🐪 Venha conhecer Marrocos « Viagem de grupo 7 dias por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara 🐪

Visitar Varsóvia, Guia de Viagem – Dicas, Roteiros, Mapas, Fotos

João Leitão
Actualizado em 9 Julho, 2018

Quer visitar Varsóvia?

VISITAR VARSOVIA

VISITAR VARSÓVIA

Guia de Viagem a Varsóvia

Varsóvia é a capital da Polónia tem muitos locais de interesse. Os meus lugares favoritos são a Cidade Velha, o Palácio da Cultura e Ciência, Parque Lazienki, Castelo Real de Varsóvia. O Centro Histórico de Varsóvia está na lista de Património Mundial da UNESCO. Por razões pessoais, já visitei esta cidade mais de 10 vezes e tem sempre o seu encanto. Visitar a Polónia e não passar por Varsóvia, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Nesta página você encontra:

  • Visitar Varsóvia – o mais importante a saber
  • Dicas rápidas para Varsóvia
  • Vídeo Varsóvia História e Actualidade
  • Os 29 Melhores Locais de Varsóvia
  • O que visitar em Varsóvia
  • Mapa dos Monumentos de Varsóvia
  • Mapa do Metro de Varsóvia
  • Fotos de Varsóvia
  • Alojamento em Varsóvia
  • Alugar carro em Varsóvia
  • Celebrações e Feriados em Varsóvia
  • Roteiros em Varsóvia: 1 dia, 2 dias, 3 dias

Visitar Varsóvia – O importante a saber

VARSÓVIA, POLÓNIA

VARSÓVIA, POLÓNIA

Varsóvia é uma cidade completa, com uma imensa variedade de coisas para ver e fazer e ambientes distintos. A sua Cidade Velha remete o visitante para um passado distante, tendo sido considerada pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade. O rio Vístula separa a cidade de alguns dos seus subúrbios, entre o qual se destaca Praga, um bairro de frequência suspeita mas que actualmente pode ser visitado de forma segura.

Dicas rápidas para Varsóvia:

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • Faça uma free walking tour
  • Apesar de ser muito cliché e turístico, sente-se e beba um café na Praça da Cidade Velha

A Rota Real une a Varsóvia de “entre guerras” e dos tempos socialistas à cidade antiga, sendo ladeada por charmosos palácios adoptados por museus e universidades. Os espaços verdes são um deleite nesta cidade, oferecendo áreas de lazer e repouso aos locais e aos visitantes. A quantidade de museus de qualidade é espantosa, podendo só por si entreter um turista durante dias a fio. A cena cultural é animada e todos os dias há um número sem fim de opções, com eventos ao longo do ano, como a Noite dos Museus, um dia em que as ruas se enchem de artistas de rua e de uma multidão que sai para abraçar o património da sua cidade. Quem tem curiosidade pelo período comunista não ficará desapontado, com uma série de testemunhos arquitectónicos dessa era, destacando-se a torre do Palácio da Cultura e Ciência.

VISITAR VARSÓVIA NA POLÓNIA

VISITAR VARSÓVIA NA POLÓNIA

Para saber quando ir a Varsóvia você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar Varsóvia é entre os meses de Maio e Setembro, quando as temperaturas são mais quentes e os dias são mais longos.

Vídeo Varsóvia História e Actualidade

Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas desta cidade.

Os 29 Melhores Locais de Varsóvia
  1. Palácio da Cultura e Ciência
  2. Cidade Velha
  3. Praça do Castelo
  4. Castelo Krzyztopor
  5. Monumento aos Heróis do Geto
  6. Centro Histórico
  7. Parque Ujazdow
  8. Parque Lazienki
  9. Castelo Real de Varsóvia
  10. Palácio Wilanow
  11. Palácio Lazienkowski
  12. Museu Nacional de Varsóvia
  13. Coluna de Sigismundo
  14. Palácio Presidêncial
  15. Museu Chopin
  16. Igreja de Santa Cruz
  17. Catedral de S. João
  18. Estátua de Chopin
  19. Castelo de Ujazdow
  20. Igreja de Santa Ana
  21. Palácio Belveder
  22. Barbacã de Varsóvia
  23. Túmulo ao Soldado Desconhecido
  24. Cemitério Judeu de Varsóvia
  25. Citadela de Varsóvia
  26. Palácio Ostrogski
  27. Prisão Pawiak
  28. Krolikarnia
  29. Palácio Czapksi

O que visitar em Varsóvia

VARSÓVIA

VARSÓVIA

Varsóvia na Polónia tem imenso para ver, por isso é conveniente organizar um pouco a sua visita para conseguir ver o máximo possível, de forma mais organizada, contribuindo assim para usufruir de umas férias mais proveitosas.

1- Palácio da Cultura e Ciência

O Palácio da Cultura e Ciência foi construído entre 1952 e 1955, sendo ainda hoje o edifício mais alto da Polónia, com 237 metros. Teoricamente foi “uma oferta do povo da União Soviética para a Polónia”, promovida por Estaline. Na realidade, existem uns quantos edifícios similares, como que gémeos do Palácio da Cultura e Ciência, mas este é o único fora da antiga União Soviética (existe um em Riga, na Letónia, e os restantes encontram-se na Rússia). O edifício nunca foi especialmente popular junto dos polacos, que o identificam com o período de influência soviética, e ao longo dos anos surgiram uma série de piadas pouco lisonjeiras e mesmo, de tempos a tempos, sugestões para uma demolição. Hoje em dia o edifício abriga diversos cinemas, dois museus, quatro teatros, uma piscina, uma universidade, lojas e muitos escritórios.

2- Prisão Pawiak

A Prisão Pawiak foi construída em 1835 e por duas vezes cumpriu tarefas infames: em 1863 serviu de campo de trânsito para os polacos deportados para a Sibéria na sequência do levantamento contra a ocupação russa e durante a Segunda Guerra Mundial os alemães instalaram ali uma prisão da Gestapo e usaram-na como centro de execuções e de trânsito para os campos da morte. Não se conhecem os detalhes porque os arquivos desapareceram quando os próprios alemães arrasaram o complexo, em 1944. Actualmente sobrevive no local uma pequena secção da prisão, transformada em museu desde 1965. Pode ser visitada gratuitamente, encerrando aos Domingos e Terças-feiras.

3- Museu Chopin

O Museu Fryderyk Chopin foi inicialmente estabelecido nos anos 30 do século passado, mas aquele que vemos hoje e que é considerado um dos tecnologicamente mais evoluídos na Europa, abriu ao público em 2010. Ocupa os quatro andares do palácio Ostrogski, um edifício desenhado por Tylman van Gameren em estilo barroco e que ao longo da sua vida já foi hospital militar de Napoleão e bar. Cerca de 5 mil peças estão em exposição, contando detalhadamente a vida e obra de um dos filhos pródigos da nação. A aplicação das novas tecnologias permite ao visitante definir o tipo de visita que pretende fazer e o que deseja ver. O número de pessoas admitidas na exposição é limitado, pelo que os interessados deverão fazer uma reserva por telefone ou por e-mail.

4- Coluna de Sigismundo

A Coluna de Sigismundo ergue-se na Praça do Castelo, em frente ao Castelo Real, tendo sido criada em 1644 por ordem do próprio filho do rei Sigismundo III Vasa. O monumento, de 22 m de altura, é uma homenagem ao monarca que transferiu a capital de Cracóvia para Varsóvia. A representação do rei mostra-o vestido com uma armadura, segurando uma cruz numa mão e uma espada na outra. A coluna, originalmente de mármore vermelho, foi danificada durante a Segunda Guerra Mundial, mas a estátua do rei ficou incólume, tendo sido colocado em 1949 no topo de uma nova coluna feita de granito polaco (a original, marcada por estilhaços, encontra-se junto ao Palácio Real). Os degraus que rodeiam o monumento são um local de repouso muito apreciado pelos turistas e pelos locais que ali passam e também como um excelente ponto para observar a actuação dos artistas de rua que se exibem na Praça do Castelo.

5- Cemitério Judeu de Varsóvia

O principal cemitério judeu de Varsóvia é um dos maiores do mundo. Começou a ser usado em 1806 tendo actualmente cerca de 250 mil túmulos e algumas valas comuns onde foram enterrados os mortos do gueto de Varsóvia durante a Segunda Guerra Mundial. Como se imagina esse foi um período difícil e quando o conflito terminou uma parte das pedras tumulares e os arquivos do cemitério tinham sido destruídos. Nos anos que se seguiram, a floresta tomou conta do espaço e apenas nos anos 90 se fez algo para o recuperar. Desde 2003 tem-se feito ali um esforço de manutenção dos espaços e de catalogação dos túmulos, criando-se uma base de dados que tem já dezenas de milhares de registos. O cemitério pode ser visitado mediante o pagamento de um bilhete e encontra-se aberto todos os dias excepto aos Sábados.

6- Cidade Velha

O centro histórico de Varsóvia desenvolve-se em redor da praça antiga (Rynek Starego Miasta), que data do século XIII e se manteve como o coração da cidade até ao século XVIII. A área foi devastada em 1607 por um incêndio violento e reconstruída em estilo Renascentista tardio. Durante a Segunda Guerra Mundial esta área foi arrasada e em 1945 só restavam escombros. O que se passou depois foi um pequeno milagre: usando um rigoroso método de investigação, assente em documentos escritos e representações gráficas, as autoridades reconstruíram a Cidade Velha, que hoje parece verdadeiramente original. O esforço e o excelente resultado mereceram a inclusão da Cidade Velha na lista de Património Mundial da Humanidade da UNESCO. É um local cheio de charme, onde o visitante se pode perder durante algum tempo pelas calçadas, apreciando os detalhes e fascinando-se com as dimensões da praça central.

7- Castelo Real de Varsóvia

Para a maioria dos visitantes o Castelo Real é a porta de entrada na Cidade Velha. Encontra-se do lado de fora do perímetro, mas ali se marca o início do núcleo histórico da cidade. Tal como a parte interior o Castelo Real foi arrasado durante a Segunda Guerra Mundial e reconstruído a partir do nada entre 1971 e 1984. O castelo foi construído originalmente no século XIV e cresceu substancialmente durante o reinado de Sigismundo III Vasa. Em meados do século XVII os invasores suecos destruíram-no. Renasceu no século seguinte, tendo sido residência dos reis polacos e, mais tarde, do Presidente. O seu interior e as múltiplas exposições podem ser visitadas pelo público.

8- Catedral de S. João

Esta catedral, localizada no coração da Cidade Velha, foi construída em finais do século XIV; em estilo gótico. Foi destruída e reconstruída diversas vezes ao longo da História, com destaque para as obras que no século XIX a consagraram como um exemplo do Revivalismo Gótico Inglês. Como toda a zona antiga de Varsóvia a catedral foi completamente arrasada durante a Segunda Guerra Mundial e posteriormente reerguida segundo o que se acredita ser a sua aparência original. O mesmo sucede com o interior, trazido de volta à sua génese Gótica. Tem três naves, com uma série de capelas. Os elementos ornamentais que resistiram a séculos de agressões pereceram durante a Segunda Guerra Mundial, e a decoração interior que hoje vemos baseia-se em réplicas.

9- Museu Nacional de Varsóvia

O Museu Nacional de Varsóvia foi estabelecido em 1862, então com o nome de Museu das Belas Artes, tendo assumido em 1916 a sua designação actual. Está alojado num edifício desenhado por Tadeusz Tolwi?ski e construído entre 1927 e 1938. Com a Segunda Guerra Mundial o edifício foi danificado mas a maioria da sua colecção acabou por sobreviver, uma vez que foi saqueada pelos alemães e após a guerra parcialmente recuperada pelo Museu. Hoje em dia estão expostos nas salas do museu cerca de 780 mil objectos, com destaque para a arte da Antiguidade e para a pintura nacional e internacional, incluindo algumas telas provenientes da colecção privada de Hitler. Em 2012 a exposição foi completamente reestruturada.

10- Parque Lazienki

Este bonito parque encontra-se bem no centro de Varsóvia, tendo sido adquirido e renovado pelo último monarca polaco, Stanislaw August Poniatowski, que reinou em meados do século XVIII. Tem um estilo Clássico, com o palacete real erigido numa ilha do lago central, que pode ser visitado. Na margem, um anfiteatro em estilo romano, rodeado por um conjunto de estátuas de poetas clássicos, cujo palco se encontra numa pequena ilha. Destaque para o jardim Chopin, onde se encontra uma imponente estátua do famoso compositor polaco e onde se realizam aos fins-de-semana concertos com a sua música (apenas nos meses de Verão) e para o laranjal, criado em meados do século XIX. O parque é um oásis de sossego que abriga o visitante do bulício da cidade que o rodeia. Uma pessoa pode-se ali perder, explorando o universo de jardins onde se escondem bonitas residências de outros tempos.

Mapa Metro Varsóvia, Polónia

O metro de Varsóvia conta com 23km de linhas e um total de 21 estações. O sistema de metropolitano da capital polaca é relativamente recente, sendo inaugurado em 1995. As estações principais são a Estação Plac Wilsona, a Estação Wierzbno, a Estação Swietokrzyska e a Estação Marymont. Nesta página tenho um mapa do metro de Varsóvia. Na cidade de Varsóvia, o transporte público é a melhor maneira de mover-se pela cidade. Clique no mapa para aumentar e explorar melhor.

Mapa metro Varsovia

Roteiros em Varsóvia

ROTEIRO VARSÓVIA

ROTEIRO VARSÓVIA

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Varsóvia de maneira independente. Itinerários de turismo em Varsóvia na Polónia.

1 Dia em Varsóvia: passo-a-passo
Manhã: Brevemente…
Tarde: Brevemente…
2 Dias em Varsóvia: passo-a-passo
Dia 1 Manhã: Brevemente…
Dia 1 Tarde: Brevemente…

Dia 2 Manhã: Brevemente…
Dia 2 Tarde: Brevemente…

Procura um Hotel em Varsóvia? Hotéis em Varsóvia

Kit de Viagem

« Onde reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com »
« Rent-a-car? Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com »
« Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com »
« Junte-se a um grupo! 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marraquexe até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com »
« Comprar bilhetes de monumentos e saltar as filas? Organize a sua viagem com antecedência através do Ticketbar.eu »
« Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com »

O autor do blog

VIVA! Sou o João Leitão. Viajante independente desde 1999, explorei mais de 130 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindo ao meu blog de viagens, onde partilho dicas práticas de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

« Seguir no Instagram »