🐪 » Viagem de grupo 7 dias em Marrocos por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara » Mais info em MARROCOS.COM « 🐪

🌍 Interrail – Guia de Viagem para Viajar de Comboio (trem) pela Europa

Actualizado em 6 Maio, 2017
GUIA INTERRAIL

GUIA INTERRAIL

Bem-vindo ao guia Interrail, onde você tem toda a informação que precisa para viajar de comboio pela Europa com bilhete Interrail. Neste espaço vai aprender os básicos de como viajar de comboio por vários países europeus, informação geral, algumas fotografias, vídeos, quais os países mais interessantes para viajar e alguns exemplos de roteiros e itinerários.

Não se esqueça de pôr esta página nos seus favoritos, assim pode sempre voltar mais tarde para reler. Convido-o a explorar este pequeno guia composto por 8 páginas, em que pode aprender muito sobre este tipo de viagem. Relax and Enjoy.

O Interrail é um bilhete de comboio para viajar pela Europa, que num preço total engloba todas as viagens de comboio efectuadas num determinado espaço de tempo. Assim pode-se viajar mais barato usando sempre o mesmo bilhete e o comboio como meio de transporte.

No início dos anos 70, a companhia europeia de comboios decidiu facilitar a viagem de comboio pela Europa, criando assim o bilhete de Interrail, possibilitando aos jovens viajar mais barato por diversos países do continente europeu.

 PASSE INTERRAIL

PASSE INTERRAIL

Interrail: O Passe

O passe Interrail é válido nos 30 países aderentes:

Áustria & Liechtenstein, Bélgica, Bósnia-Herzegovina, Bulgária, Croácia, República Checa, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Finlândia, França & Mónaco, Alemanha, Reino Unido, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Macedónia, Montenegro, Holanda, Noruega, Polónia, Portugal, Roménia, Sérvia, Suécia, Suíça e Turquia.

Os passes Interrail podem ser adquiridos online no website oficial, mas os passageiros terão que escolher a opção mais adequada para o seu caso.

Longe vão os dias em que o Interrail era apenas para os mais novos. Hoje em dia qualquer um pode viajar desta forma, sendo apenas uma questão de preço. As pessoas que tenham entre 12 e 25 anos pagarão menos. E as que tenham mais de 60 anos, terão direito a um preço intermédio. Crianças com menos de 12 anos viajam gratuitamente.

O passe pode ser adquirido para Primeira ou Segunda classe. Claro que a primeira hipótese será mais dispendiosa, não só no que toca ao passe como depois, ao fazer marcações em comboios com reserva de lugar. Mas por outro lado ganha em conforto e funcionalidades, por exemplo, nas probabilidades de ter Internet a bordo ou uma ficha eléctrica para manter o seu material à carga.

Mapa Google com os países do Interrail

Países europeus onde o passe não é válido:

Albânia, Bielorrússia, Estónia, Letónia, Lituânia, Moldávia, Rússia e Ucrânia. O Mónaco e Liechtenstein são abrangidos no bilhete se o transporte for feito através de comboios franceses ou austríacos.

Países europeus onde não existem caminhos de ferro:

Andorra, Chipre, Ilhas Faroe, Islândia, Gibraltar, Malta e São Marino.

DICAS INTERRAIL

DICAS INTERRAIL

Dicas Interrail – Os meus conselhos

  • Viaje pelo maior número de países durante 1 mês!!
  • Faça 2 cidades por país, 2 ou 3 noites em cada cidade…
  • Acabe o passe num país que não Portugal e venha de avião no regresso, ganhamos assim tempo de viagem.
  • Acabe o passe num país barato no centro da Europa ou Europa de leste, e ficar lá a viajar de autocarro super barato, depois apanhar um voo ou comboio para um país que tenha voos regulares baratos para Lisboa, Faro, Porto ou mesmo Sevilha.
  • Ganhe tempo utilizando comboios nocturnos. A despesa adicional com a reserva de uma cama a bordo será total ou parcialmente coberta pela noite que não vai ter que pagar no hostel. E enquanto dorme estará a movimentar-se, acordando noutra cidade, quem sabe, noutro país.
  • Ao preencher a Diário de Viagem, tenha especial cuidado com a coluna onde vai escrever a data do percurso. Se se enganar, não poderá emendar. Terá que recomeçar noutra linha, sacrificando um dos dias a que tem direito a viajar. Isto é, se tiver um passe flexível.
  • Utilize a app oficial Interrail, disponível para Android e para iPhone.
  • Se está decidido a fazer uma viagem com custos mínimos e quer evitar todos os comboios com reservas de lugares, use o planificador de viagens do Interrail e active a opção “Avoid Trains that require reservations“.
  • Note que nos dias de hoje, uma viagem Interrail não implica que a inicie de comboio. Para melhor gerir o tipo de bilhete que necessita, pode voar de forma económica para outra região da Europa e começar de lá a sua aventura ferroviária. Para quê investir num passe mais caro, com mais dias de viagem ou de mais longa duração, se está mais interessado em se focar na Europa de Leste? Apanhe um voo para uma das grandes cidades da região e divirta-se! OU então siga de comboio até ao ponto mais distante da rede, o remoto Curdistão Turco, e regresse de avião. Para se deslocar por via aérea na Europa poderá usar as companhias aéreas low cost / baixo custo: Ryanair, Easyjet, Wizzair.
  • Faça uso da Regra das Sete da Tarde. Esta condição, incluída nas regras do passe Interrail, diz que se embarcar num comboio directo que parta depois das sete horas da tarde e chegue ao seu destino final depois das quatro da manhã, estará a viajar apenas num dia. Ou seja, os portadores de passes flexíveis com dias de viagem limitados poderão aproveitar esta situação excepcional para na realidade viajarem durante dois dias, pois no Diário de Viagem a data a inscrever será a de chegada dessa primeira viagem.
  • Aproveite os cacifos que com frequência existem nas estações de comboio para explorar uma cidade durante o dia, viajando depois durante a noite. Leve consigo os bens de valor e deixe a carga principal à guarda da estação.
  • Se vai passar apenas uma noite numa cidade, poderá preferir encontrar alojamento perto da estação de comboios, especialmente se tiver uma chegada depois do sol posto ou uma partida matinal. Pode fazer um seguro de viagem. Pelo menos em termos de saúde não terá nada a temer, desde que leve consigo o Cartão Europeu de Saúde. Com este cartão, gratuito, terá assistência médica e hospitalar em todos os países aderentes nas mesmas condições dos cidadãos locais.
  • NÃO PERCA: Bruxelas, Istambul, Sofia, Sighisoara, Wroclaw, Ohrid, Budapeste, Praga, Berlim, Mostar.

Vídeo viagem de comboio pela Europa

Para aguçar um pouco o gosto de viagem de comboio pela Europa aqui vai um pequeno vídeo da passagem da fronteira da Bulgária e a Roménia, durante o comboio Istambul na Turquia até Bucareste na Roménia durante o Verão de 2009.

Nota do Autor – Uma pequena achega

Tenho imenso gosto em escrever este pequeno e humilde guia de viagem para os futuros viajantes em Interrail. Eu fiz 3 Interrails em três épocas e estações do ano diferentes.

Ao escrever este guia Interrail fui vasculhar nos meus papéis à procura dos bilhetes e encontrei-os. Tenho tudo. Fiz sempre grandes percursos, procurei cidades, troquei de comboios, por isso tenho uma lista extensa.

As datas em que fiz os Interrail foram:

Junho/ Julho – 2001, Dezembro / Janeiro – 2001 / 2002, Agosto / Setembro – 2003, mas, a minha experiência a viajar de comboio pela Europa estende-se a muitas mais viagens em anos posteriores, mas, sem ter comprado um bilhete Interrail. A minhas últimas viagens de comboio pela Europa foram no Verão de 2009 em que passei vários países incluindo: Alemanha, Polónia, Bulgária, Roménia, Ucrânia e Moldávia.

Nas viagens que fiz, tentei sempre variar muito nos países, mas como gostei logo muito da Europa de Leste, canalizei sempre o maior parte do tempo para essa parte da Europa. Explorei, explorei, e explorei. Eu também não me limito só ao viajar de comboio, tento misturar um pouco de tudo, alugar um carro, andar de autocarro, até boleia se me der na gana, táxi, mini-vans, carros de conhecidos. etc. Boas Viagens!!!

HISTÓRIA DO INTERRAIL

HISTÓRIA DO INTERRAIL

Um Pouco de História

Os mais curiosos quererão saber um pouco mais sobre a história do projecto Eurorrail. Tudo começou em 1972, quando as autoridades ferroviárias de 21 países (Áustria, Bélgica, Dinamarca, Alemanha Federal, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Polónia, Portugal, República Democrática da Alemanha, Espanha, Suécia, Suíça, Reino Unido, Jugoslávia) se reuniram para proporcionar aos jovens europeus a possibilidade de uma aventura revolucionária: a troco de uma quantia relativamente modesta, poderiam usar durante o mês o sistema ferroviário das nações aderentes.

Nesse primeiro ano a idade limite dos viajantes era muito reduzida: apenas 21 anos. E o valor foi determinado em £27,50, sendo aumentado para £33,00 logo no ano seguinte.
Em 1976 a idade máxima dos passageiros subiu para 23 anos e em 1979 foi elevada para 26 anos. A partir de 1982 começou a exigir-se residência num dos países participantes. A partir de 1985 o passe passou a cobrir alguns serviços de ferries na Europa.

Quando chegamos a 1994 o colapso na ex-União Soviética e as alterações no mapa da Europa de Leste tinham trazido para o grupo de países aderentes mais oito nações. Das 30 que actualmente compõem o grupo, faltava apenas a Bósnia-Herzegovina, que se juntaria em 2005. Na altura o bilhete Interrail e os seus passes funcionavam por zonas.

A partir de 1998 qualquer europeu, independentemente da sua idade, pode fazer o Interrail. Em 2007 o sistema é simplificado e as zonas são abolidas.


Deixe o seu comentário aqui:

João Leitão - O autor do blog:

VIVA! Sou o João - blogger de viagens. Com 20 anos de experiência como viajante independente, explorei mais de 128 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindos ao meu blog de viagens, onde partilho informação prática de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

Kit de Viagem:

  • Onde eu reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
  • Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com
  • Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
  • 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com
  • Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com
* Esta página tem links de afiliados. Quando você reserva algo através deste blog, eu retenho uma pequena comissão que não altera o preço final. Obrigado!

Blog de viagens mencionado em:

Blog de viagens nos Media

« Seguir @joaoleitaoviagens no Instagram »