a sul de Helsínquia. Tem cerca de 400.000 habitantes, aproximadamente um terço da população total do país. Até ao início do século XX a cidade era designada por “Reval”.

De acordo com o Eurostat, a agência de estatística da União Europeia, de todas as cidades capitais dos países membros da UE, Tallinn tem a maior percentagem de nacionais de fora da UE: 27.8% da população não é cidadã da UE. Isto deve-se ao grande número de não-Estónios, maioritariamente Russos, que participaram na imigração planeada de outras repúblicas da União Soviética para Tallinn e para outros locais no norte da Estónia.

A cidade é animada por numerosos festivais, como o da cerveja, do centro histórico, do Jazz, da música barroca, da canção, etc. Possui uma grande sala de concertos, o « Saku suurhall » e 10 teatros profissionais (cinco dos quais mantidos pelo Estado), com representações bastante clássicas.

Precisa um Hotel em Tallinn? Hotéis em Tallinn

Trans-Europeu de Carro, Parte 14: Finlândia

FINLÂNDIA

Este era então o país mais esperado de todos os 13. Sim, este era o país que me acolhia para o Programa ERASMUS. O Protocolo Erasmus, Acção Erasmus ou ainda Programa Erasmus foi estabelecido em 1987, é um programa de apoio interuniversitário de mobilidade de estudantes e docentes do Ensino Superior, entre estados membros da União Europeia e estados associados, permite a alunos estudarem noutro país por um tempo de 3, 6 e 12 meses.

Estrada Trans-Europa

Trans-Europa, Finlandia

Entrei na Finlândia vindo no Ferry-Boat de Tallinn na Estónia e a 1ª vista do país foi no barco, a ver a cidade de Helsínquia de noite, vindo do mar. Foi muito bonito. Esta cidade sempre esteve no meu imaginário, pondo-a sempre como algo longe e quase inatingível. Lá estava eu.

Helsínquia / Helsinque

A capital da Finlândia tem aproximadamente 560 mil habitantes, é a maior cidade do país. Está localizada na parte meridional do país, na costa do Golfo da Finlândia. Helsínquia forma uma conurbação com outras três cidades, Espoo, Vantaa e Kauniainen que, no seu conjunto, constituem a chamada Área Metropolitana de Helsínquia, com uma população total de cerca de 1.179.000 habitantes.

Helsínquia espalha-se por várias ilhas, entre as quais se encontram Seurasaari, Lauttasaari, Korkeasaari onde se localiza o maior jardim zoológico da Finlândia, assim como a ilha fortaleza de Suomenlinna. Enquanto estive na Finlândia visitei muitas vezes esta cidade, fui a museus, festas transe, cinema, compras, etc.

Kankaanpaa

Bem era aqui onde iria estudar durante alguns meses. Esta é uma cidade pequena a cerca de 300km da capital Helsínquia. Foi muito bem recebida na universidade. Fiquei muito bem aqui pois estava mais a centro da país permitindo-me assim rapidamente explorar outras zonas à volta.

Rovaniemi e Napapiiri

Era aqui que chegava à Lapónia, uma região que tinha muita curiosidade. Não estava tão frio como esperava e ainda bem, e fartei-me de caminhar com umas amigas pelo campo todo coberto de neve, quando… pois… vem uma tempestade. Tivemos que ficar os 4 abrigados num abrigo até passar. ui que frio…

Alugámos uma casa só para nós a cerca de 5km do centro da cidade de Rovaniemi. Epá… estava sempre de noite…

Rovaniemi é a capital e centro comercial / económico da Lapónia, localizada na Finlândia, próximo ao Círculo Polar Ártico. Com cerca de 59.000 habitantes é a 13º município finlandês em população.

Rovaniemi está situada entre a serra de Ounasvaara e Korkalovaara, sendo atravessada pelo rio Kemijoki e o seu afluente Ounasjoki. Pela sua situação geográfica, é tida pelas crianças ocidentais como sendo a terra natal do Pai Natal.

Napapiiri quer dizer Círculo Polar Ártico, e aqui em Rovaniemi é onde está a aldeia do Pai Natal, uma cena tipo centro comercial com várias actividades do Pai Natal, epá… uma cena assim estranha mas que só visto para acreditar.

Aldeia do Pai Natal, foto source: Santa Claus Village Rovaniemi

Aldeia do Pai Natal

Aqui em Napapiiri há um posto de correios em que se pode enviar postais com carimbos da aldeia do pai Natal… epá… é mau não é? Mas eu enviei alguns às pessoas mais queridas… Podem ir ao site aqui: Aldeia do Pai Natal Rovaniemi, Finlandia

Procura um Hotel em Helsínquia? Hotéis em Helsínquia

Trans-Europeu de Carro, Parte 15: Suécia

Suécia

Ora aqui está uma entrada muito bonita. Adorei ter entrado na Suécia por esta fronteira. Estava frio, tudo calmo e com umas cores lindas com o Sol a nascer. Depois de ter saído e Rovaniemi fui direito à fronteira com a Suécia. Não haviam planos, não haviam direcções. Só ir e descobrir. Parámos então na cidade Gammelstad UNESCO, local religioso e muito bonito, com casas vermelhas e muita neve.

A Suécia é um país da Escandinávia, limitado a oeste e norte pela Noruega, a leste pela Finlândia e pelo Golfo de Bótnia, a leste e sul pelo Mar Báltico e a oeste pelo estreito de Kattegat, que a separa da Dinamarca.

No séc. XVII a Suécia torna-se uma das principais potências europeias, devido ao sucesso da participação na Guerra dos 30 anos, iniciada pelo Rei Gustavus Adolphus. Esta posição iria desmoronar-se no séc. XVIII quando a Rússia conquistou os reinos da europa do norte na Grande Guerra do Norte e, eventualmente, quando em 1809 houve a separação da parte oriental da Suécia, criando-se assim a Finlândia, como um grão-ducado russo.

Mapa da Suécia

Mapa da localização da Suécia na Europa.
Mapa da Suécia

Overtornea

Overtornea é uma cidade fronteiriça bem no Norte. É sem dúvida a cidade fronteiriça mais bonita que já vi, e, além do mais eu passei aqui durante o nascer do Sol onde as cores estavam simplesmente fantásticas. Visitei a igreja, a ponte e a cemitério anexo à igreja.

Gammelstad

Gammelstad é uma cidade religiosa no Norte da Suécia. A aldeia paroquial de Gammelstad (“Cidade Velha”), em Lulea, Norrbotten, na Suécia, classificada como Património Mundial pela UNESCO em 1996, é considerada a aldeia paroquial mais bem conservada da Escandinávia. O seu interesse reside na sua igreja de pedra, rodeada de 425 casas construídas em madeira, e ruelas que se dirigem em direcção à igreja, segundo o costume medieval e cinco estábulos. Muito bonita e vale a pena visitar.

Jokkmokk

Esta é uma cidade acima do Círculo Polar Ártico que tem todos os anos uma festa / feira Sami. O povo Sami ou lapões (Saame em finlandês, Sámi em língua Sami), é nativo da Lapónia, abrangendo as regiões setentrionais da Noruega, Suécia, Finlândia e da península de Kola, na Rússia. É um dos maiores grupos indígenas na Europa, totalizando cerca de 70.000 pessoas. Esta cidade tem cerca de 5000 habitantes. Na altura que cheguei foi mesmo quando havia o festival Sami, muito interessante de ver como este povo convive e desenvolve este tipo de actividades. Foi um pouco irreal, mas ok.

Curiosidades: Círculo Polar Ártico

Círculo Polar Ártico

O Círculo Polar Ártico é o paralelo da latitude 66º 33’ 39″ Norte cuja característica é delimitar a área terrestre que acima dele, tem pelo menos um dia de noite absoluta (24 horas de escuridão) no inverno e pelo menos um dia de luz absoluta (24 horas de sol) no verão boreal (sol da meia-noite).

As áreas ao norte deste paralelo são frias o ano inteiro, passando praticamente o tempo todo com temperaturas abaixo do ponto de congelamento. Nestas latitudes, a amplitude térmica anual é geralmente superior aos 30ºC, variando de vários graus abaixo de zero durante o inverno boreal, a até poucos graus acima de zero no verão boreal. Tanto que durante o inverno o Mar Glacial Ártico costuma congelar, formando uma calota de gelo durante a longa noite fria, que na latitude 90º N pode durar até seis meses.

As principais áreas pelas quais passa o Círculo Polar Ártico são o norte do Canadá, o sul da Groelândia, o extremo norte da Islândia (ilha de Grímsey), o norte da Escandinávia e o norte da Rússia.

circulo polar artico no mapa mundo

Ao longo do tempo os Círculos Polares movem-se, estimando-se esse movimento em cerca de 15 metros por ano no sentido da redução.

Pode-se ver no mapa ao lado a linha vermelha que representa toda a linha do Círculo Polar Ártico e todos os países abrangentes.

A área a norte do Círculo Polar Ártico é escassamente habitada. As maiores cidades são Murmansk, (Rússia, pop. 325.100), Norilsk, (Rússia, pop. 135.000), Tromsø (Noruega, pop. 62.000) e Rovaniemi (Finlândia, pop. 59.000).

Procura um Hotel em Estocolmo? Hotéis em Estocolmo

Trans-Europeu de Carro, Parte 16: Rússia

Estrada São Petersburgo a Moscovo

Conduzi desde São Petersburgo até Moscovo. Saí de São Petersburgo às 18h e cheguei a Moscovo no dia a seguir por volta do meio dia. Parei por 2 vezes algumas horas para dormir. A estrada é mazinha, com muito trânsito, mesmo de noite, aliás, a raão pela qual resolvi fazer de noite é porque sabia que ia ser uma loucura durante o dia (na volta já fiz de dia).

Vista do Kremlin em Moscovo

Vista do Kremlin em Moscovo

E,mesmo assim durante a noite há muitos camiões e carros. É uma estrada muito movimentada. Lembro que esta estrada é suposto ser uma auto-estrada trans-regional, que liga as regiões de Leningradskaya Oblast + Novgorodskaya Oblast + Tverskaya Oblast + Moskovskaya Oblast, “Oblast” quer dizer região. Tenho muitas fotos na galeria de Fotografias São Petersburgo a Moscovo.

Estrada São Petersburgo a Moscovo

Conduzir na Rússia – Estrada São Petersburgo a Moscovo, 713 km

Desde São Petersburgo são 713KM, não são muitos mas a estrada estava muito má. Eu fiz no Inverno, no mês de Fevereiro e estavam quase -34º negativos, e o piso estava um pouco escorregadio, as mudanças entravam mal (parece que com o frio assim extremo, que as mudanças entram diferente, deve ser o óleo da caixa de mudanças que congela, não sei bem…).

Além da temperatura e da estrada ter troços com pisonão muito bom, junte-se milhares de condutores lunáticos, sem regras em camiões ou pequenos Ladas a ultrapassarem sem medo e tipo rockets.

Polícia na Rússia

Fui parado uma só vez. Ao contrário do polícia em São Petersburgo, este agora já não me apontou a Kalashnikov e pediu dinheiro. Desta vez foi uma paragem normal de controlo de papéis e passaporte.

Na saída de São Petersburgo há muitos radares e a polícia controla mesmo as velocidades, por isso vá devagar que eles não perdoam. Veja com atenção o limite de velocidade, sempre à entrada e saídas das cidades. Veja os táxis, eles sabem quando ir rápido. Eu tenho uma regra que é olhar para os carros locais, se alguns forem mais rápido quer dizer que eu também posso ir. Aprendi isto em Marrocos, se os carros vão invulgarmente devagar… há coisa. Eu durante toda a viagem nunca passei dos 80, 90, 100KM/h, e nas povoações 40, 50KM/h.

Chegada a Moscovo

Chegada a Moscovo

Na foto em cima foi uma das primeiras imagens e percepções que tive de Moscovo. Este camião e aquele memorial de guerra ficaram na memória. Já muito trânsito matinal, e alguns malucos a passarem o sinal vermelho.

Mapa Percurso Sao Petersburgo até Moscovo

Mapa do percurso São Petersburgo-Moscovo 824km

Mapa do percurso São Petersburgo-Moscovo 824km

Sao Petersburgo até Moscovo de carro, Mapa Michelin Sergiev Posad até Klin de carro.
Sao Petersburgo (esq.) – Moscovo e Sergiev Posad Klin (dir.)

VOLTA – Sergiev Posad (Sergijev Posad) a São Petersburgo, Via Dmitrov e Novgorod

Na verdade a minha volta não foi de Moscovo. Já não entrei na cidade para ir atá São Petersburgo. Fiz por cima. Resolvi fazer a estrada a norte de Moscovo já que fui visitar a cidade Sergiev Posad onde está o espectacular complexo religioso da Trindade Sagrada de São Sergio Lavra (The Holy Trinity – St. Sergius Lavra). Esta volta são cerca de mais 40km do que a outra, por isso 752KM. Apanhei a A108 de Sergiev Posad até Dimitrov (113KM), Dmitrov até Klin para entrar na A95 até Novgorod e depois São Petersburgo (623KM). Tenho muitas fotos na galeria de Fotografias de Sergiev Posad a São Petersburgo.

Condições da Estrada

Condições da Estrada na Russia

Condições da Estrada na Russia

Pois é claro que para ajudar nos buracos e os gajos marados a conduzirem, apanhei uma tempestade de neve. Acho que os camiões até aproveitam as tempestades para serem levados pelo vento e conduzirem ainda mais rápido. A visibilidade tornava-se muito difícil às vezes. Giro giro foi ver um camião a rebocar outro, a +- 80km por hora.

FINLÂNDIA – RÚSSIA – FINLÂNDIA
Fevereiro / Março 2005 – 4383KM

FASE 1: Kankaanpää-> Helsinquia-Kotka-Vaalimaa-> Vyborg-> Sankt-Peterburg-> Mosteiro de Iversky-> Krestsy-> Moscow-> Suzdal – +-1680KM

Kankaanpaa Tampere Helsinquia Moscovo Sao Petersburgo Suzdal guiar carro conduzir na Russia

FASE 2 (cidades do percurso “Golden Ring”): Suzdal-> Pavlovskoye-> Borisovskoye-> Vladimir-> Suzdal-> Tarbayevo-> Yur’yev-Pol’skiy-> Fedoc’ino->Yelizarovo-> Ryazantsevo-> Kabanskoye-> Pereslavl’-Zalesskiy-> Suzdal-> Kideksha-> Sovkhoz-> Romanovo-> Mentshiakovo-> Ivan’kovo-> Shekshovo-> Gavrilov Posad-> Suzdal-> Vladimir-> Suzdal-> Kideksha-> Glebovskoye-> Bogolyubovo-> Vladimir-> Suzdal – +-1153KM

FASE 3: Suzdal-> Vladimir-> Babaevo-> Alexandrov-> Sergiyev Posad-> Khomyakovo-> Rogachevo-> Dmitrov-Klin-Tver-> Vyshniy Volochek-> Velikiy Novgorod-> Syrkovo-> Mosteiro de Vyazhishchi-> Sankt-Peterburg-> Vaalimaa-Kotka-Kouvola-Tampere-> Kankaanpää – +-1550KM

Kankaanpaa-Tampere-Novgorod-Sao Petersburgo-Moscovo de Carro

A Rússia é o maior país do mundo em extensão territorial. A Rússia tem 143,782,338 milhões de habitantes e percorre uma distância de +-9000km passando a Europa, Ásia Central até ao Oceano Pacífico do outro lado do globo.

O meu interesse neste país começou quando há uns anos atrás tive umas complicações em adquirir o visto da Rússia em Lisboa, não fui, mas como sempre, viagens que não consigo fazer, ficam normalmente atravessadas na garganta. Até ao dia…da sua concretização.

Depois de muita recolha de informação de como viajar na Rússia, lá juntei todo o material necessário para iniciar o pedido de visto que até acabou por se tornar muito fácil, basta é saber como. Neste site, há todo o tipo de informação de como viajar na Rússia, dicas de trajectos, fotografias e links de sites que tornam uma viagem a este país muito mais fácil deixando abrir assim as portas dos seus encantos e não da sua complicada burocracia.

De todas as viagens que fiz e os países que visitei, ponho a Rússia no meu TOP5, estando o meu TOP5 todo misturado não dando preferência ao 1º, 2º, 3º, 4º ou 5º. Simplesmente não há ordem, há só maneiras de me sentir no dia-a-dia que ditam essa mesma ordem: um dia pode ser a Rússia em 1º lugar como no outro dia não. Mas o TOP5 mantém-se até novas descobertas chagarem.

Percurso FINLÂNDIA – RÚSSIA – FINLÂNDIA

Kankaanpää-> Helsinquia-Kotka-Vaalimaa-> Vyborg-> Sankt-Peterburg-> Mosteiro de Iversky-> Krestsy-> Moscow-> Suzdal-> Pavlovskoye-> Borisovskoye-> Vladimir-> Suzdal-> Tarbayevo-> Yur’yev-Pol’skiy-> Fedoc’ino->Yelizarovo-> Ryazantsevo-> Kabanskoye-> Pereslavl’-Zalesskiy-> Suzdal-> Kideksha-> Sovkhoz-> Romanovo-> Mentshiakovo-> Ivan’kovo-> Shekshovo-> Gavrilov Posad-> Suzdal-> Vladimir-> Suzdal-> Kideksha-> Glebovskoye-> Bogolyubovo-> Vladimir-> Suzdal-> Vladimir-> Babaevo->Alexandrov-> Sergiyev Posad-> Khomyakovo-> Rogachevo-> Dmitrov-Klin-Tver-> Vyshniy Volochek-> Velikiy Novgorod-> Syrkovo-> Mosteiro de Vyazhishchi-> Sankt-Peterburg-> Vaalimaa-Kotka-Kouvola-Tampere-> Kankaanpää

Material necessário para a viagem de carro

  • Seguro de viagem: 18 dias – 17€, www.guideforeurope.com
  • Suporte de visto de turista: no dia seguinte 22.50€, www.waytorussia.net

Entregar tudo isto na embaixada da Rússia preencher o formulário de visto fornecido pela embaixada no local. visto pronto em 5 dias de trabalho 48€* o pagamento tem que ser feito por débito na conta da embaixada. Levar o recibo comprovativo. O passaporte fica retido durante todo este tempo. Há hipótese de conseguir o visto no mesmo dia pagando 150€.

Fronteira da Rússia

A fronteira da Rússia come a fronteira de Tanger e Ceuta ao pequeno almoço. Aqui sim percebemos o quanto insignificantes somos perante os polícias de fronteira. Se eles não quizerem simplesmente não entramos. Depois de problemas com o meu passaporte ter sido negado no carimbo por estar em mau estado fui levado para o gabinete do Chefe onde este muito arrogante disse que não queria saber de nenhum turista e que tinha mais que fazer.

O que ele tinha mais que fazer era estar a olhar para o rabo da secretária que estava de pé a pintar com lápis de cor um poster pouco agradável a dizer Federação Rússia Polícia etc…, depois de eu insistir e de ter dado um empurrrão ao guarda que casmurramente me levou lá, ele lá olhou para o passaporte e sorriu! Oh estiveste no Uzbequistão… eu nasci lá! Por onde andaste… etc etc, grande abraço e benvindo à Rússia. Tive que fazer um seguro do carro. O mínimo eram 15 dias +-16€. Fiquei mais 3 dias do que o que tinha pago mas nenhum polícia reparou na data do seguro.

Gasolina na Rússia

  • Kankaanpää-Vaalimma 24Lt. 27€ Vaalimaa 60Lt. (930rb) 25.5€ Tver 43.30Lt. (621rb) 17€
    Yur’yev-Pol’skiy 36Lt. (528rb) 14.4€
  • Suzdal 42.87Lt. (600.18Rb) 16.4€
  • São Petersburgo 50Lt. 20.7€
  • Total: 121€*

Ainda cheguei a Kankaanpää com 40Lt. de gasolina no depósito. Levei 1 jerican extra de 20Lt. na mala do carro que enchi logo quando passei a fronteira. O preco da gasolina 95 na Rússia anda por volta dos 14/15.50 Rublos, +- 0.38€ /0.42€. Notei que os precos no Norte junto à fronteira com a Finlândia são os mais caros.

Temperaturas e mecânicas…e polícias

As temperaturas durante a viagem não passaram dos -6 nem dos -28. Levar saco cama para emergência. Toda a comida no carro congela a partir dos -3, a água tem que ir sempre junto à saída de ar quente no interior do carro senão congela. Mudei o óleo do carro para temperaturas -40, filtro do óleo novo e mudei a água também para temperaturas mais extremas. Isto tudo aqui na Finlândia custou 60€. Só por 3 vezes o carro não pegou à primeira. Pegou sempre à segunda hehehe e as temperaturas estavam nos -20 -23.

Parece que a ventoinha do carro congela e dá um grande estalo para arrancar. Não sei também o que será mas parece que alguma coisa dentro das caixas das mudanças congela. Comprei uma pá para a neve da qual usei muitas vezes. É importante uma peça para retirar o gelo dos vidros. Levei um pequeno compressor de ar e várias lâmpadas caso precisasse substituir não querendo dar razão aos polícias russos para me multarem por não ter luzes (já não bastou o outro polícia na Gâmbia…).

Os polícias de uma maneira geral foram sempre muito simpáticos e nunca me quiseram tirar dinheiro pois também não tinham razão para isso excepto um “radarzito” que me apanhou e 87km/h numa zona de 40km/h…resultado tinha que pagar 100Rublos que me safei a dizer que era estudante e não tinha dinheiro (ora aí está, escola marroquina toda feita!). Depois de atirar com o meu dinheiro todo para cima do tablier do carro da polícia, ele nervoso mandou-me embora.

Outra vez um polícia com uma arma na mão pediu-me por dólares numa de me intimidar (entrada de São Petersburgo à noite), e eu só respondi com um grande sorriso que ele era maluco que devia era pedir por euros não por dólares, e, que devia pedir dinheiro ou ao Putin ou à mafia com grandes carros que estavam a passar. Outro a mandar-me embora. E ainda tenho muitas mais histórias…

Links

www.babelfish.altavista.com
www.waytorussia.net
www.guideforeurope.com
www.cia.gov
www.embassyworld.com

Percurso Kankanpää-Helsinquia-São Petersburgo

Percurso Kankanpää-Helsinquia-São Petersburgo – 797km

dia 20 de Fevereiro
Kankaanpää-Helsinquia
280km
+40km

dia 21 de Fevereiro
Helsiquia-Kotka-Vaalimaa
Finlândia>Rússia
Vyborg-Sankt-Peterburg
397km
+80km

Percurso São Petersburgo-Moscovo – 824km

dia 22 de Fevereiro
Sankt-Peterburg

dia 23 de Fevereiro
Sankt-Peterburg
Mosteiro de Iversky
Krestsy
265km
+50km

dia 24 de Fevereiro
Krestsy
Moscow
449km
+60km
dia 25 de Fevereiro
Moscow
Suzdal’
217km
+80km

dia 26 de Fevereiro
Suzdal’

dia 27 de Fevereiro
Suzdal’
Pavlovskoye
Borisovskoye
Vladimir
Suzdal’
68km
+20km

dia 28 de Fevereiro
Suzdal’
dia 1 Marco
Suzdal’
Tarbayevo
Yur’yev-Pol’skiy
Fedoc’ino
Yelizarovo
Ryazantsevo
Kabanskoye
Pereslavl’-Zalesskiy
Suzdal’
260km
+50km

dia 2 Março
Suzdal’
Kideksha
Sovkhoz
Romanovo
Mentshiakovo
Ivan’kovo
Shekshovo
Gavrilov Posad
Suzdal’
70km
+20km

dia 3 Março
Suzdal’
Vladimir
Suzdal’
68km

dia 4 Março
Suzdal’
Kideksha
Glebovskoye
Bogolyubovo
Vladimir
Suzdal’
110km
+30km

dia 5 Março
Suzdal’
Vladimir
Babaevo
Alexandrov
Sergiyev Posad
Khomyakovo
Dmitrov-Klin-Tver
Vyshniy Volochek
518km
+30km

dia 6 Março
Vyshniy Volochek
Velikiy Novgorod
Syrkovo
Mosteiro de Vyazhishchi
Sankt-Peterburg
428km
+30km

dia 7 Março
Sankt-Peterburg

dia 8 Março
Sankt-Peterburg

dia 9 Março
Sankt-Peterburg

dia 10 Março
Sankt-Peterburg
Rússia>Finlândia
Vaalimaa-Kotka-Kouvola
Tampere-Kankaanpää
613km
+50km
TOTAL: 4383 KM

Procura um Hotel em Moscou? Hotéis em Moscou

Trans-Europeu de Carro, Parte 17: Eslováquia

Página em construção. volte mais tarde.

Procura um hotel em Bratislava? Hotéis em Bratislava

Trans-Europeu de Carro, Parte 18: Áustria
Página em construção. volte mais tarde.

Procura um Hotel em Viena? Hotéis em Viena

Trans-Europeu de Carro, Parte 19: Suiça

Trans-Europeu de Carro, Parte 20: Liechtenstein

Estrada em Liechtenstein

Estrada em Liechtenstein

Procura um Hotel em Liechtenstein? Hotéis em Liechtenstein

Trans-Europeu de Carro, Parte 21: Andorra
Página em construção. volte mais tarde.

Procura um Hotel em Andorra La Vella? Hotéis em Andorra La Vella


Deixe o seu comentário aqui:

João Leitão - O autor do blog:

VIVA! Sou o João - blogger de viagens. Com 20 anos de experiência como viajante independente, explorei mais de 128 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindos ao meu blog de viagens, onde partilho informação prática de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

Kit de Viagem:

  • Onde eu reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
  • Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com
  • Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
  • 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com
  • Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com
* Esta página tem links de afiliados. Quando você reserva algo através deste blog, eu retenho uma pequena comissão que não altera o preço final. Obrigado!

Blog de viagens mencionado em:

Blog de viagens nos Media

« Seguir @joaoleitaoviagens no Instagram »