🐪 Venha conhecer Marrocos « Viagem de grupo 7 dias por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara 🐪

Visitar Geórgia – Roteiros e Dicas de Viagem

João Leitão
Actualizado em 9 Julho, 2018
Visitar Geórgia – Roteiros e Dicas de Viagem

Visitar Geórgia – Roteiros e Dicas de Viagem

Guia de Viagem da Geórgia

Viajar na Geórgia – informação de viagem.

Tudo sobre visitar os melhores locais e destinos da Geórgia. Ideias de roteiros e itinerários com informação de alojamento, transporte, muitas galerias de fotografias, restaurantes, vídeos e mapas.

Organize as suas férias na Geórgia. Alguma pergunta ou opinião deixe um comentário no fim da página.

Nesta página você encontra:

  1. Turismo na Geórgia – Apresentação
  2. História, Geografia e Cultura
  3. Vídeo da Geórgia
  4. Resumo de viagem à Geórgia
  5. Guia de Viagem: artigos para consultar
  6. Roteiros na Geórgia – 6, 7 e 9 dias
  7. Locais UNESCO na Geórgia
  8. Kit de Viagem

Obrigado.

Turismo na Geórgia, Roteiros de Viagem

Vista da aldeia de Ushguli nas montanhas da Geórgia

Vista da aldeia de Ushguli nas montanhas da Geórgia

A Geórgia é um país fascinante para passar férias.

A Geórgia é uma pérola escondida no mundo. É um país com uma história muito forte e com muitos pontos interessantes para visitar durante umas férias num destino diferente.

A Geórgia fica situada no cruzamento da Ásia Ocidental e Europa Oriental, e é delimitada a oeste pelo Mar Negro, ao norte pela Rússia, a sul pela Turquia e Arménia, e ao sudeste com o Azerbaijão.

Visitei a Geórgia 3 vezes, e cada vez foi uma surpresa como que tivesse a visitar um país novo, cheio de novas aventuras e lugares lindos para viajar. A comida da Geórgia é muito boa. Sem dúvida que aconselho todos a viajarem neste país desconhecido na zona do Caúcaso.

O Caúcaso é uma região da Europa oriental e da Ásia ocidental, entre o mar Negro e o mar Cáspio, que inclui a cordilheira do Caúcaso e planícies adjacentes. Um lugar muito bonito e interessante.

Apresentação da História, Geografia e Cultura:

Georgia
A história da Geórgia tem início na Época do Paleolítico, onde já contava com a presença humana, habitada por Homo Erectus. No Período Clássico surgiram na Geórgia alguns estados, com mentalidades avançadas e com uma hierarquia estatal organizada, na era antes de Cristo, nomeadamente, Diauehi, Cólquida, Ispir e Iberia. Quando o Império Romano aqui chegou e conquistou este território, estabeleceram-se por cerca de 400 anos, alterando a tendência religiosa pagã e zoroastra para a religião cristã. Na Idade Média, os árabes entram em cena no século VII, integrando-se no Império Cazar, o qual nunca conseguiu reunir num único reino todas as regiões independentes. Assinou-se o Tratado de Georgievsk, entre a Rússia e o Reino de Cártila-Cachétia, a fim de unir esforços para proteger a zona Oriental de investidas militares por parte dos iranianos e de outros povos. A Rússia não cumpriu com a sua parte e a Geórgia foi alvo de ataques sangrentos iranianos.

A geografia da Geórgia conta com a área territorial de 69 700 Km2, outrora conhecida por Cólquida, fica situada no Sul do Cáucaso. O cenário paisagístico aqui presente é, principalmente, imensas cadeias montanhosas, sendo que o país encontra-se dividido por duas metades (a zona Oriental e a Ocidental), pela faixa Likhi. É também composto por grandes planícies, pântanos e floresta. A Cordilheira do Cáucaso (a maior desta região), representa a fronteira Norte da Geórgia, sendo o Sul do país recortado pelas Montanhas do Cáucaso Menor. O ponto mais alto da Geórgia e o terceiro ponto mais alto da Europa situa-se na Montanha Chkhara, o qual faz a fronteira com a Rússia, com 5 201 metros de altitude. Outros pontos altos imponentes sao o Monte Kazbek (origem vulcanica), Shota Rustaveli, Tetnuldi e o Monte Ushba e Ailama. Existem cerca de 2 000 glaciares (geleiras) no Cáucaso, sendo que um terço integra-se neste país.

A cultura da Geórgia é bastante especial, pois hoje os georgianos vivem um presente a olhar para o futuro, uma vez que o passado representou muitos cenários de conflitos e de guerra, com muita luta e revoluções pelo caminho. Hoje em dia é uma cultura que ansiou pela liberdade durante muitos anos, e que desfruta finalmente do seu dia-a-dia sem tensão. Este povo é muito ligado ao mundo rural, tal como à cultura vinícola, produzindo óptimos vinhos, reconhecidos internacionalmente. Foi o segundo país do mundo a converter-se ao cristianismo (século IV), sendo que por este motivo, oferece a quem visita este lugar, uma excelente herança arquitectónica, nomeadamente a Igreja de Sameba (Gergeti), a Catedral de Mtksheta, ou o Mosteiro de Vardzia ou a antiga cidade de Upliszikhe, os quais são esculpidos nas falésias de arenito (localizados na antiga rota da seda). Tem muitos monumentos medievais, maior parte deles estão classificados como Património da Humanidade, da UNESCO.

Vídeo das montanhas em Ushguli, Geórgia

O que visitei / Resumo de viagem à Geórgia

Por ordem de visita.

Batumi, Geórgia
Batumi, GeórgiaBatumi: É uma cidade na costa do Mar Negro e por isso foi sempre um local estratégico, alvo de investidas de vários povos e dominado por vários impérios ao longo dos séculos. Desta actividade resultou uma grande riqueza histórica na cidade e alguns locais arqueológicos onde se podem ver vestígios dos vários povos que por aqui passaram. Hoje em dia é uma cidade moderna, onde o antigo é preservado e o novo tende para ser de um estilo moderno arrebatador como é o caso da Torre do Alfabeto, uma torre em ferro com 130m de altura mesmo em frente à praia, num estilo de arquitectura muito moderna e minimalista. A praça Europa e na praça “Piazza” mostram um charme inspirado no estilo Europeu. Na Praça Europa há um relógio Astronómico que fica num edifício igualmente encantador com umas torres que fazem lembrar o castelo da Walt Disney. Para além dos muitos monumentos e museus que a cidade tem para oferecer, Batumi é também um destino de eleição para férias de praia e por isso pode-se aqui encontrar todas as infra-estruturas de um local de veraneio: praia, actividades e desportos, parques temáticos e vida nocturna animada.
Mosteiro de Vardzia, Geórgia
Mosteiro de Vardzia, GeórgiaMosteiro de Vardzia: É um mosteiro construído dentro da Montanha de Erusheli. O local fica no sul da Geórgia perto da cidade de Aspindza. No século XII, com as invasões Mongóis, a Rainha de Tamar mandou construir uma estrutura que desse protecção ao povo face às investidas Mongóis. Assim se construiu o mosteiro que chegou a ter mais de 6000 apartamentos distribuídos por 14 andares. O mosteiro sofreu vários danos ao longo dos séculos mas ainda permanecem alguns artefactos no seu interior e pinturas em algumas paredes, como na Igreja da Assunção. As grutas escavadas nas rochas fazem da paisagem um cenário de rara beleza.

Khetvisi, Geórgia
Khetvisi, GeórgiaKhetvisi: A aldeia de Khetvisi fica perto de Vardzia (Mosteiro de Vardzia) sendo um local de passagem obrigatória para quem viaja nesta zona. A aldeia fica na confluência dos rios Kura e Paravani. Dada a localização estratégica, foi construído um forte no cimo da colina – Forte de Khertvisi – cujo início da construção remonta ao século II a.C.. Hoje a aldeia recebe muitos visitantes que vem visitar o Forte, o qual se diz ter sido destruído por Alexandre o Grande.
Gori, Geórgia
Gori, GeórgiaGori: É uma pequena cidade a 50km a Este de Tbilisi e conhecida essencialmente por ser a cidade onde nasceu Josej Stalin. Embora todos os monumentos históricos com referência a Stalin tenham sido proibidos na Geórgia, existe um Museu sobre Stalin na cidade, para onde foi a estátua de Stalin removida da frente da Camâra Municipal da cidade em 2013. Também no local onde outrora foi a casa de Stalin, existe uma placa a indicar essa mesma informação. No centro da cidade a principal atracção é o Forte de Gori que serviu a vários povos invasores. A 10 km da cidade, a não perder a antiga cidade de grutas – Uplistsikhe- que chegou a albergar 20 000 pessoas. Para uma vista panorâmica sobre Gori podemos subir até à igreja Gori Jvari (Cruz de Gori) que fica no alto da montanha e que é por isso visível de baixo em qualquer parte da cidade e, uma vez lá em cima, oferece uma visão 360º sobre a região.
Tbilisi, Geórgia
Tbilisi, GeórgiaTbilisi: É a maior cidade do país e é a sua capital. A cidade é atravessada pelo Rio Kura que marca a paisagem da cidade com várias pontes a ligarem as duas margens. Na cidade há vários monumentos a visitar: Forte Narikala, igrejas ortodoxas (Basílica Anchiskhati, Catedral de Sameba, Kashveti Church), Museu Nacional da Geórgia, Palácio da Justiça. Na cidade, mesmo na zona histórica, o novo e o antigo misturam-se de uma forma invulgar. Arquitectura da época soviética funde-se com edifícios e estruturas modernas como é o caso do Palácio da Justiça ou do Parque Rike onde podemos chegar através de uma ponte pedonal (Ponte da Paz) uma estrutura ondulada em vidro ou, o ainda mais impressionante edifício da Filarmónica de Tbilisi. Um edifício que se destaca na paisagem da cidade não em altura mas pela peculiaridade da sua forma e estilo vanguardista. No alto da colina ergue-se a grande estátua de Kartvlis Deda (uma figura de mulher Georgiana) que é o símbolo da cidade. Nos arredores do centro podemos visitar um bonito local de paisagem natural, o Lago das Tartarugas (Lago Kus Tba) numa zona verde, ainda mais especial por se situar mais elevada em relação à cidade, permitindo uma visão panorâmica da cidade lá de cima. Perto do lago existe também um Museu Etnográfico ao ar livre para quem gosta de conhecer melhor a cultura do povo.
Mestia, Geórgia
Mestia, GeórgiaMestia: é a cidade mais importante da região montanhosa de Svaneti. Nesta região as aldeias são de pedra com muitas torres de vigia que sobressaem na paisagem.
Para além dos muitos monumentos históricos a cidade oferece muito em termos de beleza natural, sendo por isso um local ideal para fazer trekking em redor dos lagos ou até ao Glaciar Chaladi. Nos últimos anos a cidade tem ganho também popularidade como estância de esqui.
Aldeias de Ushguli, Geórgia
Ushguli, GeórgiaUshguli: é um conjunto de pequenas aldeias que ficam na zona mais alta do Cáucaso, numa região remota que por isso permaneceu sempre fora das conquistas entre povos. Assim, estas aldeias mantiveram as suas tradições inalteradas ao longo dos tempos tornando-se um verdadeiro tesouro para os viajantes mais ávidos por locais pouco turísticos. Mas essa realidade está a mudar e cada vez chegam mais turistas à região. Os habitantes locais viram uma oportunidade de negócio no alojamento de turistas em suas próprias casas, já que não há hotéis na zona. Este tipo de alojamento é ideal para quem gosta de ter contacto com os povos locais. As Aldeias Ushguli são património Mundial da UNESCO.
Porquê visitar a Geórgia?

Ibereti – Qalav sicocxle (canção da Geórgia)

Há realmente várias coisas neste país que me atraem. Já estive 3 vezes e quero voltar mais algumas. É um daqueles países que me toca a vários níveis. Para já, o povo geórgio é muito simpático e muito parecido com os portugueses, mesmo a nível físico.

Locais como Tbilisi, Mestia, Ushguli, Batumi, o Vale e fortaleza de Khertvisi, a Catedral da Transfiguracao de Ruisi, o Mosteiro de Vardzia (Cidade gruta escavada na Montanha), são tudo locais a não perder.

A gastronomia da Geórgia é muito rica e deliciosa. Além de imensos pratos com carne e peixe, a Geórgia é um paraíso para vegetarianos como eu. A comida é muito deliciosa.

A música e dança da Geórgia é muito bonita e interessante. A dança tradicional chamada de Kartuli é fenomenal. Também a dança e música Lezginka é muito poderosa e interessante.

As montanhas de Svaneti, com as aldeias de Mestia e principalmente Ushguli são uma coisa do outro mundo, uma natureza linda, umas montanhas ainda por descobrir. Um local muito bonito com um misto de torres medievais e uma paisagem com montanhas e neve.

Josef Stalin
Estátua de Josef Stalin no centro de GoriPossivelmente a pessoa mais famosa da Geórgia é o Estaline. Josef Stalin, um georgiano étnico, era proeminente entre os bolcheviques, que chegaram ao poder no Império Russo após a Revolução de Outubro de 1917. Stalin deteve a posição mais alta do Estado soviético. Até ao ano de 2010, podia-se visitar uma estátua enorme de Estaline no centro da cidade de Gori, onde nasceu. Eu tive a oportunidade de ainda ver esta estátua. Mais tarde, em Junho de 2010 esta estátua foi retirada. Há ainda um museu de Estaline que se pode visitar na cidade de Gori.
Guia de Viagem: artigos e relatos para você consultar

Roteiros na Geórgia

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias na Geórgia de maneira independente. Itinerários de turismo na Geórgia seja de 6, 7 e 9 dias.

6 Dias na Geórgia
Dia 1 Tbilisi
Dia 2 Tbilisi – Gudauri
Dia 3 Gori – Akhaltsikhe
Dia 4 Akhaltsikhe – Vardzia
Dia 5 Vardzia
Dia 6 Vardzia – Tbilisi

1 semana na Geórgia

Dia 1 Tbilisi – Mtskheta
Dia 2 Tbilisi – Signagi – Kvareli – Telavi
Dia 3 Telavi – Tbilisi
Dia 4 Tbilisi – Kutaisi – Tskaltubo
Dia 5 Tskaltubo – Nikortsminda – Batumi
Dia 6 Batumi – Khulo – Batumi
Dia 7 Batumi – Tbilisi

9 Dias na Geórgia

Dia 1 Tbilisi
Dia 2 Tbilisi
Dia 3 Kutaisi
Dia 4 Mestia – Lakhiri
Dia 5 Mestia – Ushguli
Dia 6 Ushguli
Dia 7 Mestia – Monte Shkhara
Dia 8 Mestia – Tbilisi
Dia 9 Tbilisi

Locais UNESCO na Geórgia
Estes são alguns dos melhores destinos para visitar na Geórgia. Os locais UNESCO Património Mundial na Geórgia são locais protegidos pela sua importância cultural ou natural.

Locais inscritos na Lista do Património Mundial na Geórgia:

  • Região de Alto Svaneti
  • Monumentos Históricos de Mtskheta
  • Catedral de Bagrati
  • Mosteiro de Gelati

Kit de Viagem

« Onde reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com »
« Rent-a-car? Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com »
« Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com »
« Junte-se a um grupo! 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marraquexe até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com »
« Comprar bilhetes de monumentos e saltar as filas? Organize a sua viagem com antecedência através do Ticketbar.eu »
« Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com »

O autor do blog

VIVA! Sou o João Leitão. Viajante independente desde 1999, explorei mais de 130 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindo ao meu blog de viagens, onde partilho dicas práticas de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

« Seguir no Instagram »