🐪 » Viagem de grupo 7 dias em Marrocos por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara » Mais info em MARROCOS.COM « 🐪

🌍 Visitar Equador – Roteiros e Dicas de Viagem

Actualizado em 28 Julho, 2017
Visitar Equador – Roteiros e Dicas de Viagem

Visitar Equador – Roteiros e Dicas de Viagem

Guia de Viagem do Equador

Viajar no Equador – informação de viagem.

Tudo sobre visitar os melhores locais e destinos do Equador. Ideias de roteiros e itinerários com informação de alojamento, transporte, muitas galerias de fotografias, restaurantes, vídeos e mapas.

Organize as suas férias no Equador. Alguma pergunta ou opinião deixe um comentário no fim da página.

Nesta página você encontra:

  1. República do Equador – Informação prática
  2. Turismo no Equador – Apresentação
  3. História, Geografia e Cultura
  4. Clima e Quando ir
  5. Vídeo do Equador
  6. Resumo de viagem ao Equador
  7. Guia de Viagem: artigos para consultar
  8. Roteiros no Equador
  9. Locais UNESCO no Equador
  10. Kit de Viagem

Obrigado.

República do Equador

Bandeira Equador

Bandeira do Equador

  • Capital: Quito
  • Língua oficial: Espanhol
  • Presidente: Rafael Correa
  • População 2011: 15.007.343 habitantes
  • Moeda: Dólar americano
  • Área Total: 256.370 km²
  • Fuso horário: UTC-5
  • Código telefónico internacional: +593
  • Clima: Subtropical húmido, tropical, temperado, seco
  • Visto: Não é preciso visto para o Equador
  • Fronteiras: Colômbia, Venezuela, Peru
  • Locais a não perder: Galápagos, Quito, Cotopaxi, Otavalo, Cuenca, Baños, Amazónia, Quilotoa
  • Quando visitei o Equador: Novembro 2013, Dezembro 2013
  • Mapa Equador

    Mapa da localização geográfica do Equador no Mundo

Turismo no Equador , Roteiros de Viagem

Pessoas a quem dei boleia em Guangaje nas Montanhas dos Andes, Visitar o Equador

Pessoas a quem dei boleia em Guangaje nas Montanhas dos Andes, Visitar o Equador

O Equador é um país fascinante para passar férias.

Viajei durante um mês e meio no Equador e adorei.

Gostei muito deste país pois tem destinos lindos a preços muito bons. A capital Quito é uma cidade linda que vale a pena visitar exaustivamente e descobrir cada recanto e monumento.

Visitei um pouco da costa, as montanhas e também a zona da Amazónia.

Entrei no Equador vindo do Peru, navegando no Rio Napo, numa viagem épica de 11 dias desde Iquitos até Cabo Pantoja (Peru), passando a fronteira de barco até Nuevo Rocafuerte apanhei ainda outro barco até à famosa cidade de El Coca.

Além destes lugares passei ainda 16 dias nas Ilhas Galápagos, visitando um pouco de tudo, aproveitando a fauna e flora incrível deste arquipélago.

Apresentação da História, Geografia e Cultura:

Lama nas montanhas do Andes do Equador

Lama nas montanhas do Andes do Equador

A história do Equador conta com cerca de dez mil anos e é dividida por cinco períodos a fim de compreender melhor a sua evolução histórica. São eles o período Pré-Colombiano, a Conquista Espanhola, Época Colonial, de Independência e da República. Antes do século XVI, data que marca a chegada dos espanhóis, existiam algumas civilizações indígenas neste território, as quais foram subjugadas pela Coroa Espanhola, dando início à colonização do Equador. A prata foi um dos recursos mais explorados, tendo entrado em crise no final do século XVIII. A independência acontece em 1822, aos comandos do General Sucre e Simón Bolívar, mas só em 1830 a sua independência foi levada a cabo em nome da República do Equador. Em 18 anos, o Equador experienciou 62 governos sucessivos, entrando em guerra com o Peru entre 1941 e 1942. Perdeu metade do seu território, incluíndo toda a Amazónia. Só a partir dos anos 80, existe democracia neste país, embora com grandes crises políticas devido aos desastres naturais que aqui aconteceram.

A geografia do Equador conta com uma área de 283 560 Km2. Este país situado na América do Sul, faz fronteira a Norte com a Colômbia, a Leste e ao Sul com o Peru e é banhado pelo Oceano Pacífico a Oeste – onde se situa as Galápagos, cerca a 1 100 Km a Oeste da costa do Equador. É um dos países mais pequenos da América do Sul, com uma paisagem ilustrada pelos Andes, local onde se localiza Chimborazo, com 6 267 m de altitude. Apesar de Quito ser a capital do Equador, é Guayaquil a maior cidade do país. Dividindo Equador por zonas temos: a costa, uma zona plana e com pouca altitude que se localiza a Oeste; a serra, que se situa nos Andes e que divide o país de Norte a Sul, sendo os pontos mais altos acima dos 6000 metros e onde se encontram vulcões como o Tungurahua e cidades como Quito ou Cuenca; e o oriente, que se localiza a Leste e onde fica parte da Floresta Amazónica.

A cultura do Equador é bastante eclética, onde encontramos uma população que representa uma mistura dos ameríndios (povos nativos) com os europeus (especialmente espanhóis), mas também com os escravos africanos. Os antepassados que aqui viveram, cultivavam imenso o milho, alimento usado no dia-a-dia do equatoriano – usado em massas, farinha e chicha (bebida). Os povos nativos foram convertidos ao catolicismo após a colonização, embora estes mesmos povos tenham reservado as suas tradições originais até aos dias de hoje. A Música e Dança são exemplos disso, hoje ainda é usada a Flauta de Pan e a Dança, celebrada em prol do culto aos Deuses que abençoam as colheitas, nomeadamente o Chacarera, o Chamamé, o Cielito, o Bambuco e o Tango. É uma cultura que vive de contrastes, até por ser um país bastante pequeno, existe a facilidade de viajar para a Colômbia ou para o Peru, trazendo também muitas influências destes países.

Clima e Quando ir:

Para saber quando ir ao Equador você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar este país é durante a estação seca, entre os meses de Julho e Setembro.

O clima do Equador é muito variado apesar de ser um país relativamente pequeno, devido às diferentes altitudes aqui presentes. Ao longo da Costa (Oceano Pacífico) o clima é tropical, muito quente e húmido, onde a estação chuvosa é entre o mês de Dezembro e o mês de Maio e as temperaturas variam entre os 23ºC e os 26ºC. Mais a Sul o clima apresenta-se árido, enquanto que nos planaltos, a temperatura é temperada. Acima dos 3200 m de altitude as temperaturas chegam a atingir graus negativos. Nas Ilhas Galápagos as temperaturas variam entre os 17ºC e os 25ºC todo o ano, apresentando um clima seco.

Palácio Presidencial em Quito:

Vídeo do Render da Guarda no Palácio Presidencial em Quito, a capital do Equador.

O que visitei / Resumo de viagem ao Equador

Por ordem de visita.

Nuevo Rocafuerte, Equador
Nuevo RocafuerteNuevo Rocafuerte: É uma cidade remota perto da fronteira com o Peru. As acessibilidades são fracas, a melhor forma para lá chegar e desfrutar da paisagem natural é ir de canoa pelo Rio Napo desde Coca até Nuevo Rocafuerte. As infraestruturas são escassas pelo que se recomenda aos viajantes levarem o básico, como àgua e alguns alimentos.
El Coca, Equador
El CocaEl Coca: Ou Puerto Francisco de Orellana é a principal cidade na zona Amazónica do Equador. O Parque Nacional Yasuní, situado nesta zona é a maior reserva natural do Equador e dos mais importantes ecossistemas, que devido à sua localização remota se mantem num estado selvagem, fazendo as maravilhas de quem visita este local.
Quito, Equador
QuitoQuito: É a capital do Equador. A cidade desenvolveu-se a partir de uma antiga ciadade Inca e fica no sopé dos Andes rodeada de vulcões. Da cidade pode-se subir de TeleferiQo até à Cruz Loma na encosta do vulcão Pichincha e observar toda a cidade e zonas circundantes. A zona histórica da cidade oferece vários monumentos exemplos da arquitectura barroca, como a Iglesia Compania de Quito, com belíssimos trabalhos na fachada e um interior todo em talha dourada.
Otavalo, Equador
OtavaloOtavalo: Esta pequena cidade fica rodeada de 3 vulcões  Imbabura, Cotacachi e Mojanda. O mercado é o grande atractivo da cidade, um festival de cor que se estende pelas ruas da cidade, numa mostra do artesanato típico da região e um retrato da vida das gentes.
Mitad del Mundo, Equador
Mitad del MundoMitad del Mundo: Como o próprio nome indica, este é o ponto atravessado pela linha do Equador, dividindo o mundo a meio. Existe na cidade um monumento que marca o local exacto onde passa a linha do Equador. No entanto, segundo informações mais recentes, na verdade o monumento está 240m mais a Sul do sítio correcto.
Parque Nacional Cotopaxi, Equador
Parque Nacional CotopaxiParque Nacional Cotopaxi: Um parque natural cujo nome provem to vulcão – Cotopaxi – um dos maiores e mais activos do mundo. Fica na zona da cordilheira dos Andes que atravessa o Equador. Neste parque podemos ainda ver lagoas e outros vulcões como o Rumiñahui. A grande riqueza ecológica deste parque, com uma grande variedade de espécies animais e vegetais, pode ser observada na área educacional e recreativa El Boliche, uma verdadeira escola da natureza.
Machachi, Equador
MachachiMachachi: É a cidade próxima do parque Nacional Cotopaxi. Rodeada por 8 vulcões é uma zona que tem muito a oferecer em termos de beleza natural. Essencialmente percorrer ao redor da cidade e desfrutar da paisagem em agradáveis caminhadas, são as atracções desta cidade.
Lasso, Equador
LassoLasso: É uma pequena cidade que fica à beira da estrada Panamericana. É essencialmente um ponto de passagem de viajantes que exploram a região dos vulcões. Tive a oportunidade de assistir a uma competição de laço, com vaqueiros. Grande festa com a população toda a assistir.
Guangaje, Equador
GuangajeGuangaje: Povoação perto do Parque Nacional Ilinizas na provincia de Cotopaxi.
Lagoa de Quilotoa, Equador
Lagoa de QuilotoaLagoa de Quilotoa: Esta lagoa fica na cratera do vulcão extinto. O espelho de àgua esverdeado é de uma rara beleza. Pode-se contemplar a paisagem do cimo da encosta ou descer para perto da lagoa.
Zumbahua, Equador
ZumbahuaZumbahua: É uma pequena povoação no sopé dos Andes, onde a tranquilidade só é quebrada no mercado de Sábado, com toda a actividade comercial, onde se vende artesanato bem como lamas e cavalos.
El Corazón, Equador
El CorazonEl Corazón: É um dos vulcões que faz parte da chamada avenida dos vulcões, a sul de Quito. Uma caminhada até ao cimo do vulcão, a 4721m de altitude é um longo caminho recompensado pela vista panorâmica sobre a avenida dos vulcões. El Corazón é um vulcão adormecido, que se encontra localizado a 30 quilómetros a Sul de Quito (Andes Ocidentais). Para quem gosta de fazer caminhadas, subir o Vulcão El Corazón a pé é uma experiência bastante gratificante, a qual se faz entre cinco a sete horas. Pode ser um pouco difícil, mas quando chegamos ao topo, é realmente recompensador fazer este longo caminho e estar perante uma vista panorâmica sobre toda a avenida dos vulcões.
Guayaquil, Equador
GuayaquilGuayaquil: Esta é a maior cidade do país e tem o principal porto marítimo. É o centro da actividade económica do Equador e tem um estilo cosmopolita, como se vê na avenida “Malecon 2000”, moderna e sofisticada, que se estende ao longo do rio Guaya. A parte antiga da cidade, na zona de Las Peñas é onde se situam os edifícios históricos de estilo colonial. Muito interessante para conhecer melhor os antepassados desta cidade, é uma visita ao Parque histórico, um pqrque que recria o estilo de vida da cidade no início do século XX, mostrando a forma como as pessoas viviam, a arquitectura típica e até a comida.
Isla Santa Cruz, Equador
Isla Santa Cruz, GalapagosIsla Santa Cruz, Galapagos: Faz parte do arquipélago dos Galápagos, formado por 13 ilhas que se encontram a 965km da costa do Equador, no Oceano Pacifico. Santa Cruz é a ilha com mais habitantes. A ilha oferece uma grande riqueza de fauna e flora e aqui se situa o centro de Pesquisa Charles Darwin. Esta é uma zona conhecida por ser o habitat de tartarugas marinhas.
Isla Bartolomé, Equador
Isla Bartolome, GalapagosIsla Bartolomé, Galapagos: É uma pequena ilha do arquipélago, com apenas 1,2km2 e inabitada. Esta é uma das ilhas mais recentes do arquipélago.
Isla Genovesa, Equador
Isla Genovesa, GalapagosIsla Genovesa, Galapagos: Esta ilha é o habitat de um grande número de espécies de aves, sendo por isso um paraíso para os ornitólogos. Foi na Baía de Darwin, que o próprio Charles Darwin dedicou algum tempo da sua expedição a observar a natureza, que mais tarde iria dar origem à sua obra Teoria da Evolução.
Isla Plaza Norte, Equador
Isla Plaza Norte, GalapagosIsla Plaza Norte, Galapagos: É uma ilha rochosa plana, com pouca vegetação e rasteira, de onde sobressaem cactos Opuntia. É o habitat de tartarugas, iguanas e leões-marinhos.
Isla Santa Fé, Equador
Isla Santa Fe, GalapagosIsla Santa Fé, Galapagos: Também conhecida por Barrington, é uma pequena ilha central no arquipélago. Aqui os cactos Opuntia, que caracterizam a paisagem da ilha, são os mais altos do arquipélago. As águas azul turquesa convidam a um mergulho ou à observação da vida subaquática através do snorkeling.
Isla Isabela, Equador
Isla Isabela, GalapagosIsla Isabela, Galapagos: É a maior ilha do arquipélago e também a mais povoada (com cerca de 2200 habitantes). O seu nome é uma homenagem à Rainha Isabel I de Castela, que patrocinou a viagem marítima de Cristovão Colombo que iria descobrir este arquipélago. A ilha teve origem na junção de 5 vulcões e o vulcão Wolf é o ponto mais alto. Aqui se pode observar várias espécies animais, como pinguins, iguanas marinhas, iguanas terrestres, tartarugas gigantes, pelicanos, etc.
Isla San Cristobal, Equador
Isla San Cristobal, GalapagosIsla San Cristobal, Galapagos: Em poucos lugares do mundo se poderá desfrutar de uma praia maravilhosa e estar ao lado de leões-marinhos. O ecoturismo é a principal actividade desta e das outras ilhas do arquipélago. A beleza natural aliada à imensa variedade de espécies animais, faz dos Galápagos um verdadeiro paraíso.
Colta, Equador
Iglesia de BalbaneraIglesia de Balbanera em Colta: É a igreja católica mais antiga do Equador. Foi construída pelos colonizadores espanhóis por volta de 1500. Perto deste monumento podemos desfrutar da Lagoa de Colta.
Santiago de Quito, Equador
Santiago de QuitoSantiago de Quito: Pequena povoação junto a Colta, a caminho do Parque Nacional Sangay.
Licto, Equador
LictoLicto: Fica entre a cidade de Riobamba e o parque Nacional Sangay. O nome da cidade é também o nome do vulcão que se pode ver da cidade.
Alao, Equador
AlaoAlao: É uma aldeia situada num vale remoto no sopé do vulcão Sangay. Este vulcão está bastante activo pelo que oficialmente não é aconselhável a sua subida. No entanto, há alguns guias locais que organizam a subida para os turistas mais aventureiros.
Parque Nacional Sangay, Equador
Parque Nacional SangayParque Nacional Sangay: Parque Nacional Sangay: Este parque é Património Mundial da UNESCO, e não é difícil compreender porquê: a sua paisagem é tão rica que podemos encontrar os contrastes da floresta tropical com os picos gelados da cordilheira dos Andes. Na área do parque há dois vulcões activos – Tungurahua e Sangay.
Lago Atillo, Equador
Lago AtilloLago Atillo: Ou lagoa do Castigo, para onde os antigos povos da região enviavam os condenados para que ali morressem à fome ou de frio ao tentar atravessar as águas frias da lagoa. A 3km da lagoa Atillo fica a lagoa negra que sofre os contrates do clima frio da cordilheira dos Andes e do clima tropical da zona oriental.
Alausí, Equador
AlausíAlausí: Cidade de pequenas casas coloridas que se alinham ao longo da linha de caminho de ferro. Por aqui passou outrora a principal estrada do Império Inca. Na zona mais alta da cidade, no mirador de La Loma Lluglli fica o monumento mais importante que é visível em toda a cidade – o monumento de homenagem a São Pedro de Alausí.
Tambo, Equador
TamboTambo: A principal atracção desta cidade é a viagem de comboio até ao complexo arqueológico Inca – Baños del Inca, um local sagrado onde se realizavam rituais de adoração do Sol e da Lua.
Ingapirca, Equador
IngapircaIngapirca: A 30 minutos de El Tambo fica a cidade de Ingapirca onde se encontram as ruinas incas mais antigas do Equador.
Biblián, Equador
BiblianBiblián: A cidade é pequena e a sua paisagem é marcada pelo santuário da Virgem do Rocio, um bonito edifício que fica no alto de uma encosta e que contrasta com a simplicidade da cidade.
Cuenca, Equador
CuencaCuenca: O nome completo é Santa Ana de los Ríos de Cuenca e é a terceira maior cidade do Equador. O seu centro histórico é Património Mundial da UNESCO, com muitos monumentos representativos da arquitectura colonial espanhola. Um passeio pelo centro da cidade permite conhecer alguns dos muitos monumentos, como a Iglesia de El Sagrario (catedral velha), Catedral de la Immaculada Concepción (catedral nova) ou as Ruinas Incas De Todos os Santos, em pleno centro da cidade. A cerca de 45 minutos da cidade fica o Parque Nacional de Cajas. Vale a pena percorrer alguns dos vários trilhos demarcados e desfrutar das belíssimas paisagens à volta das muitas lagoas glaciares (232).
Ciudad de la Inmaculada Concepción de Loja, Equador
Ciudad de la Inmaculada Concepción de LojaCiudad de la Inmaculada Concepción de Loja: é a capital das artes e cultura. Esta cidade respira música, há imensos clubes de salsa e a música faz parte do dia-a-dia dos seus habitantes. Entre os principais monumentos está a Porta da Cidade, a partir da qual está marcado no chão uma linha cor-de-laranja que conduz na visita aos principais monumentos da cidade.
Zamora, Equador
ZamoraZamora: A cidade situa-se no sopé dos Andes e à volta podemos observar muitas cascatas, como a Cascata La Gentil, Cascata Manto de Novia, Cascata La Rápida e a Cascata Chorrillos. É por isso chamada de “a terra das aves e das cascatas”, para além de ser o centro mineiro do Equador, com importantes minas de ouro.
Parque Nacional Podocarpus, Equador
Parque Nacional PodocarpusParque Nacional Podocarpus: Um paraíso natural às portas de Zamora. Este parque tem uma importante reserva em termos de biodiversidade e bonitas paisagens de floresta tropical, cascatas, rios e montanhas. Podemos percorrer os trilhos pedestres, subir acima das nuvens e até acampar.
Vilcabamba, Equador
VilcabambaVilcabamba: É uma pequena vila que fica no vale Vilcabamba, conhecido por Vale da Longevidade porque os habitantes desta região dizem viver até aos 120-130 anos. A pacatez desta vila, rodeada de uma bela paisagem natural, é o principal motivo da vinda de muitos turistas e alguns ficam mesmo aqui a morar por algum tempo. A vila fica no sopé da montanha sagrada de Mandango, também conhecida por “sleeping Inca” uma vez que o cume se parece com o perfil de uma pessoa deitada. Pode-se subir a pé ou de cavalo e observar a vila cá em baixo.
Santa Ana, Equador
Santa AnaSanta Ana: O complexo arqueológico de Santa Ana – Florida remonta aos anos 3000-2000 a.C. sendo um importante legado dos primeiros habitantes da Amazónia. Vários achados permitem saber como vivia o povo Chinchipe, a forma como aproveitavam os recursos naturais da floresta e como estabeleceram relações comerciais com outros povos vizinhos. É interessante descobrir um pouco mais sobre os primórdios dos povos desta região na era pré-hispânica.
Zumba, Equador
ZumbaZumba: Esta cidade fica muito perto da fronteira com o Peru e é sobretudo ponto de passagem para os viajantes que circulam de um país para o outro.
Locais UNESCO no Equador
Estes são alguns dos melhores destinos para visitar no Equador. Os locais UNESCO Património Mundial no Equador são locais protegidos pela sua importância cultural ou natural.

Locais inscritos na Lista do Património Mundial no Equador:

  • Ilhas Galápagos
  • Cidade de Quito
  • Parque Nacional Sangay
  • Centro Histórico de Santa Ana de los Ríos de Cuenca
  • Qhapaq Ñan, Caminhos Incas (sítio transfronteiriço com a Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia e Peru)

Deixe o seu comentário aqui:

João Leitão - O autor do blog:

VIVA! Sou o João - blogger de viagens. Com 20 anos de experiência como viajante independente, explorei mais de 128 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindos ao meu blog de viagens, onde partilho informação prática de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

Kit de Viagem:

  • Onde eu reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
  • Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com
  • Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
  • 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com
  • Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com
* Esta página tem links de afiliados. Quando você reserva algo através deste blog, eu retenho uma pequena comissão que não altera o preço final. Obrigado!

Blog de viagens mencionado em:

Blog de viagens nos Media

« Seguir @joaoleitaoviagens no Instagram »