🐪 » 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com « 🐪

🌍 70 dicas importantes para viajar de barco no Rio Amazonas

Actualizado em 31 Outubro, 2016
70 dicas importantes para viajar de barco no Rio Amazonas

70 dicas importantes para viajar de barco no Rio Amazonas

Barco no Rio Amazonas

Barco atracado no Rio Amazonas Brasil

Barco atracado no Rio Amazonas Brasil

Viajar pelo Rio Amazonas é uma experiência incrível. Navegar durante dias nesta viagem mítica é algo que ficará na sua memória para sempre.

Nesta página vou dar algumas ideias e instruções para facilitar a sua travessia de barco pela Amazónia brasileira.

As minhas viagens pelo Rio Amazonas são variadas, mas sempre a subir. Ou seja, a fazer o trajecto desde Macapá até à tri-fronteira do Brasil com o Peru e a Colômbia. Subi ainda o Rio Amazonas até à cidade de Iquitos no lado peruano.

As dicas de viagem que tenho nesta página vêm então, da experiência de um total de 240 horas de barco no Brasil. Tenho ainda cerca de 300 horas de barco no Peru.

As minhas viagens de barco no Rio Amazonas do Brasil

  • Barco CORAMAR II » Macapá (Santana) até Monte Alegre – barco pequeno, lento, dormir na rede, comida grátis. 35 horas de viagem. Preço R$120 / 40€
  • Lancha TAPAJÓS III » Monte Alegre até Santarém – lancha rápida, lugares sentados. 4 horas de viagem. Preço R$40 / 13.3€
  • Barco LUIZ AFONSO » Santarém até Óbidos – barco médio, lento, dormir na rede, comida R$10 por refeição. 7 horas de viagem. Preço R$30 / 10€
  • Lancha TAPAJÓS » Óbidos até Oriximiná – lancha rápida, lugares sentados e TV. 1 hora de viagem. Preço R$20 / 6.6€
  • Barco CIDADE DE ORIXIMINÁ II » Oriximiná até Manaus – barco grande, dormir na rede, comida grátis. 36 horas de viagem. Preço R$100 / 33.3€
  • Barco MANOEL MONTEIRO » Manaus até Benjamin Constant – barco médio, dormir na rede, comida grátis. 156 horas de viagem. Preço R$320 / 106€
  • Lancha SELVA » Benjamin Constant até Tabatinga – lancha rápida, lugares sentados. 30 minutos de viagem. Preço R$20 / 7€
Por do Sol no Rio Amazonas no Brasil

Pôr do Sol no Rio Amazonas no Brasil


Como escolher o barco na Amazónia

Barco Cidade de Oriximiná

Barco Cidade de Oriximiná

  1. Há barcos grandes, médios e pequenos.
  2. Os barcos grandes levam até 300 pessoas. Os barcos médios levam até 200 pessoas e os barcos pequenos levam até 100 pessoas. As lanchas rápidas levam um máximo de 60 pessoas sentadas e demoram muito menos dias que os outros barcos mais lentos.
  3. Geralmente o serviço prestado nas médias e grandes embarcações é melhor.
  4. Há barcos de metal, de madeira e ainda, as lanchas rápidas. Os barcos de madeira geralmente mais pequenos são mais lentos. Os barcos de metal são maiores e cruzam o rio muito mais rápido.
  5. Não viaje no barco Cisne Branco. Este barco teve um acidente e morreram mais de 80 pessoas. Foi recentemente renovado e anda de novo no rio.
  6. Os banheiros / casas-de-banho nos barcos são sempre comunitários e sempre separados para as mulheres e homens. Estes banheiros têm sempre a sanita e chuveiro no mesmo compartimento.
  7. A zonas para lavar as mãos é geralmente na parte de fora do WC. Estes locais são mais ou menos sempre mantidos e limpos pela tripulação, por isso nunca ficam imundos ao ponto de você não conseguir usar. Geralmente está sempre tudo relativamente limpo.
  8. O barco hotel Iberostar 5 estrelas não opera durante os meses de Inverno brasileiro.
  9. Se estiver com pouco tempo para viajar pode sempre fazer todo o percurso com lanchas rápidas. Demoram muito menos tempo mas sai mais caro e não vê praticamente nada pois vai enfiado num barco fechado. O barco de Manaus até Benjamin Constant (depois de Tabatinga) demora 156 horas com balsa lenta, mas com a lancha rápida demora só 30 horas.

Como escolher o trajecto

Cavalos e casa na Amazónia

Cavalos e casa na Amazónia

  1. Subindo o rio, você vê mais das margens e de toda a vida do dia-a-dia da Amazónia à beira rio.
  2. Descendo o rio, você vê menos das margens. Vai no meio do rio a uma velocidade muito maior.
  3. Lembre-se que descer o Rio Amazonas demora sempre muito menos tempo que subir, pela simples razão dos barcos seguirem a favor da corrente. O barco Manaus até Santarém por exemplo, demora 1 dia e meio, enquanto que o mesmo trajecto mas no sentido inverso, de Santarém até Manaus, demora 3 dias e meio.
  4. O rio desde Belém até Manaus chama-se Rio Amazonas. O rio de Manaus até à fronteira com o Peru chama-se Rio Solimões. O rio daí para diante, seguindo para dentro do Peru, chama-se de novo Rio Amazonas.
  5. Você deve parcelar a sua viagem de modo a poder ver e visitar várias cidades ao longo do Rio Amazonas. Locais de interesse são Monte Alegre, Santarém, Alter do Chão e Óbidos, por exemplo.
  6. O trajecto Macapá até Santarém passa por zonas do rio muito estreitas, dando uma visão muito próxima da margem, povoações, selva, animais, etc.
  7. O encontro das águas à chegada ou saída de Manaus e Santarém é lindo. Em Manaus é o encontro do Rio Negro e do Rio Solimões. Em Santarém é o encontro do Rio Amazonas e do Rio Tapajós.
  8. O trajecto Manaus até Tabatinga é feito numa zona com muita praia de areia branca. Selva e praia é uma combinação muito bonita.
Praia no Amazonas Brasil

Praia no Amazonas Brasil


Como comprar bilhete de barco

Venda de bilhetes para os barcos Ana Beatriz e Luis Afonso

Venda de bilhetes para os barcos Ana Beatriz e Luis Afonso

  1. A época alta no Rio Amazonas é durante os meses de Inverno europeu, portanto, durante os meses de Verão brasileiro.
  2. Há muitos barcos a subirem e a descerem o rio. Todos os dias e a toda a hora. Aquela ideia de que você precisa de marcar com antecedência através de uma agência de viagens é errada. Você pode sempre comprar os bilhetes directamente no porto ou no barco e, a preço mais barato.
  3. Na época alta há uma maior afluência de pessoas a viajarem de barco, aumentando assim, a quantidade de viajantes. Ou seja, você pode comprar o seu bilhete, mas é melhor comprar com 1 ou 2 dias de antecedência. De qualquer maneira se você chegar em cima da hora… cabe sempre mais um.
  4. Na época baixa você pode comprar o bilhete no dia, directamente no barco ou nas bancas de vendas de bilhetes, à entrada do porto.
  5. Você pode sempre negociar o preço do bilhete. Mesmo que haja um preço fixo você pode sempre conseguir mais barato (mas não na época alta).
  6. No porto de Santana (Macapá), compre o seu bilhete directamente no barco e não dê conversa a ninguém à porta do porto, porque eles vão cobrar mais caro e ficar com o resto do dinheiro para eles.
  7. Há, na maior parte dos barcos, tomadas eléctricas. Alguns barcos até têm tomadas na zona das redes.
  8. Quando você compra o bilhete no barco, ou quando faz check-in, é-lhe normalmente dado uma pequena pulseira com a cor determinada do destino para onde você vai e com o nome do barco. Assim a tripulação sabe ao certo o bilhete que você pagou e em que cidade você sai.
Pulseira de passageiro

Pulseira de passageiro


O que trazer para o barco

Pessoas à espera de embarcar

Pessoas à espera de embarcar

  1. Rede e corda.
  2. Não há limite de bagagem para trazer a bordo. Se você tiver muita coisa pode sempre contratar um carregador para o ajudar.
  3. Você pode comprar mantimentos antes de embarcar ou no barco antes da partida, ou durante paradas noutras cidades, há sempre muita gente a vender bolachas, picolés, banana frita, fruta. Há ainda uma pequena variedade de coisas no bar do barco.
  4. Nos barcos há água mineral grátis, você pode sempre encher a sua garrafa quando quiser. Há também sempre papel higiénico nas casas-de-banho / banheiros.
  5. Traga consigo tampões para os ouvidos. Conseguirá dormir melhor e abstrair-se do barulho geral do barco, das pessoas, crianças barulhentas e também, do vento frio nos ouvidos.
  6. As viagens durante a noite, dormindo nas redes, são sempre muito frias. Compre uma manta na cidade onde começa a sua viagem. E deite fora ou dê a alguém no fim da sua aventura na Amazónia. Eu comprei uma manta 2mx1.8m por R$12.
  7. Uma pequena caixa tupperware e colher ou garfo, para você poder ir buscar a sua comida na hora da refeição e trazer para junto da sua bagagem. Maior parte dos passageiros é assim que faz. Também não precisa de comer tudo de uma vez e tendo uma pequena caixa, você pode comer parcelado e despachar o resto dali a uma hora ou duas.
  8. Uma garrafa de água de plástico. Quando gastar pode encher sempre com a água fornecida gratuitamente pelo barco.
  9. Traga chinelos. Muito mais confortável para andar no barco e, para ir tomar duche nas casas de banho / banheiros.
  10. Headphones para o seu telemóvel / celular. Assim pode ouvir as suas músicas preferidas durante algumas partes da viagem.
  11. Nalgumas partes do trajecto há várias crianças que estão esperando os barcos passarem para receberem algum pacote de bolachas dos viajantes. É normal os passageiros comprarem doces, pães, bolachas e jogarem, põe dentro de um saco de plástico e jogam ao rio. Estas crianças vêm logo de seguida buscar.
  12. É sempre bom ter um cadeado de código / senha consigo. Muito útil para poder manter a sua mala / mochila fechada. Pode ainda amarrar a sua mala a um pilar usando outro cadeado.

Onde colocar a rede no barco

Redes dentro do convés do barco na Amazónia

Redes dentro do convés do barco na Amazónia

  1. Se você optar por dormir na rede, então chegue ao barco mais cedo, para poder escolher um melhor lugar. Você pode até vir no dia anterior, pôr a sua rede e voltar no dia seguinte. Você pode ainda dormir essa noite anterior no barco, assegurando o melhor lugar e também assim poupando uma noite de hotel.
  2. Nos barco em que há dois ou três andares para por redes, os melhores lugares são no convés superior. Nunca fique no convés de baixo pela confusão de saída e entrada de pessoal e mercadorias e, principalmente, por causa do barulho do motor. Os barcos grandes têm sempre o convés do meio com ar condicionado e janelas fechadas, por isso são zonas muito frias.
  3. Tenha atenção se a sua viagem é feita com o Sol do lado esquerdo ou direito do barco. Você pode perguntar isto a alguém da tripulação. Na viagem de Oriximiná até Manaus, por exemplo, um rapaz da tripulação deu-me a dica de não viajar do lado direito do barco, porque apanharia Sol durante o dia todo. Mais tarde na viagem vim a relatar isso mesmo, em que a minha parte do barco tinha menos Sol e, consequentemente muito menos calor.
  4. Se escolher um lugar perto das lâmpadas de iluminação, terá sempre luz nos olhos durante a noite e em percursos muito junto à margem, terá muitos insectos. Porém são estes lugares que poderão ter uma tomada para você carregar telemóvel / celular ou computador.
  5. Os melhores lugares da rede são sempre longe das escadas, longe da TV, longe dos banheiros / casas-de-banho, longe dos lavatórios.
  6. Escolha sempre um lugar perto de um dos pilares do barco, assim pode encostar a sua mochila, pode atar a sua bagagem ao pilar e, terá sempre mais espaço já que você não terá ninguém tão perto de si, por causa do pilar estar entre si e essa mesma pessoa.
  7. Há muitas pessoas que usam o computador enquanto sentadas nas redes. Esta página que você está a ler, está a ser escrita enquanto eu estou sentado na minha rede, no terceiro dia de viagem de Manaus até Tabatinga.

O que ver e o que fazer no barco

Comandante de barco no Rio Amazonas

Comandante do barco no Rio Amazonas

  1. Subindo o rio você vai sempre perto da margem, podendo assim apreciar pequenas povoações, casas isoladas, plantações. Descendo o rio, a balsa vai sempre no meio do rio, muito longe da margem e você vai sempre distante e sem ver nada, só a linha do horizonte e da margem com vegetação.
  2. Em duas ocasiões pode-se observar o encontro dos rios. À saída de Santarém e à saída de Manaus. Esteja atento na primeira meia hora de viagem, pois terá oportunidade de apreciar este fenómeno da Natureza.
  3. Durante a noite os barcos têm que usar uma luz com um holofote muito poderoso, para poderem ver se há troncos ou algo perigoso no rio. Aproveite durante algumas horas de noite para avistar os olhos brilhantes de jacarés. Um espectáculo muito bonito, em que quando a luz bate nos olhos deles, estes brilham. Há zonas do rio com imensos jacarés.
  4. Leia um livro. Você terá imenso tempo sem “fazer nada”. Será só você, o barco e o rio a passar. Aproveite para ler o tal livro que sempre quis.
  5. Aproveite o nascer e o pôr-do Sol no rio Amazonas ou Rio Solimões. É um espectáculo lindo que irá recordar para sempre. A calma da selva Amazónia pela manhã é deslumbrante, um acordar diferente. À noite, fica tudo bem diferente, com umas cores de céu muito bonitas.
  6. Conheça o comandante da sua embarcação. Vá, devagar e humildemente  meter conversa com quem pilota a balsa. Faça perguntas acerca do rio e do barco, que normalmente todos os comandantes simpaticamente responderão.
  7. Escreva para o seu site / blogue de viagens. Você terá muitas horas para poder estar sentado na sua rede e escrever.
  8. No final da noite, pode ir ver a telenovela a dar na TV do barco. É nesta altura que a maior parte dos passageiros se sentam calmos sem falar, durante 1 hora e meia.

Segurança e Saúde a bordo

Coletes salva-vidas

Coletes salva-vidas

  1. Se você sofrer de enjoo traga consigo uns comprimidos para o efeito. Pode comprar na farmácia antes de embarcar. De maneira geral o rio é muito estável e sem grande oscilações, mas há zonas em que o rio é bem agitado, e também quando o barco apanha ondas de agitação provenientes de outras embarcações.
  2. Em algumas partes da viagem subindo o rio, em que o barco vai muito próximo da margem e, durante o pôr-do-Sol, há alguns mosquitos. Use roupa longa e ponha creme ou spray repelente para insectos.
  3. Nunca deixe a sua bagagem aberta ou coisas de valor à mostra. Se você viajar sozinho tente nunca mostrar coisas de valor e depois ir-se embora comer ou tomar banho e deixar a mala aberta sozinha. Use o seu cadeado.
  4. No meu caso, sendo duas pessoas, uma sempre tomava conta das coisas. É claro que deixar as coisas 5 minutos, quando os vizinhos estão perto será na maior parte das vezes OK.
  5. Se chegar ao seu destino ainda de madrugada, você pode ficar dentro do barco na sua rede até ser manhã. Não precisa então sair de noite sem saber para onde ir.
  6. Nas paradas em pequenas povoações há sempre tempo para sair e comprar alguma coisa que precise ou visitar rapidamente. As paragens podem ir de 30 minutos até 2 horas. Tenha cuidado porque às vezes o barco pode inesperadamente sair mais cedo. Tenho um amigo que o barco foi embora sem ele, em Tefe, no trajecto de Manaus até Tabatinga. Pergunte sempre à tripulação acerca dos horários de saída e nunca confie na informação que outros passageiros possam dar.
  7. Os barcos médios e grandes têm um enfermeiro a bordo.
  8. Todas as manhãs pode fazer um pouco de ginástica a bordo. É bom esticar-se depois de dormir na rede. Pode esticar a coluna agarrando as traves de metal do barco, na zona das redes. Pode ainda aproveitar para fazer umas elevações e manter-se em forma. Pode ainda no convés mexer um pouco os braços e rodar as ancas.

Comidas e snacks no barco

Zona de refeições dentro do barco

Zona de refeições dentro do barco

  1. Há barcos que cobram pela comida. Estas caixas de comida chamadas de marmitas ou marmitex pode custar de R$10 até R$15 reais. Eu pessoalmente, no meu critério de escolha de balsa no Amazonas, preferi sempre a comida incluída no preço da passagem.
  2. As refeições a bordo são sempre muito cedo. Espere o pequeno-almoço / café da manhã por volta das 5:30 / 6:00, o almoço 11:30 / 12:00, e o jantar 17:00 / 18:00.
  3. Os barcos que servem comida incluída no preço, normalmente oferecem refeições em buffet, ou seja, você come a quantidade que quiser.
  4. A comida varia de carne guisada, frango assado, massa, arroz branco, feijão guisado ou sopa de carne, tipo ensopado de borrego.
  5. O pequenos-almoço / café da manhã varia de barco para barco também. Há barcos que só servem mingau, outros que servem só pão com queijo e café com leite. Outros dão um excelente banquete de frutas variadas, pão queijo e manteiga, bolachas, sumos de fruta, e café com leite.
  6. Alguns barcos têm snacks ligeiros a bordo, que você pode comprar no bar, localizado no convés superior da embarcação. Estes têm sandes, fatias de bolo e até hamburguers com ovo.
  7. Os barcos vendem cerveja a bordo, excepto os barcos em que os donos são evangélicos.
  8. Se você é vegetariano, pode tentar falar com a cozinha para conseguir feijão sem carne, mas na maior parte das vezes, é melhor trazer comida de fora. De qualquer maneira há sempre arroz branco e macarrão para comer. Traga fruta.
  9. Quer fazer um cocktail enquanto viaja no rio Amazonas? Faça como eu, compre um litro de sumo de abacaxi, uma garrafinha de leite de côco, um pacotinho de côco ralado. Meta tudo numa garrafa de água e agite forte para ficar bem misturado. E é isso, tem uma Piña Colada na Amazónia.

Procura um Hotel em Manaus? Hotéis em Manaus


🛫 Kit de Viagem

✅ Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
✅ Reserve o seu carro online através do Rentalcars.com
✅ Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
✅ 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com

🗨 Deixe o seu comentário aqui

Os comentários deste blog de viagens são via facebook.





🚀 Siga nas redes sociais

Facebook Twitter Google+ Instagram Pinterest Stumbleupon Tumblr YouTube Blog Lovin

🏆 Blog de viagens mencionado em

Blog de viagens nos Media

📷 Seguir João Leitão Viagens no Instagram