🐪 Venha conhecer Marrocos « Viagem de grupo 7 dias por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara 🐪

Visitar Adis Abeba, Guia de Viagem – Dicas, Roteiros, Mapas, Fotos

João Leitão
Actualizado em 9 Julho, 2018

Quer visitar Adis Abeba?

VISITAR ADIS ABEBA

VISITAR ADIS ABEBA

Adis Abeba (Addis Ababa ou ainda Addis Abeba) é a capital da Etiópia. Sendo a quarta maior cidade de África, Adis Abeba (Addis Ababa) mistura tudo o que se pode esperar de uma grande capital africana: barulho, caos, lixo nas ruas, carros e poluição. Visitar a Etiópia e não passar por Adis Abeba, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Nesta página você encontra:

  • Visitar Adis Abeba – o mais importante a saber
  • Dicas rápidas para Adis Abeba
  • Vídeo Adis Abeba
  • Os 17 Melhores Locais de Adis Abeba
  • O que visitar em Adis Abeba
  • Mapa dos Principais Monumentos de Adis Abeba
  • Fotos de Adis Abeba
  • Alojamento em Adis Abeba
  • Celebrações e Feriados em Adis Abeba
  • Roteiros em Adis Abeba: 1 dia, 2 dias, 3 dias, 4 dias

Visitar Adis Abeba – o mais importante a saber

ADIS ABEBA, ETIÓPIA

ADIS ABEBA, ETIÓPIA

A capital da Etiópia, localizada bem no centro do país, tem quase quatro milhões de habitantes e se à primeira vista pode parecer caótica e hostil, é bastante segura e tem muito para oferecer aos seus visitantes. A maioria da população é cristã, o que cria desde logo um ambiente muito próprio. A fusão cultural é intensa. com igrejas lado a lado com mesquitas, e práticas cristãs muito locais. A História da Etiópia contribui para o ambiente fascinante de Adis Abeba: estamos na capital do único país africano que nunca foi colonizado, apesar de ter sido ocupado durante algum tempo pela Itália de Mussolini. Além disso, viveu um período comunista, com o apoio da União Soviética e de Cuba, o que contribuiu para mais uma camada histórica. Está dotada de bons museus e de fascinantes mercados, nomeadamente o Merkato, considerado o maior do continente africano. Ficar dois ou três dias para visitar Adis Abeba dá-lhe tempo suficiente para descobrir museus, igrejas, a zona da piazza, o enorme merkato e preparar alguns vistos em embaixadas, se por acaso estiver a fazer conta de continuar viagem para outros países. Apesar de eu preferir pequenas cidades e aldeias, gostei de ter visitado Adis Abeba, e faço aqui um pequeno roteiro de locais para visitar em Adis Abeba.

NOTA: Além destes lugares que escolhi, há ainda outros locais de interesse tais como o Museu Nacional, a Gare de Comboios e a Igreja Grega.

Dicas rápidas para Adis Abeba:

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • Visite as igrejas da cidade, excelente maneira de entrar na vida dos habitantes da cidade
  • Tenha cuidado com os seus pertences especialmente no Mercado Chiromeda
  • Não perca o fabuloso Mercado Chiromeda mas não leve nada de valor consigo
  • Apesar de ser muito cliché e turístico, terá de sentar num café e beber um sumo (suco)

Para saber quando ir a Adis Abeba você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar Adis Abeba é durante a estação seca, entre os meses de Outubro e Fevereiro, pois nos restantes meses apanhará fortes chuvas na cidade.

Vídeo com imagens aéreas de Adis Abeba

Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas desta cidade.

Os 17 Melhores Monumentos de Adis Abeba
  1. Mercado Merkato
  2. Colina Entoto
  3. Catedral da Santíssima Trindade
  4. Museu Etnológico
  5. Museu Nacional
  6. O mausoléu de Menelik II
  7. Catedral de São Jorge
  8. Igreja Entoto Maryam
  9. Igreja Adadi Mariam
  10. Mesquita Anwar
  11. Mercado Chiromeda
  12. Praça Meskel
  13. Igreja Kiddus Reuel
  14. Museu de Arte Moderna / Instituto Goethe Etíope
  15. Memorial Tiglachin
  16. Museu e Memorial dos Mártires do Terror Vermelho
  17. Praça Menelik II

O que visitar em Adis Abeba

ADIS ABEBA

ADIS ABEBA

Adis Abeba na Etiópia tem imenso para ver, por isso é conveniente organizar um pouco a sua visita para conseguir ver o máximo possível, de forma mais organizada, contribuindo assim para usufruir de umas férias mais proveitosas.

1- Mercado Merkato

Há quem diga que é o maior mercado de África e decididamente é um local incontornável para os apreciadores deste tipo de locais. É um espaço aparentemente caótico, mas existe uma certa ordem, com zonas separadas para categorias de produtos, existindo mesmo uma secção para produtos feitos a partir de materiais reciclados. O Merkato – um nome de origem italiana – veio substituir um mercado mais antigo, que se fazia no centro da cidade, perto da igreja de São Jorge, exactamente onde hoje se encontra a Câmara Municipal. Quando a Itália dominou a Etiópia, na década de 30 do século XX, as autoridades impuseram um sistema de segregação, proibindo o acesso ao centro a todos os habitantes locais e mudando o mercado para um ponto mais a oeste, chamando-lhe de Merkato Indigino (“Mercado Indígena”).

2- Colina Entoto

A colina Entoto ergue-se a 3250 metros acima do nível do mar, oferecendo do seu topo excelentes vistas sobre a cidade. Uma visita à colina será uma excelente forma de passar um dia na capital etíope. É um lugar muito pitoresco, primeiro, na sua base, com muita actividade humana. Vendas de rua, pessoas que descem do monte com lenha, animais de carga, coloridos autocarros. Depois, a subida até ao topo, que se pode fazer a pé ou de transportes públicos, que leva o visitante para um espaço natural, onde o ar puro abunda. As encostas estão cobertas por eucaliptos importados da Austrália e o monte é conhecido como “o pulmão de Adis”. Foi nesta colina que o rei Menelik II se estabeleceu para fundar Adis Abeba, há cerca de 130 anos atrás. O complexo real pode ser visitado, no topo da colina, assim como igreja Mariam e o Museu Etnográfico que ali se encontram.

3- Catedral da Santíssima Trindade

Esta catedral ortodoxa foi estabelecida em 1931 e inaugurada em 1943. Aqui se encontram os túmulos do Imperador Hailessillasie e da Imperatriz Menen e no interior do templo podem-se observar os tronos que eles usavam quando se deslocavam à igreja. Ainda no seu interior, destaque para as pinturas murais, que representam a Santíssima Trindade, e para os vitrais, com cenas do Velho e do Novo Testamento. Incluída na catedral encontra-se a Igreja das Quatro Criaturas Divinas. Existe no edifício um pequeno museu de objectos eclesiásticos. Junto à catedral existe um cemitério onde se encontram sepultados resistentes à ocupação italiana e ao regime ditatorial do Derg (1974-1987) e ainda nomes ilustres como Meles Zenawi, primeiro-ministro até 2012.

4- Museu Etnológico

O Museu Etnológico de Adis Abeba tem uma qualidade notável, merecendo uma visita. Foi estabelecido em 1955 e o seu espólio conta com cerca de 13.000 peças de natureza diversa. O museu encontra-se ligado ao Instituto de Estudos Etíopes, da Universidade de Adis Abeba, encontrando-se no seu campus, num edifício que foi o palácio do Imperador Haile Selassie. Nos seus dois andares encontrará o visitante uma exposição diversificada, abordando temas como ritos de passagem à idade adulta, cerimónias de casamento, a vida nas diversas tribos, filatelia. Os aposentos do Imperador podem ser visitados, e ao longo da visita há que reparar nas pinturas expostas e numa excelente colecção fotográfica que resultou da visita de dois diplomatas holandeses no início do século XX. Em frente ao edifício encontra-se um estranho monumento, construído pelos italianos, que representa a ascensão da Etiópia durante a governação fascista. O Museu está aberto todos os dias excepto feriados.

5- Museu Nacional

O Museu Nacional, de carácter generalista, localiza-se em Arada Kifle Ketema, perto da Faculdade de Tecnologia da Universidade de Adis Abeba remontando a sua génese a 1936, quando abriu ao público a primeira exposição museológica da Etiópia. O actual museu, contudo, deriva do trabalho do Instituto de Arqueologia, fundado em 1958. O principal tesouro deste museu são os restos de Lucy, uma australopithecus que viveu há 3,2 milhões de anos e que é o vestígio mais antigo encontrado dos antecessores do Homem. Note-se que os fósseis originais não se encontram expostos. De resto, encontra-se no museu a melhor colecção de arte da Etiópia e muitos vestígios arqueológicos. Existe também uma colecção etnográfica, concentrada no segundo andar do edifício. Com excepção da exposição dedicada a Lucy, as legendas e textos do museu são pobres. Felizmente existem guias que falam inglês e que mostram a exposição aos visitantes estrangeiros. Os seus serviços são gratuitos mas é esperada uma gratificação.

6- O Mausoléu de Menelik II

Este mausoléu é conhecido como Te’eka Negist e alberga os túmulos de Menelik II (Imperador da Abissínia entre 1889 e 1910) e Iyasu II, assim como os das imperatrizes Zweditu e Taytu e do arcebispo Matewos, encontrando-se no complexo do Palácio de Menelik II, que actualmente é usado como residência oficial e escritório do Primeiro Ministro da Etiópia. Quando em 1990 os restos mortais do Imperador Haile Selassie foram recuperados, ficaram aqui depositados temporariamente. O mausoléu foi construído entre 1917 e 1927, sob a direcção do arquitecto alemão Carl Härtel. Existe uma pequena exposição com tronos, imagens, documentos e objectos variados. O piso térreo é uma igreja, a Beata Maryam, onde se encontram pinturas retratando momentos importantes da vida de Menelik II. O mausoléu encontra-se aberto todos os dias menos às Segundas-feiras. Pode-se fotografar no seu interior, mas é estritamente proibido usar câmaras no exterior.

7- Catedral de São Jorge

Esta catedral ortodoxa foi construída pelo Imperador Memelik II para comemorar a sua vitória sobre um exército italiano em Adwa, a 1 de Março de 1896. Este santo está intimamente ligado à vitória, tendo as suas relíquias e imagens sido transportadas pelos etíopes para o lugar do confronto. Além disso, a batalha deu-se no dia de São Jorge. O templo foi construído sobre as ruínas de uma velha igreja que ali existia desde o século XV. A sua cúpula, em forma octogonal, é um dos símbolos de Adis Abeba, podendo avistar-se quase de qualquer sitio da cidade. No seu interior destaca-se a decoração efectuada pelo artista etíope Afewerk Tekle e o pequeno museu existente no edifício. Foi aqui que, em 1930, o imperador Haile Selassie foi coroado. Em 1937 os italianos incendiaram a catedral, que foi reconstruída pelos etíopes quatro anos mais tarde, após a libertação definitiva do país.

8- Memorial Tiglachin

Este memorial é um interessante vestígio da era socialista na Etiópia. Foi construído sob as ordens de Mengistu Haile Mariam, que foi presidente da Etiópia entre 1977 e 1987. O memorial honra os militares etíopes e cubanos envolvidos na Guerra de Ogaden, causada por disputas territoriais, e que opôs a Etiópia à Somália. Não fosse a intervenção cubana e os etíopes teriam provavelmente sofrido uma pesada derrota. O monumento foi inaugurado a 12 de Setembro de 1984, nas comemorações do décimo aniversário da deposição do Imperador Haile Selassie. A estatuária, de clara influência comunista, foi oferecida pela Coreia do Norte, e destaca-se a estrela vermelho no topo do obelisco, em forma de míssil. Na estátua principal observa-se a foice e martelo comunista. O imperador deposto é representado, a cavalo, afastando-se do cenário enquanto populares derrubam o seu trono. Existe também um painel com imagens dos militares cubanos caídos em combate no Ogaden.

9- Museu e Memorial dos Mártires do Terror Vermelho

O período do Terror Vermelho ocorreu entre 1977 e 1978, quando o a Junta Militar no Governo. de cariz socialista, liderada por Mengistu Haile Mariam, se encarniçou na luta contra os opositores do regime. A opressão iniciou-se logo em 1974, quando o Imperador Haile Selassie foi deposto pela Junta, mas foi a partir de 1977 que se intensificou. Este museu é dedicado à manutenção da memória daqueles dias violentos e das vítimas do regime. Para além da exposição, o museu está envolvido em pesquisa histórica, visando desenvolver uma base de dados das vítimas e identificar os restos mortais encontrados em valas comuns. A visita ao museu oferece uma experiência pesada, em virtude da temática. Existem visitas gratuitas em inglês e alguns dos guias foram eles próprios prisioneiros políticos que sobreviveram.

10- Praça Menelik II

Esta praça foi construída para celebrar a vitória das forças etíopes, sob o comando do Imperador Menelik II, na batalha de Adwa, que se travou em 1 de Março de 1896, contra um exército italiano. Todos os anos, nesse dia, a praça enche-se para as grandes comemorações, que ainda por cima coincidem com o dia de São Jorge, patrono da Etiópia. A praça é o ponto zero de toda a rede de estradas da Etiópia. Ao centro da praça destaca-se a estátua equestre de Menelik II, empunhando duas lanças e virado na direcção de Adwa. A estátua foi construída em 1930, anos da coroação do Imperador Haile Selassie. Situa-se próximo do edifício da Câmara Municipal, em frente à Catedral de São Jorge, bem no centro da cidade.

Pequeno Foto-Roteiro de Adis Abeba

1- Museu Etnológico
Museu Etnologico em Addis Ababa

Museu Etnológico em Addis Ababa

Sem dúvida um museu muito interessante com uma exposição permantente que mostra um pouco da diversidade cultural da Etiópia.

Localizado dentro do palácio do imperador Haile Selassie, que mais tarde o doou para fazer o pólo principal da Universidade de Adis Abeba.

Além dos quartos de Selassie e da sua mulher, há vários sectores dedicados à música, a pinturas religiosas e, às diversas tribos e costumes da Etiópia.

2- Museu e Catedral de São Jorge
Catedral de São Jorge em Addis Ababa

Catedral de São Jorge em Addis Ababa

Esta catedral fica situada na Piazza.

Pode-se visitar o museu que mostra vários objectos da história da religião ortodoxa etíope.

A catedral tem várias pinturas de artistas famosos e também tem o local onde Selassie foi coroado.

O bilhete de entrada na igreja e no museu (50birr) dá direito a uma visita guiada e a poder tirar fotografias (não pode tirar fotos no museu).

Tem que tirar os sapatos antes de entrar na catedral.

3- Piazza
Piazza em Addis Ababa

Piazza em Addis Ababa

Este é o bairro mais famoso da cidade de Adis Abeba.

É aqui que toda a gente vem passear, por isso tem muita actividade.

Além de vários cafés e restaurantes conhecidos, há ainda um cinema, vários mercados, a Igreja Grega e muitas lojas.

Ao fim da tarde a Piazza enche-se de gente.

Vídeo viagem de táxi em Addis Ababa:

4 - Merkato
Vista do Merkato em Addis Ababa

Vista do Merkato em Addis Ababa

Possivelmente o maior mercado aberto de todo o continente africano, é aqui no Merkato que você se sentirá menos seguro e um pouco desprotegido durante a sua estadia em Addis Ababa.

Neste enorme local há de tudo um pouco para comprar, desde roupas, joalharia, incenso e tudo mais.

É aqui neste mercado onde você possivelmente será roubado e ficará sem carteira, por isso olhe… melhor é não levar nada ou então estar com muita atenção.

5- Mercado de fruta
Mercado de fruta em Addis Ababa

Mercado de fruta em Addis Ababa

Um mercado pequeno mas espectacular que lhe mostra sem dúvida o que é ir às compras de fruta e vegetais numa grande cidade africana. Mas na verdade não vai parecer que estamos numa grande cidade, mas sim num mercado qualquer longe da capital.

Este mercado fica situado na rua que desce desde a Praça Abuna Petros até ao Merkato.

Tem entrada com uma escadaria que você vai perceber logo o quão “exótico” é este local onde está prestes a entrar.

Cuidado com a carteira.

6- Monumentos de Adis Abeba
Monumentos em Addis Ababa

Monumentos em Addis Ababa

Há pelo menos três monumentos que valem a pena ver em Addis Ababa.

O monumento do Leão de Juda situado perto da Gare de Comboios, relembra o poder da monarquia etíope.

Esta estátua foi colocada na véspera da coroação do imperador Salassie em 1930, mas foi roubada pelos italianos em 1935 e transportada para Itália onde foi colocada junto ao monumento de Vittorio Emanuelle, em Roma. A estátua voltou para Adis Abeba nos anos 60.

O monumento Yekatik 12 situado na rotunda da praça Siddist Kilo foi construído para recordar os milhares de etíopes mortos pelos fascistas italianos em retaliação ao atentado ao Vicerei Graziani em 1937.

O monumento Derg situado em frente do edifício central dos correios de Adis Abeba e do Hospital Black Lion, relembra a presença comunista na Etiópia.

Além de uma estrela vermelha no topo do obelisco, há ainda um grande emblema soviético e vários relevos na parte de baixo do monumento.

7- As diversas igrejas de Adis Abeba
As diversas igrejas de Adis Abeba

As diversas igrejas de Adis Abeba

Apesar das igrejas de Addis serem relativamente recentes, há uma grande vida religiosa por parte dos seus habitantes.

É muito interessante explorar algumas destas igrejas e ver como as pessoas rezam, como o espaço é cuidado e tirar um pouco de tempo para escutar as preces que saem pelos altifalantes da igreja. Visite a St. Estifanos Church e a Kidus Urael Church.

Vídeo de reza cristã ortodoxa em Addis Ababa

Mapa Turístico de Adis Abeba

Mapa turístico de Adis Abeba que mostra os lugares mais populares para visitar em Adis Abeba. Clique no mapa para aumentar e explorar melhor.
Mapa da cidade de Adis Abeba

Roteiros em Adis Abeba

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Adis Abeba de maneira independente. Itinerários de turismo em Adis Abeba na Etiópia.

1 Dia em Adis Abeba: passo-a-passo
Manhã: Brevemente…
Tarde: Brevemente…
2 Dias em Adis Abeba: passo-a-passo
Dia 1 Manhã: Brevemente…
Dia 1 Tarde: Brevemente…

Dia 2 Manhã: Brevemente…
Dia 2 Tarde: Brevemente…

Procura um Hotel em Adis Abeba? Hotéis em Adis Abeba

Kit de Viagem

« Onde reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com »
« Rent-a-car? Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com »
« Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com »
« Junte-se a um grupo! 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marraquexe até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com »
« Comprar bilhetes de monumentos e saltar as filas? Organize a sua viagem com antecedência através do Ticketbar.eu »
« Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com »

O autor do blog

VIVA! Sou o João Leitão. Viajante independente desde 1999, explorei mais de 130 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindo ao meu blog de viagens, onde partilho dicas práticas de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

« Seguir no Instagram »