🐪 Venha conhecer Marrocos « Viagem de grupo 7 dias por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara 🐪

Visitar Khojand, Tajiquistão: Guia Prático de Viagem

João Leitão
Actualizado em 9 Julho, 2018
VISITAR KHOJAND

VISITAR KHOJAND


Guia de Viagem a Khojand


Quer visitar Khojand?

Considerada uma das cidades mais antigas da Ásia Central, Khojand é a capital do Tajiquistão do Norte e a segunda maior do país. Visitar o Tajiquistão e não passar por Khojand, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Nesta página você encontra:

  • Visitar Khojand – o mais importante a saber
  • Dicas rápidas para Khojand
  • Vídeo com imagens aéreas de Khojand
  • Os 16 Melhores Locais de Khojand
  • O que visitar em Khojand
  • Mapa dos Monumentos de Khojand
  • Fotos de Khojand
  • Alojamento em Khojand
  • Celebrações e Feriados em Khojand
  • Roteiros em Khojand: 1 dia, 2 dias, 3 dias (24 horas, 48 horas, 72 horas)

Visitar Khojand – O importante a saber


KHOJAND TAJIQUISTÃO

KHOJAND TAJIQUISTÃO

Khojand terá sido fundada entre os séculos VII e VI a.C. e conquistada por Alexandre o Grande, que a ampliou e reforçou defesas. A cidade cresceu graças à sua posição privilegiada, no eixo da Grande Rota da Seda, ligando Samarkand ao vale de Fergana.

Foi depois tomada pelos Árabes e, depois de uma notável resistência, arrasada pelo exército de Gengis Khan no século XIII. Contudo, renasceu das suas cinzas e tornou-se numa das cidades mais dinâmicas da região, com grande actividade comercial, científica e cultural. Hoje em dia tem cerca de 170 mil habitantes e é a cidade mais rica do país, com extensa actividade industrial.

O viajante gostará de visitar a fortaleza e o bazar, para além da principal mesquita da cidade, o Museu de História e o Mausoléu do Sheikh Muslihiddin. Khojand é uma cidade com um ritmo de vida descontraído, com bons espaços verdes e com o rio Jaxartes, que ajuda a suportar os quentes dias de verão.

Dicas rápidas para Khojand:

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • Aproveite para perder algum tempo a visitar o fabuloso Mercado de Panjshanbe. Os vendedores são muito simpáticos e querem sempre meter conversa.
  • O Museu de História de Sughd é bem interessante

Para saber quando ir a Khojand você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar Khojand é no Verão ou durante os meses de Maio até Setembro.


Vídeo com imagens aéreas de Khojand


Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas desta cidade.

Os 16 Melhores Locais de Khojand
  1. Fortaleza de Khojand
  2. Museu de História de Sughd
  3. Mausoléu do Sheikh Muslihiddin
  4. Mesquita Sheikh Muslihaddin
  5. Mercado de Panjshanbe
  6. Lago de Kayrakumm
  7. Museu de Arqueologia e Fortificações
  8. Estátua de Lenine
  9. Monumento da Segunda Guerra Mundial
  10. Estátua de Komil Khojandi
  11. Casa Museu Komil Khojandi
  12. Mesquita Bofanda
  13. Teatro Komil Khojandi
  14. Monumento a Ismail Somoni
  15. Posto Central de Correios
  16. Palácio de Arbob

O que visitar em Khojand


KHOJAND

KHOJAND

Khojand no Tajiquistão tem imenso para ver, por isso é conveniente organizar um pouco a sua visita para conseguir ver o máximo possível, de forma mais organizada, contribuindo assim para usufruir de umas férias mais proveitosas.

1- Fortaleza de Khojand

FORTALEZA KHOJAND

FORTALEZA KHOJAND

A fortaleza é desde há 2500 anos o coração de Khojand. Os levantamentos arqueológicos apontam para uma primeira ocupação entre os séculos VI e V antes de Cristo. Nesse tempo as paredes eram feitas de barro e as muralhas, reforçadas com um fosse de água, protegiam um agregado urbano com cerca de 20 hectares. No auge da Rota da Seda a fortaleza era considerada como uma das mais sólidas da Ásia Central mas isso não impediu Gengis Khan de a conquistar. Caiu em 1220 e foi destruída pelos Mongóis. A partir daqui existem opiniões divergentes: há quem diga que a sua reconstrução se iniciou logo após a conquista, enquanto outros historiadores acreditam que apenas no século XV a estrutura foi recuperada. Em 1999 foi restaurado um segmento da muralha que existia no século IX e ali foi instalado o Museu de História Local, de Arqueologia e da Fortaleza, que exibe uma colecção de cerca de 1200 artefactos recolhidos no terreno onde se ergue o forte.

2- Museu de História de Sughd

MUSEU SUGHD KHOJAND

MUSEU SUGHD KHOJAND

Este museu encontra-se alojado num dos bastiões das muralhas da cidade, oferecendo uma exposição interessante, focada nos aspectos históricos da cidade e da sua região. No salão de entrada o visitante encontrará uma estátua de Timur Malick, um líder militar local que ofereceu notável resistência à invasão mongol. Um dos elementos mais relevantes é o mosaico em mármore representando aspectos da vida de Alexandre o Grande. Os dioramas que se encontram na cave, ilustrando cenas da vida na Pré-História são também de qualidade e nas salas do museu existem inúmeros exemplares de artes aplicadas. Surpreendentemente existe uma sala dedicada à União Soviética onde até Estaline se encontra presente.

3- Mausoléu do Sheikh Muslihiddin

MAUSOLÉU KHOJAND

MAUSOLÉU KHOJAND

Este Mausoléu, onde repousam os restos mortais do Sheikh Muslihiddin, um notável poeta que governou Khojand no século XII, é o elemento central de um complexo de edifícios religiosos onde se destaca também a mesquita com o mesmo nome. O telhado do mausoléu é datado do século XIV e diz-se que terá sido da autoria dos mesmos arquitectos que fizeram a cobertura da Basílica de São Vasily, na Praça Vermelha, em Moscovo. Quando o Sheikh Muslihiddin faleceu foi sepultado nos arredores da cidade, em Undzhi, mas os seus seguidores conseguiram trasladar os restos mortais para esta localização mais central. Inicialmente o mausoléu era modesto, tendo sido arrasado pelos homens de Gengis Khan. No século XIV foi reconstruído com ligeiras alterações, mas o que hoje ali vemos data do século XVI. Tem dois pisos, um portal majestoso e uma ampla cúpula. Ao centro encontra-se o salão principal, ricamente ornamentado, envolvendo o túmulo.

4- Mesquita Sheikh Muslihaddin

MESQUITA KHOJAND

MESQUITA KHOJAND

Esta mesquita faz parte de um complexo eminentemente religioso que inclui também o Mausoléu do Sheikh Muslihaddin e uma madraça. Trata-se de um templo recente, construído no século XX, apresentando uma bonita fachada em pedra branca e um minarete, mais antigo, que já existe no local desde 1865. Recentemente foi adicionado um segundo minarete, cuja construção se iniciou em 2008. Em simultâneo foi construída uma nova madraça com capacidade para cento e vinte estudantes de ambos os sexos. A mesquita tem dois salões de oração, sendo que o maior é o mais recente, terminado em 1999 e com capacidade para vários milhares de fiéis. O salão menor tem um ambiente mais intimista e é claramente mais ornamentado.

5- Mercado de Panjsanbe

MERCADO KHOJAND

MERCADO KHOJAND

O bazar é um dos locais mais interessantes de Khojand e alguns notarão uma certa semelhança entre o seu nome e o da cidade capital do Tajiquistão, Dushanbe. E não é por acaso: ambos têm nomes de dias da semana. Dushanbe significa “Segunda-feira” e Panjsanbe é “Quinta-feira”. Porque era nestes dias que tradicionalmente se organizava nestas cidades o grande mercado semanal. Ainda hoje é à Quinta-feira que o bazar é mais animado, lá acorrendo não só habitantes de Khojand, como pessoas que vêm de aldeias da região. O Mercado localiza-se no centro, próximo do Mausoléu do Sheikh Muslihiddin. É composto de um imenso pavilhão central, complementado por vários anéis de “barraquinhas”. A estrutura principal foi construída em 1964, combinando elementos clássicos com conceitos arquitectónicos estalinistas. O mercado divide-se em duas partes bem distintas: no piso térreo, produtos alimentícios, e no primeiro andar encontra-se tudo o resto, para além da melhor vista sobre o bulício dos rés-do-chão.

6- Lago de Karaykumm

A uns 20 km de Khojand encontra-se o Lago de Karaykumm, que se estende para leste durante cerca de 50 km. Trata-se de um lago artificial, construído pelas autoridades soviéticas nos anos 50 do século XX para a instalação de uma central hidroeléctrica. Para os Tadjiques foi uma agradável novidade, já que o país não tem contacto com nenhuma grande superfície de água, e as pessoas começaram a chamar-lhe Mar Tajik. O lago chega a ter 20 km de largura e atinge uma profundidade máxima de 25 metros. A barragem é igualmente impressionante, com uma parede de 1.200 metros de comprimento e 32 metros de altura. O aparecimento do lago criou um novo ecossistema, com muito peixe e aves migratórias, e trouxe até às suas margens uma série de estruturas vocacionadas para apoiar o turismo local.

7- Museu de Arqueologia e Fortificações

Este museu encontra-se nos bastiões da entrada leste da Fortaleza de Khojand. A sua colecção é composta essencialmente por artefactos recolhidos no levantamento arqueológico que se fez nos terrenos da Fortaleza, apresentando também aos visitantes alguns documentos interessantes, com destaque para plantas originais da cidadela e para uma colecção de fotografias de finais do século XIX que mostram o local naquela época. Das suas instalações tem-se uma vista privilegiada do que resta das muralhas de barro do século XIII e do rio que corre ali em frente.

8- Estátua de Lenine

ESTÁTUA LENINE KHOJAND

ESTÁTUA LENINE KHOJAND

Uma interessante surpresa nos subúrbios de Khojand. A enorme estátua de Lenine, de 22 metros de altura, que aqui podemos encontrar foi colocada no centro da cidade em 1974, a norte do rio, no local onde hoje existe um monumento dedicado a Ismail Somoni. Note-se que nessa época, durante a era da União Soviética, Khojand chamava-se Leninabad. A estátua manteve-se no seu lugar após a independência do Tajiquistão em 1991, mas em 2011 foi removida e transferida para a actual localização. Pode ser vista no Parque da Vitória, junto a um roseiral.

9- Monumento da Segunda Guerra Mundial

Este Monumento encontra-se junto à praça principal da cidade, onde se encontra também o complexo religioso do Sheikh Muslihaddin. O monumento, de estilo Modernista, é composto por uma estela gigante, com baixos relevos representando temas alusivos à Grande Guerra Patriótica, como é conhecida na Rússia e países da ex-União Soviética a Segunda Guerra Mundial. Tem uma chama eterna, que arde em honra da memória dos heróis que lutaram neste conflito.


Roteiros em Khojand


ROTEIRO KHOJAND

ROTEIRO KHOJAND

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Khojand de maneira independente. Itinerários de turismo em Khojand no Tajiquistão.

1 Dia em Khojand (24 horas)
Manhã:
Tarde:
2 Dias em Khojand (48 horas)
Dia 1 Manhã:
Dia 1 Tarde:

Dia 2 Manhã:
Dia 2 Tarde:

3 Dias em Khojand (72 horas)
Dia 1 Manhã:
Dia 1 Tarde:

Dia 2 Manhã:
Dia 2 Tarde:

Dia 3 Manhã:
Dia 3 Tarde:

Kit de Viagem

« Onde reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com »
« Rent-a-car? Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com »
« Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com »
« Junte-se a um grupo! 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marraquexe até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com »
« Comprar bilhetes de monumentos e saltar as filas? Organize a sua viagem com antecedência através do Ticketbar.eu »
« Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com »

O autor do blog

VIVA! Sou o João Leitão. Viajante independente desde 1999, explorei mais de 130 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindo ao meu blog de viagens, onde partilho dicas práticas de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

« Seguir no Instagram »