🐪 » Viagem de grupo 7 dias em Marrocos por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara » Mais info em MARROCOS.COM « 🐪

🌍 Visitar Óbidos, Guia de Viagem – Dicas, Roteiros, Mapas, Fotos

Actualizado em 26 Novembro, 2017

Quer visitar Óbidos?

VISITAR ÓBIDOS

VISITAR ÓBIDOS

Guia de Viagem a Óbidos

Óbidos é uma das três localidades portuguesas que existem com vida própria dentro de muralhas. É uma vila com cerca de três mil habitantes, localizada na zona centro de Portugal, uns 100 km a norte de Lisboa. O seu nome derivará do latim “Oppidum”, que significa “cidadela” ou “cidade fortificada”. Visitar Portugal e não passar por Óbidos, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Nesta página você encontra:

  • Visitar Óbidos – o mais importante a saber
  • Dicas rápidas para Óbidos
  • Vídeo com imagens aéreas de Óbidos
  • Os 14 Melhores Locais de Óbidos
  • O que visitar em Óbidos
  • Mapa dos Monumentos de Óbidos
  • Fotos de Óbidos
  • Alojamento em Óbidos
  • Alugar carro em Óbidos
  • Celebrações e Feriados em Óbidos
  • Roteiros em Óbidos: 1 dia, 2 dias, 3 dias

Visitar Óbidos – O importante a saber

ÓBIDOS, PORTUGAL

ÓBIDOS, PORTUGAL

Óbidos é uma povoação histórica, rodeada de muralhas, tendo como centro um castelo construído pelos mouros. Todo o seu extenso centro histórico merece cuidada atenção por parte do visitante, não só devido ao seu património arquitectónico mais evidente, constituído por uma série de igrejas medievais, solares, portões de entrada na vila e bastiões defensivos, mas também pelas ruas e becos, ladeados por casas repletas de detalhes e com muitas histórias para contar. Óbidos é muito procurada pelos turistas que visitam Portugal e pela sua fácil acessibilidade costuma estar bem cheia de visitantes, especialmente nas épocas especiais, como por ocasião da sua Feira Medieval (Julho-Agosto) ou do seu Festival do Chocolate (Março-Abril).

Dicas rápidas para Óbidos:

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • Suba à torre do castelo – a melhor vista da vila
  • Faça caminhadas tranquilas para explorar com tempo e apreciar devidamente
  • Pode explorar as muralhas e andar a vila toda à volta. Tenha cuidado porque muitas das partes não tem protecção nem nada para se agarrar
  • O Mercado Medieval de Óbidos é um evento de recriação histórica que transforma a Vila de Óbidos num burgo da idade média.
    Passa-se na segunda quinzena de Julho e primeira semana de Agosto
GUIA DE VIAGEM ÓBIDOS

GUIA DE VIAGEM ÓBIDOS

Para saber quando ir a Óbidos você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar Óbidos é entre os meses de Abril e Outubro, uma vez que apresentam temperaturas excelentes para fazer turismo em Portugal.

Vídeo com imagens aéreas de Óbidos

Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas deste lugar.

Os 14 Melhores Locais de Óbidos
  1. Castelo de Óbidos
  2. Porta da Vila
  3. Praça de Santa Maria
  4. Igreja de Santa Maria
  5. Igreja da Misericórdia
  6. Igreja de São Pedro
  7. Igreja de Nossa Senhora de Monserrate
  8. Santuário do Senhor Jesus da Pedra
  9. Capela de São Martinho
  10. Igreja de São Tiago
  11. Aqueduto
  12. Ermida de Nossa Senhora do Carmo
  13. Porta do Vale
  14. Casa do Arco da Cadeia

O que visitar em Óbidos

ÓBIDOS

ÓBIDOS

Óbidos em Portugal tem imenso para ver, por isso é conveniente organizar um pouco a sua visita para conseguir ver o máximo possível, de forma mais organizada, contribuindo assim para usufruir de umas férias mais proveitosas.

1- Castelo de Óbidos

Apesar da ocupação sucessiva por parte de Lusitanos, Romanos e Visigodos, parecem ter sido os mouros a edificar o Castelo de Óbidos, como indica o estilo de alguns segmentos das suas muralhas. O rei D. Afonso Henriques conquistou o Castelo de Óbidos em 1148, não através de um ataque militar mas através de um ardil. Ao longo da História foi cenário de inúmeros episódios e batalhas: em 1246 resistiu ao ataque do Conde de Bolonha, que viria a ser o rei D. Afonso III, e por essa acção recebeu o título de ” mui nobre e sempre leal”, que consta ainda hoje no seu brasão. Na crise de 1383-85 tomou o lado de D. Beatriz, resistindo até ao fim. Ali residiu a rainha D. Leonor, esposa de D. João II. Em 1755 sofreu bastantes danos com o terramoto que nesse ano abalou o país. Foi em 1932 que sofreu as primeiras obras consolidadas de restauro, que se estenderam pelas décadas seguintes, estando hoje em perfeitas condições.

2- Porta da Vila

A Porta da Villa é a principal entrada da antiga cidade de Óbidos, sendo um portão duplo cujo interior se encontra revestido por bonitos azulejos do século XVII. Dá directamente para a Rua Direita, a via principal do centro histórico da localidade. No seu interior encontra-se uma pequena capela dedicada à Nossa Senhora da Piedade, a patrona de Óbidos. Existe aqui uma varanda em estilo barroco, com azulejos de meados do século XVIII que retratam episódios da Paixão de Cristo, mais especificamente a Agonia de Jesus no Horto e a Prisão de Jesus. No topo da entrada vê-se a inscrição “A Virgem Nossa Senhora foi concebida sem pecado original”, que ali foi gravada por ordem de D. João IV, em agradecimento pela protecção da santa aquando da Restauração da Independência de Portugal, em 1640.

3- Praça de Santa Maria

Esta praça, localizada no centro histórico de Óbidos, um pouco a sul da sua via principal, a Rua Direita, é uma das praças renascentistas mais significativas de Portugal. É desde o século XVI o centro nevrálgico da localidade, local de todos os eventos civis e religiosos. Em seu redor encontram-se alguns dos marcos arquitectónicos mais importantes de Óbidos, como a Igreja de Santa Maria, o Solar dos Alboins – actual estação dos CTT, o chafariz real (século XVI), o pelourinho (1513), o telheiro da vila (reconstruído no século XVI), os antigos paços do concelho e respectivo museu, a câmara municipal de Óbidos e o Solar da Praça de Santa Maria, onde está instalado o Museu Municipal.

4- Igreja de Santa Maria

Esta é a igreja mais antiga de Óbidos, tendo sido construída no século XII sobre um templo originalmente erigido pelos visigodos que foi mesquita durante os tempos de ocupação muçulmana. Contudo, como o decorrer do tempo o templo foi alvo de diversas obras de renovação e expansão e a igreja que vemos hoje pouco tem a ver com o edifício medieval, apresentando um estilo Renascença. Em 1444 casou-se aqui o rei D. Afonso V, na altura com apenas dez anos de idade. As três naves do seu interior são ladeadas por colunas dóricas, cobertas por tectos decorados com belas pinturas. As paredes são revestidas de azulejo e existem várias pinturas a óleo, sobretudo de autoria de Baltasar Gómez Figueira e Josefa Óbidos. O retábulo está decorado com pinturas do século XVII provavelmente do mestre João da Costa, que representam cenas da vida de Maria.

5- Igreja de São Pedro

Foi inicialmente construída por volta dos finais do século XIII, mas dessa fase sobrevive apenas o portal gótico da fachada. Na segunda metade do século XVI foi profundamente alterada, sendo dessa época a capela baptismal e a escada da torre sineira. Sofreu bastante com o sismo de 1755 tendo sido alvo de profundas obras de recuperação. No seu interior de nave única destaca-se o retábulo em estilo Barroco feito em talha dourada e a pintura da tribuna, que mostra São Pedro a receber de Jesus Cristo as chaves do Céu, um trabalho datado da transição do século XVII para o século XVIII. Encontra-se sepultada nesta igreja a artista Josefa d’Óbidos, falecida em 1684, e o Padre Francisco Rafael da Silveira Malhão (morreu em 1860).

6- Ermida de Nossa Senhora de Monserrate

A ermida de Nossa Senhora de Monserrate localiza-se nos arredores da vila de Óbidos, no sítio do Arrabalde. A sua fachada principal é de clara inspiração Barroca, exibindo as armas da Ordem dos Franciscanos. O seu interior tem uma só nave, destacando-se ali o revestimento em azulejos do século XVII. O retábulo foi pintado por Belchior Matos por volta de 1600, representando São João e outros santos ligados à Ordem.

7- Capela de São Martinho

Esta capela de nave única com funções especificamente funerárias encontra-se em frente à Igreja de São Pedro. Terá sido construída algures entre 1320 e 1331, pelo Padre Pêro Fernandes, com o apoio da Sé de Lisboa. Uma observação atenta do edifício indica duas fases de construção distintas. Por outro parece não ter sofrido danos significativos com o terramoto de 1755, um caso pouco comum nesta região. Sobrevivem no seu exterior dois túmulos medievais, um deles decorado com cinco brasões d’armas. A capela tem uma inscrição onde se lê que a mesma é propriedade do Visconde de Sacavém. Encontra-se classificada como Imóvel de Interesse Público.

8- Igreja de São Tiago

Esta igreja encontra-se na área muralhada de Óbidos, próxima dos portões do castelo. Foi erigida originalmente em 1186 por ordem de D. Sancho, mas foi totalmente reconstruída após os danos causados pelos terramoto de 1755. A igreja que hoje vemos é o resultado dessa grande obra, concluída em 1772, que se inspirou nos estilos barroco e neoclássico. No interior do templo destaca-se a decoração do altar-mor, onde se pode observar uma representação da São Tiago Maior, datada da segunda metade do século XVI, de autor desconhecido, que está por vezes em exibição no Museu Municipal. Note-se que durante muito tempo esta igreja estava reservada para a família real. Pode ser visitada livremente durante o dia.

9- Aqueduto

É também conhecido como Aqueduto da Usseira, que é na realidade o ponto de origem da água que é transportada até Óbidos. Foi a rainha D. Catarina de Áustria, esposa de D. João III, que o mandou construir às suas custas em 1573, tendo recebido em troca a várzea existente nas proximidades, que tomou o nome de Várzea da Rainha. Tem um total de 6 km, três deles subterrâneos, iniciando-se numa nascente localizada na Usseira e terminando no Chafariz Real, na Praça de Santa Maria, no centro histórico de Óbidos. Há registo de obras de restauro em 1611, 1622 e 1717.

10- Museu Municipal de Óbidos

O Museu da vila de Óbidos encontra-se alojado no Solar da Praça de Santa Maria, construído no século XVII, bem no centro da localidade. A sua exposição permanente incide sobre a produção artística da vila de Óbidos, com destaque para a colecção de pinturas a óleo dos séculos XVI e XVII, especialmente para os trabalhos de Josefa de Óbidos e André Reinoso. A peça mais consagrada é o retrato de The Faustino das Neves, pintado em 1670 por Josefa de Óbidos. Para além da arte, existe uma secção que conta a história do município e uma outra com vestígios arqueológicos trazidos da povoação romana de Eurobrittium, bem próximo de Óbidos. O museu foi inaugurado em 1970, numa cerimónia que contou com a presença do Presidente da República, o Almirante Américo Tomás. Encontra-se aberto ao público todos os dias excepto Segundas-feiras, encerrando brevemente à hora de almoço.

Roteiros em Óbidos

ROTEIRO ÓBIDOS

ROTEIRO ÓBIDOS

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Óbidos de maneira independente. Itinerários de turismo em Óbidos em Portugal.

1 Dia em Óbidos: passo-a-passo
Manhã: Brevemente…
Tarde: Brevemente…
2 Dias em Óbidos: passo-a-passo
Dia 1 Manhã: Brevemente…
Dia 1 Tarde: Brevemente…

Dia 2 Manhã: Brevemente…
Dia 2 Tarde: Brevemente…

Procura um Hotel em Óbidos? Hotéis em Óbidos

Siga no Twitter, Facebook, Instagram e Pinterest. Partilhe esta página e deixe o seu comentário.


Deixe o seu comentário aqui:

João Leitão - O autor do blog:

VIVA! Sou o João - blogger de viagens. Com 20 anos de experiência como viajante independente, explorei mais de 128 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindos ao meu blog de viagens, onde partilho informação prática de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

Kit de Viagem:

  • Onde eu reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
  • Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com
  • Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
  • 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com
  • Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com
* Esta página tem links de afiliados. Quando você reserva algo através deste blog, eu retenho uma pequena comissão que não altera o preço final. Obrigado!

Blog de viagens mencionado em:

Blog de viagens nos Media

« Seguir @joaoleitaoviagens no Instagram »