🐪 » Viagem de grupo 7 dias em Marrocos por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara » Mais info em MARROCOS.COM « 🐪

🌍 Visitar Bath, Guia de Viagem – Dicas, Roteiros, Mapas, Fotos

Actualizado em 16 Agosto, 2017

Quer visitar Bath?

VISITAR BATH

VISITAR BATH

Guia de Viagem a Bath

A histórica Bath foi concedida o estatuto de cidade por Carta Real da Rainha Elizabeth I em 1590. A cidade foi fundada como um spa com o nome latino, Aquae Sulis (“as águas de Sulis”) pelos romanos em 60 a.C. A cidade de Bath foi inscrita como Património Mundial em 1987. Bath tem uma variedade de teatros, museus e outros espaços culturais e desportivos. Os monumentos mais famosos de Bath são: The Circus, Royal Crescent, Roman Baths, Pulteney Bridge, Queen Square, etc. Visitar a Inglaterra e não passar por Bath, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Nesta página você encontra:

  • Visitar Bath – o mais importante a saber
  • Dicas rápidas para Bath
  • Vídeo Top 10 things to do in Bath
  • Os 7 Melhores Locais de Bath
  • O que visitar em Bath
  • Mapa dos Monumentos de Bath
  • Fotos de Bath
  • Alojamento em Bath
  • Alugar carro em Bath
  • Celebrações e Feriados em Bath
  • Roteiros em Bath: 1 dia, 2 dias, 3 dias

Visitar Bath – O importante a saber

BATH, REINO UNIDO

BATH, REINO UNIDO

Bath é a maior cidade da região de Sommerset, no sul de Inglaterra, localizando-se junto à costa. A cidade faz parte da lista de Património Mundial da Humanidade da UNESCO, onde foi incluída em 1987. Os invasores romanos deram valor às suas nascentes de água quente, construindo ali umas termas que deram o nome à cidade, mas o apogeu de Bath deu-se no século XVIII graças à acção de Ralph Allen, um abastado residente que conseguiu transformar uma localidade perdida no centro das atenções da sociedade Georgiana. As construções que nasceram em Bath por essa altura, construídas em estilo neoclássico por John Wood pai e John Wood filho, enquadraram os banhos romanos e o património religioso existente e tornaram Bath numa das cidades mais bonitas de Inglaterra.

Dicas rápidas para Bath:

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • Faça uma free walking tour
  • Tenha cuidado com os seus pertences
  • Quando visitar Bath tem de ir às Termas romanas

Para saber quando ir a Bath você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar Bath é entre os meses de Abril e Setembro, pois são os meses que correspondem às estações mais quentes e menos chuvosas.

Vídeo Top 10 things to do in Bath

Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas desta cidade.

Os 7 Melhores Locais de Bath
  1. Termas romanas de Bath
  2. Abadia de Bath
  3. Ponte Pulteney
  4. Royal Crescent
  5. Royal Victoria Park
  6. Beckford’s Tower
  7. Sham Castle

O que visitar em Bath

BATH

BATH

1- Termas romanas de Bath

As termas deram o nome à cidade. Bath significa “banho”. Os romanos construíram um sofisticado complexo de edifícios sobre as três nascentes quentes (46 graus estáveis) que existem em Bath. Juntamente com o tempo à deusa Minerva, estas termas são dos vestígios mais bem preservadas da civilização romana, estando rodeadas por magníficos edifícios dos séculos XVIII e XIX. O banho principal, “The Great Bath”, tem 1,60 m de altura e é abastecido pela “Fonte Sagrada”. Hoje em dia está ao ar livre, mas quando foi construído era coberto. Essa piscina era complementada por outras menores, e por uma, circular, de água fria. No século XII foi adicionada a “Piscina do Rei”, onde se encontrava originalmente a “Fonte Sagrada”. Os edifícios envolventes em estilo neoclássico foram construídos pelos John Wood (pai e filho) e Thomas Baldwin e John Palmer criaram “A Casa da Bomba”, onde hoje funciona um restaurante.

2- Abadia de Bath

No local onde hoje se encontra a magnífica Abadia de Bath existiram anteriormente duas outras igrejas. A primeira, construída em 757, foi arrasada pelos normandos em 1066. Estes mesmos invasores iniciaram em 1090 a construção de uma catedral, que tão grande era que não foi possível mantê-la e, no século XV, acabou por se transformar numa ruína. Por fim, em 1499, surgiu a actual abadia, considerada a última das grandes igrejas inglesas da Idade Média. Em 1539 o rei Henrique VIII ordenou a dissolução dos mosteiros e abadia tornou-se, também ela, em ruínas. Finalmente, em 1616, foi restaurada basicamente da forma como hoje a podemos ver. A abadia pode ser visitada, com uma doação de 4 Libras sugerida.

3- Ponte Pulteney

A construção desta ponte, que cruza o rio Avon, iniciou-se em 1770, a mando de Robert Adam, inspirado pelas pontes Vechio e Di Rialti (Florença em Veneza) que visitou em Itália. Arrancou com um orçamento de duas mil libras e quando foi concluída, em 1774, tinha custado onze mil libras. É uma das quatro pontes do mundo que tem uma galeria com lojas de ambos os lados do tabuleiro. A ponte tem um comprimento de 45 metros e uma largura de 18 metros. O que aqui vemos hoje é bem diferente do original do século XVIII. Ao longo dos anos a ponte foi alterada, especialmente depois de danos graves, como os causados pelas enchentes de finais do século XVIII. Espantosamente é ainda utilizada por veículos automóveis, apesar de existirem planos para a tornar uma via pedonal.

4- Royal Crescent

O Crescente Real é talvez o elemento arquitectónico mais emblemático de Bath. Trata-se de um conjunto de trinta casas, construídas num só bloco, em forma de arco. Surgiu entre 1767 e 1775, segundo um plano de John Wood The Younger, um dos arquitectos envolvidos no complexo envolvente das termas. É considerado um dos melhores exemplares de arquitectura georgiana em Inglaterra. Ao longo dos séculos muitas individualidades famosas viveram aqui, e a palavra “Royal” foi aliás adicionada ao nome inicial de “The Crescent” depois de no final do século XVIII o príncipe Frederico ter ali comprado uma casa. Junto à linha de casas existe um monumental relvado que as separa do Royal Victoria Park. Hoje em dia, para alem de habitações privadas, hospeda um hotel de luxo, o Royal Crescent, e um hotel dedicado à vida quotidiana no período Georgiano.

5- Royal Victoria Park

Este bonito parque de Bath foi inaugurado em 1830 pela própria princesa Victória, a altura com 11 anos de idade. Inicialmente era apenas um arboretum – uma colecção de árvores de diversas origens – mas em 1887 foi enriquecido com um pequeno Jardim Botânico onde se encontra uma réplica de templo romano usado na Exposição do Império Britânico em Wembley (1924). Ali perto existe o Great Dell, uma área arborizada que se encontra onde antes havia uma pedreira. Nos dias de hoje existe uma gama de atracções instaladas no Royal Victoria Park: um campo de golfe, um lago onde se pode andar de barco, um parque infantil, uma área para concertos ao ar livre, campos de ténis e de bowling e estruturas para skaters. Numa das suas margens obtém-se uma das melhores perspectivas do Royal Crescent.

6- Beckford’s Tower

A torre, de 47 metros, foi projectada inicialmente em 1825 por Henry Edmund Goodridge. Foi completada dois anos depois por William Beckford, escritor, que a usou como local de retiro e biblioteca e cujo túmulo se encontra em frente à estrutura. De resto, junto ao edifício pode ser encontrado o Cemitério de Lansdown, que merece também uma visita. O cemitério foi criado após o falecimento de Beckford, em 1844, quando a propriedade foi doada à paróquia. Em 1931 um incêndio danificou parte da torre, com a reconstrução a ser feita com fundos angariados junto de doadores. Encerrou em 1992 e no ano seguinte tudo foi comprado pela Bath Preservation Trust que tem vindo a recuperar o local e que criou um museu no local, dedicado a Beckford e à torre.

7- Sham Castle

Este castelo tem uma particularidade: não é na realidade um castelo, mas sim uma estrutura erigida em 1762 para se parecer com um. Foi desenhado por Sanderson Miller e mais tarde construído por Richard James, um pedreiro ao serviço de Ralph Allen, o proprietário. Este, pretendia embelezar a entrada da sua vasta propriedade, e fê-lo em grande estilo. Além disso, foi construído com pedra local, retirada de umas pedreiras que pertenciam a Allen, e funcionando portanto como uma espécie de publicidade à qualidade do produto. Note-se que apesar do pomposo nome, a estrutura não é mais do que uma parede, que funciona como fachada, adornada com duas torres circulares que ladeiam o portão e duas torres quadrangulares nas pontas. Após a construção a manutenção foi descurada e a estrutura foi-se tornando numa espécie de ruína. Foi renovada em 1921, quando passou para a administração da cidade de Bath. Hoje em dia pertence a um campo de golfe e o acesso é limitado.

Roteiros em Bath

ROTEIRO BATH

ROTEIRO BATH

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Bath de maneira independente. Itinerários de turismo em Bath no Reino Unido.

1 Dia em Bath: passo-a-passo
Manhã: Brevemente…
Tarde: Brevemente…
2 Dias em Bath: passo-a-passo
Dia 1 Manhã: Brevemente…
Dia 1 Tarde: Brevemente…

Dia 2 Manhã: Brevemente…
Dia 2 Tarde: Brevemente…

Procura um Hotel em Bath? Hotéis em Bath


Deixe o seu comentário aqui:

João Leitão - O autor do blog:

VIVA! Sou o João - blogger de viagens. Com 20 anos de experiência como viajante independente, explorei mais de 128 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindos ao meu blog de viagens, onde partilho informação prática de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

Kit de Viagem:

  • Onde eu reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
  • Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com
  • Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
  • 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com
  • Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com
* Esta página tem links de afiliados. Quando você reserva algo através deste blog, eu retenho uma pequena comissão que não altera o preço final. Obrigado!

Blog de viagens mencionado em:

Blog de viagens nos Media

« Seguir @joaoleitaoviagens no Instagram »