🐪 » Viagem de grupo 7 dias em Marrocos por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara » Mais info em MARROCOS.COM « 🐪

🌍 Visitar São Paulo, Guia de Viagem – Dicas, Roteiros, Mapas, Fotos

Actualizado em 5 Agosto, 2017

Quer visitar São Paulo?

VISITAR SÃO PAULO

VISITAR SÃO PAULO

Guia de Viagem a São Paulo

São Paulo é a maior cidade do Brasil e a maior da América Latina. Esta autêntica selva urbana é uma cidade de contraste, que todos amam e odeiam ao mesmo tempo. Cidade cultural por excelência, há sempre algo de arte a acontecer, basta procurar e estar atento à agenda cultural da cidade. Eu pessoalmente gostei de São Paulo, tem muito evidente o encanto e a simpatia brasileira, mas, dentro de uma super cidade. Vejam o vídeo mais em baixo da página para ver como a cidade é bonita. Visitar o Brasil e não passar por São Paulo, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Nesta página você encontra:

  • Visitar São Paulo – o mais importante a saber
  • Dicas rápidas para São Paulo
  • Vídeo Promocional do Turismo de São Paulo
  • Os 16 Melhores Locais de São Paulo
  • O que visitar em São Paulo
  • Mapa dos Monumentos de São Paulo
  • Mapa do Metro de São Paulo
  • Fotos de São Paulo
  • Alojamento em São Paulo
  • Alugar carro em São Paulo
  • Celebrações e Feriados em São Paulo
  • Roteiros em São Paulo: 1 dia, 2 dias, 3 dias

Visitar São Paulo – O importante a saber

SÃO PAULO, BRASIL

SÃO PAULO, BRASIL

A cidade foi fundada em 1543, pelos padres jesuítas Manuel da Nóbrega e José de Achieta e pelo caíque local Tibiriçá. Poderá não ter o charme e a importância histórica do Rio de Janeiro, mas é a maior cidade do Brasil, com cerca de 12 milhões de habitantes e a que tem uma economia mais dinâmica. A sua população é diversificada, estimando-se que cerca de 10% dos habitantes sejam emigrantes provenientes de 70 países mas especialmente de origem árabe, judia, japonesa e italiana. Em São Paulo há cultura: estão contabilizados 101 museus, 164 teatros e 282 cinemas. É também o paraíso para os amantes da gastronomia, pela qualidade dos restaurantes de comida brasileira e internacional que se encontram distribuídos pela cidade. Aos fins-de-semana os paulistas convergem para as feiras de rua, com destaque para as de Bixiga, Liberdade e Benedito Calixto. Todos os anos, em Maio, realiza-se um dos maiores eventos Gay do mundo, com uma monumental parada e inúmeros debates e actividades culturais.

Cidade de contrastes, da pobreza das favelas para a vida cosmopolita sofisticada na Avenida Paulista, é assim a essência de São Paulo. A cidade apresenta um leque imenso de ofertas culturais e a própria cidade é um museu a céu aberto, com edifícios célebres como o Edifício Martinelli, o primeiro arranha-céus da América do Sul ou o edifício Copan, símbolo da arquitectura moderna brasileira projectado por Oscar Niemeyer.

Para visitar São Paulo terá de caminhar na avenida Paulista, um eixo que liga as zonas novas e antigas da cidade. É o centro empresarial e cultural de São Paulo e onde o comércio é mais activo.

O centro histórico não corresponde à imagem que a maioria das pessoas tem de um centro histórico. Não há muitos edifícios antigos e o charme é considerado por muitos reduzidos. Mas não significa que não existam alguns marcos mesmo históricos, como é o caso do Teatro Municipal ou da estação de metro e de trem da Luz.

Dicas rápidas para São Paulo:

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • Caminhe pela Avenida Paulista
  • Faça uma free walking tour
  • Tenha cuidado com os seus pertences
  • Visite o Museu de Arte Moderna

Para saber quando ir à São Paulo você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar a São Paulo é entre Junho e Setembro, durante a época alta. Os meses de melhor tempo em São Paulo são Junho, Julho, Agosto e Setembro. Os meses mais quentes da cidade são Janeiro, Fevereiro, Março, Setembro, Outubro, Novembro e Dezembro. Os meses mais chuvosos são Janeiro e Dezembro.

Vídeo São Paulo Turismo 2017

Os 16 Melhores Locais de São Paulo
  1. Catedral de São Paulo
  2. Museu de Arte de São Paulo
  3. Avenida Paulista
  4. Museu de Arte Moderna
  5. Edifício Altino Arantes
  6. Theatro Municipal
  7. Pinacoteca do Estado de São Paulo
  8. Memorial da América Latina
  9. Jardim Botânico
  10. Mercado Municipal
  11. Beco do Batman
  12. Pátio do Colégio
  13. Pico do Jaraguá
  14. Jardim da Luz
  15. Mosteiro de São Bento
  16. Monumento da Independência

O que visitar em São Paulo

SÃO PAULO

SÃO PAULO

1- Catedral de São Paulo

A Catedral Metropolitana de São Paulo, foi começada a construir em 1913, mas apenas ficou terminada em 1953, mesmo a tempo para as comemorações do 400º aniversário da fundação de São Paulo. A sua cúpula é influenciada pelo estilo Renascentista, mas o edifício é considerada a quarta maior catedral Neo-Gótica do Mundo. A catedral está implementada num ponto onde em 1589 tinha já sido construída uma igreja matriz para servir a nova comunidade de São Paulo, a que se seguiu uma outra, em estilo Barroco, que ali esteve entre 1764 e 1911. Foi desenhada pelo arquitecto Maximilian Emil Hehl e tem 111 metros de comprimento, 46 metros de largura e duas torres que atingem os 92 metros de altura, podendo albergar oito mil pessoas. A sua cripta é enorme. Encontra-se sob o altar principal e lá se encontram os restos mortais de todos os bispos e arcebispos da cidade e ainda do cacique fundado da cidade.

2- Museu de Arte de São Paulo

Este Museu encontra-se instalado num edifício moderno criado para o efeito, localizado na avenida Paulista. Apesar do museu ter sido criado em 1947 apenas em 1968 transitou para o actual local, uma estrutura dominada pela utilização de vidro, desenhada por Assis Chateaubriand e Pietro Maria Bardi. A inauguração do edifício, considerado um marco emblemático na arquitectura moderna brasileira, contou com a presença da Rainha Isabel II de Inglaterra. Em termos de espólio, distingue-se a colecção de Arte Europeia, considerada a mais rica do Hemisfério Sul, para além de um vasto rol de peças brasileiras complementado por núcleos menores dedicados à arte africana e asiática. No mesmo edifício encontra-se uma das maiores bibliotecas sobre arte existentes no Brasil. Uma curiosidade: este museu deveria ter sido criado no Rio de Janeiro, mas Chateaubriand acabou por considerar que teria mais hipóteses de reunir os fundos necessários em São Paulo, que atravessava uma fase de grande prosperidade.

3- Avenida Paulista

A Avenida Paulista, com os seus 2,8 km de extensão, é talvez a mais importante via de São Paulo. Atravessa vários bairros da cidade, no seu trajecto de nordeste para noroeste. Surgiu em 1891, projectada por Joaquim Eugénio de Lima, como uma avenida residencial que seria ladeada de palacetes. Em 1909 tornou-se a primeira rua a ser alcatroada em São Paulo. Em 1939 surgiu o primeiro edifício de diversos andares. Contava com sete pisos e localizava-se na esquina com a rua Frei Caneca. Nos anos 50 a avenida foi profundamente alterada, com a demolição dos edifícios originais, substituídos por prédios de elevada ocupação vertical. Em 1972 o “perfeito” José Vicente Faria Lima revolucionou a avenida, removendo uma boa parte das árvores existentes e alargando as faixas de rodagem para permitir a passagem diária de mais carros. Hoje em dia estima-se que por ali passem mais de 100.000 viaturas diariamente e que seja usada por 800.000 pessoas em trânsito.

4- Museu de Arte Moderna

O Museu de Arte Moderna localiza-se no Parque de Ibirapuera e foi fundado por Francisco Matarazzo Sobrinho em 1948, tendo tomado como exemplo o museu com o mesmo nome de Nova Iorque. A colecção inclui cerca de 5.000 peças, com destaque para os trabalhos de Anita Malfatti, Alfred Barye, Aldo Bonadei, Alfredo Volpi, Emiliano Di Cavalcanti, José António da Silva, Joan Miró, Marc Chagall, Mario Zanini e Pablo Picasso. Para além das duas galerias de exposição, o museu conta com os espaços habituais: auditório, atelier, biblioteca, loja e restaurante. De dois em anos é organizado pelo museu o Panorama da Arte Brasileira, uma exposição temporária que recolhe o melhor que vai sendo feito por todo o país.

5- Edifício Altino Arantes

Este é um dos edifícios mais emblemáticos de São Paulo, sendo também conhecido como edifício do BANESPA ou Banespão (Banco do Estado de São Paulo). Foi construído entre 1939 e 1947, tendo como evidente fonte de inspiração o Empire State Building de Nova Iorque. Quando foi terminado era a maior estrutura de betão reforçado do mundo. O projecto foi de Plínio Botelho do Amaral, mas a empresa que executou a obra, a Camargo & Mesquita, procedeu a algumas alterações para o assemelhar ainda mais ao modelo norte-americano. Ao longo das décadas sofreu apenas alterações superficiais, mantendo o aspecto original. Tem 161 metros de altura e trinta e seis andares, servidos por 14 elevadores. Alberga o Museu BANESPA, onde é contado o século de história do banco e, claro, do edifício. É possível visitar o terraço no topo do edifício, mas só se pode ali permanecer durante cinco minutos.

6- Theatro Municipal

O Teatro Municipal é considerado um dos símbolos de São Paulo. Surge no principio do século XX, na praça Ramos de Azevedo, que ganhou o nome do arquitecto que projectou o edifício em conjunto com Claudio e Domiziano Rossi. A construção iniciou-se em 1903 e terminou em 1911, tendo resultado num edifício com influências de Barroco, Art Nouveau e Renascimento. Surge num contexto histórico de ascensão de uma burguesia endinheirada, baseada na produção do café, que exigia um espaço desta natureza, que acentuasse o toque cosmopolita que desejavam para a sua cidade. O espaço foi usado sobretudo como uma casa de ópera, com outros espectáculos a aparecerem no programa de forma pontual. Nos seus primeiros quinze anos passaram por ali 88 óperas interpretadas em 270 performances. Ao longo do tempo passaram pela sala nomes grandes do espectáculo e da arte, como Maria Callas, Arthur Rubinstein, Duke Ellington, Ella Fitzgerald, Nijinsky, Nureyev e Baryshnikov.

7- Mercado Municipal

O edifício do mercado foi desenhado pelo arquitecto Francisco Ramos de Azevedo e construído entre 1928 e 1933. Localiza-se no centro histórico da cidade e é normalmente chamado pelos paulistas de “Mercadão”. A sua fachada esteve a cargo de Felisberto Ranzini que utilizou um misto de colunas jónicas e dóricas que com a sua capacidade de suportar a estrutura permitiram um uso mais generoso de painéis de vidro, que trouxeram mais luz ao interior do edifício. Um dos elementos em destaque no Mercado Municipal é a abundância de vitrais, criados pelo artista Casa Conrado Sorgenicht, o mesmo que criou os vitrais da Catedral de São Paulo e de outros trezentas igrejas no Brasil. Hoje em dia o mercado é ainda utilizado para os seus propósitos iniciais, com as bancas de vendedores no piso térreo e uma série de restaurantes na mezaninne.

8- Jardim Botânico

Este é um cantinho tranquilo onde se pode ir para passar algum tempo afastado da confusão da grande cidade. No passado a área era ocupada por pequenas quintas mas o Governo expropriou os proprietários para recuperar a floresta original e defender as nascentes do Ipiranga. Até 1928 era aqui captada a água que abastecia o bairro com esse mesmo nome, mas por essa altura o naturalista Frederico Carlos Hoehne criou o Jardim Botânico que contudo foi apenas reconhecido oficialmente em 1938. Hoje em dia ocupa mais de 360 mil m2, tendo 380 espécies diferentes de árvores. No Jardim Botânico distinguem-se as suas estufas, o Jardim dos Sentidos onde estão colocadas plantas que podem e deve ser tocadas a cheiradas, o trilho da Nascente que como o nome indica conduz às nascentes do Ipiranga e o lago das Ninfeias, essas bonitas flores aquáticas que são o símbolo do Jardim.

9- Beco do Batman

Este é o nome dado à área envolvente das ruas Gonçalo Afonso e Rua Medeiros de Albuquerque, no bairro Vila Madalena. Aqui a arte urbana é rainha, isto numa cidade já por si conhecida pela qualidade dos seus murais. A área começou a ser usada para este tipo de expressão artística nos anos 80, quando a banda desenhada norte-americana, especialmente as histórias de Batman, se tornaram muito populares no Brasil. Apesar dos visitantes terem atraído uma certa incidência de crime, a área é mantida e acarinhada pelos habitantes. Quanto à arte, está em renovação constante, com novos trabalhos a serem sobrepostos continuamente. Para chegar ao local use a linha verde de metro e saia na estação de Sumaré.

10- Pico do Jaraguá

Este pico tornou-se conhecido em 1580, quando o explorador Afonso Sardinha ali encontrou um filão de ouro. Contudo a área era ocupada por índios, que tornaram a exploração do mineral impossível e apenas dez anos mais tarde, depois de uma violenta guerra, as minhas foram instaladas. Apenas no século XIX o ouro se esgotou e desde então o pico tem sido usado como local de observação da cidade e área envolvente. Em 1961 foi criado o Parque Estadual do Jaraguá. Do topo do pico, a 1.135 m de altitude, pode-se avistar uma área no raio de 55 km. Chega-se até lá de carro, através da Estrada Turística, mas é possível usar um trilho de 2 km para se ascender ao lugar a pé.

Roteiros em São Paulo

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em São Paulo de maneira independente. Itinerários de turismo em São Paulo na Brasil.

1 Dia em São Paulo: passo-a-passo
Manhã: Brevemente…
Tarde: Brevemente…
2 Dias em São Paulo: passo-a-passo
Dia 1 Manhã: Brevemente…
Dia 1 Tarde: Brevemente…

Dia 2 Manhã: Brevemente…
Dia 2 Tarde: Brevemente…

Mapa Região de São Paulo

Clique no mapa para aumentar e explorar melhor.
Mapa Regiao Sao Paulo
© Mapa Região São Paulo

Mapa do Metro de São Paulo

Clique no mapa para aumentar e explorar melhor.
Mapa Metro Sao Paulo

Mapa Rodoviário de São Paulo

Clique no mapa para aumentar e explorar melhor.
Mapa Rodoviario de Sao Paulo
© Mapa de Estradas de São Paulo

Procura um Hotel em São Paulo? Hotéis em São Paulo

Siga no Twitter, Facebook, Instagram e Pinterest. Partilhe esta página e deixe o seu comentário.


Deixe o seu comentário aqui:

João Leitão - O autor do blog:

VIVA! Sou o João - blogger de viagens. Com 20 anos de experiência como viajante independente, explorei mais de 128 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindos ao meu blog de viagens, onde partilho informação prática de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

Kit de Viagem:

  • Onde eu reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
  • Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com
  • Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
  • 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com
  • Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com
* Esta página tem links de afiliados. Quando você reserva algo através deste blog, eu retenho uma pequena comissão que não altera o preço final. Obrigado!

Blog de viagens mencionado em:

Blog de viagens nos Media

« Seguir @joaoleitaoviagens no Instagram »