🐪 » Viagem de grupo 7 dias em Marrocos por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara » Mais info em MARROCOS.COM « 🐪

🌍 Visitar Caldas da Rainha, Guia de Viagem – Dicas, Roteiros, Mapas, Fotos

Actualizado em 17 Dezembro, 2017

Quer visitar Caldas da Rainha?

VISITAR CALDAS DA RAINHA

VISITAR CALDAS DA RAINHA

Guia de Viagem a Caldas da Rainha

As Caldas da Rainha são uma pequena cidade com cerca de 27 mil habitantes, localizada no Centro de Portugal, não muito longe da costa. Foi fundada em 1484 por ordem da Rainha Dona Leonor, não como uma localidade mas como umas termas e um hospital, graças às águas que ali brotavam e que tinham fama de serem curativas. Visitar Portugal e não passar pelas Caldas da Rainha, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Nesta página você encontra:

  • Visitar Caldas da Rainha – o mais importante a saber
  • Dicas rápidas para as Caldas da Rainha
  • Vídeo com imagens aéreas das Caldas da Rainha
  • Os 20 Melhores Locais das Caldas da Rainha
  • O que visitar nas Caldas da Rainha
  • Mapa dos Monumentos nas Caldas da Rainha
  • Fotos das Caldas da Rainha
  • Alojamento nas Caldas da Rainha
  • Alugar carro nas Caldas da Rainha
  • Celebrações e Feriados nas Caldas da Rainha
  • Roteiros nas Caldas da Rainha: 1 dia, 2 dias, 3 dias

Visitar Caldas da Rainha – O importante a saber

CALDAS DA RAINHA, PORTUGAL

CALDAS DA RAINHA, PORTUGAL

A cidade das Caldas da Rainha tem uma história recente de tolerância e de abrigo: ali viveram várias famílias sul-africanas na sequência dos horrores da Guerra dos Boers, no início do século XX, e ali foram internados homens alemães residentes em Portugal durante a Primeira Guerra Mundial e refugiados judeus que fugiam aos Nazis. A cidade é conhecida pela tradição artística, da qual Rafael Bordalo Pinheiro será o nome mais destacado mas não o único e pelas famosas Cavacas, um produto da doçaria caldense. Em seu redor encontram-se bonitos locais costeiros, como a Foz do Arelho ou São Martinho do Porto.
Dicas rápidas para as Caldas da Rainha:

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • Faça caminhadas tranquilas para explorar com tempo e apreciar devidamente
  • Não se esqueça de visitar o Museu de José Malhoa
GUIA DE VIAGEM CALDAS DA RAINHA

GUIA DE VIAGEM CALDAS DA RAINHA

Para saber quando ir às Caldas da Rainha você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar Caldas da Rainha é entre os meses de Abril e Outubro, uma vez que apresentam temperaturas excelentes para fazer turismo em Portugal.

Vídeo com imagens aéreas das Caldas da Rainha

Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas deste lugar.

Os 20 Melhores Locais das Caldas da Rainha
  1. Estação da Malaposta do Casal dos Carreiros
  2. Igreja Matriz das Caldas da Rainha
  3. Edifício do Museu de José Malhoa
  4. Chafariz das Cinco Bicas
  5. Ermida de São Sebastião
  6. Ermida do Espírito Santo
  7. Ermida de São Sebastião
  8. Igreja de Nossa Senhora do Pópulo
  9. Igreja de Nossa Senhora da Conceição
  10. Igreja do Espírito Santo
  11. Casa Museu de S. Rafael
  12. Casa Museu Rafael Bordalo Pinheiro
  13. Centro de Artes
  14. Atelier-Museu António Duarte
  15. Atelier-Museu João Fragoso
  16. Museu Barata Feyo
  17. Museu de Cerâmica
  18. Museu de José Malhoa
  19. Museu do Ciclismo
  20. Museu do Hospital e das Caldas

O que visitar nas Caldas da Rainha

CALDAS DA RAINHA

CALDAS DA RAINHA

Caldas da Rainha em Portugal tem imenso para ver, por isso é conveniente organizar um pouco a sua visita para conseguir ver o máximo possível, de forma mais organizada, contribuindo assim para usufruir de umas férias mais proveitosas.

1- Igreja Matriz das Caldas da Rainha

É também conhecida como Igreja de Nossa Senhora do Pópulo e apresenta um estilo inconfundível. Começou por ser a igreja do hospital criado pela Rainha D. Leonor nas Caldas da Rainha em 1485. Tal capela ficou pronta em 1510 e logo em 1510 recebeu o título de Igreja Matriz. O plano foi criado pelo mestre Mateus Fernandes, o mesmo que desenhou o Mosteiro da Batalha, usando elementos de Pré-Manuelino e Gótico. A torre sineira está adornada por relógios, gárgulas e esculturas do século XVI representando o Anjo Gabriel e a Virgem da Anunciação. No seu interior as paredes estão cobertas por azulejos do século XVII e vamos encontrar uma pia baptismal bastante trabalhada, dois altares laterais com retábulos de talha dourada e um magnífico altar-mor com retábulo em pedra com um Padre Eterno talhado em baixo relevo.

2- Casa Museu de São Rafael

Rafael Bordalo Pinheiro é um nome conhecido em Portugal. Nasceu em Lisboa em 1846, destacando-se como artista e humorista, tendo criado a famosa figura do Zé Povinho. Em 1884 abre a Fábrica de Faianças nas Caldas da Rainha, localidade que ficará para sempre associada à sua obra. A Casa Museu encontra-se junto à fábrica, que ainda labora. Foi ali que viveu o filho de Rafael Bordalo Pinheiro, Gustavo Manuel, que prosseguiu a obra do pai. A exposição é composta essencialmente por peças criadas na unidade fabril vizinha, mostrando as diversas fases da produção e a evolução da marca. Infelizmente é preciso um número mínimo de cinco pessoas para a visitam, que deverá ser agendada com antecedência.

3- Museu do Hospital e das Caldas

Este museu, dedicado à génese histórica da cidade, o hospital e as termas, criados pela Rainha D. Leonor em 1485, está instalado na Caza Real, assim conhecida por ser o lugar onde a rainha pernoitava quando se deslocava às Caldas. O edifício foi totalmente remodelado no século XVIII e a partir dessa altura passou a servir de residência aos provedores e tesoureiros do Hospital Thermal, já que a família real preferia alojar-se nas casas mais dignas do centro da localidade. No final do século XX encontrava-se bastante degradado e foi então restaurado abrindo ao público como Museu em 1999. No seu interior encontramos exposições dedicadas aos vários períodos históricos do Hospital e da Caldas da Rainha. Encontra-se aberto ao público todos os dias excepto Segundas-feiras, encerrando para almoço.

4- Praça da República

Também conhecida por Praça da Fruta devido ao mercado que todos os dias se realiza ali da parte da manhã, é o centro das Caldas da Rainha, o espaço onde tudo acontece. Está ladeada de casas tradicionais, quase todas em excelente estado, com fachadas revestidas com coloridos azulejos. O seu piso é de calçada portuguesa, criado em 1883 segundo um padrão desenhado por Celestino Rosa. Na praça encontram-se dois edifícios essenciais: a Capela de São Sebastião e a Junta de Freguesia, assim como o incontornável Café Central. Mas é o mercado que realmente transforma a praça num lugar de visita indispensável. Realizando-se desde o século XVIII, trata-se do mercado diário no exterior mais antigo do país, enchendo-se das core e aromas proporcionados pelo universo de legumes, frutas, doces, queijos e enchidos que enchem o espaço todas as manhãs.

5- Ermida de São Sebastião

Localiza-se na praça central da cidade, a Praça da República, remontando as suas origens aos tempos da formação da localidade, na transição do século XV para o século XVI. Contudo, praticamente nada da ermida original chegou até nós. O que ali vemos é o resultado de uma intervenção do século XVIII, efectuada a mando de D. João V. Tem planta rectangular e é composta uma nave e uma capela-mor, envoltas por um painel de azulejos, datado do século XVIII, que ilustra episódios significativos da vida de São Sebastião. Encontra-se geralmente encerrada, devendo a visita ser solicitada no Museu do Hospital e da Caldas.

6- Chafariz das Cinco Bicas

Este chafariz, datado de 1748, é o único de um conjunto de três edificações da sua categoria que foram construídas nas Caldas da Rainha por ordem do rei D. João V. Como o seu nome indica está dotado de cinco bicas, algo que não sucedia com os outros dois chafarizes que entretanto desapareceram. Essas serviam a água apenas por uma bica e eram mais simples. O Chafariz das Cinco Bicas era inicialmente abastecido por um aqueduto, que também não sobreviveu ao decorrer do tempo. Tematicamente é dedicado às Oceânides, figuras míticas relacionadas com a água, criadas por Oceano, o deus grego da água corrente. Isto é aliás uma característica comum dos elementos decorativos do Barroco relacionado com estruturas relacionadas com água. Foi restaurado em 1908 e está desde 1982 classificado como Imóvel de Interesse Público.

7- Centro de Artes

O Centro de Artes é um projecto municipal de carácter museológico que reúne quatro espaços, todos de entrada gratuita. O Atelier-Museu António Duarte abriu em 1985, com um espólio doado por António Duarte, constituído por esculturas, pinturas e desenhos. O Atelier-Museu João Fragoso foi criado em 1984 para expor ao público o trabalho do artista caldense João Fragoso, que trabalhou em escultura, pintura, cerâmica, desenho e ainda poesia, utilizando materiais diversos e sendo um dos pioneiros do Minimalismo em Portugal. O Museu Barata Feyo, é mais recente, tendo sido inaugurado em 2004, sendo o filho do escultor o principal mentor do projecto. Por fim, o Espaço Concas, nasceu em 2009, expondo os trabalhos da pintora Maria da Conceição Nunes, com um espólio doado pela família da artista. Para além das exposições os atelier-museu estão dotados de espaços para o desenvolvimento do trabalho de jovens artistas.

8- Café Central

Este espaço, localizado na Praça da República, é um dos mais emblemáticos da cidade das Caldas da Rainha. Foi inaugurado ainda no século XVIII e chegou até nós quase intocado. Nos anos 30 do século XX era considerado um dos locais mais importantes das Caldas da Rainha e nas décadas que se seguiram tornou-se um baluarte de resistência à ditadura, alvo de muita atenção por parte da PIDE e cenário de tertúlias promovidas pela elite cultural da cidade. No seu interior destaca-se um painel em baixo relevo criado por Júlio Pomar, com o nome de “Unicórnio”. Hoje em dia pode-se parar por aqui para tomar uma bebida, comer qualquer coisa e usar a rede Wi-Fi gratuita que o café oferece aos seus clientes, enquanto se observa o palpitar da vida das Caldas.

9- Museu do Ciclismo

O Museu do Ciclismo, inaugurado em Dezembro de 1999, localiza-se no centro histórico das Caldas da Rainha, na rua de Camões. Encontra-se num pequeno mas bonito edifício em Art Noveau, revestido de azulejos verdes característicos da cidade. É gerido pela Associação para o Desenvolvimento do Ciclismo, da qual fazem parte a Câmara Municipal, a Federação Portuguesa de Ciclismo e o Sporting Clube das Caldas. No seu interior estão expostas algumas bicicletas históricas, para além de documentação escrita e fotográfica sobre este desporto. Por vezes são organizadas exibições temporárias. A entrada é gratuita, encerrando apenas às Segundas-feiras.

10- Estação da Malaposta do Casal dos Carreiros

Este lugar é uma testemunha rara de um tempo ido, de quando a distribuição do correio em Portugal se fazia como nos filmes do Oeste, em diligências que trilhavam os caminhos do país. A estação que podemos ver no Casal dos Carreiros foi construída quando se fez a estrada entre Lisboa e o Porto. O serviço de mala-posta entre as duas cidades passou a ser diário a partir de 1852, uma renovação enquadrada nas reformas de Fontes Pereira de Melo. Quatro anos mais tarde, em 1856, surgiu esta estação. Saindo de Lisboa o correio seguia pelo Tejo até ao Carregado e passava aí para terra, seguindo até Coimbra. De lá seguia posteriormente para Vila Nova de Gaia. A partir de 1864 a implementação da ligação ferroviária fez cair em desuso o sistema de mala-posta. A estação está classificada como Imóvel de Interesse Público desde 1993.

Roteiros nas Caldas da Rainha

ROTEIRO CALDAS DA RAINHA

ROTEIRO CALDAS DA RAINHA

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias nas Caldas da Rainha de maneira independente. Itinerários de turismo nas Caldas da Rainha em Portugal.

1 Dia nas Caldas da Rainha: passo-a-passo
Manhã: Brevemente…
Tarde: Brevemente…
2 Dias nas Caldas da Rainha: passo-a-passo
Dia 1 Manhã: Brevemente…
Dia 1 Tarde: Brevemente…

Dia 2 Manhã: Brevemente…
Dia 2 Tarde: Brevemente…

Procura um Hotel nas Caldas da Rainha? Hotéis em Caldas da Rainha

Siga no Twitter, Facebook, Instagram e Pinterest. Partilhe esta página e deixe o seu comentário.


Deixe o seu comentário aqui:

João Leitão - O autor do blog:

VIVA! Sou o João - blogger de viagens. Com 20 anos de experiência como viajante independente, explorei mais de 128 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindos ao meu blog de viagens, onde partilho informação prática de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

Kit de Viagem:

  • Onde eu reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
  • Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com
  • Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
  • 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com
  • Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com
* Esta página tem links de afiliados. Quando você reserva algo através deste blog, eu retenho uma pequena comissão que não altera o preço final. Obrigado!

Blog de viagens mencionado em:

Blog de viagens nos Media

« Seguir @joaoleitaoviagens no Instagram »