🐪 Venha conhecer Marrocos « Viagem de grupo 7 dias por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara 🐪

Visitar Shiraz, Guia de Viagem – Dicas, Roteiros, Mapas, Fotos

João Leitão
Actualizado em 9 Julho, 2018

Quer visitar Shiraz?

VISITAR SHIRAZ

VISITAR SHIRAZ

Guia de Viagem a Shiraz

Shiraz sempre teve um lugar de destaque no desenvolvimento da cultura persa e foi uma das mais importantes cidades do mundo Islâmico medieval, mas foi em meados do século XVIII, quando o monarca Karim Khan, da dinastia Zand, decidiu mudar a sua capital para aqui, que Shiraz realmente assumiu uma posição de destaque. São dessa altura a maioria dos edifícios históricos que hoje podemos visitar na cidade. O centro histórico é bastante compacto e quase todas as atracções de Shiraz podem ser visitadas a pé. Visitar o Irão e não passar por Shiraz, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Nesta página você encontra:

  • Visitar Shiraz – o mais importante a saber
  • Dicas rápidas para Shiraz
  • Vídeo com imagens aéreas de Shiraz
  • Os 15 Melhores Locais de Shiraz
  • O que visitar em Shiraz
  • Mapa dos Monumentos de Shiraz
  • Fotos de Shiraz
  • Alojamento em Shiraz
  • Alugar carro em Shiraz
  • Celebrações e Feriados em Shiraz
  • Roteiros em Shiraz: 1 dia, 2 dias, 3 dias

Visitar Shiraz – O importante a saber

SHIRAZ, IRÃO

SHIRAZ, IRÃO

Assim como Esfahan, Shiraz não é das cidades mais conservadoras do país, o que transparece nas atitudes e na atmosfera geral. Shiraz é uma boa base para quem deseje ir a Persepolis, um lugar Património Mundial da Humanidade da UNESCO e o mais importante sítio arqueológico do Irão.

Dicas rápidas para Shiraz:

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • Suba a miradouro de Gahvareh Did – a melhor vista da cidade
  • Explore os mercados famosos de Shiraz, o Mercado Nou e o Mercado Vakil
  • Compre um livro com poesia de Hafez e sente-se a ler no jardim junto ao seu túmulo como fazem os habitantes da cidade
GUIA DE VIAGEM SHIRAZ

GUIA DE VIAGEM SHIRAZ

Para saber quando ir a Shiraz você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar Shiraz é durante a Primavera e o Outono, pois durante estas estações, a humidade é quase nula e a temperatura é amena. Durante o Verão o país é um pouco quente, mas se o calor não for um problema para si, então também é boa altura para visitar.

Vídeo com imagens aéreas de Shiraz

Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas desta cidade.

Os 15 Melhores Locais de Shiraz
  1. Mesquita Nasir ol Molk
  2. Túmulo de Hafez
  3. Jardim Eram
  4. Mausoléu de Shah Cheragh
  5. Mesquita Vakil
  6. Museu Pars
  7. Jardim Afif-Abad
  8. Citadela Arg Karim
  9. Casa Museu Qavam
  10. Bazar Vakil
  11. Bazar Nou
  12. Banhos Públicos Vakil
  13. Casa Museu Shapouri
  14. Jardim Delgosha
  15. Túmulo de Khwaju Kermani

O que visitar em Shiraz

Shiraz no Irão tem imenso para ver, por isso é conveniente organizar um pouco a sua visita para conseguir ver o máximo possível, de forma mais organizada, contribuindo assim para usufruir de umas férias mais proveitosas.

SHIRAZ

SHIRAZ

1- Mesquita Nasir ol Molk

Este mesquita, também conhecida como Mesquita Cor-de-Rosa, distingue-se pelos fabulosos efeitos de luz que resultam da passagem de raios solares que pelos vitrais existentes numa das faces do salão de orações, enchendo de cor o interior da sala. Este é contudo um fenómeno que pode apenas ser observado em manhãs de sol nos meses de Outono e Inverno, mas especialmente em Novembro e Dezembro. Foi construída no período Qajar, quando era governante Mirza Hasan, tendo ficado concluída em 1888. O seu nome alternativo advém da utilização de mosaicos dessa cor nas concavidades, que criam um efeito de caleidoscópio. Para além da sala de oração, o pátio oferece tranquilidade ao visitante e a sala de espelhos é também impressionante.

2- Túmulo de Hafez

Hafez foi um poeta persa do século XIV e a importância que o seu túmulo tem diz muito sobre o valor dado poesia pelos iranianos. Morreu em 1390 e em 1452 foi erigida a primeira estrutura sobre o seu túmulo, por ordem do governador Babur Ibn-Baysunkur. Em 1773 surgiu um memorial, que foi renovado em 1857. O que hoje ali vemos é fruto dos trabalhos levados a cabo entre 1931 e 1935, sobre a chefia do arqueólogo francês André Godard. O espaço foi elevado um metro e foi construída uma cobertura assente em oito colunas de dez metros cada. O local é muito popular junto dos habitantes de Shiraz que aqui vêm prestar homenagem a um dos poetas mais queridos do povo iraniano. O túmulo encontra-se nos Jardins de Mussala, um pouco afastado do centro, e é necessário adquirir um bilhete para o visitar.

3- Bazar Vakil

O Bazar Vakil encontra-se no centro histórico de Shiraz, tendo como vizinhos os Banhos Vakil. É um dos mais antigos e tradicionais mercados do Irão. Foi construído originalmente no século XI por Kharim Khan, que tinha um plano mais vasto que visava transformar Shiraz num grande entreposto comercial. Aqui se encontram produtos modernos, mas também lojas dedicadas a artigos tradicionais, com tapetes, peças de cobre, doces artesanais, especiarias e antiguidades. No total existem cerca de duzentas lojas. O bazar estende-se em forma de cruz, com as suas vias principais suportadas por um complexo sistema de arcos, bem elevados, que fazem parte de um conjunto de técnicas que asseguram uma temperatura constante no interior do mercado. Existem várias mesquitas no complexo e um encantador pátio, envolvido por armazéns e com uma casa de chá no centro, que se recomenda.

4- Jardim Eram

Este bonito jardim é dos mais notáveis que se encontram no Irão, estando localizado junto à margem norte do rio Khoshk. Não existem provas históricas sobre a data da construção inicial do jardim, mas é provável que tenha sido durante o reinado de Ahmad Sanjar, da dinastia Seljuk, em meados do século XIII. Foram renovados na segunda metade do século XVIII e depois passaram para as mãos de um chefe tribal, Mohammad Qoli Khan. O novo proprietário mandou construir ali uma mansão que não chegou aos nossos dias. O bonito edifício que vemos no jardim, inspirado nos estilos Safávida e Qajar, foi erigido sob encomenda do proprietário seguinte, Mirza Hassan Ali Khan Nasir-al Mulk. Durante a dinastia Pahlevy (1925-1979) foi usado como Faculdade de Direito, chegando a alojar o Instituto de Estudos Asiáticos. Actualmente o Jardim Eram faz parte do Jardim Botânico de Shiraz, que foi criado em 1983.

5- Casa Museu Qavam

Esta Casa-Museu, também chamada Narenjestan e Ghavam, localiza-se próximo da Mesquita Nasir ol Molk. Foi construída entre 1879 e 1886 por Mirza Ibrahim Khan, da família Qavam, que fez a sua fortuna no comércio. O requinte que pode ser observado na construção reflecte o estilo de vida das famílias persas abastadas de finais do século XIX. Os frescos que decoram os tectos foram inspirados no estilo Victoriano. Ainda na casa, destaque para a sala de espelhos, aberta sobre um jardim enriquecido com uma série de plantas e fontes decorativas. No terceiro quartel do século XX esteve aqui instalado o Instituto de Estudos Asiáticos da Universidade Pahlavi, e o seu director residiu no palacete durante algum tempo. Existe actualmente na casa uma pequena exibição de cerâmica.

6- Citadela Arg Karim

A cidadela é uma visão incontornável no centro de Shiraz. Foi construída em 1767 por Karim Khan, da dinastia Zand, que ali viveu. Mais tarde, no período Qajar, foi a casa do Governador. Após o final desta dinastia foi transformada em prisão e em 1971 transitou para a administração da Organização de Património Cultural do Irão, tendo sido renovada em 1977. O seu aspecto é o de um castelo medieval. Ergue-se em forma de quadrado, com uma torre em cada esquina, ocupando uma área de 4 mil m2. As paredes têm 12 m de altura e 3 m de largura. Note-se que uma das torres abateu, devido à erosão do subsolo, mantendo-se no seu lugar mas com um ângulo inusitado. Hoje em dia é um lugar muito popular entre os habitantes da cidade, quer no seu interior (apenas os estrangeiros têm que pagar bilhete) como no espaço ajardinado em seu redor.

7- Banhos Públicos Vakil

Os banhos públicos de Vakil fazem parte de uma geração de grandes obras, levadas a cabo durante o reinado de Karim Khan, da dinastia Zand, lado a lado com o bazar de Vakil e a cidadela Arg Karim. Estava-se no terceiro quartel do século XVII e Shiraz atingia o seu apogeu. E o mais surpreendente é que pouco mudou desde essa época até aos dias de hoje. Existe uma sala para mudança de roupa, onde as pessoas deixavam o calçado e as suas vestes antes de ingressar no espaço principal, o dos banhos propriamente ditos, coberta por uma bela abóbada. Hoje em dia os banhos públicos são um espaço museológico, onde foram adicionados manequins que ajudam a recriar o ambiente de outrora.

8- Museu Pars

O Museu Pars encontra-se no pequeno pavilhão existente no jardins de Nazar. O edifício foi construído por Karim Khan, da dinastia Zand, quando Shiraz era capital da Pérsia, em finais do século XVIII. O edifício era na altura usado pelo monarca para receber enviados importantes e para pequenos encontros de trabalho. O pavilhão tem forma octogonal e é revestido por azulejos, tendo sido transformado em museu em 1934, sendo nessa altura o primeiro museu iraniano fora de Teerão. O seu interior, que já era embelezado por frescos, foi enriquecido com a exposição do museu, que incide sobre peças de arte, moedas, selos reais, exemplares de caligrafia e armas antigas. Mas o mais surpreendente é que Karim Khan, esse importante governante, se encontra sepultado no pavilhão.

9- Mesquita Vakil

Esta mesquita foi construída entre 1751 e 1773, durante o período Zand, como quase todos os edifícios históricos significativos de Shiraz, tendo sido profundamente renovada no século XIX, na dinastia Qajar. O seu nome, Vakil, significa “regente”, título usado por Karim Khan, o governante que trouxe a capital da Pérsia para Shiraz. A mesquita ocupa quase nove mil metros quadrados, distinguindo-se pelo pórtico decorado com os característicos mosaicos cor-de-rosa de Shiraz e pelas quarenta e oito colunas que sustentam a cobertura da sala de orações principal. Note-se que uma parte significativa dos mosaicos desta mesquita foi adicionada na renovação do século XIX.

10- Casa Museu Shapouri

Esta casa pode ser encontrada no centro histórico da cidade, em Anvari. O edifício foi projectado pelo arquitecto Abolghasem Mohandesi para o seu proprietário, Abdolsaheb Shapuori, e construído entre 1930 e 1935. A casa ocupa 840 m2 do total de 4635 m2 da propriedade. Em frente a si estende-se um jardim com um bonito lago que se enquadra com a fachada principal, e que representa a fusão dos conceitos de paisagística de exteriores persas e europeus. A casa pode ser visitada, aconselhando-se a Primavera, época em que as flores pintam o jardim e a luz é mais adequada. Existe na casa um café e uma galeria.

Alojamento em Shiraz

Hotel Zand em Shiraz

Hotel Zand em Shiraz Irão

Fotografia da fachada do Hotel Zand em Shiraz Irão

Quarto twin do Hotel Zand em Shiraz

Quarto twin do Hotel Zand em Shiraz

Fiquei duas noites neste hotel mesmo muito perto da Fortaleza Arg-e Karim Khan. O hotel de maneira geral está limpo, mas é simples, e é também uma opção barata de alojamento em Shiraz.

O dono do hotel é simpático e mostrou vários quartos diferentes para nós ficarmos. Haviam quartos com duche privativo, mas nós escolhemos um com o duche no exterior, mas num piso vazio, sem clientes. Os wc são partilhados.

Há uma cozinha que podemos utilizar. Há ainda um pátio ideal para quem viajar no Irão com o seu próprio carro ou mota.

Mesmo ao lado do hotel há algumas lojas, mercearias e uns senhores que a partir das 17 horas começam a preparar chamuças de vegetais numa pequena carroça de comida.

Preços do Hotel Zand em Shiraz

Preço 2012
Paguei 220.000 Rials / +-10 Euros por noite por um quarto duplo.

Contactos Hotel Zand em Shiraz

Roteiros em Shiraz

ROTEIRO SHIRAZ

ROTEIRO SHIRAZ

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Shiraz de maneira independente. Itinerários de turismo em Shiraz no Irão.

1 Dia em Shiraz: passo-a-passo
Manhã: Brevemente…
Tarde: Brevemente…
2 Dias em Shiraz: passo-a-passo
Dia 1 Manhã: Brevemente…
Dia 1 Tarde: Brevemente…

Dia 2 Manhã: Brevemente…
Dia 2 Tarde: Brevemente…

Kit de Viagem

« Onde reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com »
« Rent-a-car? Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com »
« Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com »
« Junte-se a um grupo! 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marraquexe até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com »
« Comprar bilhetes de monumentos e saltar as filas? Organize a sua viagem com antecedência através do Ticketbar.eu »
« Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com »

O autor do blog

VIVA! Sou o João Leitão. Viajante independente desde 1999, explorei mais de 130 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindo ao meu blog de viagens, onde partilho dicas práticas de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

« Seguir no Instagram »