🐪 Venha conhecer Marrocos « Viagem de grupo 7 dias por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara 🐪

Descobrir Uzbequistão – 18 Lugares Especiais para Visitar

João Leitão
Actualizado em 14 Maio, 2018

Quer descobrir o Uzbequistão?

Descobrir Uzbequistão - 18 Lugares Especiais para Visitar

Descobrir Uzbequistão – 18 Lugares Especiais para Visitar

Descobrir O Uzbequistão

O Uzbequistão é daqueles países que muitas pessoas nunca ouviram falar.

Para a maioria dos viajantes este país, aprisionado no interior do continente, está bem lá no fundo do nosso imaginário por ser uma nação da Rota da Seda distante, cheio de gentes exóticas, arquitectura antiga e o lugar onde Alexandre “o Grande” se apaixonou por aquela que viria a ser a sua esposa – Roxana.

Visite o Uzbequistão

Visite o Uzbequistão

Entrei quatro vezes no Uzbequistão:

  • Julho 2004 – Fronteira KZ – voo para IR – mochila às costas pela Ásia Central
  • Junho 2012 – Fronteira KZ ao TJ – Rally na Ásia Central
  • Junho 2012 – Fronteira AF ao TJ – a conduzir (dirigir) sozinho
  • Julho 2012 – Fronteira TJ ao KG – a conduzir, com a minha mulher
AF = Afeganistão; KG = Quirguistão; KZ = Cazaquistão; IR = Irão; TJ = Tajiquistão; UZ = Uzbequistão.

Os Uzbeques são um povo muito simpático e curioso para falar com os estrangeiros.

Friendly Uzbek People

Uzbeques simpáticos no Vale de Fergana

O meu TOP 5 – Visita ao Uzbequistão

1-Kiva (Khiva)

Madressa Islom Khodja e minarete em Khiv

Madressa Islom Khodja e minarete em Khiva

Este é o meu sítio histórico preferido no Uzbequistão. A sua distância dos outros pontos turísticos mais importantes do país torna-o ainda mais autêntico. Segundo a lenda, Khiva foi fundada no lugar onde Sem – filho de Noé – escavou o poço Keivah. A cidade antiga – Ichan Kala – é um exemplo bem preservado da arquitectura muçulmana na Ásia Central.

2-Moynaq (Moynak)

Cemitério de barcos em Moynaq no Uzbequistão

Cemitério de barcos em Moynaq no Uzbequistão

Moynaq é um antigo porto a sul do Mar de Aral. Sob o comando de Lenine, os pescadores de Moynaq desempenharam um papel muito importante na luta contra a fome de 1921-1922 na Rússia. Actualmente já não há água neste local por isso podemos visitar um “cemitério de barcos” com dezenas de carcaças de navios ferrugentas e um pequeno monumento que confirma a escala do actual desastre natural que fez desaparecer a água.

3-Bucara (Bukhara)

Madrassa Mir i Arab em Bucara

Madrassa Mir i Arab em Bucara

No coração da Rota da Seda e dos antigos Reinos da Pérsia, fica Bucara, uma encantadora cidade histórica. Já estive em Bucara várias vezes e nunca me canso. As vielas com edifícios em tijolo vermelho são maravilhosas, mas as impressionantes Madrassas e mesquitas de Bucara são de cortar a respiração.

4-Ukhum

Aldeia nas montanhas de Ukhum no Uzbequistão

Aldeia de Ukhum nas montanhas do Uzbequistão

Não há muito para ver ou fazer em Ukhum. Este lugar está no meu top de experiências no Uzbequistão pelas pessoas. Depois de ter acampado no Lago Aydar durante um fim-de-semana, dei boleia (carona) a duas senhoras locais Uzbeques. Depois de uma pequena conversa acabei por levá-las até à sua aldeia, no meio das montanhas por caminhos de cabras. Fiquei na sua casa durante alguns dias, com uma família Uzbeque super simpática.

5-Samarcanda (Samarkand)

Praça Registan em Samarcanda

Praça Registan em Samarcanda

Samarcanda é, provavelmente, a cidade mais famosa da Ásia Central. Rica em magníficos monumentos históricos, Samarcanda foi em tempos o coração da Rota da Seda – situada entre a China e o Mediterrâneo. Samarcanda está na lista das mais antigas cidades habitadas na Ásia Central.

18 Lugares para visitar no Uzbequistão

Nesta página faço a lista de 18 lugares fantásticos que fazem, sem dúvida, parte das principais atracções turísticas do país.

1-Shahrisabz

Casal recém casado na Praça Timur em Shahrisabz

Casal recém casado na Praça Timur em Shahrisabz

Berço de Amir Timur aka Tamerlane – um conquistador Turco-Mongol do século XIV – Shahrisabz é uma cidade histórica a sul de Samarcanda. Muitos Uzbeques vão tirar fotos de casamento junto da famosa estátua de Timur. Fiquei numa simpática residencial perto do centro da cidade de Shahrisabz. A parte antiga de Shahrisabz tem monumentos expecionais e bairros antigos, que datam do século XV e XVI. Os meus monumentos preferidos em Shahrisabz são o Tumulo de Timur, o Palácio Aq-Saray e a Mesquita Kok Gumbaz. O centro histórico de Shahrisabz faz parte da lista de património Mundial da UNESCO.

2-Mar de Aral

Mar de Aral, agora seco, no Uzbequistãon

Mar de Aral, agora seco, no Uzbequistão

O Mar de Aral é um antigo lago de água salgada que faz fronteira com o Cazaquistão, Tajiquistão, Turquemenistão e Uzbequistão. Durante os anos 60 o Mar de Aral era o quarto maior lago no mundo. Infelizmente devido aos terríveis projectos de irrigação Soviéticos que desviaram rios, o mar de Aral tornou-se uma das maiores catástrofes ambientais. Tive a oportunidade de atravessar o fundo deste lago seco durante o Central Asia Rally.

Visite o site oficial do Central Asia Rally – Corrida pela História.

3-Bucara (Bukhara)

Madrassa Mir i Arab e o complexo religioso Islâmico de Po-i-Kalyan em Bucara

Madrassa Mir i Arab e o complexo religioso Islâmico de Po-i-Kalyan em Bucara

Bucara é uma das minhas cidades preferidas em todo o mundo. Envolta em ruas encantadoras, Bucara tem muitos séculos de história que pode ser observada enquanto exploramos a cidade antiga. Os meus monumentos preferidos em Bucara são o Char Minor, a Madrassa Mir i Arab, o impressionante minarete de Kalon, a Fortaleza de Bucara e as Madrassas de Ark e Nadir Divan-Beghi. Para chegar a Bucara pode-se fazer a épica viagem de comboio no Bucara Express – tomando a linha Tashkent – Samarcanda – Bucara. O centro histórico de Bucara faz parte da lista de património Mundial da UNESCO.

4-Kokand

Mesquita Kokand Jami no Uzbequistão

Mesquita Kokand Jami no Uzbequistão

Kokand fica na província Uzbeque de Ferghana. Kokand foi um mercado da Rota da Seda durante o século X. Mais tarde Genghis Khan fez desta cidade a sua residência principal e por isso a sua importância mantem-se desde então. Os locais mais importantes a visitar em Kokand são o Palácio de Khudavar Khan, a Mesquita Jummi, a Madrassa Amin Beg e a necrópole de Kokand Khans. Esta é a primeira cidade mais importante ao entrar no Vale de Fergana vindo de Tashkent.

5-Khiva

Minarete Kalta-minor em Khiva

Minarete Kalta-minor em Khiva

Khiva fica no noroeste do país. O seu antigo nome era Khwarizm, que fez parte de uma importante região a sul do Mar de Aral, entre o Uzbequistão, o Turquemenistão e o Irão. Khiva foi a capital do Canato de Khiva entre o século XVI e o início do século XX. A cidade antiga chama-se Ichan Kala e é cercada por uma muralha de tijolo com dez metros de altura, e pode-se visitar muitos monumentos centenários num curto passeio a pé. Khiva era um importante ponto de paragem na época da Rota da Seda. A cidade antiga de Khiva – Ichan Kala – está inscrita na lista de Património Mundial da UNESCO.

6-Républica de Caracalpaquistão

Républica de Caracalpaquistão

Républica de Caracalpaquistão

A Républica de Caracalpaquistão é uma républica autónoma na parte ocidental do Uzbequistão perto do Mar de Aral. A sua capital é Nukus. Os Caracalpaques eram pastores e pescadores nómadas, mas agora a vida mudou pois já não há água no Aral e o deserto já não é viável para a pastorícia. Atravessei o Caracalpaquistão vindo do Cazaquistão e a conduzir por Moynaq até Nukus.

7-Lago Orom

Pessoas a desfrutar o Lago Orom

Pessoas a desfrutar o Lago Orom

Fora da capital do Uzbequistão – Tashkent, fica o Lago Orom um lago pacato muito apreciado pelos locais que veem aqui durante os fins-de-semana para relaxar e refrescar do verão quente. Vim aqui com um amigo, Sanjar, e o seu grupo de amigos. Ficamos na casa da família de um dos amigos dele e foi muito divertido.

8-Nurata

Nurata vista de cima a partir do Castelo de Alexandre o Grande

Nurata vista de cima a partir do Castelo de Alexandre o Grande

A caminho do Lago Aydar passei pela cidade de Nurata. No Uzbequistão Nurata é conhecida pelo seu curso de água, considerado sagrado para os muçulmanos. As ruínas da Fortaleza construída pelas tropas de Alexandre “o Grande” continua a resistir mas tem os seus dias contados. Podemos subir até á colina da fortaleza mas já pouco resta da estrutura.

9-Samarcanda (Samarkand)

Mausoléu de Gur-e Amir em Samarcanda

Mausoléu de Gur-e Amir em Samarcanda

Samarcanda é uma conhecida cidade histórica. Situada no coração da antiga Rota da Seda, Samarcanda foi uma das maiores cidades da Ásia Central. Alexandre “o Grande” conquistou Samarcanda no ano 329 a.C. e foi aqui perto que ele se apaixonou por Roxana – com quem casou. Os meus monumentos preferidos em Samarcanda são a Praça Registan, a Mesquita Bibi-Khanym, a necrópole de Shah-i-Zinda e o Mausóleo de Gur-e Amir. O mercado de Samarcanda é uma atracção a não perder. Samarcanda – encruzilhada de culturas – está inscrita na lista de Património Mundial da UNESCO.

10-Tasquente (Tashkent)

Pessoas simpáticas no mercado de Tashkent

Pessoas simpáticas no mercado de Tashkent

Tashkent é a capital do Uzbequistão. Embora seja uma das grandes metrópoles na Ásia Central, o local mais antigo da região – Kanka – remonta ao século III a.C.. A capital Uzbeque é a única cidade na Ásia Central onde cada uma das estações de metro está decorada de forma sumptuosa com um tema diferente. É também um dos sistemas de metro mais rápidos do mundo, os comboios andam mesmo rápido. Os sítios importantes para visitar em Tashkent são a Madrassa Kukeldash do século XVI, a Praça Amir Temur, a Ópera e Ballet Teatro Alisher Navoi e o Palácio do Príncipe Romanov.

11-Moynaq (Moynak)

Mar seco em Moynaq, no Uzbequistão

Mar seco em Moynaq, no Uzbequistão

Actualmente Moynaq é testemunha do desastre ambiental que a região sofreu devido à redução do Mar de Aral, que fica a 35km para Norte e que já não se avista do antigo porto. Pode visitar o cemitério de velhos navios ferrugentos e também um memorial com imagens de satélite que explicam como evoluiu este desastre durante al últimas décadas.

12-Ukhum

Casa de uma família em Ukhum

Casa de uma família em Ukhum

Depois de dar boleia (carona) a duas senhoras tive a sorte de ser convidado para ir a casa delas beber um chá. Aceitei o convite e em Mullali sai da estrada principal para chegar à aldeia delas, no meio das montanhas. Acabei por ficar durante alguns dias a visitar as aldeias vizinhas e os amigos da família. Fui muito bem recebido e as pessoas foram muito simpáticas e curiosas por ter dois estrangeiros (eu e a minha namorada) em sua casa. Ofereceram-me vários tipos de bolos, biscoitos, sumos, compotas caseiras, pão, manteiga, mel, omelete. Toda a família estava muito contente por nos receber e não queriam que partíssemos. Esta foi uma das experiências top durante a minha viagem no Uzbequistão.

13-Langar

Vista sobre a aldeia de Katta Langar

Vista sobre a aldeia de Katta Langar

No interior de uma zona rural e a alguns quilómetros desviado da estrada principal de Shahrisabz para Guzar, encontrei a interessante aldeia de Katta Langar. Não sabia o que esperar deste local, pois estava à procura de outra coisa no meu mapa. Langar é uma aldeia nas montanhas com casas tradicionais de barro, onde fica um lugar sagrado para os Uzbeques. O mausoléu de Mohammed Sadik, do século XVI, foi construído no cimo da colina com vista para a aldeia. A vista a partir do cemitério e da mesquita são de cortar a respiração. As pessoas são muito hospitaleiras e até podemos participar na cerimónia de beber água sagrada do balde, na entrada principal.

14-Margilan

Mulheres a prepararem a seda em Margilan

Mulheres a prepararem a seda em Margilan

Situada no coração do Vale de Fergana, Margilan foi uma das principais paragens na Rota da Seda, antes de atravessar as Montanhas Alai para chegar a Kashgar, na China. Em toda a região de Fergana, mas especialmente em Margilan, as pessoas mantêm uma forma de islamismo muito conservador. Um importante complexo industrial de produção de seda foi construído durante a era Soviética e é hoje um dos maiores no Uzbequistão. Visitei as fábricas de seda e oficinas de tecelagem onde tudo é feito de forma tradicional.

15-Fergana

Bazar de Fergana no Uzbequistão

Bazar de Fergana no Uzbequistão

Fergana foi a minha última paragem antes de deixar o Vale de Fergana e atravessar a fronteira para o Quirguistão. A moderna cidade de Fergana foi fundada pelos Russos em 1876 como uma colónia militar. Os lugares importantes para se visitar são o Museu Regional de Fergana, a antiga Fortaleza de Fergana e o vibrante bazar no centro da cidade, um dos mais movimentados do Uzbequistão.

16-Lago Dengizkul

Lago Dengizkul no Uzbequistão

Lago Dengizkul no Uzbequistão

O Lago Dengizkul é rodeado de um deserto de areia com grandes dunas cobertas de arbustos de acácias – que corresponde à parte norte das areias do deserto de Sundukli. Fiquei com o carro atascado na areia e tive de esperar 3 horas até alguém passar para me rebocar, mas também ele ficou preso, então tivemos de esperar mais 2 horas até chegar outra pessoa para nos salvar a todos.

Areias do Sundukli no Uzbequistão

Areias do Sundukli no Uzbequistão

17-Kasri Arifon

Homem no Bahauddin-Naqshbandi em Kasri Arifon

Homem no Bahauddin-Naqshbandi em Kasri Arifon

Esta é uma pequena aldeia perto de Bucara. Apesar dos turistas quase não conhecerem este lugar, é na verdade um dos lugares religiosos mais famosos no mundo Islâmico. É aqui que está enterrado um dos fundadores do Islão Sufista mais venerados, Mohamed Bahauddin-Naqshbandi [1317-1388]. Apesar deste lugar estar proibido a não muçulmanos, fui lá acompanhado de um senhor que me mostrou o complexo. Visitei a Árvore sagrada e o mausoléu de Naqshbandi.

18-Lago Aydar

Cabras perto do Lago de Aydar no Uzbequistão

Cabras perto do Lago de Aydar no Uzbequistão

Fora dos itinerários principais no Uzbequistão, o Lago Aydar estende-se ao longo da fronteira Uzbek – Kazakh por mais de 250 km. Aqui não irá encontrar nenhum hotel ou parque de campismo.

Camelos no Lago Aydar

Camelos no Lago Aydar

A única actividade para fazer aqui é observar os camelos curiosos e as cabras dos pastores locais a passar. Acampei aqui durante o fim-de-semana antes de começar a minha viagem pelo Vale de Fergana via Tashkent.

Visto para o Uzbequistão: o meu amigo Sanjar da empresa de viagens PeopleTravel, pode ajudá-lo a conseguir uma carta convite para o Uzbequistão (LOI) a bom preço. A empresa dele também organiza tours no Uzbequistão e noutros países da Ásia Central.

Fronteiras remotas: Uzbequistão

“No coração da Rota da Seda, o cheiro a especiarias, o cheiro a cor, o cheiro a história preenche o ar. Preenche a alma.”

Parece que as cores e o exotismo aumentaram quando entrei no Uzbequistão pois vinha eu de um mês no Cazaquistão onde o verde da Natureza tinha sido a cor marcante. Sim, tinha recuado alguns séculos no tempo, as cores aquecerem, as caras mudaram, estava eu onde eram épocas dos antigos caravanserais e rotas comerciais de especiarias, incenso e seda.

Uzbequistão, onde Alexandre o Grande se apaixonou, por onde Genghis Khan cavalgou e onde o Império de Timurlão se eterna, é sem dúvida um destino ainda por conhecer. Bem no coração da Ásia Central, este pais reserva algumas surpresas entre elas arquitectura fantástica, exóticos mercados, pessoas acolhedoras e história presente a cada canto que se viaja.

Território de mistura étnica e invasões, o Uzbequistão recebeu persas, gregos, mongóis, turcos e russos, criando assim um cenário de caras e tons de pele diferentes. Uma visita a um mercado é uma viagem a um mundo cheio de história e mistura cultural.

O pais é relativamente fácil de se viajar independente. Há uma linha de comboio que atravessa as zonas de maior interesse. Algumas zonas mais remotas fazem-se bem com autocarro ou táxis. Há bons hotéis e pousadas em todas as cidades a preços muito razoáveis e com boas condições de alojamento.

Kit Útil para organizar a sua viagem no Uzbequistão:

Kit de Viagem

« Onde reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com »
« Rent-a-car? Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com »
« Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com »
« Junte-se a um grupo! 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marraquexe até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com »
« Comprar bilhetes de monumentos e saltar as filas? Organize a sua viagem com antecedência através do Ticketbar.eu »
« Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com »

O autor do blog

VIVA! Sou o João Leitão. Viajante independente desde 1999, explorei mais de 130 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindo ao meu blog de viagens, onde partilho dicas práticas de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

« Seguir no Instagram »