🐪 Venha conhecer Marrocos « Viagem de grupo 7 dias por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara 🐪

Visitar Urbino, Guia de Viagem – Dicas, Roteiros, Mapas, Fotos

João Leitão
Actualizado em 9 Julho, 2018

Quer visitar Urbino?

VISITAR URBINO

VISITAR URBINO

Guia de Viagem a Urbino

Urbino fica na região de Pesaro e Urbino perto da costa do Mar Adriático. O centro histórico de Urbino faz parte da lista de Património da UNESCO e ao avistar a cidade percebe-se logo o porquê. A cidade antiga é muito pitoresca e tem um encanto muito peculiar. Visitar Itália e não passar por Urbino, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Nesta página você encontra:

  • Visitar Urbino – o mais importante a saber
  • Dicas rápidas para Urbino
  • Vídeo Promocional do Turismo de Urbino
  • Os 12 Melhores Locais de Urbino
  • O que visitar em Urbino
  • Mapa dos Monumentos de Urbino
  • Fotos de Urbino
  • Alojamento em Urbino
  • Alugar carro em Urbino
  • Celebrações e Feriados em Urbino
  • Roteiros em Urbino: 1 dia, 2 dias, 3 dias

Visitar Urbino – O importante a saber

URBINO ITÁLIA

URBINO ITÁLIA

A pequena cidade de Urbino, a romana Urvinum, localiza-se no centro norte de Itália, virada a este, próximo de San Marino e da costa do mar Adriático. Cresceu trepando pela encosta de uma colina, tendo-se tornado no século XV um pólo de cultura e artes. Para isto contribuiu de forma determinante o Duque Federico da Montefeltro, que conseguiu atrair para a sua pequena cidade nomes importantes da cultura e das artes, como Piero della Francesca, Luciano Laurana, Leon Battista Alberti, Francesco di Giorgio Martini, Girolamo Genga e Giovanni Santi, o pai do famoso pinto Rafael.

A partir do século XVI entrou em decadência, mas o seu núcleo histórico chegou até nós em excelentes condições, o que lhe valeu a inscrição na lista de Património Mundial da Humanidade em Itália pela UNESCO.

Em Urbino encontra-se uma das universidades mais antigas da Europa, Carlo Bo, fundada em 1506, e mesmo hoje a cidade tem mais estudantes do que residentes nativos. Em Urbino encontra-se uma boa Academia de Belas Artes e à localidade é por vezes dado o nome de “Cidade dos Livros”, devido ao Instituto de Decoração e Ilustração de Livros, que ali se encontra sedeado. Se planeia visitar tente ir em Setembro. Para além das condições climatéricas serem ideais, há o Festival de Papagaios de Urbino, sempre espectacular.

Num ponto mais elevado de Urbino, e com toda a sua grandiosidade, o Palazzo Ducale e a Catedral de Urbino destacam-se no meio do aglomerado de pequenos edifícios que as cercam. Foi um importante centro de artes no Renascimento, no Galleria Nazionale delle Marche podemos observar algumas das obras dos artistas desta região. Aqui nasceram importantes artistas como Rafaello, a sua casa é uma atracção aberta ao público. Para desfrutar da melhor vista sobre a linda cidade Urbino, vá até à Fortaleza (Fortezza Albanoz) e deixe-se encantar.

Dicas rápidas para Urbino:

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • Faça uma free walking tour
  • Tenha cuidado com os seus pertences
  • Apesar de ser muito cliché e turístico, terá de comer pizza em Urbino, são deliciosas

Para saber quando ir à Urbino você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar a Urbino é entre Abril e Junho, momento em que as temperaturas se encontram amenas em todo o país.

Vídeo Promocional do Turismo de Urbino

Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas desta cidade.

Os 12 Melhores Locais de Urbino
  1. Palazzo Ducale
  2. Galleria Nazionale delle Marche
  3. Casa de Rafaelo
  4. Catedral de Urbino
  5. Centro Histórico UNESCO
  6. Museo Diocesano Albani
  7. Monumento a Raffaello
  8. Oratório de São João Batista
  9. Castellare di Urbino
  10. Casa Giovanna
  11. Igreja de São Bernardino
  12. Rampa Elicoidale

O que visitar em Urbino

URBINO

URBINO

Centro Histórico de Urbino

O Centro Histórico de Urbino, classificado pela UNESCO de Património Mundial da Humanidade, é por muitos considerado o berço da Renascença, tendo sido local de residência de muitas das mais distintas personalidades do mundo da cultura e artes da época. Apesar de decadência que se verificou após o século XVI, o estado de conservação do centro histórico é notável, e um passeio pelas suas ruas transportará o visitante até à época de ouro do Renascimento. Para além de poder visitar os locais essenciais de Urbino, com destaque para o Palazzo Ducale, encontrará inúmeras oficinas de artes centenárias, como carpinteiros e joalheiros.

Palazzo Ducale

O Palácio Ducal de Urbino é o edifício mais significativo do centro histórico da cidade, tendo a sua construção sido iniciada em 1470, sobre um palácio já existente no local. O terreno onde foi edificado, íngreme e de rocha, era excelente para fins militares, garantindo uma defesa quase inexpugnável, mas apresentava sérios problemas à construção de um edifício tão amplo. Foi por isso o trabalho entregue ao dálmata Luciano Laurano, um especialista em fortalezas. O palácio foi sendo utilizado pelo Governo até finais do século XX, especialmente como arquivo histórico. Hoje em dia hospeda a Galleria Nazionale delle Marche, onde pode ser apreciada uma das mais importantes colecções de arte renascentista. No piso térreo existe o Museu Arqueológico.

Casa de Rafaello

No centro histórico de Urbino encontra-se a Casa di Rafaello, o edifício onde Rafaello Sanzio nasceu a 6 de Abril de 1483 (algumas fontes referem antes o dia 28 de Março desse mesmo ano). Rafael foi um dos mais importantes pintores e arquitectos da Itália Renascentista, tendo aderido à “Escola Florentina”. A sua casa natal foi construída no século XV e adquirida em 1460 por Giovanni Santi. A sua traça é característica do século XV, parecendo ter sido inspirada no Palazzo Ducale. Com a morte do artista a casa passou para a mão dos deus herdeiros, que a venderam em 1635 ao arquitecto Muzio Oddi. Em 1875 tornou-se propriedade da Academia Rafael que a restaurou. Algumas das cantarias são originais, do século XV, enquanto as janelas do primeiro andar foram aparentemente instaladas no século XVII. Hoje em dia é um pequeno museu de arte que pode ser visitado.

Catedral de Urbino

A primeira catedral de Urbino surgiu no mesmo local em 1021 e reconstruída entre o século XV e o início do século XVII. Contudo, em 1781 um violento tremor de terra devastou a região e causou danos severos nessa antiga catedral. As obras de recuperação iniciaram-se de imediato, mas ainda antes de terminarem, em 1789, a cúpula derrocou, o que obrigou a uma reconstrução total. A nova catedral foi desenhada pelo arquitecto Giuseppe Valadier num estilo Renascentista Neoclássico que já tinha sido adoptado numa renovação do século XVIII, e foi terminada em 1801. Na sua fachada encontram-se estátuas de sete santos, incluindo a de São Crescentino, patrono de Urbino. O interior de catedral tem 60 m de comprimento, 37 metros de largura e 50 metros de altura e encontra-se dividido em três naves.

Galleria Nazionale delle Marche

Esta galeria está instalada no Palazzo Ducale, o edifício mais importante de Urbino. Foi criada a 7 de Março de 1912, por decreto Real, tendo como obrigação a preservação do património existente no palácio. O problema é que o edifício tinha sido sujeito a um gradual esvaziamento das suas riquezas, logo desde a data da morte de Federico di Montelfetro, em 1482, e ainda mais após o desaparecimento do último herdeiro da família Della Rovere, em 1631. Perante este problema, a primeira exposição da galeria, inaugurada em Maio de 1913, assentou em obras trazidas de outras instituições. Entre 1915 e 1933, sob a direcção de Luigi Serra, o património da Galeria aumentou substancialmente. A galeria pode ser visitada diariamente, mas às Segundas-feiras apenas está aberta até às 14 horas.

Monumento a Rafaello

Este monumento ao pintor e arquitecto renascentista Rafael, nascido em Urbino em 1483, foi adjudicado em 1894 e inaugurado em 1897, tendo sido executado pelo escultor Luigi Belli a pedido da Academia Rafael e por encomenda da Cidade de Urbino. Inicialmente o monumento foi colocado na praça Duca Federico e mais tarde movido para a sua actual localização, na praça Roma, de onde se tem uma excelente vista sobre os campos em redor da cidade. O monumento consiste de uma estátua em bronze representando Rafael, colocada sobre um pedestal decorado com baixos relevos e figuras alegóricas.

Igreja de São Bernardino

A Chiesa di San Bernardino é uma igreja franciscana localizada a cerca de 2,5 km da cidade, num ponto de onde se podem usufruir de excelentes vistas sobre Urbino. Foi construída entre 1482 e 1491, ou seja durante a época de ouro da cidade, e contém o mausoléu dos Duques de Urbino. O projecto foi do arquitecto ducal, Francesco Giorgio Martini, e do jovem Donato Bramante. O exterior da igreja, de tijolo, é basicamente desprovido de elementos ornamentais. A austeridade que se vê de fora é contrariada pelo elegante classicismo do seu interior. Existe um convento adjacente, que sofreu importantes danos em 2011, quando uma boa parte do dormitório colapsou devido a infiltrações de água.

Museu Diocesano Albani

Este museu encontra-se agregado à Catedral de Urbino, ocupando doze salas, incluindo duas antigas sacristias do piso térreo do palácio do arcebispo, entrando-se pela Praça Giovani Pascoli. Apesar de ter sido oficialmente estabelecido em 1964, já desde o século XVIII que parte da sua colecção se encontrava em exibição para visitantes ilustres. Contudo, o museu tal como hoje o vemos abriu em 2010, depois de uma profunda remodelação e ampliação, que criou condições melhoradas para a apreciação da sua colecção, constituída, por artefactos religiosos e peças de arte diversas, com destaque para Madonna del Latte de Andrea de Bologna.

Rampa Elicoidale

Esta rampa é uma curiosidade histórica e uma solução arquitectónica encontrada para satisfazer um capricho do duque Federico di Montefeltro, que exigiu poder montar o seu cavalo mesmo até à porta dos seus aposentos no Palazzo Ducale. A rampa data do século XV, projectada pelo arquitecto Francesco di Georgio Martini, de Siena, que a dotou com uma função militar defensiva. Foi renovada na segunda metade do século XX pelo arquitecto Giancarlo de Carlo, podendo actualmente ser utilizada por qualquer pessoa que deseje passar da Praça Mercatale, numa área baixa de Urbino, para o centro histórico da cidade. Também se organizam ali actividades culturais.

Oratório de São João Baptista

O Oratório de São João Baptista em Urbino é uma pequena capela datada do século XIV e localizada na Via Francesco Barocci. O aspecto de maior destaque deste oratório é o fresco da autoria dos irmãos Lorenzo e Jacopo Salimbeni, cujos temas centrais são a Madonna dell’Umiltà e uma crucificação. Além disso o oratório encontra-se decorado com cenas da vida de São João Baptista, como a Anunciação do Nascimento, o seu Baptismo de Jesus e Sermões de São João. É possível visitar e existe um funcionário no local pronto a esclarecer quaisquer dúvidas sobre o oratório e uma brochura explicativa em inglês.

Roteiros em Urbino

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Urbino de maneira independente. Itinerários de turismo em Urbino na Itália.

1 Dia em Urbino: passo-a-passo
Manhã: Brevemente…
Tarde: Brevemente…
2 Dias em Urbino: passo-a-passo
Dia 1 Manhã: Brevemente…
Dia 1 Tarde: Brevemente…

Dia 2 Manhã: Brevemente…
Dia 2 Tarde: Brevemente…

Procura um Hotel em Urbino? Hotéis em Urbino

Kit de Viagem

« Onde reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com »
« Rent-a-car? Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com »
« Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com »
« Junte-se a um grupo! 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marraquexe até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com »
« Comprar bilhetes de monumentos e saltar as filas? Organize a sua viagem com antecedência através do Ticketbar.eu »
« Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com »

O autor do blog

VIVA! Sou o João Leitão. Viajante independente desde 1999, explorei mais de 130 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindo ao meu blog de viagens, onde partilho dicas práticas de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

« Seguir no Instagram »