🐪 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do » Marrocos.com « 🐪

🌍 Visitar Irão (Irã) – Roteiros e Dicas de Viagem

Actualizado em 27 Setembro, 2016
Facebook Google Pinterest StumbleUpon Twitter
Visitar Irão (Irã) - Roteiros e Dicas de Viagem

Visitar Irão (Irã) – Roteiros e Dicas de Viagem

Guia de Viagem do Irão

Viajar no Irão (Irã) – informação de viagem.

Tudo sobre visitar os melhores locais e destinos do Irão. Ideias de roteiros e itinerários com informação de alojamento, transporte, muitas galerias de fotografias, restaurantes, vídeos e mapas.

Organize as suas férias no Irão. Alguma pergunta ou opinião deixe um comentário no fim da página.

Nesta página você encontra:

  1. República Islâmica do Irão – Informação prática
  2. Turismo no Irão – Apresentação
  3. História, Geografia e Cultura
  4. Clima e Quando ir
  5. Vídeo do Irão
  6. Resumo de viagem ao Irão
  7. Guia de Viagem: artigos para consultar
  8. Roteiros no Irão – 8, 15 e 21 dias
  9. Locais UNESCO no Irão
  10. Kit de Viagem

Obrigado.

República Islâmica do Irão

Bandeira Irao

Bandeira do Irão

  • Capital: Teerão
  • Língua oficial: persa ou farsi
  • Presidente: Hassan Rohani
  • Vice-Presidente: Eshaq Jahangiri
  • População 2008: 75.149.669 habitantes
  • Moeda: Rial iraniano
  • Área Total: 1.648.195 km²
  • Fuso horário: UTC+3:30
  • Código telefónico internacional: +98
  • Clima: Desértico, clima húmido no Golfo Pérsico
  • Visto: O visto pode ser feito na chegada ao aeroporto se vier de avião, ou em qualquer embaixadas do Irão no mundo se for por terra
  • Fronteiras: a norte com a Arménia, o Azerbaijão, o Turquemenistão, a leste com o Afeganistão e o Paquistão, a oeste com o Iraque e a Turquia
  • Locais a não perder: Esfahan, Shiraz, Yazd, Kharanaq, Ilha Qeshm, Mashhad, Tabriz, Qom, Bam, Rayen, Chak Chak, Persepolis, Naqsh-e Rajab, Naqsh-e Khostam, Meybod.
  • Quando visitei o Irão: Junho 2004, Julho 2004, Julho 2012.
  • Mapa Irão

    Mapa da localização geográfica do Irão / Irã no Mundo

Turismo no Irão, Roteiros de Viagem

Castelo Narein em Meybod, Visitar o Irão

Castelo Narein em Meybod, Visitar o Irão

O Irão é um país fascinante para passar férias. Visitei o Irão duas vezes.

A primeira visita ao Irão foi no Verão depois de ter conseguido um visto de 15 dias na embaixada iraniana em Almaty no Cazaquistão.

Aterrei em Teerão depois de ter mudado os planos de viagem.

Inicialmente queria passar pelo Turcomenistão, mas como são necessárias muitas burocracias, agências, pedidos, etc, resolvi voar desde Tashkent, no dia exactamente em que houve uma série de explosões ataques suicidas às embaixadas americana e israelita na capital do Uzbequistão.

Mesquita Imam em Esfahan Irao

Mesquita Imam em Esfahan Irão

As autoridades estavam assim em estado alerta e, o avião em que entrei recebeu uma ameaça de atentado bomba e tivemos todos que ser evacuados.

Depois de ter estado 2 dias em Teerão, apanhei um autocarro até ao Golfo Pérsico, na cidade de Bandar-e-Abbas, local onde apanharia um barco táxi pelo estreito de Ormuz até à Ilha de Qeshm (em português Queixome).

O forte de Queixome foi uma possessão do Império Português e ainda hoje se pode visitar o antigo castelo de inicio do século XVI.

Bazar-e Vakil em Shiraz Ira

Bazar-e Vakil em Shiraz Irão

Visitei ainda locais maravilhosos como a cidade de Esfahan, as antigas ruínas de Persepolis, Shiraz e Teerão.

Aproveitei para praticar um pouco de Kung-Fu To’a em Qeshme e Esfahan, conhecendo pessoas muito interessantes e partilhando um pouco também da filosofia Kung-Fu que trazia de Portugal.

A segunda visita ao Irão foi outra vez no Verão, uns anos mais tarde, depois de ter conseguido um visto de 15 dias no aeroporto de Mashhad no Irão. Visto à entrada.

Apresentação da História, Geografia e Cultura:

A história do Irão tem início na formação do Reino de Elam, conhecido como uma das civilizações mais antigas do mundo. É com o Império Aquiménida que este território se desenvolve imenso (550 a.C.), atingindo uma grande extensão territorial, desde o Vale do Indo até à Trácia e Macedónia. Quando Alexandre – O Grande – conquistou este país, o Irão tornou-se das terras mais poderosas durante muitos séculos. Entretanto, os árabes expandem o seu poder, integrando o Irão como um dos lugares essenciais da Idade do Ouro Islâmica, açltura em que se evidenciam importantes estudiosos e artistas da época. A Revolução Constitucional Persa acontece no ano 1906, a qual contribuiu para o sistema político de monarquia a partir do primeiro parlamento do país, embora após um golpe de estado, passasse a representar a autocracia. Foi no dia 1 de Abril de 1979 que se deu uma oposição por parte do povo contra a influência estrangeira (Grã-Bretanha e EUA) e respectiva repressão política, resultando numa revolução popular.

A geografia do Irão conta com uma área territorial de 1 648 000 Km2, o décimo sexto maior país do mundo, situando-se no Sudoeste Asiático. Faz fronteira a Norte com a Arménia, com o Azerbeijão e o Turquemenistão, a Leste com o Afeganistão, a Sudeste com o Paquistão, a Oeste com o Iraque e a Noroeste, com a Turquia. Este país é banhado pelo Mar Cáspio a Norte, tal como a Sul com o Golfo de Oman e a Sudoeste com o Golfo Pérsico. O cenário paisagístico aqui presente é composto, principalmente, por cordilheiras recortadas, as quais servem como divisão dos diversos planaltos existentes. A maior parte da população vive na zona mais montanhosa, nomeadamente nas cordilheiras de Zagros e Elbruz (onde se localiza o ponto mais alto do país – Damavand). Na zona do Mar Caspio, como no Estreito de Ormuz, encontramos grandes planícies, onde o clima apresenta-se sub-tropical, ao contrário do resto do pais que se apresenta semi-árido.

A cultura do Irão está marcada pelos inúmeros conflitos aqui existentes, embora seja um país que nunca tenha deixado de viver o lado artístico presente no quotidiano dos iranianos. A sua Música, a Arquitectura e a Poesia, foram exemplo para o restante Médio-Oriente. Os direitos entre as mulheres e os homens são diferentes, pois as mulheres não têm direito a conduzir ou a trabalhar, sem que o marido assim o permita, apesar de terem direito aos estudos. As iranianas devem cobrir o cabelo em público e não podem usar roupa acima do joelho; as discotecas não são permitidas, embora hajam festas privadas nas casas dos iranianos. O pão (lavash, barbari, sangak, taftun) e/ou o arroz (chelo, pollo) são os ingredientes mais importantes das refeições iranianas. A bebida de eleiçao é o chá, cheio de cubos de açúcar. As festas mais importantes do Irão são: Noruz – ano novo, no dia do equinócio da Primavera e Sizdah Bedar, no 13º dia do ano.

Clima e Quando ir:

Para saber quando ir ao Irão você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar o Irão é durante a Primavera e o Outono, pois durante estas estações, a humidade é quase nula e a temperatura é amena, ou seja, com a média de 20º C.

O clima do Irão varia imenso entre as regiões afegãs. Nas montanhas, é comum o Inverno apresentar-se com temperaturas muito baixas, enquanto que no Verão (entre Junho e Agosto), podem chegar facilmente aos 40º C.

Vídeo de show de marionetas tradicionais em Teerão

O que visitei / Resumo da 1ª viagem ao Irão

Por ordem de visita.

Teerão, Irão
TeerãoTeerão: Cheguei a Teerão onde fiquei 2 dias. Aproveitei para ver alguns locais de interesse. Teerão foi uma surpresa pois eu não esperava tamanho desenvolvimento na capital do Irão. Lembro-me do enorme bazar que é um dos maiores do Médio Oriente.
Bandar-e Abbas, Irão
Bandar-e AbbasBandar-e Abbas: Bandar Abbas é uma cidade portuária na costa do Golfo Pérsico. Foi a primeira vez que eu estive num local com tanta humidade. Tive a oportunidade de apreciar o nascer do Sol à beira Mar, com os barcos típicos deste região. De Bandar Abbas apanhei um barco táxi até à Ilha de Qeshm.
Ilha Qeshme, Irão
Ilha QeshmeIlha Qeshme: Fiquei aqui durante uns dias a praticar Kung-Fu To’a na escola do centro da cidade. Visitei ainda a praia e a zona do castelo português, um pouco abandonado mas com os canhões originais com quase 500 anos.
Shiraz, Irão
ShirazShiraz: Shiraz foi o meu ponto de partida para ver as famosas ruínas de Persepolis. Fiquei aqui 2 noites e visitei também a fortaleza e o mercado central.
Persepolis, Irão
PersepolisPersepolis: Esta era uma das razões para a minha visita ao Irão. Visitei Persepolis, um local UNESCO Património Mundial da Humanidade, situado a 70 kms da cidade de Shiraz. Persépolis foi a capital do império Aqueménida cerca de 550 a 330 a.C. Explorar este recinto arqueológico, com o que resta desta magnifica cidade, foi algo que adorei.
Esfahan, Irão
EsfahanEsfahan: Esta cidade foi uma surpresa. Como fui ao Irão sem saber o que lá havia para visitar, chegar a Esfahan foi um acontecimento muito bom. Fiquei nesta cidade uns dias a praticar Kung-Fu To’a, depois de ter procurado quem dava aulas numa pequena loja de artigos de artes marciais. Visitei a famosa Praça Imam e também a Ponte Si-o-se Pol com os seus 33 arcos. Esta cidade está inserida na lista da UNESCO Património Mundial da Humanidade.

O que visitei / Resumo da 2ª viagem ao Irão

Por ordem de visita.

Qom, Irão
QomQom: Apesar de já ter estado aqui na viagem anterior ao Irão, não tinha tido a oportunidade de visitar dois dos locais mais sagrados do Islão no Irão. Desta vez visitei o interior do Mausoléu de Fatima al-Masumeh e também a mesquita sagrada de Jamkaran onde se acredita que um dos 12 imams, Muhammad al-Mahdi voltará um dia à terra para criar paz e união entre as pessoas. Visitei também o mercado.
Esfahan, Irão
EsfahanEsfahan: Mais uma vez voltei à linda cidade de Esfahan. Aqui, mais uma vez me deslumbrei com os seus monumentos, a sua famosa Ponte Si-o-se Pol, a fantástica Praça Imam onde visitei o interior da Mesquita Imam, a Mesquita Sheikh Lotf Allah, e o Palácio Ali Qapu. Visitei ainda a Catedral Vank. Tive a oportunidade de assistir a uma peça de teatro.
Shiraz, Irão
ShirazShiraz: Voltei mais uma vez à cidade de Shiraz onde desta vez visitei o túmulo do poeta Hafez, o Mausoléu do Imamzadeh-ye Ali Ebn-e Hamze, o Parque Melli, os Jardim Nazar e o Museu Pars, a Fortaleza Arg-e Karim Khan, e os bazares Bazar-e Vakil e Bazar-e Nou.
Pasárgada, Irão
PasárgadaPasárgada: Pasargadae é local UNESCO Património Mundial da Humanidade a cerca de 133 km de Shiraz. Era aqui a capital do Império de Ciro II da Pérsia. Em Pasárgada pode-se visitar o Túmulo de Ciro, a Prisão de Salomão, o salão de audiências do Palácio Pasárgada e a cidadela de Pasárgada com vistas espectaculares do complexo arqueológico.
Naqsh-e Rajab, Irão
Naqsh-e RajabNaqsh-e Rajab: Este é um local arqueológico a cerca de 12 km a Norte de Persépolis. Neste pequeno recinto podem-se ver 4 grandes relevos esculpidos na pedra, pertencentes ao Império Sassânida e datados entre o ano 224 e 651. Este local está na lista de tentativa de pertencer à UNESCO Património Mundial da Humanidade.
Naqsh-e Khostam, Irão
Naqsh-e KhostamNaqsh-e Khostam: Local espectacular, Naqsh-e Khostom data da época dos reis aqueménidas. Aqui nesta montanha temos os túmulos de Dario I da Pérsia, Xerxes I, Artaxerxes I e Dario II, todos escavados na pedra. Este local está na lista de tentativa de pertencer à UNESCO Património Mundial da Humanidade.
Persepolis, Irão
PersepolisPersepolis: Mais uma vez, visitei o complexo arqueológico de Persépolis, datado de por volta do ano 515 aC, Persépolis foi a capital do Império Aqueménida. Há imensas ruínas, com palácios, esculturas, túmulos escavados nas montanhas para visitar.
Rayen, Irão
RayenRayen: Rayen é uma cidade a 105km de Kerman. Nesta cidade há uma antiga cidadela que se chama Arg-e Rayen. Esta fortaleza com mais de 1000 anos está extremamente bem conservada. Pode-se visitar o seu interior após pagar um bilhete de entrada.
Bam, Irão
BamBam: A fantástica cidade de Bam tem um passado próximo muito triste. Em Dezembro de 2001 a região sofreu um terramoto que matou perto de 30.000 pessoas e feriu outras tantas. De qualquer maneira, a Fortaleza Arg-e Bam pode-se visitar, apesar de estar muito destruída, há ainda locais em pé e outros que foram totalmente restaurados tendo já a forma antiga.
Yazd, Irão
YazdYazd: Cidade espectacular no deserto iraniano, Yazd tem muito para ver. Além de imensos captadores de vento, há ainda as Torres do Silêncio, a Mesquita Jameh do século XII, O Museu da Água e o Templo de Fogo. Yazd é também o centro da cultura Zoroastra. A cidade antiga é toda feita em arquitectura tradicional de barro.
Kharanaq, Irão
KharanaqKharanaq: Kharanaq é uma aldeia antiga toda feita em barro, situada a cerca de 80km de distância de Yazd. Aqui onde o centro histórico está totalmente abandonado, têm-se vistas muito bonitas do vale. Fiz umas caminhadas pelas hortas, a zona do rio e os aquedutos.
Chak Chak, Irão
Chak ChakChak Chak: É o santuários mais sagrado para a religião Zoroastra. Dentro do Templo do Fogo, na montanha, há uma rocha que pinga água dita sagrada. A vista à volta desta montanha é impressionante. Este é um local onde milhares de peregrinos vindos de vários países do mundo vêm todos os anos.
Meybod, Irão
MeybodMeybod: A cidade de Meybod tem vários edifícios interessantes para visitar tais como o antigo caravanserai, a torre dos pombos, a torre do gelo, a fortaleza e o antigo edifício dos correios. Meybod fica a 52km da cidade de Yazd.
Teerão, Irão
TeeraoTeerão: Desta vez visitei Teerão com mais tempo e mais atenção aos seus principais pontos turísticos. Além de ter explorado outra vez o grande bazar de Teerão, fui ainda ao recente Museu da Paz, ao Museu dos Mártires, o Palácio do Golestan, o Museu Malek da Biblioteca Nacional, o complexo Begh-e Melli, o Jardim Shahr. Foi aqui em Teerão que fiz também o visto para o Uzbequistão.
Mashhad, Irão
MashhadMashhad: É a cidade mais sagrada no Irão. Aqui há o mausoléu do Imam Reza, um dos sucessores do profeta Maomé. Em árabe Mashhad significa o lugar do martírio. Foi aqui onde o Imam Reza – o oitavo Imam dos muçulmanos xiitas foi martirizado.
Guia de Viagem: artigos e relatos para você consultar

Roteiros no Irão

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias no Irão de maneira independente. Itinerários de turismo no Irão.

Irão: 8 Dias Um olhar pela Pérsia

Dia 1: Chegada a Teerão, visitar Teerão
Dia 2: Visitar Teerão, voar para Shiraz
Dia 3: Visitar Shiraz
Dia 4: Direcção Isfahan via Persepolis
Dia 5: Visitar Isfahan
Dia 6: Visitar Isfahan
Dia 7: Kashan via Abyaneh
Dia 8: Kashan, Qom, Teerão

Irão: 15 Dias Descoberta do deserto iraniano

Dia 1: Chegada e visitar Teerão
Dia 2: Visita Shiraz
Dia 3: Shiraz, Persepolis
Dia 4: Persepolis, voar para Isfahan
Dia 5: Isfahan
Dia 6: Isfahan, Jondaq
Dia 7: Deserto de Jondaq
Dia 8: Deserto de Jondaq
Dia 9: Deserto de Jondaq, Tabas
Dia 10: Tabas, Mashhad via Gonabad
Dia 11: Visitar Mashhad
Dia 12: Visitar Mashhad
Dia 13: Mashhad, voar para Teerão
Dia 14: Teerão
Dia 15: Teerão

Irão: 21 Dias Ski & Sol, Mar & Montanha

Dia 1: Chegada a Teerão
Dia 2: Visitar Teerão
Dia 3: Montanhas de Dizin região Gajereh
Dia 4: Dizin
Dia 5: Dizin
Dia 6: Dizin, Teerão, voar para a Ilha Kish
Dia 7: Kish
Dia 8: Kish – A antiga cidade de Harireh
Dia 9: Kish, voar para Kerman
Dia 10: Shahdad
Dia 11: Bam, Rayen, Mahan
Dia 12: na parte da manhã visita Kerman, ida até Zeinoddin
Dia 13: Zeinoddin, Yazd
Dia 14: Shir Kouh
Dia 15: Shir kouh, Shiraz
Dia 16: Visita Shiraz
Dia 17: Persepolis, voar para Isfahan
Dia 18: Visitar Isfahan
Dia 19: Visitar Isfahan
Dia 20: Teerão via Kashan e Abyaneh
Dia 21: Teerão

Locais UNESCO no Irão
Estes são alguns dos melhores destinos para visitar no Irão. Os locais UNESCO Património Mundial no Irão são locais protegidos pela sua importância cultural ou natural.

Locais inscritos na Lista do Património Mundial no Irão:

  • Tchogha Zanbil
  • Persépolis
  • Meidan Emam, Esfahan
  • Takht-e Sulaiman
  • Pasárgada
  • Bam e sua Paisagem Cultural
  • Soltaniyeh
  • Bisotun
  • Conjuntos Monásticos Arménios no Irão
  • Sistema Hidráulico Histórico de Shushtar
  • Conjunto do Bazar Histórico de Tabriz
  • Conjunto do Khanegah e do Santuário do Xeque Safi al-Din em Ardabil
  • Jardim persa
  • Gonbad-e Qabus
  • Masjed-e Jame’ de Isfahan
  • Palácio do Golestan
  • Shahr-i Sokhta
  • Susa
  • Paisagem cultural de Maymand

🔁 Partilhar esta página

Facebook Google Pinterest StumbleUpon Twitter

🛫 Kit de Viagem

✅ Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
✅ Reserve o seu carro online através do Rentalcars.com
✅ Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
✅ 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com

🚀 Siga nas redes sociais

Facebook Twitter Google+ Instagram Pinterest Stumbleupon Tumblr YouTube Blog Lovin

🗨 Deixe o seu comentário aqui

Os comentários deste blog de viagens são via facebook.







🏆 Blog de viagens mencionado em

Blog de viagens nos Media

📷 Seguir João Leitão Viagens no Instagram