🐪 Venha conhecer Marrocos « Viagem de grupo 7 dias por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara 🐪

Visitar o Corredor de Wakhan Tajique na fronteira Afegã

João Leitão
Actualizado em 25 Junho, 2018
VISITAR WAKHAN TAJIQUISTÃO

VISITAR WAKHAN TAJIQUISTÃO

O misterioso Tajiquistão…

Talvez um dos últimos destinos da sua longa lista de lugares a visitar, não?

Contudo, o Tajiquistão é um país fascinante, localizado na parte oriental da Ásia Central.

Os números indicam que o caudal de turismo internacional que passa pelo Tajiquistão é reduzido. Não são mais do que 250.000 visitantes por ano. Apesar de ser um dos países menos visitados do mundo, o Tajiquistão tem muito para oferecer aos que ali se deslocam. Do meu humilde ponto de vista, os mais fantásticos cenários de montanha da Ásia Central encontram-se no Tajiquistão (peço desculpa ao meu querido Quirguistão…).

Mas esperem…! Esta página não é sobre o Tajiquistão, enquanto país, mas sobre uma região específica, remota dentro do remoto. Vou falar-vos da estrada que liga Khorug a Langar. São 220 km que se estendem no interior do distrito de Ishkoshim, na região autónoma de Gorno-Badakshan, a famigerada província tajique de RAGB.

TAJIQUISTÃO

TAJIQUISTÃO

O quê!? Ásia Central? Tajiquistão? Gorno-Badakshan? RAGB? Distrito de Ishkoshim? Whakan?

Já está suficientemente confuso?

Sim, sim… eu sei…

Deixe-me explicar.

Nos dias de hoje a região histórica de Badakshan encontra-se dividida entre região autónoma de Gorno-Badakshan (também conhecida como RAGB ou por GBAO como em Gorno-Badakhshan Autonomous Region), no Tajiquistão, a norte, e a província afegã de Badakshan, a sul.

Talvez o leitor já tenha ouvido falar do Corredor de Wakhan, no Afeganistão…? OK, então a parte norte do histórico Wakhan encontra-se agora na região autónoma de Gorno-Badakshan, no Tajiquistão.

Em mais do que uma viagem percorri a estrada Khorug-Langar. No total, fi-lo por três vezes, e estou por isso numa posição favorável para lhe passar algumas informações.

Visitar o Tajiquistão é simples. Trata-se de um país seguro e habitado por um povo afável e hospitaleiro. Este artigo no meu blogue é apenas sobre o segmento tajique do Corredor de Wakhan. E vou-vos indicar alguns locais fabulosos para visitarem ao longo das margens do rio Panj, desde Khorugh até Langar.


Alguns Factos Sobre Gorno-Badakshan:


  • Região autónoma no Leste do Tajiquistão
  • Localiza-se nas montanhas Pamir
  • A sua capital é Khorugh
  • A estrada principal da GBAO é a famosa M41 – A Estrada de Montanha de Pamir
  • Tem uma população de 206.000 habitantes
  • A sua área estende-se por um total de 64.200 km2
  • A religião predominante é a islâmica, mais especificamente o Xiitas Ismaelitas
  • São aqui faladas nada mais nada menos do que nove línguas diferentes
  • O viajante precisa de uma autorização especial para atravessar a GBAO
  • A região ocupa 45% do território do Tajiquistão

7 Coisas que Adoro no Wakhan Tajique


CORREDOR WAKHAN TAJIQUISTÃO

CORREDOR WAKHAN TAJIQUISTÃO

  1. Remotos castelos construídos em pedra
  2. Gente simpática e hospitaleira
  3. Montanhas fabulosas
  4. Pitorescas aldeias tajiques e afegãs
  5. Petróglifos antigos
  6. Uma boa variedade de casas de turismo de habitação, onde se pode ficar por preços muito simpáticos com Wakhis – as pessoas de Wakhan
  7. As dunas no rio Panj

Mapa da Província Autónoma de Gorno-Badakhshan


Nesta página você tem um mapa da Província Autónoma de Gorno-Badakhshan no Tajiquistão.

Mapa da Província Autónoma de Gorno-Badakhshan


A minha lista de lugares a visitar no Vale de Wakhan


  • Khorug
  • Dasht
  • Ishkoshim
  • Aldeias afegãs
  • Fortaleza de Khaakha
  • Praias de areia do rio Panj
  • Túmulo de Ali
  • Aldeia de Darshay
  • Forte de Yamchun
  • Aldeia de Yamg
  • Stupa Budista em Vrang
  • Kala-e-Panja
  • Fortaleza Abrashim Qala
  • Petróglifo de Langar
  • Forte de Ratm

Já está convencido? Vamos lá embora então!


Visitar o Corredor de Wakhan no Tajiquistão


1 – Khorug

KHORUGH TAJIQUISTÃO

KHORUGH TAJIQUISTÃO

Khorug é a capital da RAGB. Tem um mercado notável e habitantes fantásticos, sendo o ponto ideal de partida para a exploração da região, caso o viajante venha de Dushanbe, ou, em alternativa, o ponto final da aventura, se começar em Murgab. Até finais do século XIX a cidade esteve em disputa entre o Emir de Bukhara, o Xá do Afeganistão, a Rússia e a Grã-Bretanha. Khorug localiza-se num estreito vale junto à fronteira com o Afeganistão. Em Khorug poderá abastecer-se de dinheiro numa máquina Multibanco mas só se tiver um cartão VISA, já que os Master Card e os Maestro não funcional por ali. Existem casas de turismo de habitação onde pode ficar, com preço a rondar os 9 Euros, incluindo o pequeno-almoço. Para as refeições principais recomendo os restaurantes que se encontram no bazar. Visite o Mercado Afegão que tem lugar aos Domingos de manhã. Existem muitos supermercados disponíveis.

2 – Dasht

DASHT TAJIQUISTÃO

DASHT TAJIQUISTÃO

Dasht é uma pequena aldeia, localizada no topo das montanhas, sendo necessário, para a visitar, fazer um desvio desde a estrada principal que segue para Ishkoshim Depois de chegar a Andarob há que continuar por uma estrada de terra batida. O que este local tem de melhor é a generosidade dos seus habitantes, que provavelmente o irão convidar a visitar as suas casas. Daqui se usufruem excelentes vistas para o vale, lá em baixo.

3 – Ishkoshim

ISHKOSHIM TAJIQUISTÃO

ISHKOSHIM TAJIQUISTÃO

Ishkoshim é uma pequena cidade fronteiriça localizada a 105 km de Khorug. Do outro lado da fronteira existe uma povoação afegã chamada Ishkashim. Infelizmente o famoso mercado Afegão de Ishkashim encontra-se suspenso devido à ameaça dos Taliban.

4 – As Aldeias Afegãs do Outro Lado da Fronteira

ALDEIAS AFEGÃS VISTAS DO TAJIQUISTÃO

ALDEIAS AFEGÃS VISTAS DO TAJIQUISTÃO

Ao longo da estrada E009, de Khorug a Langar, existem imensas aldeias afegãs que se podem ver do outro lado do rio Panj. São pitorescas e aconselho paragens para observar a vida local do outro lado da fronteira. Contemple e desfrute do momento.
Sabia que numa prévia viagem pela Ásia Central andei pelo Afeganistão com o meu próprio carro? Veja a minha página: Ao Volante no Afeganistão – Guia de Sobrevivência. E faça bom proveito!

5 – Fortaleza de Kaakha

FORTE KHAAKHA TAJIQUISTÃO

FORTE KHAAKHA TAJIQUISTÃO

A fortaleza de Kaakha localiza-se na aldeia de Namadgut, a 15 km de Ishkoshim. Este será o primeiro castelo com alguma envergadura que terá oportunidade de visitar se vier de Khorug. A estrutura foi construída na era Kushan, ou seja, por volta do século III a.C.. Pode subir às muralhas e apreciar a magnífica vista sobre a região fronteiriça. Existe um posto militar no topo da fortaleza mas não há problema: seja simpático com o pessoal e não tente entrar na área reservada e tudo correrá bem. Pode até tirar fotografias.

6 – Praias de Areia do Rio Panj

PRAIAS AREIA WAKHAN TAJIQUISTÃO

PRAIAS AREIA WAKHAN TAJIQUISTÃO

Praias entre o Tajiquistão e o Afeganistão..!? A sério!? É verdade. Próximo da estrada de Dushanbe, e desde Khirmmajo, vai encontrar muitas praias com excelente areia fina. Esta é uma área onde o exército exerce um controle apertado, por isso não se surpreenda se lhe for pedido para mostrar o passaporte e lhe colocarem algumas questões. De uma forma geral pode tirar fotografias, mas existem algumas excepções, especialmente em troços junto aos postos de fronteira ou perto de pontes.

7 – Túmulo de Ali

SANTUÁRIO ALI TAJIQUISTÃO

SANTUÁRIO ALI TAJIQUISTÃO

Depois da morte de Ali, primo e genro de Maomé, o profeta do Islão, o lugar onde os seus restos mortais foram colocados foi mantido em segredo para evitar qualquer profanação. Para baralhar eventuais curiosos, foram construídos quarenta mausoléus em diversos países e um deles localiza-se aqui, na aldeia de Namadgut. Este é portanto um dos lugares onde se diz ter sido enterrado Ali, o primeiro Imam do Islão Xiita. Os portões de entrada costumam estar abertos e o viajante pode visitar livremente o local.

8 – Darshay

DARSHAY TAJIQUISTÃO

DARSHAY TAJIQUISTÃO

Mesmo antes de se chegar à aldeia de Drashay encontra-se um maravilhoso canyon, escavado ao longo do tempo pela água que por ali corre. Existe um trilho até ao topo da montanha, de onde se pode ter uma perspectiva única do canyon de Darshay. Se gostar deste tipo de aventuras, pode mesmo fazer um hiking de dois ou três dias ao longo do canyon, percorrendo cerca de 25 km enquanto observa a vida animal da área e a beleza da paisagem. Existe por ali um campo de yurts onde pode encontrar guarida. Os guardas da área protegida estarão por lá, prontos para fornecer informações, falar da fauna local e da história de Sharshaydara e até guiá-lo até aos famosos petróglifos. Nesta região existem cabras selvagens da espécie alpine ibex e alguns leopardos da neve para além de aves muito interessantes, como o Abutre dos Himalaias, o Abutre Barbudo (também conhecido como Lammergeier) e a Perdiz Chukar, da Ásia, entre outras. Deverá visitar o Mazar ou “lugar sagrado”, um cemitério que irá encontrar uns 500 metros antes de chegar à aldeia, do lado de Ishkoshim. Ali verá alguns antigos petróglifos e um túmulo construído com caveiras e cornos de cabras selvagens.

9 – Forte de Yamchum

FORTE YAMCHUN DARSHAY TAJIQUISTÃO

FORTE YAMCHUN DARSHAY TAJIQUISTÃO

O Forte de Yamchum , construído no século XII, é uma das mais espectaculares estruturas militares que existem na região de Wakhan. As vistas que se podem apreciar do seu ponto mais alto são verdadeiramente impressionantes. Pode explorar o forte, entrando nos seus diversos compartimentos, e ver a paisagem através das muitas janelas existentes nas suas torres circulares. A subida até ao topo da colina pode ser íngreme mas vale a pena. Para dormir, recomendo a casa de turismo da habitação Chorshanbe, a apenas 2 km do forte. É uma família acolhedora e há comida deliciosa à sua espera, podendo contar com uma diária de cerca de 13 Euros em regime de meia-pensão.

10 – Yamg

YAMG TAJIQUISTÃO

YAMG TAJIQUISTÃO

Yamg é uma pequena aldeia a 80 km de Ishkhoshim. Ao passar-se na estrada principal, não se consegue imaginar o quanto charmoso é o labirinto de ruelas e casas que se encontram no seu interior. Se se aventurar pela aldeia ficará certamente surpreendido com o Museu Mubarak-i Wakhani, com o Observatório Solar e como a Gruta Mubarak. O Observatório consiste em peças de pedra trabalhadas para a observação do céu. Os componentes de pedra têm os seguintes nomes: Chilla-sang, Hamal-khona, Darvoza Sangi. Os especialistas consideram que o Observatório de Yamg é um dos mais sofisticados da região. Mubarak-i Wakhani é descrito como “A Saga Ismaelita-Sufi de Pamir” e representa as tradições mais esotéricas dos Muçulmanos de Pamir.

11 – A Stupa Budista de Vrang

STUPA BUDISTA VRANG TAJIQUISTÃO

STUPA BUDISTA VRANG TAJIQUISTÃO

O quê!? Pois é, existe mesmo uma stupa budista no meio do corredor de Wakhan no Tajiquistão. Interessante, não é? Desde a aldeia de Vrang, suba a colina utilizando o trilho talhado na rocha. Tente imaginar como seria Wakhan na época em que o Budismo era dominante por estas paragens. O templo budista de Wakham tem algumas semelhanças com os antigos monumentos que se encontram no Leste do Turquemenistão. A sua origem está associada a vestígios arqueológicos datados dos século V e VI. Trata-se do único momento do seu género na região. Com base nos testemunhos históricos de viajantes chineses existiu um outro templo Budista com uma estátua de Buda localizado na margem esquerda do rio, em Khandut, a antiga capital de Wakhan.

12 – Kala-e Panja

KALA-E-PANJA TAJIQUISTÃO

KALA-E-PANJA TAJIQUISTÃO

Kala-e Panja não pode ser visitada numa viagem pelo Tajiquistão, já que se encontra do lado afegão da fronteira. Mas seja como for, a sua localização permite fotografá-la no seu contexto paisagístico, enquadrada pelo rio Panj, pelas montanhas e pelas aldeias tajiques e afegãs que se encontram por ali. Se por acaso vir uma patrulha militar aguarde uns instantes antes de tirar as desejadas fotografias. Deixe-os passar e depois….

13 – Fortaleza Abrashim Qala

FORTE ABRASHIM QALA TAJIQUISTÃO

FORTE ABRASHIM QALA TAJIQUISTÃO

Abrashim Qala localiza-se na aldeia de Zong, a apenas 7 km de Langar. Foi construída para proteger a Rota da Seda de invasores vindos da China e do Afeganistão. Devido à localização estratégica da fortaleza é possível ver dali a confluência dos rios Panj e Wakhan, que é afinal o ponto onde tecnicamente termina o Vale de Wakhan.

14 – Petróglifos de Langar

LANGAR TAJIQUISTÃO

LANGAR TAJIQUISTÃO

Langar localiza-se a 113 km de Ishkshim e é a última povoação do itinerário que vos proponho. Se gosta de arte rupestre não tenho dúvidas nenhumas de que vai ficar impressionado com o que verá em Langar: por um lado, vai adorar encontrar as gravuras antigas mas por outro lado ficará chocado com a destruição de tantas outras. Para ver os melhores exemplares o melhor é afastar-se mais da aldeia. Junto ao cemitério estão quase todas destruídas. Se está mesmo interessado, arranje um guia. Ou explore sozinho. Afinal de contas há mais de 6.000 petróglifos antigos para serem descobertos.

15 –Forte de Ratm

FORTE RATM TAJIQUISTÃO

FORTE RATM TAJIQUISTÃO

O Forte de Ratm localiza-se a 6 km de Langar. Apesar da minha rota proposta terminar em Langar não posso escrever este artigo sem mencionar o interessante forte de Ratm. A estrutura tem mais de dois mil anos de história e pode ser alcançado depois de uns 15 minutos a caminhar através de campos e passando junto a casas isoladas.


Mapa de Transportes Públicos em Gorno-Badakhshan


Este mapa está escrito no alfabeto cirílico, por isso aconselho a aprender russo, é muito fácil. Mapa de transportes públicos em região do Gorno-Badakhshan no Tajiquistão. Clique na imagem do mapa para abrir maior.

Mapa de Transportes Públicos em Gorno-Badakhshan, Tajiquistão

Kit de Viagem

« Onde reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com »
« Rent-a-car? Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com »
« Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com »
« Junte-se a um grupo! 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marraquexe até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com »
« Comprar bilhetes de monumentos e saltar as filas? Organize a sua viagem com antecedência através do Ticketbar.eu »
« Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com »

O autor do blog

VIVA! Sou o João Leitão. Viajante independente desde 1999, explorei mais de 130 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindo ao meu blog de viagens, onde partilho dicas práticas de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

« Seguir no Instagram »