🐪 Venha conhecer Marrocos « Viagem de grupo 7 dias por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara 🐪

Visitar Voronezh, Rússia: Guia Prático de Viagem

João Leitão
Actualizado em 9 Julho, 2018
VISITAR VORONEZH

VISITAR VORONEZH

Guia de Viagem a Voronezh

Quer visitar Voronezh?

A capital da província com o mesmo nome, localiza-se entre os grandes centros demográficos da Rússia europeia e as estepes siberianas, próximo da confluência dos rios Don e Voronezh. É uma cidade industrial, com importante peso económico no seio da Rússia e o seu património histórico teve que ser reconstruído após a devastação causada pela Segunda Guerra Mundial. Visitar a Rússia e não passar por Voronezh, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Nesta página você encontra:

  • Visitar Voronezh – o mais importante a saber
  • Dicas rápidas para Voronezh
  • Vídeo com imagens aéreas de Voronezh
  • Os 16 Melhores Locais de Voronezh
  • O que visitar em Voronezh
  • Mapa dos Monumentos de Voronezh
  • Fotos de Voronezh
  • Alojamento em Voronezh
  • Celebrações e Feriados em Voronezh
  • Roteiros em Voronezh: 1 dia, 2 dias, 3 dias (24 horas, 48 horas, 72 horas)

Visitar Voronezh – O importante a saber

VISITAR VORONEZH RUSSIA

VISITAR VORONEZH RUSSIA

Voronezh tem uma população de cerca de um milhão de habitantes, encontrando-se convenientemente no eixo ferroviário que liga a Rússia europeia aos Urais e à Sibéria. A cidade foi fundada em meados do século XII mas apenas no século XVII ganhou tamanho e importância quando Pedro o Grande ali ordenou a construção do primeiro estaleiro naval da Rússia. Durante a Segunda Guerra Mundial foi palco de violentos combates, mudou de mãos diversas vezes e foi quase totalmente arrasada. Após o conflito muitos dos edifícios históricos foram reconstruídos e um parque industrial substancial veio dar nova vida a Voronezh. Para o viajante Voronezh pode ser uma excelente base para uma pausa na travessia do amplo espaço entre, por exemplo, Moscovo e a Sibéria. Existem uma série de edifícios históricos de carácter religioso e laico, uma série de interessantes estátuas de rua que surpreenderão e muito mais.

Dicas rápidas para Voronezh:

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • A maior parte dos russos são muito simpáticos e é normal ser convidade para lanchar ou beber café

Para saber quando ir a Voronezh você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar a Rússia é durante os meses de Verão, pois como estamos perante um país multi climático, é a estação que a nível geral é a mais agradável.

Vídeo com imagens de Voronezh

Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas desta cidade.

Os 16 Melhores Locais de Voronezh
  1. Catedral da Anunciação
  2. Museu Regional de Belas Artes
  3. Museu Regional
  4. Mercado Central
  5. Teatro de Ópera de Ballet
  6. Oceanário
  7. Navio-Museu “Goto Predestinatsia”
  8. Casa Museu A. L. Durov
  9. Museu da Grande Guerra Patriótica
  10. Museu Regional de Literatura
  11. Mosteiro de São Alexandre de Akatov
  12. Parque Petrovsky
  13. Avenida Revolyutsii
  14. Museu de Folclore
  15. Estatuária de Rua
  16. Igreja da Ressurreição

O que visitar em Voronezh

Voronezh na Rússia tem imenso para ver, por isso é conveniente organizar um pouco a sua visita para conseguir ver o máximo possível, de forma mais organizada, contribuindo assim para usufruir de umas férias mais proveitosas.

1- Catedral da Anunciação

A espectacular Catedral da Anunciação foi construída entre 1998 e 2009, localizando-se bem no centro de Voronezh. Com uma altura máxima de 97 metros, é uma das mais altas catedrais ortodoxas do mundo e a terceira maior da Rússia. O seu plano, da autoria do arquitecto V.P. Shevelyova, de influência Russa-Bizantina, foi inspirado na Catedral de São Vladimir, do século XIX, que foi arrasada pelos Soviéticos após a Revolução Russa. O nome da catedral é o do templo que existiu em Voronezh até à Segunda Guerra Mundial e que não resistiu aos combates na cidade. Atente-se na estatuária colocada no recinto exterior e na simbologia soviética existente nas vedações metálicas.

2- Museu Regional de Belas Artes

O Museu de Belas Artes Kramskoy encontra-se instalado num belo edifício construído no século XVIII em estilo Barroco segundo um plano do arquitecto local N. Iyevsky para o então governador de Voronezh, I. Potapov. O museu abriu em 1933, conjugando duas colecções notáveis: a do Museu de Antiguidades e Belas Artes da Universidade do Estado de Voronezh e a colecção de arte do Museu Provincial. O Museu foca-se em peças de arte Ocidental e Russa, especialmente dos séculos XVI a XX. No que toca a autores nacionais, destacam-se os nomes de I. Kramskoy, A. Butshkure e E. Kiselyova, mas há muitos trabalhos de artistas menos conhecidos, naturais de Voronezh. A colecção cobrindo o período da Antiguidade Clássica é também muito interessante. Actualmente a exposição permanente ocupa cerca de 800 m2, existindo mais 725 m2 para exposições temporárias.

3- Museu Regional de Voronezh

O Museu Regional de Voronezh foi criado em 1894, tendo-se tornado desde então numa das mais significativas referências culturais da cidade. Há mais de dois mil artefactos na exposição permanente, retratando aspectos diversos do passado da região. Destacam-se as colecções de numismática, armas, história natural, artefactos arqueológicos, livros raros, artes aplicadas e vida quotidiana. O edifício principal, localizado na avenida Plekhanovskaya 29, foi construído em 1902 para uma obras social de apoio a invisuais, tendo sido dos poucos prédios históricos que sobreviveram à Segunda Guerra Mundial. Note-se que alguns dos mais interessantes museus de Voronezh são na realidade pólos museológicos do Museu Regional, como é o caso do Navio-Museu “Goto Predestinatsia”, a Casa-Museu A. L. Durova e o Museu da Grande Guerra Patriótica. Encerra às Terças-feiras.

4- Mercado Central

O Mercado Central de Voronezh merece uma vista de olhos por parte do visitante da cidade. Trata-se de uma fusão entre moderno e tradicional: o mercado abriga-se num edifício contemporâneo, com muito vidro, que nasceu no local onde já existia um antigo mercado. O novo edifício, que tem um amplo parque de estacionamento na cave, foi inaugurado em 2014. Contudo, os produtos e os vendedores têm um toque bem tradicional. Ali se encontram todo o tipo de géneros alimentares, como especiarias, carnes, peixe, lacticínios, vegetais, frutas… e para contrastar, à entrada, uma carrinha muito sofisticada que se dedica à venda de hambúrgueres gourmet. Existe também um café, uma padaria e algumas floristas, que ajudam a preencher o espaço com aroma e cor.

5- Teatro de Ópera de Ballet

Este é o único teatro do género em toda a região chamada de “ Central de Solo Negro”. A sua história remonta aos anos 30 do século passado, quando o teatro foi formado por Lazar Lazarev, na altura com o nome de Teatro da Comédia Musical. Em 1961 evoluiu para Teatro Musical, passando a incluir um reportório mais amplo. Desde então não parou de crescer, passando a incluir o ballet em 1965, tendo passado pelo seu palco quase todos os grandes clássicos do bailado russo e internacional. Além disso a sua companhia tem feito digressões notáveis, cobrindo países tão diferentes como Espanha e Japão e mesmo algumas nações africanas. Desde a sua abertura passaram pelo palco do Teatro de Ópera e Ballet mais de 260 obras.

6- Oceanário de Voronezh

Poderá haver algo de estranho nisto, mas a verdade é que um dos maiores oceanários da Europa se encontra aqui, em Voronezh, centenas de quilómetros afastado do oceano e instalado num centro comercial. No Oceanário de Voronezh podem ser observadas mais de trezentas espécies de animais, de diversos habitats, que se encontram instalados nos quase 4.500 m2 do recinto. Note-se que apesar do nome existem aqui animais que habitualmente não se vêem em oceanários, como macacos e crocodilos. De entre as espécies aquáticas destaque para os Pinguins de Humboldt, os caranguejos gigantes do Japão, as piranhas, os Tubarões Tigre e as focas. Apesar de ser um pouco afastado do centro existem autocarros regulares que asseguram o transporte.

7- Navio-Museu “Goto Predestinatsia”

Numa cidade cuja verdadeira história se iniciou com a criação do primeiro estaleiro naval da Rússia não poderia faltar uma homenagem séria a esses tempos, e no caso de Voronezh surge com a criação do espaço museológico construído no navio “Goto Predestinatsia”, que se traduz como Predestinação de Deus. O Goto Predestinatsia foi o primeiro navio de linha da Marinha Russa, terminado em Abril de 1700, aqui em Voronezh. A construção do navio esteve a cargo de Peter Alekseevich, coadjuvado por Fedosei Sklyaev e Lukyan Vereshchagin. O navio esteve envolvido em operações navais contra a marinha otomana mas nunca chegou a ver acção. O que hoje podemos ver em Voronezh é uma réplica do Goto Predestinatsia original. Tem 36 metros de comprimento e quase 10 metros de largura, estando armado com 58 peças de artilharia.

8- Casa Museu de A. L. Durov

Anatoly Leonidovich Durov foi um brilhante artista de circo que viveu nesta casa entre 1901 e 1916. O imóvel foi construído entre 1860 e 1870, tendo pertencido a N. K. Megedovsky até 1901. Durov ampliou a propriedade e instalou aqui uma espécie de museu que funcionou até 1913. O espaço incluía colecções diversas, com especial destaque para a arqueologia e história, oferecendo agradáveis jardins e tendo mesmo um pequeno ancoradouro na margem do rio. O actual museu abriu em 1978 e em meados dos anos 90 as instalações foram sujeitas a profundos trabalhos de renovação. Encerra às Terças-feiras.

9- Museu da Grande Guerra Patriótica

Este museu, também conhecido simplesmente como O Arsenal, encontra-se instalado numa antiga fábrica de têxteis que pertenceu ao mercador Gardenin, na rua Stepan Razin, tendo sido construído no terceiro quartel do século XVIII. Os elementos decorativos que se observam na fachada do edifício foram adicionados na segunda metade do século XIX, altura em que também o interior foi renovado. Foi por esta altura que os habitantes de Voronezh começaram a chamar Arsenal ao edifício. E de facto, em 1910, a estrutura começou a ser usada como espaço para armazenamento de material de guerra. A Segunda Guerra Mundial poupou O Arsenal, que não sofreu danos, mas mesmo assim nos anos 50 foi sujeito a novas obras de renovação. O actual museu foi aqui instalado em 1983. Para além das salas cobrindo a temática da Segunda Guerra Mundial, existe também um espaço dedicado à Guerra do Afeganistão.

Celebrações e Feriados em Voronezh

  • 1 de Janeiro – Dia de Ano Novo
  • 7 de Janeiro – Natal Ortodoxo
  • 23 de Fevereiro – Dia do Defensor da Pátria
  • 8 de Março – Dia da Mulher
  • 1 de Maio- Dia do Trabalhador
  • 9 de Maio – Festa da Grande Vitória na Guerra Patriótica
  • 12 de Junho – Dia da Rússia
  • 4 de Novembro – Festa da Unidade Nacional

Roteiros em Voronezh

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Voronezh de maneira independente. Itinerários de turismo em Voronezh na Rússia.

1 Dia em Voronezh (24 horas)
Manhã:
Tarde:
2 Dias em Voronezh (48 horas)
Dia 1 Manhã:
Dia 1 Tarde:

Dia 2 Manhã:
Dia 2 Tarde:

3 Dias em Voronezh (72 horas)
Dia 1 Manhã:
Dia 1 Tarde:

Dia 2 Manhã:
Dia 2 Tarde:

Dia 3 Manhã:
Dia 3 Tarde:

Kit de Viagem

« Onde reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com »
« Rent-a-car? Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com »
« Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com »
« Junte-se a um grupo! 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marraquexe até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com »
« Comprar bilhetes de monumentos e saltar as filas? Organize a sua viagem com antecedência através do Ticketbar.eu »
« Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com »

O autor do blog

VIVA! Sou o João Leitão. Viajante independente desde 1999, explorei mais de 130 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindo ao meu blog de viagens, onde partilho dicas práticas de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

« Seguir no Instagram »