🐪 Venha conhecer Marrocos « Viagem de grupo 7 dias por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara 🐪

Visitar Osh – Quirguistão: Guia Prático e Roteiro de Viagem

João Leitão
Actualizado em 9 Julho, 2018
VISITAR OSH

VISITAR OSH


Guia de Viagem a Osh


Quer visitar Osh?

Osh não é apenas a segunda maior cidade do Quirguistão, é a mais antiga do país, com a sua história a remontar há mais de três mil anos atrás. Visitar o Quirguistão e não passar por Osh, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Nesta página você encontra:

  • Visitar Osh – o mais importante a saber
  • Dicas rápidas para Osh
  • Vídeo com imagens aéreas de Osh
  • Os 20 Melhores Locais de Osh
  • O que visitar em Osh
  • Mapa dos Monumentos de Osh
  • Fotos de Osh
  • Alojamento em Osh
  • Celebrações e Feriados em Osh
  • Roteiros em Osh: 1 dia, 2 dias, 3 dias (24 horas, 48 horas, 72 horas)

Visitar Osh – O importante a saber


OSH QUIRGUISTÃO

OSH QUIRGUISTÃO

Osh conta com uma população de cerca de 255 mil habitantes, localizando-se na parte leste do Quirguistão, muito próximo da fronteira com o Uzbequistão. Ao longo da sua longa história Osh aproveitou a posição estratégica que ocupa, no Vale de Fergana, para se afirmar como um ponto incontornável da Rota da Seda, passando por ali as caravanas que atravessando as montanhas de Alay se dirigiam a Kashgar, na China.

Osh tendo sido um importante entreposto comercial do Vale de Fergana no último milénio e mantendo actualmente o estatuto de capital cultural da nação Quirguize.

Dicas rápidas para Osh:

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • Tem de subir ao topo da montanha Sulaiman-Too
  • Explore o fabuloso Mercado de Osh, é um mundo à parte
  • Os habitantes desta cidade são muito simpáticos e curiosos, por isso sinta-se o centro das atenções
  • Tente não perder o Mercado de Gado de Osh, fica longe mas vale a pena visitar
OSH

OSH

Osh foi o lugar de nascimento de Babur, fundador da dinastia Mughal, da Índia, e descendente de Tamerlane. Em 1876 a cidade foi tomada pelos Russos, que mantiveram a sua presença até à independência do Quirguistão, em 1991. Hoje em dia tem uma vida cultural intensa, sendo por vezes chamada de “Berlim da Ásia Central”. A sua área central, chamada Aravanski, estende-se ao longo da margem ocidental do rio Ak-Burra.

Para saber quando ir a Osh você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar Osh é entre os meses de Junho e Outubro.


Vídeo com imagens aéreas de Osh


Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas desta cidade.

Os 20 Melhores Locais de Osh
  1. Montanha Sagrada de Suleiman
  2. Complexo Museológico de História Nacional e Arqueologia Suleiman
  3. Mesquita de Suleiman
  4. Grande Bazar de Osh
  5. Dom Babura
  6. Estátua de Lenine
  7. Parque Toktogul
  8. Mercado das Flores
  9. Parque de Diversões de Osh
  10. Museu de Belas Artes de Osh
  11. Mesquita Rabat Abdul Kahn
  12. Mesquita de Mohammed Yusuf Bai Haji Ogli
  13. Museu Regional de Osh
  14. Igreja Ortodoxa Russa do Arcanjo Miguel
  15. Mesquita Sadykbay
  16. Memorial da Segunda Guerra Mundial e a Chernobyl
  17. Yurt de Três Andares
  18. Hamman Karakhanida
  19. Mercado de Gado de Osh
  20. Piscinas de Osh

O que visitar em Osh


MERCADO DE GADO EM OSH QUIRGUISTAO

MERCADO DE GADO EM OSH QUIRGUISTAO

Há um número considerável de monumentos e pontos de interesse em Osh. Veja agora a lista descritiva dos locais a não perder em Osh.

1- Montanha Sagrada de Suleiman

A Montanha Sagrada de Suleiman, conhecida localmente como Suleiman Too, é um lugar classificado como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, erguendo-se na periferia de Osh. É um lugar sagrado, considerado a peregrinação mais importante pelos muçulmanos da Ásia Central logo a seguir a Meca e a Medina. Diz-se que ali repousam os restos mortais de do profeta Suleyman (Salomão), existindo duas lendas concorrentes: uma diz que o corpo do profeta terá sido para ali trazido pelo seu filho, enquanto outra diz que foi a viúva que construiu o mausoléu para proteger os restos mortais do marido. Na montanha vamos encontrar a enorme Mesquita Suleiman, diversas grutas e o espantoso Complexo Museológico de História Nacional e Arqueologia Suleiman. Inúmeras lendas envolvem esta montanha, como a da gruta de onde se diz caírem as lágrimas do próprio Suleyman do seu tecto, ou do declive rochosa onde as mulheres devem deslizar por sete vezes para dar à luz filhos sadios. Do cume da montanha obtêm-se excelentes vistas da cidade de Osh.

2- Complexo Museológico de História Nacional e Arqueologia Suleiman

Este museu foi criado em 1978 e é um dos melhores que existem no Quirguistão. O seu espaço foi escavado na montanha e visto de uma certa distância tem uma aparência bizarra. Encontra-se na face sudoeste da Montanha Sagrada de Suleiman e no seu interior existe uma notável colecção dedicada à evolução histórica e religiosa da região composta por cerca de 33.000 peças. Um curioso painel com textos explicativos em três línguas indica que recantos da montanha são favoráveis à cura de cada doença. Da saída do museu tem-se uma das melhores vistas das redondezas.

3- Mesquita de Suleiman

Esta mesquita é relativamente recente e durante algum tempo foi a maior do Quirgistão, removida dessa posição pela construção de uma monumental mesquita na capital do país, Bishkek. Localiza-se a meio da encosta sul da Montanha Sagrada de Suleiman, e a entrada é apenas permitida a homens. A mesquita tem uma dupla cúpula e quatro imponentes minaretes.

4- Grande Bazar de Osh

O bazar principal de Osh, também conhecido como Jayma Bazar, é considerado um dos maiores da Ásia Central e como todos os grandes mercados desta região, um festival para os sentidos e um sitio excelente para observar as pessoas locais. O bulício está sempre presente e nas suas artérias a animação é muita, com todo o tipo de produtos à venda. Se o quer ver no seu máximo esplendor, deve visitar a um Domingo, sendo que as Segundas-feiras são o dia mais calmo da semana.

5- Mesquita Dom Babura

A mesquita Dom Babura é relativamente pequena, tendo apenas uma sala. Foi erigida originalmente nos finais do século XV, mas o edifício que hoje ali vemos é uma reconstrução que teve lugar em 1989. Segundo parece a mesquita foi construída pelo jovem rei de Fergana, Zahirudddin Babur, que posteriormente fundou a poderosa dinastia Moghul, da Índia. Pretendia o monarca um lugar recatado para orar e a sua criação tornou-se um lugar de veneração cuja fama se manteve ao longo dos séculos.

A mesquita teve contudo uma história trágica: em 1853 foi gravemente danificada por um tremor de terra, e em 1960 foi arrasada por uma misteriosa explosão que alguns dizem ter sido provocada pelas autoridades soviéticas.

6- Estátua de Lenine

Encontra-se em Osh a maior estátua de Lenine na Ásia Central. Com o colapso da União Soviética e por isso é sempre interessante encontrar estes testemunhos do passado soviético. A estátua de Lenine em Osh encontra-se em frente do edifício da Câmara Municipal, próximo do Parque Toktogul, muito convenientemente colocada na avenida… Lenine.

A escultura é de facto enorme, representando o líder comunista na sua postura mais comum na estatuária oficial: de pé, posição firme, braço estendido, como que a mostrar o caminho a seguir. O verdadeiro líder!

7- Parque Toktogul

O Parque Toktogul, também conhecido como Parque Navoi, localiza-se no centro da cidade, estendendo-se por quase dois quilómetros, correndo paralelamente à Avenida Lenine e podendo começar uma visita a este agradável espaço a partir da praça da Câmara Municipal, onde se encontra a estátua de Lenine. Um lugar ideal para repousar um pouco, observando as pessoas, existindo um bom café no parque.

8- Mercado das Flores

Este colorido mercado pode ser encontrado junto ao principal cruzamento da baixa da cidade, na rua Kurmajan Dadtka. Essa encruzilhada de ruas é por vezes chamada pelos locais de “gul bazaar” devido às pequenas lojas de venda de flores que ali se encontram. Um local muito pitoresco para visitar e se deliciar, com as cores e com os aromas que se libertam dos produtos à venda, especialmente no Verão.

9- Parque de Diversões de Osh

O Parque de Diversões da cidade encontra-se estabelecido na margem do rio Aravanski e é um lugar interessante, especialmente para viajantes que não tenham muita experiência no universo onde a influência soviética se fez sentir. Como tantos outros do seu género, este parque encontra-se obsoleto e visitá-lo é como que viajar no tempo até aos momentos áureos da União Soviética. Apesar de antiquado inspira ainda grande alegria na criançada e é muito agradável passar aqui um bom bocado, observando as famílias locais e as relíquias que se encontram no parque, como o velho avião Yakovlev Yak-40, da Aeroflot, onde chegou a funcionar um café ou a roda que roda nos céus junto a uma das suas extremidades. E porque não dar uma voltinha e ver as vistas desde lá de cima…?

10- Museu de Belas Artes de Osh

Um museu surpreendentemente bem cuidado e rico, encontra-se localizado no centro de Osh, uns dois quilómetros a norte do Parque Toktogul, e tem uma vasta colecção, cobrindo nichos interessantes, como a Arte Realista da Escola Socialista e Arte Contemporânea da Ásia Central. Se o visitante falar umas das línguas locais poderá contar com a companhia entusiasmada de alguns membros da equipa que mantém este belo museu.


Roteiros em Osh


ROTEIRO OSH

ROTEIRO OSH

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Osh de maneira independente. Itinerários de turismo em Osh no Quirguistão.

1 Dia em Osh (24 horas)
Manhã: Mercado Central, Complexo Museológico de História Nacional e Arqueologia Suleiman, Mesquita Suleiman
Tarde: Montanha Suleiman, Estátua de Lenine
2 Dias em Osh (48 horas)
Dia 1 Manhã:
Dia 1 Tarde:

Dia 2 Manhã:
Dia 2 Tarde:

3 Dias em Osh (72 horas)
Dia 1 Manhã:
Dia 1 Tarde:

Dia 2 Manhã:
Dia 2 Tarde:

Dia 3 Manhã:
Dia 3 Tarde:

Kit de Viagem

« Onde reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com »
« Rent-a-car? Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com »
« Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com »
« Junte-se a um grupo! 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marraquexe até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com »
« Comprar bilhetes de monumentos e saltar as filas? Organize a sua viagem com antecedência através do Ticketbar.eu »
« Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com »

O autor do blog

VIVA! Sou o João Leitão. Viajante independente desde 1999, explorei mais de 130 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindo ao meu blog de viagens, onde partilho dicas práticas de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

« Seguir no Instagram »