🐪 » Viagem de grupo 7 dias em Marrocos por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara » Mais info em MARROCOS.COM « 🐪

🌍 Visitar Havana, Guia de Viagem – Dicas, Roteiros, Mapas, Fotos

Actualizado em 5 Agosto, 2017

Quer visitar Havana?

VISITAR HAVANA

VISITAR HAVANA

Guia de Viagem a Havana

A capital cubana é uma cidade única. É habitada por um dos povos mais gentis e comunicativos do Planeta, está recheada de património histórico, tem uma atmosfera única, que convida à festa e à exploração dos seus recantos secretos e mesmo a degradação da maioria dos edifícios do seu centro histórico alargado tem um charme próprio.

O seu centro histórico – Habana Vieja – e as fortificações que a defendiam foram inscritos em 1982 na lista de Património Mundial da Humanidade da UNESCO, mas os encantos da cidade não se limitam às áreas classificadas. Os bairros envolventes são igualmente maravilhosos e a avenida marginal – o Malécon – com o mar das Caraíbas de um lado e velhos edifícios de arquitectura colonial do outro, oferece um passeio inesquecível.

A comida de rua é vendida a preços inacreditavelmente baixos, podendo obter-se uma refeição completa por bem menos de 1 Euros. E depois de um dia a explorar as ruas de Havana, pode-se acabar a ver um pôr-do-sol no bar exterior do charmoso Hotel Nacional, com vista para o mar e com uma pinã colada ou um daiquiri em cima da mesa. Visitar Cuba e não passar por Havana, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Nesta página você encontra:

  • Visitar Havana – o mais importante a saber
  • Os bairros de Havana
  • Vídeo Promocional do Turismo de Havana
  • Os 18 Melhores Locais de Havana
  • O que visitar em Havana
  • Mapa dos Monumentos de Havana
  • Alojamento em Havana
  • Alugar carro em Havana
  • Celebrações e Feriados em Havana
  • Roteiros em Havana: 1 dia, 2 dias, 3 dias
  • Mapa de Havana

Visitar Havana – O importante a saber

Mulheres com roupa tradicional na Plaza Vieja

Mulheres com roupa tradicional na Plaza Vieja

A cultura de Havana é muito peculiar devido à colonização espanhola e à chegada dos escravos africanos no século XVI. Estes dois grupos étnicos influenciaram muito a cultura cubana e a sua miscigenação é bastante notória. Com a mistura da língua espanhola com a herança musical africana, surgiram estilos musicais únicos no mundo como a salsa, rumba e mambo.

Para visitar Havana você terá de incluir os locais mais importantes da cidade. Locais a não perder são o Paseo de Martí, o Castillo de San Salvador de la Punta, a Old Havana, a Catedral de Havana e o Castillo de la Real Fuerza. Havana é considerada a maior cidade das Caraíbas e naturalmente é a capital de Cuba. Esta cidade é um dos centros culturais mais ricos de todo o mundo, uma vez que oferece aos seus visitantes imenso conteúdo interessante para visitar. Ao nível da arquitectura, é incrível o imenso leque de exemplos magníficos a conhecer, nomeadamente castelos, catedrais, museus ou magníficas mansões.

Para além disto tudo, ainda é capaz de oferecer momentos de lazer ligados ao Turismo Balnear, com 15 Km de praias acompanhadas de recifes de corais lindíssimos. Não deixe de conhecer também o Parque Lenin, no centro da cidade, onde sentirá que está no meio da natureza e ao mesmo tempo num ambiente urbano.

Para saber quando ir à Havana você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar a Havana é entre a a estação quente de Maio a Outubro e a estação seca de Novembro a Abril.

Os bairros de Havana:

Cadillac antigo nas ruas de Havana

Cadillac antigo nas ruas de Havana

Havana Velha: o centro histórico, onde se concentram o maior número de locais significativos a visitar, mas também a área mais turística e, de certa forma, descaracterizada, apesar de subsistirem ruas bem castiças.

Centro Havana: uma boa opção, localizando-se na área que envolve Havana Velha, acompanhando a linha da costa, com menos turistas e muito pitoresca. Na realidade esta é a minha recomendação, por exemplo, numa casa no malécon (avenida marginal).

Vedado: apesar de não ser especialmente nova, esta zona da cidade segue-se, em termos de proximidade geográfica, sendo já o afastada suficiente para impossibilitar deslocações ao centro a pé. É bastante cosmopolita, com animação e manifestações culturais.

Vídeo Melhores coisas para fazer em Havana

Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas desta cidade.

Os 18 Melhores Locais de Havana
Dentro da Catedral de Havana

Dentro da Catedral de Havana

  1. Cidade antiga de Havana e suas fortificações
  2. Castillo del Morro
  3. Capitólio de Havana
  4. Castelo da Força Real
  5. Museu Nacional de Belas Artes
  6. Catedral de Havana
  7. Memorial José Martí
  8. Castillo San Salvador de la Punta
  9. Cristo de Havana
  10. Paseo del Prado
  11. La bodeguita del Medio
  12. Plaza Vieja
  13. Museu de Arte Colonial
  14. Real Fabrica de Tabacos Partagás
  15. Museo del Ron Havana Club
  16. Centro Gallego
  17. El Malecón
  18. Restos de “La Muralla de La Habana”

O que visitar em Havana

HAVANA

HAVANA

Havana é uma cidade muito interessante, misto de tropical com colonial. Havana tem a zona antiga que é muito bonita. Havana foi a sexta cidade fundada pelos espanhóis na ilha. A UNESCO, a organização que nomeia os lugares do mundo a fim de valorizá-los e dignificá-los, integrou o bairro histórico de Vieja Habana ou a Velha Havana na sua lista. E não é para menos, pois numa única cidade existem cerca de 1000 monumentos de grande interesse cultural.

A cultura em Cuba e especialmente na sua capital, é vista como uma grande necessidade social, ao lado da saúde ou da educação, a qual é celebrada ao seu mais alto nível pelos cubanos. A Música é estimulada em todos os seus cidadãos, tal como a Dança ou Teatro, realizada à mais exímia qualidade. Por todo o lado verá a cultura cubana a manifestar-se, motivo pelo qual atrai muitos artistas de todo o mundo à busca de inspiração.

1- Castillo del Morro

Também conhecido como Castillo de los Tres Reyes Magos del Morro, foi construído em meados do século XVIII segundo um plano do arquitecto militar italiano Juan Bautista Antonelli. Foi testado pela primeira vez em combate em 1762, e com maus resultados: uma força inglesa cercou o castelo e tomou-o. Hoje em dia o forte pode ser visitado, não só para a observação do seu interior mas também pelas exposições que alberga, como a que é dedicada aos faróis de Cuba. Se não se desejar pagar o bilhete ou caso se vá até lá fora das horas de abertura, pode-se usufruir do exterior e visitar alguns baluartes exteriores de onde as vistas sobre Havana são espectaculares.

2-Capitólio de Havana

O Capitólio de Havana foi construído entre 1926 e 1929 e ali funcionou o Congresso Cubano, até à sua dissolução após a Revolução Castrista de 1959. O seu desenho, em estilo Neo-Clássico e Art Nouveau, da autoria de Eugenio Rayneri Piedra, inspira-se no Capitólio de Washington, mas a cúpula baseia-se no conceito existente no Panteão de Paris. No seu interior encontra-se a Estátua da República, da autoria do italiano Angelo Zanelli, e que é ainda a terceira maior estátua do mundo no interior de um edifício. Durante muito tempo o Capitólio foi utilizado como sede do Ministério da Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento, mas tem estado a ser preparado para albergar de novo a Assembleia Nacional de Cuba.

3-Castelo da Força Real

O Castillo de la Fuerza Real foi construído entre 1558 e 1577, sobre os restos de uma anterior fortaleza que foi severamente danificada por um ataque de corsários franceses, sendo uma das mais antigas fortificações do continente Americano. O seu plano, com quatro pontas, é característico da engenharia militar renascentista, herdando alguns aspectos dos castelos espanhóis da Época Medieval. Em termos militares a sua construção foi um fiasco: era demasiado pequeno para uma utilização prática e encontrava-se demasiado afastado da foz da baía de Havana para impedir a entrada de navios hostis. Foi por isso utilizado como residência do governador, sofrendo sucessivas alterações com o tempo. A partir de 1899 foi aqui instalado o Arquivo Nacional, e de 1938 a 1957, a Biblioteca Nacional. Após a revolução de 1959 instalou-se ali um organismo de supervisão dos museus, tentou-se criar um museu militar e recentemente, em 2010, abriu ao público o Museu Marítimo.

4-Catedral de Havana

A Catedral de Havana encontra-se no centro histórico da cidade, na Praça da Catedral, de resto uma das mais pitorescas da capital cubana. É formalmente chamada de La Catedral de la Virgen María de la Concepción Inmaculada de La Habana. Foi completada em 1777, sendo dominada pelo estilo Barroco com influências toscanas. Tem duas torres sineiras, sendo que a da direita é mais larga, uma característica única da construção religiosa em Barroco. A sua construção foi da responsabilidade dos Jesuítas que ironicamente foram expulsos da ilha pelo rei Carlos III dez anos antes da sua conclusão. É provável que os restos mortais de Cristóvão Colombo tenham aqui descansado durante algum tempo. O seu interior é ricamente decorado, mas a maioria dos frescos ali existentes são cópias de originais criados em igrejas italianas.

5-Cristo de Havana

A estátua do Cristo de Havana ergue-se no topo do monte La Cabaña, do lado de lá da baía, perto da localidade de Casablanca. A estátua foi executada pela escultora cubana Jilma Madera, tendo sido inaugurada na véspera de Natal de 1958. Foi feita em mármore branco, tendo uma altura total de 20 metros, encontrando-se colocada sobre um pedestal de cerca de 3 metros. Para criar a estátua foram usados 67 blocos de mármore trazidos de Itália, que foram pessoalmente abençoados pelo Papa Pio XII. Quinze dias depois da inauguração, Fidel Castro entrou em Havana à frente do seu exército revolucionário. Pode ser visitada com facilidade, bastando atravessar a baía no ferry que liga Havana a Casablanca.

HAVANA

HAVANA

6-Paseo del Prado

O Paseo del Prado, também conhecido pelo mais recente nome de Paseo de Martí, inicia-se junto ao monumental edifício do Capitólio e estende-se até junto ao mar, frente ao castelo de San Salvador de la Punta. A artéria, que traça a linha divisória entre Centro Habana e Habana Vieja, foi projectada em 1772 por Don Felipe Fonsdeviela y Ondeano mas em 1925 o francês Jean-Claude Nicolas Forestier redesenhou a avenida, incluindo as árvores e os bancos de mármore que hoje ali vemos. A avenida encontra-se ladeada de gloriosos prédios, alguns bastante negligenciados, mas outros devidamente mantidos, como é o caso do Hotel Sevilha. Note-se que mesmo antes da Revolução Castrista já se verificava um movimento por parte das classes privilegiadas que aqui habitavam em direcção a outros bairros, como Miramar ou Vedado.

7-La Bodeguita del Medio

O La Bodeguita del Medio é um bar e restaurante histórico de Cuba. Em1942 existia aqui uma mercearia, a Bodega La Complaciente, cujo proprietário, Ángel Martínez, começou a vender comida aos clientes. Um dia, Leandro Garcia, uma figura bem conhecida do jornalismo cubano, decidiu colocar o seu nome numa das paredes e, claro, outros clientes imitaram-no. Com o tempo a mercearia evoluiu para o bar que conhecemos hoje e por onde já passaram nomes como Brigite Bardot, Salvador Allende, Fidel Castro e sobretudo Ernest Hemingway, cujo hábito de aqui beber Mojitos (que alegadamente terão sido criados pela própria La Bodeguita del Medio) trouxe grande fama ao estabelecimento. E de onde veio o nome, adoptado oficialmente em 1950? Foi Felito Ayon, um influente editor de Havana o responsável por isso, pois quando indicava a forma de chegar ao bar aos seus amigos, era assim que o descrevia… La Bodeguita del Medio. Hoje em dia é um lugar muito turístico, onde dificilmente se encontrará um verdadeiro cubano.

8-Plaza Vieja

A Praça Velha compete com a Praça da Catedral como ponto central de Havana Antiga, mas esta é maior e com mais vida. Ironicamente, quando surgiu em 1759, era chamada de Praça Nova. Mas o novo fez-se velho e é hoje ladeada por extenso património arquitectónico. No século XVIII fazia-se aqui um importante mercado e o lugar ganhou o nome de Plaza del Mercado. Em 1814 com o aparecimento de um novo mercado na Plaza del Cristo o actual nome começou a ser usado. Nesta praça organizavam-se corridas de touros, execuções públicas e venda de escravos. Actualmente tem um ambiente misto, muito turístico, com bares e restaurantes de preços elevados destinados aos visitantes, mas mantém ainda muita vida local. Os edifícios em redor da praça são quase todos históricos, albergando museus e outras instituições culturais, tendo sido renovados e apresentando uma breve explicação histórica.

9-Real Fabrica de Tabacos Partagás

Os charutos são um produto característico de Havana e os visitantes gostam sempre de visitar uma fábrica de “puros”. A Real Fabrica de Tabacos Partagás é a mais emblemática e a mais procurada pelos turistas, localizando-se no centro de Havana, perto do Capitólio. A fábrica iniciou actividade em 1845, aberta pelo espanhol Jaime Partagás, que faleceu pouco depois, deixando ao lema da companhia Ramon Cifuentes, responsável pelo seu imenso crescimento. No século XX o edifício foi ampliando, com a construção de um segundo andar e de armazéns anexos. Hoje em dia emprega cerca de 400 trabalhadores, que passam os seus turnos de 12 horas a enrolar folhas de tabaco que resultam em belos charutos Cohiba e Montecristo. A fábrica pode ser visitada, e a tour, em inglês, custa cerca de 10 Euros.

10- El Malecón

O Malecón, que em castelhano significa “avenida marginal”, inicia-se junto ao castelo de San Salvador de la Punta e vai acompanhando o mar das Caraíbas, estendo-se por cerca de 8 km. A sua construção iniciou-se em 1901, quando os EUA administravam a ilha, existindo ainda uma placa marcado a ocasião, logo no seu início. É o local onde os havaneses vão para fazer desporto, pescar, namorar, tocar um pouco de música ou simplesmente relaxar. Tem uma função eminentemente social e é um local ideal para ir e conhecer pessoas locais, sempre prontas para dois dedos de conversa. É preciso contudo ter atenção às condições do mar, porque quando as vagas estão bravas, chegam a projectar-se para os edifícios do outro lado da avenida, que tem seis faixas de rodagem.

Mapa dos Monumentos de Havana

Mapa Monumentos de Havana

Mapa Monumentos de Havana

Havana é uma cidade fascinante e cheia de história. Visitar Havana e seus monumentos ocupa alguns dias já que há imenso para ver e explorar na zona da Havana Vieja, ou, a Antiga Havana.

O ponto central da cidade a nível turístico é o Paseo de Marti, ou, Prado. Esta avenida desce até à fortaleza Castillo de San Salvador de la Punta. Todos os dias às 21 horas à a cerimónia dos canhões – Ceremonia del Cañonazo do outro lado da Bahía de La Havana, perto do Museu Fortificaciones y Armas e da Plaza de Armas.

Aproveite aqui também para subir até à Fortaleza de San Carlos de la Cabaña. Neste Mapa Monumentos de Havana pode-se ver que na zona da Plaza de la Catedral se pode visitar a catedral, o Museo de la Ciudad, a Feria de Artesania, e mais longe perto da baía, o Castillo de la Real Fuerza.

Pode navegar neste mapa com o cursor e clicar para abrir maior.

Mapa Monumentos de Havana

Roteiros em Havana

Ruas de Havana Antiga

Ruas de Havana Antiga

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Havana de maneira independente. Itinerários de turismo em Havana, Cuba.

1 Dia em Havana: passo-a-passo
Manhã: Brevemente…
Tarde: Brevemente…
2 Dias em Havana: passo-a-passo
Dia 1 Manhã: Brevemente…
Dia 1 Tarde: Brevemente…

Dia 2 Manhã: Brevemente…
Dia 2 Tarde: Brevemente…

Mapa de Havana

Havana pode-se dividir em alguns sectores e locais mais importantes. Neste Mapa de Havana pode-se reparar a letras vermelhas mais grandes, os pontos fucrais da cidade tais como Centro Havana, La Havana Vieja, Cerro, Plaza de la Revolución e Playa.

Há vários marcos de grande importância em Havana tais como a Fortaleza de la Cabaña, a Academia de Ciencias, Estación Central de Ferrocarriles, Castillo de la Fuerza, Castillo de la Punta, Hotel Nacional, Castillo del Morro, Castillo de Atarés, Estadio Latinoamericano, Hostpial General Salvador Allende, Monumento a José Martí e o Castillo del Principe.

Clique no mapa para aumentar e explorar melhor.

Mapa de Havana

Procure um Hotel em Havana comparando preços e fotos: Hotéis em Havana

Siga no Twitter, Facebook, Instagram e Pinterest. Partilhe esta página e deixe o seu comentário.


Deixe o seu comentário aqui:

João Leitão - O autor do blog:

VIVA! Sou o João - blogger de viagens. Com 20 anos de experiência como viajante independente, explorei mais de 128 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindos ao meu blog de viagens, onde partilho informação prática de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

Kit de Viagem:

  • Onde eu reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
  • Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com
  • Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
  • 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com
  • Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com
* Esta página tem links de afiliados. Quando você reserva algo através deste blog, eu retenho uma pequena comissão que não altera o preço final. Obrigado!

Blog de viagens mencionado em:

Blog de viagens nos Media

« Seguir @joaoleitaoviagens no Instagram »