🐪 Venha conhecer Marrocos « Viagem de grupo 7 dias por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara 🐪

Visitar Guiana Francesa – Roteiros e Dicas de Viagem

João Leitão
Actualizado em 19 Agosto, 2018
Visitar Guiana Francesa – Roteiros e Dicas de Viagem

Visitar Guiana Francesa – Roteiros e Dicas de Viagem

Guia de Viagem da Guiana Francesa

Viajar na Guiana Francesa – informação de viagem.

Tudo sobre visitar os melhores locais e destinos da Guiana Francesa. Ideias de roteiros e itinerários com informação de alojamento, transporte, muitas galerias de fotografias, restaurantes, vídeos e mapas.

Organize as suas férias na Guiana Francesa. Alguma pergunta ou opinião deixe um comentário no fim da página.

Nesta página você encontra:

  1. Departamento ultramarino francês da Guiana – Informação prática
  2. Turismo na Guiana Francesa – Apresentação
  3. História, Geografia e Cultura
  4. Clima e Quando ir
  5. Vídeo da Guiana Francesa
  6. Resumo de viagem à Guiana Francesa
  7. Guia de Viagem: artigos para consultar
  8. Roteiros na Guiana Francesa
  9. Locais UNESCO na Guiana Francesa
  10. Kit de Viagem

Obrigado.

Departamento ultramarino francês da Guiana

Bandeira França

Bandeira do França

  • Capital: Caiena
  • Língua oficial: Francês
  • Presidente: Rodolphe Alexandre
  • População 2009: 221.500 habitantes
  • Moeda: Euro
  • Área Total: 83.846 km²
  • Fuso horário: -3
  • Código telefónico internacional: +594 (fixos), +694 (móveis)
  • Clima: Equatorial
  • Visto: A Guiana Francesa é parte da França. Não é necessário visto para entrar na França
  • Fronteiras: Brasil e Suriname
  • Locais a não perder: Cayenne, Awala Yalimapo, Igreja pintada em Iracoubo
  • Quando visitei a França: Julho 2013
Mapa Guiana Francesa

Mapa da localização geográfica da Guiana Francesa no Mundo

Turismo na Guiana Francesa, Roteiros de Viagem

Praia de Awala Yalimapo, Visitar a Guiana Francesa

Praia de Awala Yalimapo, Visitar a Guiana Francesa

Guiana Francesa é um lugar fascinante para passar férias.

A Guiana Francesa é um território francês situado na América do Sul.

Este é a única região da América do Sul que pertence à União Europeia, mas que por outro lado, não pertence ao Espaço Schengen.
Eu atravessei a Guiana France de uma ponta à outra, entrando pelo Suriname e saindo pelo Brasil.

Experiências únicas foram sem dúvida ter visto várias Tartarugas a desovarem e ainda, tartarugas a saírem dos ovos. Como é isto possível?

Como a minha visita à Guiana Francesa foi numa altura de transição das tartarugas, tive então a oportunidade de ver as duas coisas acontecer.

Ou seja, estive no fim da desova e no início da explosão ovos. Uma experiência impressionante.

Outra coisa interessante foi que me desloquei sempre à boleia (carona). Desde a cidade fronteiriça de Saint até Saint George de l’Oiapock.

Andei sempre sem gastar dinheiro em transportes, conhecendo pessoas muito boas que tiveram a simpatia de me levar consigo e parar para me dar boleia.

Apresentação da História, Geografia e Cultura:

Fotografia de uma tartaruga na praia em Cayenne

Fotografia de uma tartaruga na praia em Cayenne

A história da Guiana Francesa tem início nos primeiros registos do Homem, mais propriamente de ameríndios, no século VI a.C.. Através de pinturas rupestres e ferramentas, acredita-se que são os antepassados dos actuais povos Emerillons e Guaiampis. Foi descoberta por Cristóvão Colombo, tendo sido a primeira colonização feita aos comandos de Vicente Pinzón, no entanto, foi também explorada e subjugada por ingleses, holandeses e portugueses. A França, no século XVII, consegue finalmente conquistar este território e dai o seu nome Guiana Francesa. Os escravos de África contribuíram para o exponencial desenvolvimento económico nas plantações de café e de cacau. A descoberta do ouro foi um motivo de desacatos fronteiriços para este país, inclusivamente com a Coroa Portuguesa, que invade o país com as tropas de Napoleão Bonaparte. É um país que nunca saiu da alçada europeia e um dos exemplos disso é o facto de ser a base de lançamento de foguetes e satélites da Agência Espacial Europeia.

A geografia da Guiana Francesa possui uma área territorial de 89 150 Km2 e que se localiza no Norte da América do Sul. Este país faz fronteira a Norte com o Oceano Atlântico, ao Sul e ao Leste com o Brasil e a Oeste com o Suriname. Conta com uma faixa litoral de 378 Km. O relevo apresenta-se maioritariamente plano, onde a altitude máxima atinge apenas os 851 metros (onde se encontram as cadeias montanhosas Eureupogcigne e Oroye). Todos os seus rios desembocam no Oceano Atlântico e os mais importantes a destacar são: o Rio Mana, o Rio Sinnamary, o Rio Approuague e o Rio Oiapoque. A sua floresta é tropical e bastante densa (à semelhança do Brasil), a qual ocupa cerca de 90% do território do país. Aqui é possível encontrar muitas espécies de árvores centenárias, que chegam a atingir 80 metros de altura. Os Manguezais – uma zona húmida característica de regiões tropicais, é uma propriedade da costa da Guiana Francesa.

A cultura da Guiana Francesa é bastante ecléctica, uma vez que aos povos nativos (indígenas) se juntaram os espanhóis e os escravos negros de África, na época da descoberta e primeira fase da colonização. Devido a ser uma terra bastante cobiçada por muitos outros povos (especialmente europeus), até ser definitivamente uma colónia da França, os ingleses, alemães, franceses e portugueses (como também, asiáticos, libaneses e brasileiros), também vieram aqui parar devido ao interesse da exploração do cacau e café e, depois mais tarde, do ouro. O resultado é uma cultura bastante rica, que se fundiu e resultou no encantador povo da Guiana Francesa. O idioma aqui falado é o Francês, mas o Criolo é muito utilizado por grande parte da população e o Caribe, a língua utilizada pelos indígenas. A gastronomia é muito especial – uma vertente de cozinha francesa exótica. As especiarias asiáticas não faltam e os legumes e frutas tropicais a acompanhar o marisco e peixe também não.

Clima e Quando ir:

Para saber quando ir à Guiana Francesa, você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e do clima. A melhor altura para visitar este país é durante a estação seca, entre os meses de Agosto e Novembro.

O clima na Guiana Francesa é equatorial, por isso, é normal a chuva intensa, as temperaturas altas e bastante humidade durante os doze meses do ano. A temperatura tem pouca variação, com uma média de 27ºC o ano todo. A estação chuvosa é entre o mês de Dezembro e o mês de Julho, sendo o mês de Maio o mais chuvoso.

O que visitei / Resumo de viagem à Guiana Francesa

Por ordem de visita.

Saint-Laurent-du-Maroni, Guiana Francesa
St MoroniSaint-Laurent-du-Maroni: Esta é a cidade fronteiriça e, como todas as cidades que fazem fronteira, há sempre um aspecto menos bom, ter gente que dá para desconfiar. Atravessei esta cidade a pé, desde o porto de entrada até à saída da cidade onde comecei a pedir boleia. Alguém teve a simpatia de parar e me levar para me “salvar” de uma chuva torrencial à beira da estrada.


Top 10 locais a visitar em Saint-Laurent-du-Maroni:


  1. Rio Maroni
  2. Igreja de Saint-Laurent
  3. Camp de la Transportation
  4. Residência do governador das galés
  5. Hospital de madeira
  6. Antiga Estação de Saint-Laurent-du-Maron
  7. Quartel de Joffre
  8. Hotel La Tentiaire
  9. Edifício da Câmara Municipal
  10. Mercado
Mana, Guiana Francesa
ManaMana: Primeira cidade onde fiquei. Fiquei a dormir na casa das irmãs católicas, sendo uma delas portuguesa. Mana, vive à beira rio, pequena vila pacata, sem grande atrações turísticas a não ser o jardim, a zona dos barcos no rio, e, o festival anual, do qual tive a sorte de presenciar. Muita música e dança.


Top 10 locais a visitar em Mana:


  1. Igreja de Saint-Joseph
  2. Rivière de l’Acarouany
  3. Crique d’Organabo
  4. Conjunto de casas crioulas
  5. Museu de Anne-Marie Javouhey
  6. Reserva natural nacional de l’Amana
  7. Mercado de Javouhey
  8. Reserva natural nacional de la Trinité
  9. Rio Mana
  10. Jardim
Awala Yalimapo, Guiana Francesa
Awala YalimapoAwala Yalimapo: Aldeia com algumas casas, principalmente conhecida por ser um dos locais ideais para avistar tartarugas a desovar. Dormi 2 noites junto à praia, num hostel, uma noite na rede e outra noite num bungalow. As vistas da praia são fantásticas e, à noite, é quando temos que nos fazer à praia para tentar descobrir as gigantes tartarugas virem à praia pôr os ovos.


Top 10 locais a visitar em Awala Yalimapo:


  1. Centre des Arts et de la Culture Kali’na
  2. Centro de estudos e proteção de tartarugas marinhas em Yalimapo
  3. Ecomuseu
  4. Praia de Hattes
  5. Reserva Natural Nacional de Amana
  6. Restos da prisão em Coswine Creek
Iracoubo, Guiana Francesa
IracouboIracoubo: é uma cidade na Guiana Francesa que conta com uma das mais relevantes comunidades ameríndias, mais exactamente na Aldeia de Bellevue. No entanto, Organabo, Trou-Fish e Counamama são também importantes povoados que contribuem imenso para a riqueza desta sociedade. Na zona Norte, Iracoubo tem uma zona costeira que faz ligação ao Oceano Atlântico. Têm também muitas condições para a prática da agricultura, pesca e caça, actividades que são ainda realizadas consoante as técnicas ancestrais dos seus antepassados. Conheça a Igreja de São José, feita em madeira, toda pintada no seu interior, considerada monumento histórico desde o ano de 1978.


Top 10 locais a visitar em Iracoubo:


  1. Igreja de Saint Joseph D’Iracoubo
  2. Rio Iracoubo
  3. Casas crioulas du Bourg
  4. Aldeia ameríndia de Bellevue
  5. Aldeia ameríndia de Trou Poisson
  6. Aldeia ameríndia de Counamama
Cayenne, Guiana Francesa
CayenneCayenne: Capital da Guiana Francesa, cidade pequena mas com todo o tipo de negócios. O centro histórico tem muitos edifícios estilo colonial. Fiquei perto de uma semana em casa de uns franceses muito simpáticos que conheci e que me receberam a a partir do site Couchsurfing.org Tive a sorte de um dos rapazes fazer parte de uma associação de preservação e cuidado das tartarugas e fui com ele à praia para ver as tartarugas chegarem do mar e também, as pequenas saírem dos ovos e correrem em direcção das águas.


Top 10 locais a visitar em Cayenne:


  1. Mercado Central
  2. Catedral Saint-Sauveur
  3. Fortaleza Cépérou
  4. Jardim Botânico
  5. Fort Diamant
  6. Musée Départemental De Franconie
  7. Place des Palmistes
  8. Musée des Cultures Guyanaises
  9. Praia de Montabo
  10. L’îlet la Mère
Oiapock, Guiana Francesa
OiapockOiapock: É aqui onde se apanha a lancha rápida para o Brasil. A paisagem é muito bonita, uma mistura de águas escuras do Rio Oiapoque com a selva dos dois lados. Os sorrisos brasileiros já se começam a notar na população brasileira que aqui trabalha.


Top 10 locais a visitar em Oiapock:


  1. Rio Oiapoque
  2. Ponte Binacional Franco-Brasileira
  3. Mercado Saint-Georges
  4. Salto Maripa
  5. Botanical Trail
  6. Anawa Trail
  7. Trilho à descoberta de Saint-Georges, Tampac eTrois Palétuviers

Kit de Viagem

« Onde reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com »
« Rent-a-car? Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com »
« Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com »
« Junte-se a um grupo! 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marraquexe até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com »
« Comprar bilhetes de monumentos e saltar as filas? Organize a sua viagem com antecedência através do Ticketbar.eu »
« Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com »

O autor do blog

VIVA! Sou o João Leitão. Viajante independente desde 1999, explorei mais de 130 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindo ao meu blog de viagens, onde partilho dicas práticas de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

« Seguir no Instagram »