🐪 » Viagem de grupo 7 dias em Marrocos por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara » Mais info em MARROCOS.COM « 🐪

🌍 Visitar Roménia – Roteiros e Dicas de Viagem

Actualizado em 28 Julho, 2017
Visitar Roménia – Roteiros e Dicas de Viagem

Visitar Roménia – Roteiros e Dicas de Viagem

Guia de Viagem da Roménia

Viajar na Roménia – informação de viagem.

Tudo sobre visitar os melhores locais e destinos da Roménia. Ideias de roteiros e itinerários com informação de alojamento, transporte, muitas galerias de fotografias, restaurantes, vídeos e mapas.

Organize as suas férias na Roménia. Alguma pergunta ou opinião deixe um comentário no fim da página.

Nesta página você encontra:

  1. República da Roménia – Informação prática
  2. Turismo na Roménia – Apresentação
  3. História, Geografia e Cultura
  4. Clima e Quando ir
  5. Vídeo da Roménia
  6. Resumo de viagem à Roménia
  7. Guia de Viagem: artigos para consultar
  8. Roteiros na Roménia – 5 dias
  9. Locais UNESCO na Roménia
  10. Kit de Viagem

Obrigado.

República da Roménia (Romênia)

Bandeira Romenia

Bandeira da Roménia

  • Capital: Bucareste.
  • Língua oficial: Romeno.
  • Presidente: Klaus Iohannis.
  • População 2098: 22.246.862 habitantes.
  • Moeda: Leu romeno.
  • Área Total: 238.391 km².
  • Fuso horário: UTC +2, +3.
  • Código telefónico internacional: +40.
  • Clima: Continental moderado.
  • Visto: Não é preciso visto para a Roménia, Pertence à União Europeia.
  • Fronteiras: Hungria, Sérvia, Ucrânia, Moldávia e Bulgária.
  • Locais a não perder: Bucareste, Sighisoara, Brasov, Plosti, Cluj-Napoca, Timisoara, Constanta.
  • Quando visitei a Roménia: Junho 2001, Julho 2001, Dezembro 2001, Janeiro 2002, Agosto 2009.
Mapa Romenia

Mapa da localização geográfica da Roménia no Mundo

Turismo na Roménia, Roteiros de Viagem

Centro de Bucareste, Visitar a Roménia

Centro de Bucareste, Visitar a Roménia

A Roménia é um país fascinante para passar férias.

Já visitei várias vezes este país e houve lugares que ficaram marcados na minha memória. A Roménia foi um dos primeiros países da Europa de Leste que visitei, durante um Interrail de comboio que fiz há imensos anos atrás. Mais tarde voltei, passados muitos anos e foi visível a mudança de desenvolvimento do país, após a entrada para a União Europeia.

O povo romeno é muito simpático e acolhedor. Há ainda muitos lugares da Roménia que quero visitar.

Apresentação da História, Geografia e Cultura:

Mosteiro Stavropoleos em BucaresteA história da Roménia conta que o Império Romano actuou aqui, subjugando estes povos que habitavam nas Montanhas dos Cárpatos e na Transilvânia (na região que outrora se chamava Dácia). Muitos outros povos atacaram a Roménia, na tentativa de conquista e expansão de territórios, nomeadamente os Hunos, Búlgaros, Eslavos, formando mais tarde, no século XI, o Império Húngaro. O primeiro estado romeno foi constituído a Sul dos Cárpatos, durante o século XIV, sendo que o segundo estado romeno foi a Moldávia, ambos integrados no Império Otomano no século XV e XVI. Mas o Estado Romeno só acontece após ter sido reconhecido internacionalmente pelo Tratado de Berlim, em 1878, após a Guerra Russo-Turca. Do lado dos Aliados, a Roménia entra na Primeira Guerra Mundial, sendo que fez uma aliança com a Alemanha na Segunda Grande Guerra, gerando-se sempre crises políticas no país muito severas. É em 2007 que a Roménia entra para a União Europeia, após pedido de adesão em 1995.

A geografia da Roménia conta com a área territorial de 237 500 Km2, país que fica situado na Europa Oriental. Este país encontra-se banhado pelo Mar Negro, e faz fronteira a Nordeste e a Norte com a Ucrânia e com a Moldávia, a Noroeste com a Hungria, a Sudoeste com a Sérvia e a Sul com a Bulgária. O cenário paisagístico é composto, principalmente, por grandes cadeias de Montanhas dos Cárpatos, mais conhecidos como os Alpes Transilvânicos, onde são ilustradas altitudes acima dos 2500 metros. O ponto mais elevado encontra-se no Monte Moldoveanu, com 2 544 metros de altitude. A fronteira da Roménia com a Bulgária e com a Sérvia percorre o Rio Danúbio, o qual vai desaguar ao Rio Prut e que serve como fronteira com a Moldávia. Este pais tem um alto potencial de Turismo Natural, uma vez que tem cerca de 400 reservas naturais de grande interesse.

A cultura da Roménia é única no mundo, devido a este país localizar-se num ponto convergente ideal para a troca de imensos costumes e tradições provenientes das três regiões existentes, da região Central, da região do Leste e da região do Sudeste da Europa. Tem como base elementos culturais influenciados pela cultura Dacian e Romana, tal como outras muitas influências, uma vez que por aqui passaram imensos povos nómadas em busca de estender os seus territórios. A tradicionalidade deste povo aproveitou elementos culturais de outros povos, especialmente dos países vizinhos para se influenciar nos seus costumes do dia-a-dia. No século XIX, a União dos Principados Romenos foi a responsável pelo exponencial impulso existente na cultura romena. No entanto, desenvolveu-se aos olhos da cultura ocidental, essencialmente da cultura francesa e alemã, que em conjunto com a influência bizantina e eslava. A Roménia é o único país latino que acolhe muitos cristãos ortodoxos.

Clima e Quando ir:

Para saber quando ir à Roménia você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar a Roménia é entre Abril e Outubro, meses representativos de temperaturas amenas.

O clima da Roménia é um clima de transição temperado continental, devido a localizar-se na zona sul-oriental do continente europeu. Tem quatro estações distintas, onde os Verões são quentes e chuvosos, as meias estações apresentam-se agradáveis e os Invernos são longos, frios, onde ocorrem imensos nevões.

O que visitei / Resumo de viagem à Roménia

Por ordem de visita.

Suceava, Roménia
Suceava, MoldaviaSuceava: é uma cidade localizada na região Bucovina na Moldávia, apesar de ser Romena. O seu nome provém do húngaro Szucsvár e surge da fusão entre Szucs “magrinho” e vár “castelo”. Entre os séculos XIV e XVI foi a capital da Moldávia e era a principal casa do principiado. É uma cidade bastante industrializada, fase que foi bastante desenvolvida durante o período comunista romeno.
A Fortaleza e o Castelo de Suceava estão bastante ligados à história que por aqui passou, especialmente à época medieval e aos tempos do Principiado Moldavo. Construídos durante o século XIV sob os comandos de Petru II da Moldávia, sendo depois, um século mais tarde, alterados e aumentados nos reinados de Alexandre I e Stephen, o Grande. Esta obra foi essencial para defender este território dos otomanos. Podemos visitar a cidadela interior “Musatin Fortul” tal como, a cidadela exterior – verdadeiras atracções turísticas a não perder. Perto da fortaleza, conheça a estátua de 23 metros de Stephen, o Grande, esculpida em 1977 pelo escultor Iftimie Bârleanu. Visite também o interessante Museu de História, inaugurado no ano de 1900, onde poderá conhecer a história e cultura de Suceava. Curioso também é o Museu da Aldeia de Bucovina, que está localizado na parte leste de Suceava e que foi fundado nos anos 70. É um museu a céu aberto onde poderá conhecer todo o património cultural aqui existente, conhecendo o moinho de água, uma oficina de ferreiro e de cerâmica, tal como a Igreja da Ascenção, construída em madeira. Repleta de igrejas, não deixe de conhecer a Igreja de S. João, a igreja mais antiga – Mirauti e a Igreja de S. Demétrio com uma torre de 40 metros de altura.
Sighisoara, Roménia
Sighisoara, MoldaviaSighisoara: é uma cidade situada à margem do Rio Târnava Mare, no Condado de Mures, mais propriamente, na Transilvânia. O Rei da Húngria convidou os artesãos a estabelecerem-se e a defenderem este território no século XII, tornando-se mais tarde numa cidade importante pelo facto de se ter tornado um local onde os reis se fixaram. Bastante importante para a defesa e troca de mercadorias na Europa Central, Sighusoara tornou-se num centro urbano sem igual. Para comemorar a herança medieval aqui existente de uma forma bastante bem preservada, é promovido anualmente um Festival Medieval, na parte antiga da cidade, declarada como Património da Humanidade pela UNESCO. O marco de Sighisoara é a Torre do Relógio. Construído no século XIII, conta com 64 metros de altura, funcionando hoje em dia como o Museu de História. As ruas são ainda hoje em dia, à semelhança do que se viveu na época medieval, estreitas e serpenteantes, cheias de antigos ateliers de artesãos que hoje funcionam como lojas de souvenirs ou restaurantes e cafés. Vale muito a pena conhecer esta cidade, a qual durante o dia é maravilhosamente bonita e que durante a noite ganha pela sua iluminação inacreditável.
Brasov, Roménia
Brasov, MoldaviaBrasov: é a capital de Distrito de Junet, na Região da Transilvânia, na Roménia. Antigamente era conhecida como Kronstadt. Foi aqui que existiram batalhas tão sangrentas, um exemplo que inspirou Bram Stocker, no século XIX, a escrever o famoso romance Drácula. A Praça da Câmara conta com uma área enorme e é rodeada por imensos edifícios com cores claras, dedicados ao comércio, mas o destaque é a magnífica e imponente Igreja Negra, que nos remete às lendas vampirescas. O edifício da Câmara Municipal, que sofreu arquitectonicamente consoante as épocas, apresenta características da era do Barroco, Renascentismo e Gótico, e hoje em dia funciona como o Museu Municipal e o Posto de Turismo. É uma cidade que merece a pena visitar. As pessoas são super simpáticas e tem um ambiente bastante medieval e agradável. Fica bastante perto do Castelo de Bran e da Fortaleza de Rasnov, dois edifícios incríveis, cheios de história e de beleza. Daqui também poderá viajar para locais perto de Brasov e conhecer o maior mosteiro da Roménia “Fagaras”, ou ir até às Montanhas Bucegi via teleférico, tal como conhecer o Castelo Sinaia, considerado o mais belo do mundo. Bastante curioso é o letreiro no topo do Monte Tampa a dizer “Brasov”, como se de Hollywood se tratasse, representando o orgulho de manter o seu nome original em resposta à intenção de algumas pessoas o querem alterá-lo. Esta cidade tem uma movida inacreditável, cheia de pessoas a desfrutarem de uma bebida ou de uma refeição nos inúmeros restaurantes, o que é bastante visível na Piata Sfatului, das mais maravilhosas praças da Roménia.
Castelo de Bran, Roménia
Castelo de Bran, MoldaviaCastelo de Bran: localizado entre a cidade de Bran e a cidade de Brasov, é o monumento que mais marcou a história da Roménia. Foi construído no século XIV, num ponto estratégico de defesa contra os otomanos, localizado entre nas montanhas da Transilvânia e a Valáquia. É conhecido como o Castelo do Drácula, pois Bram Stocker, no século XIX, escreveu o romance Drácula inspirando-se nesta imponente e misteriosa construção, tal como no governador da Valáquia, o Príncipe Vlad Tepes “O Empalador” – um verdadeiro cenário de terror. Hoje em dia funciona como um museu, onde estão expostos objectos e mobiliário de Rainha Maria, que viveu aqui desde o ano de 1920, tal como podemos admirar a sua colecção de peças de arte e de artesanato inacreditável. O governo romeno aprovou uma lei que permitia a restituição deste imóvel aos seus reais proprietários, mais propriamente a Dominic von Habsburg, filho da Princesa Ileana e neto da Rainha Maria. Este herdeiro acabou por colocar o Castelo de Bran à venda, avaliado neste momento por 58 milhões de Euros.
Constanta, Roménia
Constanta, MoldaviaConstanta: situa-se na Região de Drobuja, na Roménia. Fica na Costa Ocidental do Mar Negro, proporcionando o maior porto marítimo deste país. Sendo a cidade habitada há mais tempo na Roménia, a sua fundação remonta ao ano 600 a.C. pelo imperador romano Constantino, o Grande, que a denominou inicialmente por “Tomis”, pois foi oferecida à Rainha Tomyris. Mais tarde o nome foi alterado para Constantiana, por causa da sua meia-irmã, Constantia. Durante 500 anos passou pelas mãos do Império Búlgaro, acabando por cair nas mãos do Império Otomano, no século XV. Com as Grandes Guerras tornou-se um dos mais importantes centros comerciais da Roménia, sendo hoje em dia um valioso lugar cheio de património cultural e arquitectónico. O Museu de Arqueologia e da História Nacional, sito na Câmara Municipal tem uma vasta e bastante interessante colecção de arte antiga que não deve perder de visitar. Visite os mosaicos romanos que remontam ao final do século IX d.C., que pertenciam a um edifício que servia de centro comercial até ao século VII. Conheça o Farol Genovês de 8 metros e a Casa de Leões que mistura vários elementos arquitectónicos, ambos construídos no século XIX. O Casino é um dos pontos mais interessantes a visitar, pois a sua arquitectura no estilo de Art Nouveau é simplesmente impressionante, para além de uma maravilhosa vista para o mar, especialmente no pôr-do-sol. Constanta tem muitos monumentos religiosos que são imperdíveis, nomeadamente a Catedral Ortodoxa de S. Pedro e Paulo, construída no século XIX em estilo greco-romano, atingida durante a Segunda Guerra Mundial e restaurada mais tarde. A Mesquita Mahmudiye, construída pelo Rei Carol em 1910 é das mesquitas mais impressionantes na Roménia, com destaque para o minarete de 50 metros com uma vista sem igual. Construída também no século XIX, a Mesquita de Hunkar mandada construir pelo Sultão otomano Abdulaziz, conta também com um altíssimo minarete.
Bucareste, Roménia
Bucareste, MoldaviaBucareste: é a capital da Roménia. Está erigida nas margens do Rio Dâmbovita e conta com vários lagos que atravessam a cidade, nomeadamente os lagos Floreasca, Tei e Colentina. Inclusivamente, existe um pequeno lago artificial no centro da cidade, o Lago Cismigiu, onde podemos encontrar ao seu redor jardins com o mesmo nome, bastante aclamados por poetas e escritores famosos pela sua beleza. Bucareste é conhecida pelos seus imensos e maravilhosos jardins, tal como o Parque Herastrau, o Parque Cazzavillan ou o Jardim Botânico (o maior da Roménia). Conhecida como a “Pequena Paris do Leste”, estamos perante uma cidade onde a arquitectura passa por diversas épocas históricas, e apesar de ter estado constantemente presente num cenário de guerra, ainda sobreviveram muitos edifícios no seu estado natural. É de conhecer a Fortaleza de Bucuresti, a residência do Príncipe da Valáquia Vlad III – O Empalador – ou conhecido também como Vlad Tepes ou Drácula, como também o real e imponente Palácio do Parlamento (o segundo maior prédio do mundo). Conheça o Museu da Aldeia localizado no maravilhoso Parque Herastrau e o Museu Nacional de História, a fim de conhecer melhor a história da arquitectura e da cultura romena. Para desfrutar e admirar o estilo de vida dos bucarestinos, visite a lindíssima Praça da União.

Roteiros na Roménia

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias na Roménia de maneira independente. Itinerários de turismo na Roménia para 5 dias.

5 Dias na Roménia
Dia 1 Bucareste
Dia 2 Dimbovita
Dia 3 Tirgoviste
Dia 4 Dimbovita
Dia 5 Bucareste

5 Dias na Roménia

Dia 1 Bucareste
Dia 2 Giurgiu
Dia 3 Alexandria
Dia 4 Rosjori de Vede
Dia 5 Bucareste

5 Dias na Roménia

Dia 1 Bucareste
Dia 2 Ploiesti
Dia 3 Buzau
Dia 4 Faurei
Dia 5 Bucareste

Locais UNESCO na Roménia
Estes são alguns dos melhores destinos para visitar na Roménia. Os locais UNESCO Património Mundial na Roménia são locais protegidos pela sua importância cultural e natural.

Locais inscritos na Lista do Património Mundial na Roménia:

  • Delta do Danúbio
  • Igrejas da Moldávia
  • Mosteiro de Horezu
  • Aldeias com Igrejas Fortificadas da Transilvânia
  • Centro Histórico de Sighisoara
  • Igrejas de Madeira de Maramures
  • Fortalezas Dácias nos Montes Orastie

Siga no Twitter, Facebook, Instagram e Pinterest. Partilhe esta página e deixe o seu comentário.


Deixe o seu comentário aqui:

João Leitão - O autor do blog:

VIVA! Sou o João - blogger de viagens. Com 20 anos de experiência como viajante independente, explorei mais de 128 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindos ao meu blog de viagens, onde partilho informação prática de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

Kit de Viagem:

  • Onde eu reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
  • Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com
  • Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
  • 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com
  • Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com
* Esta página tem links de afiliados. Quando você reserva algo através deste blog, eu retenho uma pequena comissão que não altera o preço final. Obrigado!

Blog de viagens mencionado em:

Blog de viagens nos Media

« Seguir @joaoleitaoviagens no Instagram »