🐪 » 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com « 🐪

🌍 2 Semanas na Tunísia – Guia de viagem para Mochileiros

Actualizado em 6 Maio, 2017
Visita Tunisia

Visita à Tunísia – Oásis de montanha de Chebika

A Tunísia é um destino fantástico que mistura diferentes características do Mar Mediterrâneo, influências do árabe Andaluz e Otomanas, ruínas Romanas e o deserto do Saara. Tudo isto num país relativamente pequeno no Norte de África.

Tive o prazer de passar 2 semanas em alguns dos locais mais famosos da Tunísia. Nesta página faço um itinerário simples dia-a-dia / passo-a-passo que espero que possa ajudar a visitar a Tunísia de maneira independente.

Kairouan, a quarta cidade sagrada do Islão a seguir a Meca, Medina e Jerusalém

Kairouan, a quarta cidade sagrada do Islão a seguir a Meca, Medina e Jerusalém

Índice: O Guia de viagem da Tunísia para mochileiros

  • Guia da Tunísia
    • Itinerário dia-a-dia
    • Como preparar a viagem
    • Top 7 da Tunísia
    • O que visitar na Tunísia
  • Alojamento na Tunísia
    • Hostel em Tunes
    • Hotel em Tozeur
    • Hotel em Sfax
    • Hostel em Remla
    • Hotel em Sousse
    • Hotel em Kairouan
    • Hotel em El Kef
    • Hotel em Kelibia
  • Museus na Tunísia
    • Tunes – Museu Nacional do Bardo
    • Sidi Bou Said – Casa Museu Dar el-Annabi
    • Sousse – Museu de Arqueologia
    • Sousse – Museu El Kobba
    • El Jem – Museu de Arqueologia
    • Sfax – Casa Museu Dar Jellouli
  • Transportes na Tunísia
    • Avião de Quarzazate para Tunes, via Casablanca
    • Táxi do aeroporto até Tunes
    • Comboio (trem) de Tunes para Tozeur
    • Passeio 4×4 no deserto
    • Comboio de Tozeur para Sfax
    • Ferry boat de Sfax para Kerkannah
    • Comboio de Sfax para Sousse, via El Jem
    • Comboio de Sousse para Monastir
    • “louage” (táxi carrinha partilhado) de Tunes para Kelibia
    • Autocarro (ônibus) de Kairouan para Tunes
    • Autocarro (ônibus) de El Kef para Dougga
    • “louage” de El Kef para Tunes
    • “louage” de Tunes para Kelibia
  • Moeda e Visto
    • Visto à chegada à Tunísia
    • Preços e custo de vida
    • Trocar (cambiar) dinheiro / ATM

2 semanas na Tunísia – itinerário dia-a-dia

mapa da minha viagem à Tunísia

mapa da minha viagem à Tunísia

  • Dia 1: Voo (Quarzazate – Casablanca – Tunes) – visita à Medina de Tunes
  • Dia 2: Medina de Tunes – Ruínas de Cartago – Sidi Bou Said – comboio nocturno para Tozeur
  • Dia 3: Visita a Tozeur
  • Dia 4: Chebika – Tamerza – Mides – Ong Jmel – Tozeur
  • Dia 5: Comboio da manhã para Sfax – visita a Sfax
  • Dia 6: Barco para a Ilha Kerkannah – Sidi Tebeni – Sidi Frej – Remla
  • Dia 7: Barco da manhã para Sfax – comboio para El Jem – visita a El Jem – comboio para Sousse – visita a Sousse
  • Dia 8: Visita à Medina de Sousse – comboio para Monastir – visita a Monastir – de volta à Medina de Sousse
  • Dia 9: Autocarro para Kairouan – visita à Medina de Kairouan
  • Dia 10: Visita à Medina de Kairouan
  • Dia 11: Autocarro para El Kef – autocarro para Dougga – visita a Dougga – à boleia (carona) para El Kef
  • Dia 12: Visita a El Kef – “louage” para Kelibia via Tunes – visita a Kerkouan – visita a Kelibia
  • Dia 13: Visita à praia El Mansoura – “louage” para Tunes – visita do Museu do Bardo – voo (Tunes – Casablanca – Quarzazate)

Como preparar a sua viagem à Tunísia

Guia de viagem à Tunísia, Lonely Planet

Guia Tunisia, Lonely Planet

Comprei o meu bilhete de avião apenas dois dias antes da viagem. Não tinha previsto ir à Tunísia, foi uma decisão de última hora. Como não sabia muito acerca do país e decidi viajar de repente, o guia da Lonely Planet da Tunísia que tinha comprado em segunda mão há uns anos atrás, deu-me uma visão geral dos melhores destinos para visitar no país.

O meu objectivo inicial era visitar o maior número possível de locais Património Mundial da UNESCO. Por isso tentei conciliar estes aspectos históricos / culturais da viagem com outros locais pelo caminho. Foi o que fiz.

Locais inscritos como Património Mundial da UNESCO na Tunísia

Locais inscritos como Património Mundial da UNESCO na Tunísia

Locais inscritos na Lista de Património da UNESCO na Tunísia:

  • Anfiteatro de El Jem
  • Complexo arqueológico de Cartago
  • Dougga / Thugga
  • Parque Nacional Ichkeul (este não visitei)
  • Kairouan
  • Medina de Sousse
  • Medina de Tunes
  • Cidade Púnica de Kerkuane e a Necrópole
Sinal de zona de travessia de camelos, na Tunísia

Sinal de zona de travessia de camelos, na Tunísia

A Tunísia é um país muito fácil para se viajar, para se encontrar alojamento, para conseguir transportes. Tem todas as infraestruturas necessárias.

A Tunísia tem muito para oferecer: praias fabulosas, ilhas, deserto do Saara, oásis de montanha, museus, cidades mediterrâneas, cidades de deserto, ruínas romanas, cenários dos filmes Star Wars (Guerra das Estrelas), Medinas árabes autênticas, gastronomia exótica, pessoas simpáticas, sítios perfeitos para fazer compras.

TOP 7 Tunísia

Apesar de quase todos os locais que visitei na Tunísia serem fantásticos, tenho a minha lista de favoritos.

1-Antiga cidade romana de Dougga

Antiga cidade romana de Dougga, na Tunísia

Antiga cidade romana de Dougga, na Tunísia

Dougga é uma antiga cidade romana. Depois de andar 5km para lá chegar, este fantástico complexo arqueológico deixou-me sem palavras. Este é, possivelmente, um dos melhores e mais bonitos locais da lista da UNESCO onde já estive. Chamo-lhe agora “A Machu Picchu do Norte de África”.

2-Medina de Kairouan

Kairouan medina in Tunisia

Kairouan medina in Tunisia

Kairouan representa tudo aquilo que uma verdadeira Medina árabe tem para oferecer. As ruas estreitas e tranquilas fazem-nos render ao seu charme, e os inúmeros monumentos antigos são fabulosos para visitarmos e para vaguearmos a descobrir a cidade.

3-A cidade antiga de Tozeur

Cidade antiga de Tozeur, na Tunísia

Cidade antiga de Tozeur, na Tunísia

Adorei o bairro antigo de Tozeur. Refiro-me principalmente à arquitectura do deserto um misto que me faz lembrar um bocado Bukhara no Uzbequistão e Timbuktu no Mali. Rodeada de um palmeiral sem fim, Tozeur tem uma certa personalidade de deserto e de entreposto no oásis.

4-O oásis de montanha de Chebika

O oásis de montanha de Chebika, na Tunísia

O oásis de montanha de Chebika, na Tunísia

Chebika maravilhou-me pela sua impressionante beleza. Depois de uma subida pela montanha rochosa, cheguei finalmente ao curso de água e às cascatas rodeadas de palmeiras. É impressionante como pode nascer um oásis tão verde no meio do deserto, num terreno tão árido como este.

5-Medina de Sfax

Medina de Sfax, na Tunísia

Medina de Sfax, na Tunísia

Achei Sfax muito exótica e cheia de personalidade. A cidade antiga (medina) é magnífica, uma autêntica cidade árabe. Felizmente arranjei um hotel simpático, mesmo ao lado da mesquita antiga, onde pude desfrutar de uma das melhores vistas de toda a minha viagem.

6-Medina de Tunes

Cidade de Tunes, na Tunísia

Cidade de Tunes, na Tunísia

Tenho de admitir que Tunes surpreendeu-me. Pode-se ver um pouco da alegria do mediterrâneo nas cores da Medina da cidade. De facto, cheia de carácter, a antiga Medina de Tunes é um lugar espectacular para se passar algum tempo a explorar as lindíssimas vielas labirínticas e lojas de souvenirs. Entre os séculos XII e XVI Tunes foi uma das cidades mais ricas do mundo. Mais de 700 monumentos, palácios, mesquitas, mausoléus e fontes testemunham o passado próspero da cidade e a mistura de influências Andaluzes, Hafsids e Otomanas.

7-Anfiteatro de El Jem

Anfiteatro de El Jem, na Tunísia

Anfiteatro de El Jem, na Tunísia

Antes de visitar El Jem, não sabia muito bem o que esperar de um anfiteatro romano. Mas a partir do momento em que o avistei no horizonte, fiquei deslumbrado com a sua beleza colossal. O Anfiteatro de El Jem tem de constar do top de destinos a visitar na Tunísia. O museu El Jem é também um dos melhores no país.

O que visitar na Tunísia – Guia de Viagem

Apesar da Tunísia ser um país relativamente pequeno, há muitos sítios para visitar e manter-se ocupado durante duas semanas a um mês. Esta é a lista de sítios que visitei durante as minhas 2 semanas. Se vai visitar a Tunísia, esta página vai certamente dar-lhe algumas ideias sobre onde ir e o que fazer.

1-Medina de Tunes

Medina de Tunes, na Tunísia

Medina de Tunes, na Tunísia

Medina significa cidade antiga e fica, geralmente, dentro das muralhas da cidade. No caso de Tunes a porta Bab El Bhar (Porta do Mar) continua a marcar a entrada principal para a Medina apesar de já não haver muralhas à sua volta. Esta porta é também conhecida por porta Francesa por os colonizadores Franceses acharem a porta parecida com o Arco do Triunfo em Paris.

A Medina de Tunes começou a crescer no século VII em volta da Mesquita de Zitouna, que é hoje o centro da Medina. A cidade foi um local importante para o mundo muçulmano até ao século XVI.

A Medina é um local onde se pode ver não só monumentos arquitectónicos como a Mesquita de Zitouna, Mesquita de Sidi Yousef, Mesquita Hammouda Pacha, Bad El Bhar, Bab Jadid, Bab Saadoun, Bab El Khadra mas também experienciar o verdadeiro estilo de vida de Tunes, com as suas cores e aromas. Um “a não perder” na Medina de Tunes é andar pelas ruas labirínticas, sem pressas, apenas a sentir a sua essência. Ver como as pessoas vivem e trabalham, que no caso dos artesãos parecem estar noutra era. Para os turistas os souks (mercados) são verdadeiros paraísos para compras. Não se esqueça de regatear.

Gostei particularmente da forma como a cidade antiga está construída, com as suas charmosas vielas estreitas, bonitas portas de madeira decoradas e pessoas simpáticas.

2-Complexo arqueológico de Cartago

Complexo arqueológico de Cartago, na Tunísia

Complexo arqueológico de Cartago, na Tunísia

Cartago foi uma das cidades mais importantes entre o século V e III A.C. Cartago e Roma lutaram pela supremacia do Mar Mediterrâneo, mas em 146 a.C os Romanos conquistaram definitivamente Cartago e destruíram grande parte da cidade. A cidade foi depois reconstruída pelos Romanos e são as ruínas dessa civilização que se podem ver hoje. Todo o complexo de ruínas é um verdadeiro livro de história, poucos lugares no mundo podem ensinar-nos tanto acerca da civilização romana como este.

Os principais edifícios no complexo, pelas suas características arquitectónicas ou pela importância na altura, são: os banhos (a tradição antiga dos banhos romanos), o aqueduto (as grandes competências de engenharia), o teatro (gosto pelas artes), Tophet (onde se crê ter sido local de sacrifício de crianças) e as villas (as típicas casas ricas, decoradas com bonitos mosaicos e pinturas).

Há ruínas espalhadas por uma extensa área pelo que terá de andar muito. Visitei a colina de Byrsa, o museu principal de Cartago, a Catedral, as villas romanas e o fantástico Banho Antoninus.

3-Cidade de Sidi Bou Said

Cidade de Sidi Bou Said, na Tunísia

Cidade de Sidi Bou Said, na Tunísia

Fica a 20km a nordeste de Tunes, muito próximo de Cartago, no Golfo de Tunes. É um conhecido destino turístico e morada de muitos artistas que aqui encontraram inspiração. A cidade estende-se sobre uma colina, numa bonita vista de postal ilustrado, com as suas casas brancas e portas e janelas azuis. O estilo arquitectónico é uma combinação entre os estilos árabe e andaluz. Em muitas casas e ruas podemos ver bonitos painéis de mosaicos com padrões tradicionais marroquinos.

As casas e as ruas são tão brancas que por vezes se torna difícil abrir os olhos com o sol a reflectir. Esta pequena vila “branca-de-neve” é realmente fora do comum e merece uma estadia mais prolongada. Visite as principais atracções mas não deixe de desfrutar de uma vista relaxante do Café Delices com vista sobre a cidade e a marina.

Locais a visitar: Thameur Habib (rua principal), Farol Ras Qatarjamah, Praia de Mersa, vista a partir do Palácio Sidi Chabaane Dar Nejma Ezzahra (inclui o Centro de Música Árabe e Mediterrânea), Museu Dar el-Annabi (uma casa local típica), Mesquita Abu Said al. O que mais gostei em Sidi Bou Said foram as ruas e vielas estreitas. A vista do terraço da casa museu Dar el-Ennabi é impressionante.

4-Tozeur

Cidade antiga de Tozeur, na Tunísia

Cidade antiga de Tozeur, na Tunísia

Tozeur fica no centro-oeste da Tunísia, não muito longe da fronteira com a Argélia. Sobressai no deserto como uma bonita cidade rodeada de um incrível oásis, o maior na Tunísia.

Tozeur tem uma arquitectura única, as suas casas são em tijolo, cuidadosamente colocados nas fachadas formando motivos geométricos numa espécie de rendilhado. Um facto curioso acerca desta tradição antiga é que os tijolos continuam a ser feitos à mão, utilizando o mesmo processo que as primeiras civilizações da Mesopotâmia. A cidade oferece muitas atracções aos milhares de turistas que visitam Tozeur todos os anos. No bairro Ouled el Hadef fica a Medina, com as suas ruas estreitas, fachadas em tijolo, mercados e mesquitas (Mesquita El-Ferdous).

Fora da Medina, dê um passeio pela rua principal – Habib Bourguiba, Praça Bab el-Hawa, Mesquita Sidi Mouldi e o oásis. Outra importante atração fora da cidade é o lago de sal Chott El Jerid que fica no meio do deserto entre os desfiladeiros do Tamerza e a Montanha Onk Jemal, e onde foi filmado o primeiro filme da saga “Guerra das Estrelas” (Star Wars). O meu sítio preferido em Tozeur foi a parte antiga que me fez lembrar Timbuktu no Mali e Bukhara no Uzbequistão.

5-Oásis de Montanha de Chebika

Oásis de Montanha de Chebika, na Tunísia

Oásis de Montanha de Chebika, na Tunísia

Chebika é uma vila situada no sopé da Montanha Djebel el Negueb a cerca de 50km a norte de Tozeur. Após grandes cheias em 1969 a população abandonou o local da antiga vila e começou a construir uma nova num local mais seguro e mais perto do oásis.

O local da antiga cidade é agora uma zona em ruínas. No entanto, vale a pena visitar o que resta do local da antiga povoação e, especialmente, a vista que proporciona sobre a nova vila e o oásis verde. Não muito longe de Chebika encontramos uma pequena cascata que cria um lago natural. Se atravessarmos o lago iremos encontrar um ainda maior e mais espetacular. A beleza dos cursos de água e palmeiras contrastam com a paisagem seca e rochosa circundante, criando um cenário de cortar a respiração.

Subi a montanha para poder desfrutar da magnífica vista sobre a vila antiga, o oásis e as montanhas em redor. Acabei por fazer um circuito atravessando o oásis ao longo do curso do rio.

6-Antiga aldeia de Tamerza

Aldeia abandonada de Tamerza, na Tunísia

Aldeia abandonada de Tamerza, na Tunísia

Juntamente com Tozeur e Chebika, Tamerza é umas das mais bonitas aldeias de oásis na Tunísia. Fica a cerca de 15km a norte de Chebika, na fronteira com a Argélia. Tal como Chebika, a antiga aldeia berbere foi abandonada após as inundações de 1969 e está agora em ruínas. A nova aldeia fica mesmo ao lado da antiga, à beira do oásis.

O desfiladeiro de Tamerza é uma das principais atracções da região. As enormes gargantas escavadas pelo outrora vigoroso rio e as rochas avermelhadas em redor fazem deste local um cenário de filmes. Adorei explorar estas aldeias esquecidas e as suas fantásticas ruínas. A vista sobre as antigas casas de tijolo e os desfiladeiros em baixo é deslumbrante.

7-Oásis de Montanha de Midas

Aldeia abandonada de Midas e desfiladeiros, na Tunísia

Aldeia abandonada de Midas e desfiladeiros, na Tunísia

Podemos dizer que o oásis de Midas é o último de uma linha de oásis, que de sul para norte, começa em Tozeur. É uma vila nas montanhas que se estende ao longo do rio e das margens do oásis.

Tal como Chebika e Tamerza, também a antiga vila foi abandonada devido às inundações, tendo sido substituída por um novo agregado populacional nos arredores. O verde do oásis contrasta com a paisagem árida e com as formações geológicas rochosas do desfiladeiro, cujas paredes parecem ter sido cortadas em fatias. Podemos encontrar pequenos paraísos de cascatas no meio do desfiladeiro.

8- A maior bandeira do mundo

A maior bandeira do mundo, na Tunísia

A maior bandeira do mundo, na Tunísia

Durante a minha viagem ao deserto da Tunísia tive a oportunidade de ir ao local onde os Tunisinos estão a bater um recorde do Guiness. Esta bandeira gigante tem 104,544 m2 e pesa mais de 13 toneladas. Tem 80km de tecido.

9-Ong Jmel

Montanha Ong Jmel, na Tunísia

Montanha Ong Jmel, na Tunísia

Ong Jmel significa “pescoço de camelo” e esse nome provem de uma rocha no cimo de uma colina que se assemelha ao pescoço de um camelo (ou pelo menos é o que as pessoas dizem). No passado a aldeia era ponto de paragem de caravanas vindas do deserto, mas hoje em dia é mais um destino final de muitos turistas. O local ficou conhecido internacionalmente por ter servido de cenário a filmes da saga Guerra das Estrelas (Star Wars).

O deserto de Ong Jemel não é o tradicional deserto de areia, mas uma área extremamente árida e rochosa, facilmente confundida com uma paisagem lunar. É o caso do filme Guerra das Estrelas. Mas quer se seja fã de Star Wars ou não, uma visita a Ong Jemel é uma experiência única. De lá pode-se ter a visão mais deslumbrante do Lago de Sal que facilmente cria uma miragem, devido às temperaturas elevadas e a incidência da luz solar.

10-Mos Espa, cenário do filme “Guerra das Estrelas”

Mos Espa, cenário do filme Guerra das Estrelas, na Tunísia

Mos Espa, cenário do filme Guerra das Estrelas, na Tunísia

A apenas alguns quilómetros de Ong Jemel podemos encontrar outra “Meca” para os fãs de Star Wars, a cidade de Mos Espa. Esta é a cidade das casas de areia e telhados arredondados que inspiraram as cenas dos filmes. A aldeia sobressai no meio do deserto e está em perigo de desaparecer devido aos ventos fortes que ameaçam soterrar a aldeia de areia.

Mos Espa, cenário do filme Guerra das Estrelas, na Tunísia

Mos Espa, cenário do filme Guerra das Estrelas, na Tunísia

11-Sfax

Medina de Sfax, na Tunísia

Medina de Sfax, na Tunísia

Sfax fica na costa do Mediterrâneo e é a segunda maior cidade da Tunísia, a seguir a Tunes. O crescimento da cidade deveu-se ao porto marítimo, um dos mais importantes do país. Sfax foi ocupada por colonizadores Franceses e essa influência é ainda visível na arquitectura da cidade. Muitos dos edifícios novos foram construídos após os bombardeamentos da Segunda Guerra Mundial, que causaram grandes danos na cidade.

Pode-se começar a visitar a cidade a partir da Praça da República onde há muitos locais de interesse em volta: bonitos edifícios neo-mouriscos como a Câmara Municipal (que é agora o Museu de Arqueologia), a porta principal da Medina – Bab Diwan – e a fortaleza (Kasbah).

Dentro da Medina pode-se observar o estilo de vida tradicional nas ruas labirínticas e nos mercados apinhados. Visite o Museu Dar Jallouli (uma casa típica de um rico mercador do século XVII, que é agora um museu etnográfico) e a grande mesquita no centro da Medina. A uma curta distância de Sfax pode-se visitar o complexo arqueológico de Thyna, uma cidade romana.

12-Kerkannah Island

Pescador da Ilha Kerkannask , na Tunísia

Pescador da Ilha Kerkannask , na Tunísia

Este grupo de seis ilhas pertence a Sfax e fica a 20km da costa da Tunísia, no Golfo de Gabés. Chergui e Gharbi são as ilhas principais e destino de férias de verão das famílias tunisinas.

Apesar das bonitas praias de águas cristalinas e paisagens naturais, não é um destino para estrangeiros, ou por isso mesmo, a ilhas mantem a sua beleza natural não explorada. Se estiver interessado em história pode visitar Borj el Hissar, as ruínas do antigo forte romano. A pesca é a principal actividade económica das ilhas e no porto de pesca de Kerkannah podemos desfrutar da imagem pitoresca dos barcos de pesca cuidadosamente pintados.

13-El Jem

Anfiteatro de El Jem, na Tunísia

Anfiteatro de El Jem, na Tunísia

A cidade de El Jem no Golfo de Gabés fica a cerca de 80 km a norte de Sfax. A cidade é conhecida pelo Anfiteatro romano (Património Mundial da UNESCO), o segundo maior do mundo logo a seguir ao Coliseu de Roma.

As ruínas do Anfiteatro sofreram muitos danos ao longo dos anos especialmente no século XVII quando as pessoas começaram a retirar as suas pedras para construir a cidade próxima e a grande mesquita de Kairouan. Hoje em dia, apesar da sua deterioração, as ruinas do Anfiteatro são um edifício impressionante que sobressai na paisagem da cidade.

14-Cidade de Sousse, na Tunísia

Cidade de Sousse, na Tunísia

Cidade de Sousse, na Tunísia

Sousse foi um importante centro comercial e militar nos primeiros tempos do Islamismo. A cidade foi ocupada por diferentes povos e sofreu por isso diferentes influências culturais e arquitectónicas. O Ribat de Sousse (Fortaleza) sobreviveu ao longo dos tempos e é hoje um bonito exemplo de fortaleza dos inícios do Islamismo.

O Ribat de Sousse é um dos edifícios mais emblemáticos, mas a cidade histórica está cheia de atracções históricas e arquitectónicas como o Casbá, a Grande Mesquita, o Museu Dar Essid e as catacumbas.

15-Monastir

Fortaleza de Monastir, na Tunísia

Fortaleza de Monastir, na Tunísia

Monastir fica na costa Mediterrânea, no Golfo de Hammamet, 20 km a sul de Sousse. É conhecida pela intensa actividade turística que tem vindo a crescer desde os anos 60. Ao longo da costa uma lagoa salgada – Sahline Sebka – prolonga-se por 9 km. Esta é a área mais turística, chamada Skanes, com praias de areia branca e mar azul cristalino. Aqui pode-se encontrar a maior concentração de infra-estruturas turísticas como hotéis, discotecas e campos de golfe. Nesta “zona para turistas” a arquitectura é uma fusão de novo design com detalhes tradicionais mouriscos que chamam a atenção dos turistas.

Praia de Monastir, na Tunísia

Praia de Monastir, na Tunísia

Monastir é um destino turístico onde se pode combinar o melhor do turismo de praia de 5 estrelas, com cultura e história. À beira da praia encontramos todas as infra-estruturas modernas e actividades de lazer, dentro da Medina podemos viajar no tempo e sentir a cultura das suas gentes.

Alguns dos locais de visita obrigatória em Monastir: Medina, Mesquita de Bourguiba (com o Mausoléu de Habib Bourguiba – o primeiro presidente da República da Tunísia), a fortaleza, o cemitério de Sidi el-Mézeri, o Museu do Taje.

16-Kairouan

Grande Mesquita de Kairouan, na Tunísia

Grande Mesquita de Kairouan, na Tunísia

Kairouan fica no nordeste da Tunísia, a cerca de 50 km da costa. Foi fundada pelos árabes no século VII e foi um dos locais mais importantes para os muçulmanos xiitas. Esta cidade sagrada é rica em monumentos religiosos como a Mesquita de Oqba (ou Grande Mesquita de Kairouan), a Mesquita das 3 Portas, a Mesquita do Barbeiro, a Mesquita de Ansar e a Mesquita Al Bey por exemplo. Dentro na Medina há um poço – Bi’r Barouta – onde começou a fundação da cidade.

Vagueie pela Medina para sentir a verdadeira cultura e simbologia deste local sagrado para os muçulmanos. Faça uma pausa para tomar chá e provar um “makrouhd” (um pastel típico com passas). Se quiser comprar algo típico de Kairouan pode sempre escolher entre a grande oferta de carpetes tradicionais de Kairouan.

17-El Kef

Cidade de El Kef, na Tunísia

Cidade de El Kef, na Tunísia

El Kef fica no noroeste da Tunísia. Foi a capital do país durante a Segunda Guerra Mundial. A cidade fica no topo de uma colina da Montanha Jebel Dyr e é a cidade mais alta da Tunísia.

Devido à sua altitude e posição estratégica, foram muitos os povos, desde Cartagineses a Romanos, que ocuparam esta região. Do tempo dos Romanos são ainda visíveis as ruínas dos Banhos e a Basílica Dar El Kous.

Da antiga comunidade judia há a Sinagoga de Ghriba. Outras atracções de El Kef: Casbá, Mausoléu de Ali Turkie e o Museu das Artes Populares e Tradições, onde se pode aprender sobre os hábitos sociais dos habitantes locais.

18-Antiga cidade romana de Dougga

Auditório do Teatro de Dougga, na Tunísia

Auditório do Teatro de Dougga, na Tunísia

Dougga é uma antiga cidade romana, localizada nas montanhas a 100 km a sudeste de Tunes, no planalto fértil de Oued Khalled.

A sua fundação pelos Romanos data do século I a.C. No entanto, escavações no local mostram vestígios de povoamentos anteriores que se julgam ser parte do Reino da Numídia, um antigo reino berbere. Entre alguns desses monumentos pré-romanos estão a necrópole, os túmulos bazina ou túmulos circulares, o mausoléu e templos, todos eles descobertos após escavações. À superfície só estão visíveis os monumentos romanos, no entanto, alguns estão em avançado estado de degradação. Alguns dos monumentos mais bem preservados e que é possível identificar a sua silhueta são: o Teatro, o Capitólio, o Mausóleo Púnico-Líbio e os templos de Saturno e Juno.

Existiam muitas outras construções como banhos públicos (Banhos de Licinius, Banhos de Aïn Doura), Arcos de Triunfo e muitos templos. Os romanos ficaram conhecidos pelas suas avançadas obras de engenharia como as cisternas, aquedutos e até as primeiras versões de sistema de saneamento que se podem ver em Dougga.

A localização de Dougga, no topo da colina, permite uma vista magnífica sobre os campos à sua volta.

19-Kelibia

Castelo de Kelibia, na Tunísia

Castelo de Kelibia, na Tunísia

Kelibia é uma vila turística na península de Cabo Bon, o ponto mais oriental da Tunísia. A cidade foi fundada pelos Cartagineses e mais tarde ocupada pelos Romanos. A cerca de 15 km do centro podemos visitar as ruínas de Kerkoune. O marco mais importante de Kelibia é o Forte, que foi recentemente restaurado.

A vila é conhecida pelas suas praias paradisíacas de areia branca e água azul cristalina. É um destino de férias de verão com boas infra-estruturas para o turismo. A praia de Mansoura é a mais bonita na vila e faz as delícias quer dos habitantes locais quer dos turistas.

Se visitar Kelibia tem de experimentar o tradicional moscatel de Kelibia, um vinho branco frutado muito apreciado no país.

20-Cidade púnica de Kerkouane e a necrópole

Cidade púnica de Kerkouane e a necrópole, na Tunísia

Cidade púnica de Kerkouane e a necrópole, na Tunísia

Kerkouane é a cidade púnica mais bem conservada de todo o Norte de África e uma das poucas existentes, por isso tem um grande valor histórico.

Quando os Romanos ocuparam cidades púnicas, reconstruiram-nas apagando o legado anterior. Kerkouane foi abandonada após a destruição causada pela Segunda Guerra Púnica. Só em 1950 é que este local foi encontrado através de escavações. É possível perceber os contornos das villas e da cidade em geral e perceber que a cidade não obedece ao típico traçado romano de planta ortogonal. A necrópole de Kerkouane fica a 1,5 km da vila e é um cenário de sepulturas, jazigos e crematórios.

O que se pode esperar de Kerkouane, na lista do Património da UNESCO, é um pedaço de história e uma vista pitoresca sobre estas ruínas à beira mar.

21-Praia de El-Mansoura

Praia de El-Mansoura, na Tunísia

Praia de El-Mansoura, na Tunísia

El Mansoura é uma famosa praia de areia branca perto da cidade costeira de Kelibia. Na área há alguns restaurantes e hotéis. Pode-se chegar facilmente a El-Mansoura partir de Kelibia, uma viagem de cerca de 10 minutos de táxi.

Museus na Tunísia

A Tunísia tem a maior colecção de mosaicos romanos do mundo. Visitar a Tunísia e não visitar os seus museus é deixar algo de importante para trás.

1-Museu Nacional do Bardo em Tunes

Museu Nacional do Bardo em Tunes

Museu Nacional do Bardo em Tunes

O Museu Nacional do Bardo foi inaugurado no dia 7 de Maio de 1888 como Museu Alaoui, o nome do Bey (governador) da altura. Após a independência da Tunísia foi rebaptizado de Museu do Bardo. Foi o primeiro museu da Tunísia e o único durante séculos. O edifício foi anteriormente um palácio do século XV. Recentemente o museu foi alvo de obras de melhoramento, renovado e ampliado com uma nova ala. Agora pode-se visitar um museu moderno com uma exposição de peças ancestrais no interior. O museu conta a história da Tunísia ao longo de vários séculos e das civilizações que por aqui passaram. É, portanto, um local de valor histórico incalculável. A sua colecção contem objectos arqueológicos, históricos e etnográficos. Uma das colecções mais apreciadas é a grande mostra de mosaicos romanos trazidos dos complexos arqueológicos de Cartago, Hadrumetum, Dougga ou Utica.
O Museu Nacional do Bardo é, sem dúvida, um dos museus mais dignos de ser ver em todo o mundo.

2-Museu Arqueológico de Sousse

Museu Arqueológico de Sousse

Museu Arqueológico de Sousse

O Museu Arqueológico de Sousse é o segundo mais importante na Tunísia, logo a seguir ao Museu Nacional do Bardo, em Tunes. Este museu fica no antigo casbá de Sousse, uma fortaleza do século XI. O museu foi criado em 1952 e recebeu recentemente obras de requalificação. Hoje em dia é um impressionante edifício onde o novo e o velho estão em perfeita sintonia. As velhas paredes do casbá, agora renovadas, mantêm no seu interior um pátio ao ar-livre cuidadosamente preservado e com galerias interiores. O museu é conhecido pela rica colecção de mosaicos como a “Cabeça de Medusa”, mas também mostras de barro, esculturas e outros objectos antigos do dia-a-dia.

3-Museu Arqueológico de El Jem

Museu Arqueologico de El Jem

Museu Arqueológico de El Jem

O Museu Arqueológico de El Jem fica perto do centro da vila de El Jem, no complexo arqueológico da cidade romana de Thysdrus.

O edifício do museu é uma antiga villa romana renovada e recentemente ampliada para receber mais colecções. Os objectos do museu foram encontrados em escavações no local. Os mosaicos são, sem dúvida, a colecção mais rica, mas há ainda outros artefactos importantes.

4-Casa Museu Dar Jellouli em Sfax

Museu das Artes Populares Dar Jellouli em Sfax

Casa Museu das Artes Populares Dar Jellouli em Sfax

O Museu Dar Jellouli é uma casa rica, tipicamente Tunisina, dentro da Medina. Pertenceu a uma família rica do século XVIII e foi convertida no museu das Artes Populares e das Tradições. Uma visita a este museu vai mostrar-lhe muito acerca da vida quotidiana na Medina. A casa está mobilada com peças tradicionais, objectos e até roupas que mostram aos visitantes como as pessoas viviam antigamente.

5-Casa Museu Dar el-Annabi em Sidi Bou Said

Casa Museu Dar el-Annabi em Sidi Bou Said

Casa Museu Dar el-Annabi em Sidi Bou Said

É um museu etnográfico situado na bonita vila de Sidi Bou Said, num edifício histórico do século XVIII. O edifício pertenceu a uma família rica e foi convertido em museu no século XX. O Museu permite ao visitante ter uma ideia do dia-a-dia e das tradições do povo de Sidi Bou Said e da Tunísia em geral. O edifício é um bonito exemplo da arquitectura desta vila de casas brancas com pormenores azul-turquesa. Do terraço no último andar tem-se uma vista espectacular sobre a vila.

6-Museu el-Kobba em Sousse

Museu el-Kobba em Sousse

Museu el-Kobba em Sousse

O Museu el-Kobba em Sousse fica dentro da Medina da cidade e foi construído no século XI. Era local de paragem das caravanas Francesas e mais tarde um hostel. Actualmente é um museu etnográfico com exposição de elementos referentes às artes tradicionais e estilo de vida otomano da altura. O edifício do museu é muito conhecido pela sua cúpula com rasgos em zigue-zague, única na Tunísia. Do terraço podemos ter uma fantástica vista sobre os telhados dos mercados cobertos e ruas labirínticas da Medina.

Alojamento na Tunísia

Pátio do hostel em Tunes – capital da Tunísia

Pátio do hostel em Tunes – capital da Tunísia

É muito fácil arranjar um hostel ou hotel económico na Tunísia. A maior parte das cidades tem hotéis baratos mas é melhor pagar um pouco mais para evitar uma verdadeira espelunca. A maior parte dos hotéis onde fiquei são opções económicas, excepto o Hotel Medina em Sousse e a Pensão Anis em Kelibia.

Os meus hotéis preferidos foram o Hotel Sabra em Kairouan, que tinha uma janela com vista fantástica para a Medina e um bom pequeno-almoço; o Hotel el-Jemiaa em Sfax bastante simples e que pecava um pouco pela limpeza, mas tinha uma bonita vista do terraço e um gerente muito simpático, que me fez esquecer o que era menos bom; o Hostel Medina em Tunes, fantástico pois temos a possibilidade de dormir num verdadeiro palácio do século XVIII, no coração da cidade antiga.

Vista do Hotel Sabra em Kairouann

Vista do Hotel Sabra em Kairouan

1-Hostel Dar el Medina, Tunes

Hostel Dar el Medina em Tunes

Hostel Dar el Medina em Tunes

Este hostel fica num palácio do século XVIII, é descontraído e localizado mesmo dentro da antiga Medina de Tunes. As instalações são simples e um pouco velhas, mas no conjunto a casa é espectacular. O pequeno-almoço buffet consiste em café, compota, pão, manteiga e leite. O preço foi 15 TND (+- 7€/ USD $8) por uma cama num dormitório partilhado e pequeno-almoço (café da manhã).

Hostel em Tunes

Hostel em Tunes

Contacto: Dar El Medina Hostel, 64 Rue Sidi Ben Arous, Tunis, Tunisia – Telefone: +216 71 563 022.

2-Résidence Warda, Tozeur

Hotel Résidence Warda em Tozeur

Hotel Résidence Warda em Tozeur

Este hotel fica mesmo no centro da cidade longe da “zona turística”, um lugar a evitar. A Résidence Warda é limpa e o gerente muito simpático. O pequeno-almoço também é bom. Regateei o preço para duas noites e ainda me fizeram um upgrade. O preço depois de regatear foi 20 TND (+-9€/ USD $10) por um quarto com casa de banho privativa e pequeno-almoço.

Hotel Résidence Warda em Tozeur

Hotel Résidence Warda em Tozeur

Contacto: Hotel Résidence Warda, Avenue Abou el Kacem Chebbi, Tozeur, Tunísia – Telefone: +216 76 452 597

3-Hotel el-Jemiaa, Sfax

Hotel el-Jemiaa, Sfax

Hotel el-Jemiaa em Sfax

Este foi um dos piores hotéis onde estive em termos de instalações e limpeza, mas sem dúvida um dos meus preferidos. Porquê? Porque tem um terraço fantástico. O gerente do hotel também era muito simpático. O hotel fica perto da porta Bad Diwan e da Grande Mesquita. O preço 15 TND (+-7/€ / USD $6) por quarto com casa de banho partilhada.

Hotel El Jemiaa in Sfax

Hotel El Jemiaa in Sfax

Contacto: Hotel el-Jemiaa, 64 Rue Mongi Slim, Sfax, Tunísia – Telefone: +216 74 221 342.

4-Centre de Stages et de Vacances em Remla

Hostel em Remla, Ilha Kerkannah

Hostel em Remla, Ilha Kerkannah

É a pousada da juventude (hostel) da cidade de Remla. Muito perto da praia e tive um quarto só para mim. Não havia mais hóspedes na pousada. Era muito limpo e as instalações eram boas em geral. O preço foi 15 TND (+-7€ / USD $8) por quarto com casa de banho partilhada.

Hostel em Remla, Ilha Kerkannah

Hostel em Remla, Ilha Kerkannah

Contacto: Centre de Stages et de Vacances, Remla, Ilha de Kerkannah, Tunísia – Telefone: +216 74 481 148.

5-Hotel Medina, Sousse

Hotel Medina, Sousse

Hotel Medina em Sousse

Este hotel fica mesmo ao lado da Grande Mesquita. É um pouco mais caro do que os outros hostels na zona, mas decidi optar por ter um pouco mais de conforto em Sousse. O pessoal da recepção era simpático. O pequeno-almoço é um bocado caro mas tem muita oferta. O preço depois de regateado foi 40 TND (+-18€ / USD $20) por quarto com casa de banho privativa e pequeno-almoço. Se optar por não ter o pequeno-almoço incluído são menos 6 TND.

Hotel Medina em Sousse

Hotel Medina em Sousse

Contacto: Hotel Medina, 15 Rue Othman Osman, Sousse, Tunísia – Telefone: +216 73 221 722.

6-Hotel Sabra, Kairouan

Hotel Sabra, Kairouan

Hotel Sabra em Kairouan

Muito bem localizado e com grandes vistas – pode-se explorar a Medina através da janela do seu quarto. Pode ser considerado um pouco barulhento para algumas pessoas. É melhor colocar uns tampões nos ouvidos se quer dormir profundamente. As instalações são muito asseadas. As vistas do terraço do hotel sobre a cidade são incríveis. O pequeno-almoço é muito bom e o pessoal do hotel é muito amigável. O preço foi 18 TND (+-8€ / USD $9) por um quarto com casa de banho partilhada e pequeno-almoço.

Hotel Sabra, Kairouan

Hotel Sabra em Kairouan

Contacto: Hotel Sabra, Rue Ali Balhouane Place des Martyrs, Kairouan, Tunísia – Telefone: +216 77 230 263.

7-Hotel Medina, El Kef

Hotel Medina, El Kef

Hotel Medina em El Kef

Situado a poucos passos da fortaleza de El Kef, o hotel é muito limpo tendo e conta o preço baixo. Se for até ao terraço as vistas da cidade são dignas de se apreciar. O quarto é simples mas é o essencial. O preço foi 10 TND (+- 4,5€ / USD $5) por um quarto com casa de banho partilhada.

Hotel Medina em El Kef

Hotel Medina em El Kef

Contacto: Hotel Medina, 18 Rue Farhat Hached, El Kef, Tunísia – Telefone: +216 78 204 183.

8-Pension Anis, Kelibia

Pension Anis, Kelibia

Pension Anis, Kelibia

Este foi o melhor quarto de hotel que tive na minha viagem à Tunísia. O dono era muito simpático, ao contrário dos outros homens da recepção. Fiquei muito desiludido com o pequeno-almoço, realmente era muito pobre comparando com outros hotéis baratos. Mas ainda assim, o quarto era limpo, confortável e totalmente equipado. A Pension Anis fica no centro da cidade de Kelibia, junto ao mercado central. O preço depois de regateado foi 40 TND (+-18€ / USD $20) por quarto com casa de banho privativa e pequeno-almoço.

Hotel Pension Anis in Kelibia

Hotel Pension Anis in Kelibia

Contacto: Pension Anis, Avenue du Dr Mongi Ben Hmida, Kelibia, Tunísia – Telefone: +216 72 295 777.

Transportes na Tunísia

Viajar de comboio na Tunisia

Viajar de comboio na Tunísia

É muito fácil para se viajar sozinho e independente na Tunísia. Todas as cidades têm vários tipos de transportes: autocarro (ônibus), louage ou comboio (trem). Louages são táxis carrinha (van) partilhados e vão a qualquer parte do país. O sistema de comboio é fácil e pode levar-nos até longe da capital. Os autocarros são, sem dúvida, o transporte mais lento.

1-Avião de Quarzazate para Tunes via Casablanca

Avião da Royal Air Maroc no aeroporto de Quarzazate

Avião da Royal Air Maroc no aeroporto de Quarzazate

Apanhei o avião directo de Quarzazate para Casablanca e depois para Tunes. O voo para Casablanca demorou 30 minutos e de Casablanca para Tunes 2 horas e meia. Consegui um bom preço 2500 dirhams marroquinos, viagem de ida e volta (230€ / USD $256).

A atravessar as Montanhas do Atlas de Quarzazate para Casablanca

A atravessar as Montanhas do Atlas de Quarzazate para Casablanca

2-Táxi do aeroporto para Tunes

Táxi do aeroporto de Tunes para a cidade

Táxi do aeroporto de Tunes para a cidade

Dentro do aeroporto de Tunes há poucos táxis e vão pedir-lhe uma fortuna para o levar até à cidade. Segui o conselho de uma pessoa que conheci no avião e saí pela porta principal do aeroporto e fui até ao andar de cima do aeroporto, não na porta das partidas, e apanhei um táxi que estava a deixar pessoas. Aproveitando o facto de que ele iria fazer a viagem de regresso vazio, fez-me a tarifa normal de taxímetro 5 TND (1,85€ / USD $2).

3-Comboio de Tunes para Tozeur

Comboio de Tunes para Tozeur, Tunísia

Comboio de Tunes para Tozeur , Tunísia

O comboio nocturno é a melhor solução para chegar à cidade de deserto, Tozeur. Primeiro beneficia-se de uma noite sem ter de pagar hotel e é o meio mais confortável para viajar. A primeira classe é melhor, no entanto, a diferença não é muito notória. Há dois comboios diários de Tunes para Tozeur. O da noite parte às 20.45 de Tunes e chega por volta das 05.12 a Tozeur. O preço do bilhete é 26,6 TND em primeira classe ou 20,1 TND em segunda.

Pode obter toda a informação de confiança e actualizada acerca dos horários e preços dos comboios na Tunísia, no site Societe Nationale des Chemins de Fer Tunisiens: http://www.sncft.com.tn/index.php – parece que a versão em inglês ainda está em construção.

4-Tour 4×4 no deserto

Agência de viagens em Tozeur

Agência de viagens em Tozeur

A melhor maneira de visitar os oásis de montanha em redor de Tozeur é partilhar uma tour organizada por uma agência em Tozeur. Durante a minha visita à Tunísia, devido a problemas de segurança no país, não vi muitos turistas. Tive de fazer a tour 4×4 sozinho.

Visite o site da Tunisian Colors Travel – Eles oferecem várias tours de dia inteiro pelos oásis de montanha, Ong Jmel e cenários do filme Star Wars. Eles irão prontamente tentar incluí-lo num grupo para fazer a tour. O preço para alugar uma 4×4 para uma tour de meio dia é 160 TND e dia inteiro 220 TND. Se tiver sorte pode conseguir partilhar este valor com outra pessoa. Eu tive de o fazer sozinho.

5-Comboio de Tozeur para Sfax

Comboio de Tozeur para Sfax

Comboio de Tozeur para Sfax

Depois de ter passado uns dias na cidade de deserto Tozeur, decidi regressar à costa. Apanhei o comboio da manhã Tozeur-Sfax. O comboio parte às 06.30 de Tozeur e chega a Sfax às 11.10. O bilhete custa 17,75 TND em primeira classe e 13,1 TDN em segunda.

6-Ferry boat de Sfax para Kerkannah

Ferry boat de Sfax para a Ilha Kerkannah

Ferry boat de Sfax para a Ilha Kerkannah

Quando estava em Sfax decidi visitar as ilhas próximas. Nunca tinha ouvido falar delas por isso foi um óptimo pretexto para fazer uma breve visita. A viagem de ferry boat demora uma hora de Sfax para as Ilhas Kerkannah. Há barcos a quase todas as horas. O preço do bilhete foi 0,65 TND.

7-Comboio de Sfax para El Jem

Comboio de Sfax para El Jem

Comboio de Sfax para El Jem

A caminho da cidade de Sousse decidi parar em El Jem para visitar o magnífico Anfiteatro de El Jem, Património Mundial da UNESCO. A viagem de comboio demora cerca de uma hora. O bilhete custa 5,9 TND em primeira classe e 4,45 TDN em segunda.

8-Comboio de El Jem para Sousse

Estação de comboios de El Jem

Estação de comboios de El Jem

Depois de visitar o Anfiteatro de El Jem e o museu da cidade, dirigi-me a Sousse. Há 5 comboios por dia de El Jem para Sousse. A viagem de comboio demora cerca de 1 hora. O preço do bilhete é 5,9 TND em primeira classe e 4,45 TDN em segunda.

9-Comboio de Sousse para Monastir

Estação de comboios de Monastir

Estação de comboios de Monastir

Durante a minha estadia de 2 dias em Sousse visitei outra cidade nos arredores. Monastir é famosa pela fortaleza e pelas suas praias, por isso apanhei o comboio que demora 30 minutos e fui até lá. Visitei a fortaleza e o centro da cidade e, voltei para Sousse algumas horas mais tarde. O preço do bilhete de comboio é 1 TND.

10-Louage de Sousse para Kairouan

Louage de Sousse para Kairouan

Carrinha “louage” de Sousse para Kairouan

A paragem de louage em Sousse é uma confusão pois temos de comprar o bilhete antes de entrar na carrinha. Por isso, depois há dezenas de pessoas em filas caóticas a tentarem ser as primeiras a entrar nas carrinhas. O preço do bilhete de Sousse para Kairouan é 4,75 TND.

11-Autocarro de Kairouan para El Kef

Paragem de autocarros em Kairouan

Paragem de autocarros em Kairouan

Foi uma longa viagem. Os autocarros demoram mais do que os louages. Apanhei o autocarro das 7 horas da manhã para El Kef. O preço do bilhete de Kairouan para El Kef são 9,65 TND.

12-Autocarro de El Kef para Borj Brahim (Dougga)

Autocarro de El Kef para Borj Brahim

Autocarro de El Kef para Borj Brahim

Não é fácil ir de El Kef para as ruínas romanas de Dougga. Decidi apanhar o autocarro para Nouvelle Dougga e andar a pé 5 km pela colina acima para chegar às ruínas. Lembre-se que tem de apanhar o autocarro com destino a Teboursouk, mas peça ao motorista para o deixar em Nouvelle Dougga. Daí há táxis que o podem levar até às ruínas por cerca de 10 TND – ida e volta + tempo de espera. O preço do bilhete de El Kef para Borj Brahim é 3,65 TND.

13-Louage de El Kef para Tunes

Louage de El Kef para Tunes

Louage de El Kef para Tunes

Viagem ligeira, os +- 170 km de estrada percorrem-se em menos de 3horas e meia. O preço do bilhete de El Kef para Tunes foi 10,8 TND.

14-Louage de Tunes para Kelibia

Louage de Tunes para Kelibia

Louage de Tunes para Kelibia

É muito fácil conseguir transporte na paragem de louage de Tunes para Kelibia. O preço do bilhete de Kelibia para tunes foi 6,6 TND. A viagem é igual no sentido inverso até à capital.

Louage Kelibia para Tunes

Louage de Kelibia para Tunes

Moeda e vistos

A Tunísia é um país fácil para se entrar. Não é necessário visto para a maior parte das nacionalidades. Trocar dinheiro é uma tarefa fácil. Nos bancos ou em casas de câmbio farão uma taxa de câmbio justa para Euros ou Dólares americanos. O país é muito barato.

Visto para a Tunísia

Carimbo da Tunísia no passaporte

Carimbo da Tunísia no passaporte

Cidadãos de 90 países e territórios podem visitar a Tunísia até 90 dias sem visto. Inclui cidadãos da União Europeia, Austrália, Brasil, Canadá, Japão, Coreia do Sul, Nova Zelândia, Rússia e África do Sul. Leia mais acerca da política de vistos da Tunísia.

Quando se chega ao aeroporto só temos de apresentar à polícia fronteiriça o passaporte e um formulário “cartão internacional de embarque e partidas” devidamente preenchido para carimbar. Lembre-se de que há uma taxa de saída no valor de 30 TND a ser paga antes da partida.

Preços e custo de vida

Mercado de Sfax

Mercado de Sfax

Em termos gerais a Tunísia é um destino barato. Se controlar os gastos, pode governar-se com uma média de 25 TND (11€ / $13 USD) por dia.

Barato?

Então repare, vamos ver o exemplo da cidade de Kairouan: hotel 18 TND com pequeno-almoço incluído. Para não vegetarianos pode comer uma sandes e salada de atum / harissa na rua por 1,7 TDN e para o jantar uma sandes de carne grelhada por 2 TND. Mais umas 2 garrafas de água por dia e ainda umas bananas.

Um dia económico em Kairouan – Tunísia

  • Hotel com pequeno-almoço incluído – 18 TND
  • Sandes com salada de atum / harissa na rua – 1.7 TDN
  • Sandes de carne grelhada 2 TND
  • 2 garrafas de água mineral 1.5 lt – 1.2 TND
  • 1/2 kg de bananas – 1.6 TND
  • TOTAL: 24.5 TND

Os transportes são muito baratos e se quiser ir a um restaurante de rua e comer mais do que uma sandes, bem, gastará no máximo 5 TND.

Viagem de táxi dentro da cidade custa desde 0,6 até 1,2 TND (El Kef, Sousse, Sfax, Tozeur). Na capital as distâncias podem ser maiores. Da paragem de louage em Tunes (perto do terminal rodoviário norte) até ao Museu Nacional do Bardo paguei 4 TND, com gorjeta incluída.

O mercado central de Tunes é o local perfeito para mercearias

O mercado central de Tunes é o local perfeito para mercearias

Fiz uma lista rápida de preços de coisas essenciais para viajar na Tunísia.

Preços de algumas coisas da Tunísia:

  • 1,5 lt de água custa entre 0,6 e 1 TND
  • sandes na rua – 0,7 TND
  • 1 pão no mercado de Tunes – 0,2 TND
  • 100gr de queijo no mercado – 0,4 TND
  • 2 tomates no mercado – 0,15 TND
  • prato de favas (foul) em Tozeur – 0,7 TND
  • 1 kg de bananas entre 3,8 e 4 TND
  • 500 ml iogurte natural Lben – 0,7 TND
  • sandes de ovo em Remla – 1,1 TND
  • pão em Sousse 0,3 TND
  • pizza média vegetariana numa pizzeria em Kairouan – 3,5 TND
  • internet 3G Orange cartão SIM gratuito, no aeroporto. Carregar 10 GB 11 TND
  • calções de banho em Sfax – 10 TND
  • Sapatilhas All Star converse em Sfax – 20 TND
  • Entrada no Museu do Bardo – 12 TND
  • Entrada nas ruinas de Dougga – 8 TND
  • Entrada na Grande Mesquita de Sousse – 5 TND
  • Entrada na fortaleza de Monastir – 7 TND
  • Museu de Sousse – 8 TND
  • Anfiteatro de El Jem – 11 TND
  • Casa Museu em Sfax – 6 TND
  • Entrada em Cartago – 11 TND
Doce Bambalouni em Sidi Bou Said – preço 0,6 TND

Doce Bambalouni em Sidi Bou Said – preço 0,6 TND

Trocar dinheiro/ ATM

É fácil trocar (cambiar) dinheiro quer nos bancos quer no aeroporto. As taxas de cambio no aeroporto eram as mesmas do que na cidade. Se precisar mesmo, alguns hotéis e agências também podem trocar dinheiro mas normalmente baixam a cotação um pouco.

Kit Útil para organizar a sua viagem na Tunísia:




Kit de Viagem:

  • Onde eu reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
  • Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com
  • Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
  • 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com
  • Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com

Deixe o seu comentário aqui:

Os comentários deste blog de viagens são via facebook.





Siga nas redes sociais:

Facebook Twitter Google+ Instagram Pinterest Stumbleupon Tumblr YouTube Blog Lovin

Blog de viagens mencionado em:

Blog de viagens nos Media

📷 Seguir @joaoleitaoviagens no Instagram