🐪 Venha conhecer Marrocos « Viagem de grupo 7 dias por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara 🐪

Bandeiras de África – Explicação Histórica e Significado das Cores

João Leitão
Actualizado em 3 Agosto, 2018
BANDEIRAS AFRICA

BANDEIRAS AFRICA

O continente africano tem 54 países com um total de 1.1 bilhão de habitantes e está dividido em cinco sub-regiões: Norte de África, África Ocidental, África Oriental, África Central e a África Austral. As bandeiras representam a identidade nacional de cada país. Cada cor tem um significado importante na história das nações. Se você procura o significado das bandeiras de África, então está na página certa. Nesta página e listado por ordem alfabética, tem uma explicação fácil do significado das cores das Bandeiras de África com detalhes da história, heráldica e datas de criação.

(página em renovação…)

Significado das Bandeiras de África

Bandeira da Argélia

BANDEIRA DA ARGELIA

BANDEIRA DA ARGELIA

Significado da Bandeira da Argélia

» As cores da bandeira da Argélia são o branco, o verde e o vermelho.

A bandeira da Argélia está dividida em duas áreas: à esquerda, verde, e à direita, branco. No centro encontra-se uma figura de quarto crescente que abraça uma estrela de cinco pontas, ambas em vermelho. O verde é uma escolha natural, sendo a cor do Islão, e o branco representa a pureza.

Note-se que já no século XIX uma bandeira branca era o símbolo de Abd al-Qadir, um argelino que se tornou um herói nacional pela resistência que opôs ao domínio francês. O vermelho usado no quarto crescente e na estrela representa o sangue argelino derramado na luta contra o ocupante europeu.

Esta é a bandeira nacional desde a independência do país, em 1962, sendo inspirada no pavilhão da própria FLN (Frente de Libertação Nacional) o movimento que combateu a presença francesa na Argélia e ainda hoje o principal partido político do país.

Bandeira de Angola

BANDEIRA DE ANGOLA

BANDEIRA DE ANGOLA

Significado da Bandeira de Angola

» As cores da bandeira de Angola são o vermelho, o preto e o amarelo.

A bandeira angolana foi adoptada em 1975, após a independência do país. É composta por duas áreas dispostas no plano horizontal, com uma mancha cromática equivalente. A de cima é em vermelho e a de baixo em negro. A primeira representa o sangue derramado na luta pela independência e a segunda, o continente africano no seu todo e a sua população negra.

Ao meio, em amarelo, observam-se três elementos: uma estrela de cinco pontas, relativamente pequena, envolvida por um segmento de uma roda dentada, e uma catana. São símbolos comunistas que reflectem a influência ideológica do partido dominante em Angola, o MPLA, que em 1975 se encontrava claramente alinhado com a União Soviética.

A estrela é um símbolo do socialismo, e a roda dentada e a catana representam a indústria e a agricultura nacional. Pode-se atribuir a escolha da cor amarela à riqueza mineral do país. Aliás, a actual bandeira é claramente influenciada pela do partido, tendo-se apenas adicionado o segmento de roda dentada e a catana.

Note-se que em 1996 e depois em 2003 foram consideradas novas bandeiras para Angola, mas nenhum dos projectos vingou.

Bandeira do Benin

BANDEIRA DO BENIN

BANDEIRA DO BENIN

Significado da Bandeira do Benin

» As cores da bandeira do Benin são o amarelo, o vermelho e o verde.

Como sucede com uma boa parte dos países africanos, a bandeira do actual Benin foi adoptada quando o país alcançou a independência da França, o que sucedeu em 1960. A bandeira divide-se em três áreas de cores e orientações distintas. O primeiro terço vertical da bandeira é de cor verde. Os dois terços seguintes são divididos em duas faixas horizontais, sendo a de cima amarela e a de baixo vermelha.

E porquê esta escolha cromática? São as cores do movimento Pan-Africano, sendo que o verde simboliza esperança, o amarelo representa prosperidade e o vermelho é dedicado à coragem dos povos e ao sangue derramado na luta pela libertação.

Entre 1975 e 1990 o país teve um governo marxista que inclusive mudou o nome oficial da nação para República do Daomé e que mudou a bandeira, que nesse tempo foi totalmente verde com uma estrela vermelha no canto superior esquerdo.

Bandeira do Botswana

BANDEIRA DO BOTSWANA

BANDEIRA DO BOTSWANA

Significado da Bandeira do Botswana

» As cores da bandeira do Botswana são o azul, o preto e o branco.

A bandeira do Botswana foi adoptada com a independência do país, em 1966. É dominada por um tom de azul muito específico, um pouco pardo. Ao centro, de forma longitudinal, estende-se uma barra preta debruada a branco.

Não existe informação específica sobre o significado da bandeira e das suas cores. Uma teoria relaciona o azul da bandeira com a necessária chuva e com a popular expressão “Setswana”, que significa “que venha a chuva”. O preto e o branco poderão estar associados a uma representação da zebra, o animal nacional do Botswana.

Por outro lado, as três cores poderão representar a multiplicidade étnica do país e o desejo de uma coexistência pacífica.

Bandeira da África do Sul

BANDEIRA DA AFRICA DO SUL

BANDEIRA DA AFRICA DO SUL

Significado da Bandeira da África do Sul

» As cores da bandeira da África do Sul são o vermelho, o verde, o azul, o preto, o branco e o amarelo.

A bandeira da África do Sul é uma composição com alguma complexidade, que inclui uma figura geométrica em forma de Y deitado, da esquerda para a direita. Ficam assim formadas três áreas que são preenchidas pela cor negra, à esquerda, pelo vermelho, em cima, e pelo azul, em baixo. Além disso, o Y é debruado, especialmente a branco mas também a amarelo.

Esta bandeira foi adoptada na sequência das primeiras eleições após o fim do sistema de apartheid. Foi desenhada em Março de 1994, pelo heraldista oficial da África do Sul, Frederick Brownell, e adoptada formalmente a 27 de Abril desse ano. Veio substituir a antiga bandeira, que era usada desde 1928 e que continha símbolos da relação com o passado colonial, incluindo o Union Jack e sendo inspirada na bandeira holandesa.

Curiosamente o concurso público lançado para adopção da nova bandeira não resultou em nenhuma proposta considerada aceitável, apesar de ter recolhido mais de sete mil trabalhos. Desses, foram seleccionados seis, para serem apresentados ao público e debatidos, mas nenhum suscitou especial entusiasmo. Posteriormente foram contratadas empresas de design mas nem assim se conseguiu uma proposta consensual, acabando o resultado final por sair das mãos do heraldista oficial.

Adopted on April 27, 1994, the flag of South Africa was designed to symbolize unity. The red, white and blue colors were taken from the colors of the Boer Republics.

As cores da bandeira pretendem ser inclusiva, abarcando todos os grupos que constituem a população do país. O amarelo, preto e verde são as cores do Congresso Nacional Africano, a principal força política da África do Sul. O negro simboliza o povo, o verde a fertilidade e o amarelo a riqueza do subsolo. Por outro lado, o vermelho, branco e azul representam a minoria branca de origem holandesa, os Boers.

Bandeira da Burkina Faso

BANDEIRA DA BURKINA FASO

BANDEIRA DA BURKINA FASO

Significado da Bandeira da Burkina Faso

» As cores da bandeira da Burkina Faso são o vermelho, o verde e o amarelo.

A bandeira do Burkina Faso é composta de duas faixas horizontais, a de cima a vermelho e a de baixo a verde, com uma estrela amarela de cinco pontas a meio.

Apesar das cores desta bandeira coincidirem com as do movimento Pan-Africano, existe uma explicação oficial para a sua interpretação, na qual o vermelho representa a revolução socialista e o verde simboliza a riqueza natural do Burkina Faso. Existe também um significado associado às cores, ligando-as à solidariedade entre países africanos. A estrela surge como uma representação da luz condutora da revolução socialista.

Note-se que este país foi uma colónia francesa até 1960 e apenas em 1984 adoptou o actual nome – antes chamava-se Alto Volta – e a bandeira. Burkina Faso significa, na língua local “país de incorruptíveis”.

Bandeira do Burundi

BANDEIRA DO BURUNDI

BANDEIRA DO BURUNDI

Significado da Bandeira do Burundi

» As cores da bandeira do Burundi são o vermelho, o verde e o branco.

A bandeira do Burundi é muito característica. Ao centro, um círculo branco, sobre a junção de um X horizontal também a branco que cruza a totalidade da bandeira. No interior do círculo, três estrelas, dispostas em triângulo, a vermelho debruadas a verde. Os quatro segmentos da bandeira criados pelo X horizontal são verdes, de lado, e vermelhos, em cima e em baixo.

O significado das estrelas colocadas no centro do círculo não é consensual. Podem ser interpretadas como um símbolo das três etnias que habitam o Burundi (Hutus, Tutsis e Pigmeus), mas também como os três componentes do moto nacional: Unidade, Trabalho e Progresso.

O verde representa esperança para o futuro e o vermelho o sangue derramado na luta pela independência do país. Quanto ao verde, simboliza a desejada paz.

O Burundi obteve a sua independência da Bélgica em 1962 e nessa altura adoptou uma bandeira idêntica à actual, sendo diferente apenas no símbolo existente no círculo, que era uma representação de um tambor com poderes divinos, o karyenda, que emitiria mensagens apenas recebidas pelo rei. Com a abolição da monarquia, em 1966, a bandeira foi alterada e adoptada, tendo durante um período transitório uma planta de sarghum, essencial para a economia do país. Foi adoptada na sua forma final, a 28 de Junho de 1967.

Bandeira de Cabo Verde

BANDEIRA DE CABO VERDE

BANDEIRA DE CABO VERDE

Significado da Bandeira de Cabo Verde

» As cores da bandeira de Cabo Verde são o azul, o branco, o vermelho e o amarelo.

A actual bandeira de Cabo Verde foi adoptada a 22 de Setembro de 1992, substituindo a que tinha sido escolhida em 1975, por ocasião da independência do país, baseada nas cores do Pan-Africanismo – verde, vermelho e amarelo – e que era afinal a própria bandeira do partido dominante, o PAIGC (Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde).

A bandeira que hoje é usada por Cabo Verde tem um fundo azul escuro. Na metade inferior vêem-se três listas horizontais, uma vermelha ao meio e duas brancas que a envolvem. Em círculo, na parte inferior esquerda da bandeira, existem dez estrelas amarelas de cinco pontas que simbolizam as dez ilhas do arquipélago de Cabo Verde.

O azul dominante representa a imensidão do Oceano Atlântico, que abraça as ilhas. As listas representam a evolução do país em direcção à construção da Nação, o branco associado à paz e o vermelho ao esforço.

Bandeira dos Camarões

BANDEIRA DOS CAMAROES

BANDEIRA DOS CAMAROES

Significado da Bandeira dos Camarões

» As cores da bandeira dos Camarões são o azul, o vermelho e o azul.

A bandeira dos Camarões é tricolor, com faixas verticais, da esquerda para a direita, a verde, vermelho e amarelo, tendo uma estrela amarela de cinco pontas ao centro.

Estas são as cores do Pan-Africanismo, tendo sido os Camarões o segundo país a adoptá-las na sua bandeira nacional. O verde simboliza as florestas e a vegetação luxuriante do sul do país, o amarelo é uma representação do sol e das amplas savanas do norte, enquanto ao meio o vermelho significa unidade. A estrela da bandeira é chamada a “estrela da unidade”.

Após a independência do país a bandeira era um pouco diferente. Em vez da estrela ao centro, existiam duas estrelas, sobrepostas e mais pequenas, no canto superior esquerdo, na área verde.

A actual bandeira foi adoptada a 20 de Maio de 1975.

Bandeira do Chade

BANDEIRA DO CHADE

BANDEIRA DO CHADE

Significado da Bandeira do Chade

» As cores da bandeira do Chade são o azul, o amarelo e o vermelho.

A bandeira do Chade é tricolor, simples, com três faixas verticais, da esquerda para a direita a azul escuro, amarelo e vermelho. Muito idêntica portanto à da Roménia, apenas diferente na tonalidade do azul, mais escuro.

A concepção desta bandeira foi uma tentativa de compatibilizar a influência da bandeira francesa com as cores do Pan-Africanismo.

A interpretação das suas cores estabelece as seguintes ligações: o azul representa o céu e a esperança. O amarelo, o sol e o deserto. O vermelho, o sangue derramado na luta pela independência.

A bandeira foi adoptada a 6 de Novembro de 1959 e apesar de todas as convulsões políticas manteve-se inalterada ao longo das décadas, talvez porque não tem qualquer ligação simbólica a nenhuma das forças políticas que lutam pelo poder no Chade.

Bandeira dos Comores

BANDEIRA DOS COMORES

BANDEIRA DOS COMORES

Significado da Bandeira dos Comores

» As cores da bandeira dos Comores são o amarelo, o branco, o vermelho, o azul e o verde.

A bandeira deste pequeno país africano, um arquipélago localizado entre Madagáscar e Moçambique, é bastante colorida. Tem quatro faixas horizontais, de cima para baixo, em amarelo, branco, vermelho e azul. Do lado esquerdo, a sair da margem da bandeira, a base de um triângulo verde que se estende quase até meio da bandeira. No interior desse triângulo pode-se ver um símbolo do Quarto Crescente e quatro estrelas de cinco pontas, alinhadas verticalmente.

Esta é apenas a última de diversas bandeiras usadas pelas Ilhas Comoros. A primeira surgiu em 1963, mesmo antes da independência. Essa era totalmente verde, com as quatro estrelas alinhadas numa diagonal, sob o Quarto Crescente colocado no canto superior esquerdo. A partir daí houve uma sucessão de versões, sobretudo baseadas na recolocação dos mesmos elementos de forma diferente.

A actual bandeira, a primeira a incluir outras cores para além do verde e do vermelho, que teve uma aparição efémera entre 1976 e 1978, foi adoptada a 7 de Janeiro de 2002.

As quatro faixas representam as quatro ilhas do arquipélago, incluindo uma que não faz parte do país: amarelo para Mohéli, branco para Mayotte, que é administrada pela França, vermelho para Anjouan, e azul para a Grande Comoro.

O mesmo significado têm as quatro estrelas brancas e o Quarto Crescente é uma evidente alusão ao Islão, a religião dominante no arquipélago.

Bandeira da Costa do Marfim

BANDEIRA DA COSTA DO MARFIM

BANDEIRA DA COSTA DO MARFIM

Significado da Bandeira da Costa do Marfim

» As cores da bandeira da Costa do Marfim são o laranja, o branco e o verde.

A Costa do Marfim tem uma bandeira tricolor, com faixas verticais. Da esquerda para a direita, cor de laranja, branco e verde.

O cor de laranja é uma referência à cor dominante da paisagem no país, com muitas savanas e deserto, enquanto que o branco simboliza a paz, a unidade nacional e a espuma dos rios Sassandra, Bandama e Kamo. O verde representa a esperança de um futuro melhor e a vegetação luxuriante do sul da Costa do Marfim.

De um modo mais formal o significado das cores foi definido logo em 1959, quando a 3 de Dezembro a bandeira foi adoptada. Nessa ocasião o Ministro de Estado, Jean Delafosse, afirmou que o cor de laranja “fazendo lembrar as cores da nossa rica e generosa terra, a razão de ser da nossa luta, o sangue dos jovens que pelejaram pela independência”, e que o branco significaria são só a paz, mas a paz justa. O verde seria um símbolo de esperança, para todos, e para os costa marfinenses a certeza de um futuro melhor.

É possível que a bandeira francesa tenha influenciado a desta antiga colónia, mas há que notar a semelhança com a bandeira irlandesa, com as mesmas cores mas com o verde à esquerda e o cor de laranja à direita. A bandeira do Níger tem as mesmas cores, o que não surpreende, considerando o passado comum dos dois países.

Bandeira do Jibouti

BANDEIRA DO JIBUTI

BANDEIRA DO JIBUTI

Significado da Bandeira do Jibouti

» As cores da bandeira do Jibouti são o azul, o verde, branco e o vermelho.

A bandeira do Djibuti é composta por três partes. Duas faixas horizontais, a de cima a azul claro, a de baixo a verde, e depois, do lado esquerdo, um triângulo com a base sobre a margem da bandeira e o vértice a apontar para o centro, a branco. No centro dessa área branca, uma estrela de cinco pontas a vermelho.

A inspiração directa desta bandeira foi a da Liga Nacional para a Independência, que acabou mesmo por conseguir obter a soberania total do Djibuti, o que aconteceu em 1977.

O significado das cores usadas prende-se em parte com as tribos que habitam no país, com aquela tonalidade de azul a ser muito usada pelos Issas somalis e o verde pelos Afars muçulmanos. Por outro lado o azul representa o céu e o verde a paisagem do país.

O branco simboliza paz e a estrela vermelha é inspirada no símbolo Pan-Africano que representa unidade.

A bandeira foi hasteada pela primeira vez a 29 de Junho de 1977.

Bandeira do Egito

BANDEIRA DO EGITO

BANDEIRA DO EGITO

Significado da Bandeira do Egito

» As cores da bandeira do Egito são o vermelho, o branco e o preto.

A bandeira do Egipto é uma tricolor com faixas horizontais, com a barra de cima a vermelho, a do meio a branco e a de baixo a preto. Ao meio, no centro da bandeira, um símbolo de águia, a chamada Águia de Saladino.

O branco simboliza a pureza dos sentimentos do povo egípcio, o negro, colocado em baixo, representa a vitória sobre as trevas, e o vermelho o sangue derramado na luta pelo Egipto. A águia foi há muito adoptada como um símbolo nacional do Egipto, que não esqueceu o papel de Aladino na expulsão dos Cruzados da região.

Note-se que esta bandeira influenciou algumas outras, posteriormente criadas noutros países, como é o caso da Síria, do Sudão, do Iraque, do Iémen e, durante algum tempo, da Líbia.

Apesar do Egipto ter obtido a sua independência formal do Reino Unido em 1922, já antes existia uma bandeira, com alguma semelhança com a actual bandeira da Turquia, totalmente vermelha e com um Quarto Crescente e uma estrela a branco. Após 1922 adoptou uma bandeira com o Quarto Crescente e três estrelas mas com fundo a verde. Essas três estrelas simbolizavam os três territórios principais do país, o próprio Egipto, o Sudão e a Núbia, com algumas pessoas a dizerem que representavam os três grandes grupos religiosos do Egipto, cristãos, muçulmanos e judeus.

Em 1953 dá-se um golpe de estado militar que põe um ponto final na monarquia e o novo poder, apesar de conservar a antiga bandeira, cria uma outra, a que actualmente conhecemos como a bandeira do Egipto. Em 1958 a base dessa bandeira revolucionária é adoptada como bandeira nacional, mas em vez da Águia de Saladino tem ao centro duas estrelas verdes, porque nessa altura dá-se uma efémera união entre o Egipto e a Síria (no fundo, a bandeira hoje usada pela Síria). Em 1972 a actual bandeira torna-se definitiva.

Bandeira da Eritreia

BANDEIRA DA ERITREIA

BANDEIRA DA ERITREIA

Significado da Bandeira da Eritreia

» As cores da bandeira da Eritreia são o verde, o vermelho, azul e o amarelo.

A bandeira da Eritreia é composta por três áreas que podem ser descritas de forma diferente. No fundo formam três triângulos, um deles com base a cobrir toda a margem esquerda da bandeira e vértice que se estende até um ponto central da margem oposta, sendo este a vermelho, e tendo o formato aproximado do país. Os outros dois, ortogonais, dividem a margem direita da bandeira para estabelecerem as suas bases, o de cima a verde, o de baixo a azul.

Na parte esquerda da bandeira, sobre o triângulo vermelho, existe um símbolo composto por um ramo de oliveira envolvido por uma coroa de rama da mesma árvore. Este símbolo foi inspirado na anterior bandeira da Eritreia, que continha estes elementos em homenagem às Nações Unidas.

O vermelho simboliza o sangue vertido na luta pela independência do país, o azul, o oceano, existindo também uma relação com a bandeira das Nações Unidas, e o verde, as terras da Eritreia.

A independência da Eritreia, sob a égide das Nações Unidas, deu-se em 1952, mas a soberania do país terminou dez anos mais tarde quando, após o eclodir de uma guerra civil, a Etiópia anexou a Eritreia, ironicamente com o beneplácito das Nações Unidas.
Em 1993 a Eritreia voltou a ser independente e desde então tem usado a actual bandeira, com uma variação apenas, nas suas proporções. A nova bandeira foi hasteada pela primeira vez a 24 de Maio de 1993.

Bandeira da Etiópia

BANDEIRA DA ETIOPIA

BANDEIRA DA ETIOPIA

Significado da Bandeira da Etiópia

» As cores da bandeira da Etiópia são o verde, o amarelo, vermelho e o azul.

A Etiópia usa na sua bandeira as cores características do Pan-Africanismo, o verde, o amarelo e o vermelho, dispostas por esta ordem, de cima para baixo. Ao centro, sobre o amarelo, vê-se um símbolo nacional, que consiste num pentagrama a amarelo, com cinco raios, colocado sobre um círculo azul.

Este símbolo representa a igualdade entre todos os etíopes mas também a sua diversidade. O azul está associado à paz e os raios que emanam simbolizam prosperidade.

Sobre as cores, não será suficiente dizer que são do Pan-Africanismo, porque na realidade foi na Etiópia que o movimento se inspirou para adoptar estas cores. Contudo, nunca foi determinada a razão da escolha do verde, amarelo e vermelha para cores nacionais da Etiópia. Há quem diga que o arco-íris é a fonte de inspiração, um fenómeno muito comum nas quedas de água do Nilo Azul.

No contexto da bandeira, o verde pode ser interpretado como a terra da Etiópia, o amarelo como paz e esperança e o vermelho como força.

Antes do uso da bandeira já se viam na Etiópia estandartes com as mesmas cores, mas foi o rei Melik II que ordenou, a 6 de Outubro de 1897, a criação de uma bandeira nacional, já com as faixas horizontais, mas por essa altura com o vermelho no topo. Desde então este símbolo nacional sofreu diversas alterações: com a governação do imperador Haile Selassie, após a sua morte, durante o regime do Derg, no período de transição e, finalmente, desde 31 de Outubro de 1996, a actual bandeira.

Bandeira do Gabão

BANDEIRA DO GABAO

BANDEIRA DO GABAO

Significado da Bandeira do Gabão

» As cores da bandeira do Gabão são o verde, o amarelo e o azul.

O Gabão tem uma bandeira tricolor com faixas horizontais, com o verde por cima, o amarelo ao meio e o azul em baixo.

Tendo-se tornado independente da França em 1960, o Gabão tem-se mantido fiel à bandeira então adoptada, que inclui o verde e o amarelo do movimento Pan-Africano, por sua vez inspirado nas cores da bandeira da Etiópia, e o azul que apesar de ter uma tonalidade diferente da que é usada na bandeira francesa, se acredita ser uma referência ao passado colonial.

O simbolismo destas cores associa o verde à indústria da madeira e às florestas do Gabão, o amarelo ao sol e à latitude zero do país e o azul ao oceano Atlântico, que banha as suas costas, e às águas dos rios nacionais, especialmente o Ogooué.

Apesar do pavilhão nacional se ter mantido inalterado desde a sua adopção, a 9 de Agosto de 1960, baseia-se num modelo preliminar criado um ano antes, que incluía as mesmas cores, mas também uma bandeira francesa em ponto pequeno na parte superior esquerda, um pouco como sucede com a Austrália e outros países anglófonos relativamente à Union Jack.

Bandeira do Gana

BANDEIRA DO GANA

BANDEIRA DO GANA

Significado da Bandeira do Gana

» As cores da bandeira do Gana são o vermelho, o amarelo, o verde e o preto.

O Gana tornou-se independente do Reino Unido a 6 de Março de 1957 e adoptou de imediato a actual bandeira, apesar de desde então ter sido alterada sucessivas vezes, antes de regressar ao figurino original. Note-se que o Gana foi o primeiro país a usar o modelo tricolor do movimento Pan-Africano na sua bandeira.

As suas três faixas coloridas horizontais são, de cima para baixo, vermelho, amarelo e verde. Sobre a faixa central encontra-se uma estrela de cinco pontas a negro.

A bandeira foi criada por Theodosia Okoh e escolhida pelo primeiro presidente do país, Kwame Nkrumah.

Segundo as palavras da própria criadora: “Decidi usar estas três cores, o vermelho, o amarelo e o verde, devido à geografia do Gama. O Gana fica nos trópicos e é abençoado com uma rica vegetação. O amarelo é inspirado na riqueza mineral das nossas terras e o vermelho comemora todos aqueles que trabalharam e morreram pela independência do país. Quanto à estrela de cinco pontas, é um simbolo de emancipação africana e de luta contra o colonialismo.

Entre 1958 e 1961 a bandeira foi alterada, passando a incluir duas estrelas negras, um símbolo da efémera união política com a Guiné. Entre 1961 e 1964, com a adesão do Mali a esta experiência política, foi adicionada uma terceira estrela. Entre 1964 e 1966 a tricolor substituiu o amarelo pelo branco, mas a 28 de Fevereiro de 1966 o Gana regressou à bandeira original.

Bandeira da Guiné

BANDEIRA DA GUINE

BANDEIRA DA GUINE

Significado da Bandeira da Guiné

» As cores da bandeira da Guiné são o vermelho, o amarelo e o verde.

A Guiné Conakri, assim chamada para se distinguir dos outros países que usam também o nome de Guiné (Guiné Bissau e Guiné Equatorial) tornou-se independente da França em 1958 e logo adoptou uma bandeira que se mantém até aos dias de hoje.

Talvez inspirados na bandeira francesa, os guineenses escolheram um modelo tricolor com faixas verticais, sendo que estas são, da esquerda para a direita, a vermelho, amarelo e verde. Tratam-se das cores do movimento Pan-Africano, usadas pela primeira vez numa bandeira nacional pelo Gana, que as adoptou um ano antes.

Note-se que esta bandeira é muito semelhante à anterior bandeira do Ruanda que, precisamente pelas parecenças, adicionou a letra R ao centro.
Para além do simbolismo comum das cores, que representam a união entre os povos de África, o presidente Sékou Touré explicou assim o significado das cores na bandeira: o vermelho representa o sangue derramado na luta pela independência, o amarelo o sol e a riqueza do subsolo guineense e o verde a luxuriante vegetação existente no país.

A bandeira foi oficialmente adoptada a 10 de Novembro de 1958.

Bandeira da Guiné Equatorial

BANDEIRA DA GUINE EQUATORIAL

BANDEIRA DA GUINE EQUATORIAL

Significado da Bandeira da Guiné Equatorial

» As cores da bandeira da Guiné Equatorial são o verde, o branco, o vermelho e o zul.

A bandeira da Guiné Equatorial tem três faixas horizontais, a de cima a verde, a do meio a branco e a de baixo a vermelho. Do lado esquerdo, cobrindo toda a margem, a base de um triângulo que se estende em direcção ao centro, mas sem o alcançar, ao contrário do que acontece com outras bandeiras que usam a mesma figura.

Ao meio, sobre a faixa branca, o símbolo nacional, composto por uma árvore muito comum no país sobre a qual se perfilam cinco estrelas douradas de cinco pontas dispostas num semi-círculo. Por baixo, o moto “Unidad, Paz, Justicia” (não esquecer que este é o único país africano de língua oficial espanhola).

As estrelas representam o conjunto nacional, composto por quatro ilhas e território continental. O azul simboliza o Oceano Atlântico, o verde, a cor dominante da paisagem da Guiné Equatorial, o branco, a paz, e o vermelho, o sangue derramado durante a luta pela independência.

Esta bandeira começou a ser usada no dia da independência, a 12 de Outubro de 1968, mas durante o regime do presidente Francisco Nguema (1973-1979) o símbolo usado foi diferente, pelo que se considera que a actual bandeira foi adoptada a 21 de Agosto de 1979.

Bandeira da Guiné-Bissau

BANDEIRA DA GUINE BISSAU

BANDEIRA DA GUINE BISSAU

Significado da Bandeira da Guiné-Bissau

» As cores da bandeira da Guiné-Bissau são o amarelo, o vermelho, o verde e o preto.

A bandeira da Guiné-Bissau foi criada mesmo antes da independência do país, a 24 de Setembro de 1973, sendo, tal como a anterior bandeira de Cabo Verde, inspirada fortemente no pavilhão do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde, o PAIGC, que ainda hoje controla o poder no país.

Ao contrário das disposições habituais das bandeiras tricolores, com três faixas horizontais ou verticais, a da Guiné Bissau tem o primeiro terço, do lado esquerdo, ocupado pelo vermelho, sobre o qual se encontra uma estrela negra de cinco pontas, enquanto os restantes dois terços têm duas faixas horizontais, com o amarelo por cima e o verde por baixo.

Tendo sido influenciada pela bandeira do Gana, o significado destas cores é o mesmo: o vermelho representa o sangue derramado durante a luta pela independência, o amarelo simboliza o sol e a riqueza mineral do solo da Guiné Bissau e o verde é uma alusão à cor dominante na paisagem nacional.

A estrela negra é um símbolo comum a diversas bandeiras africanas, representando a união entre os povos e nações do continente.

Bandeira da Gâmbia

BANDEIRA DA GAMBIA

BANDEIRA DA GAMBIA

Significado da Bandeira da Gâmbia

» As cores da bandeira da Gâmbia são o vermelho, o azul, o verde e o branco.

A bandeira da Gâmbia é composta por três faixas horizontais e duas linhas, a branco, que as separam. Ao topo, uma faixa vermelha, que simboliza os intensos raios solares que se fazem sentir no país e as suas savanas. A meio, mais estreita, uma faixa azul, que representa o rio Gâmbia, um acidente geográfico determinante na constituição do país, que basicamente acompanha o fluir deste rio. O verde, em baixo, simboliza as terras nacionais e a vegetação, sempre muito verde, da Gâmbia. O branco das linhas divisórias, simboliza paradoxalmente a união e a paz.

A actual bandeira foi adoptada em 18 de Fevereiro de 1965, quando o país obteve independência total do Reino Unido, e tem-se mantido inalterada desde então, apesar das diversas mudanças políticas que tiveram lugar, incluindo uma união de sete anos (1982-1989) com o Senegal. Aquando da independência organizou-se um concurso público para a escolha da bandeira para o novo país, e o vencedor, criador da bandeira da Gâmbia, foi um contabilista chamado Louis Thomasi.

Bandeira do Lesoto

BANDEIRA DO LESOTO

BANDEIRA DO LESOTO

Significado da Bandeira do Lesoto

» As cores da bandeira do Lesoto são o azul, o branco, o verde e o preto.

A bandeira do Lesoto tem uma intensidade cromática muito leve, sendo constituída por três faixas horizontais, a de cima azul, a do meio branca e a de baixo verde. Ao meio, sobre a área a branco, encontra-se a representação a negro de um chapéu tradicional muito usado no país, o mokorotlo, feito de palha, que se tornou o símbolo do país.

O azul simboliza o céu e a chuva, o verde representa prosperidade e o branco significa paz, uma filosofia que é muito querida ao Lesoto.

O Lesoto tornou-se independente em 1966 e desde então tem tido diversas bandeiras. A bandeira original, adoptada nesse ano, não sobreviveu a um golpe de Estado militar que em 1987 derrubou o Partido Nacional do Lesoto, ininterruptamente no poder desde a independência. Nessa altura uma nova bandeira, desenhada pelo sargento Retšelisitsoe Matete, surgiu, já com as cores que hoje se vêem no pavilhão nacional, mas dispostas de outra forma e com um símbolo militar em vez do mokorotlo.

Em 2006 o Lesoto quis alterar a bandeira, removendo o símbolo militar de forma a passar uma mensagem de paz. As quatro propostas apresentadas continham o mokorotlo, em castanho, mais tarde alterado para preto para simbolizar a população negra do país. A nova bandeira foi oficialmente adoptada a 4 de Outubro de 2006.

Bandeira da Libéria

BANDEIRA DA LIBERIA

BANDEIRA DA LIBERIA

Significado da Bandeira da Libéria

» As cores da bandeira da Libéria são o vermelho, o branco e o azul escuro.

A bandeira da Libéria é claramente influenciada pela dos Estados Unidos da América, um caso único em África. Isto remete para a história muito peculiar das terras que formam a hoje a Libéria, literalmente, “Terra da Liberdade”, que se relacionam com uma utopia, o retorno dos antigos escravos e seus descendentes, dos EUA para África.

Decretando a sua independência em 1847 (e aceite pelos EUA em 1862) a Libéria é dos países soberanos mais antigos do continente africano, mas manteve-se ligado aos EUA por laços emocionais e boas relações políticas até meados do século XX.

A bandeira da Libéria tem a mesma disposição que a dos EUA, com algumas diferenças: no canto superior esquerdo, pode-se ver apenas uma estrela, branca, de cinco pontas. E as listas brancas e vermelhas são onze, ao contrário das treze que se encontram na bandeira norte-americana.

O simbolismo também diverge, representando as listas os onze signatários da declaração de independência do país. O vermelho simboliza a coragem e o branco a excelência.

Quanto à estrela, representa a Libéria, no seu carácter único, enquanto primeiro país africano (e o continente é simbolizado pelo rectângulo azul) independente e com um modelo político democrático e ocidental.

Será talvez a bandeira nacional mais antiga de África, tendo sido adoptada formalmente a 26 de Julho de 1847 e é famosa internacionalmente pela presença constante em milhares de navios, já que as licenças de navegação são emitidas pelo país em condições muito favoráveis.

Bandeira da Líbia

BANDEIRA DA LIBIA

BANDEIRA DA LIBIA

Significado da Bandeira da Líbia

» As cores da bandeira da Líbia são o vermelho, o preto, o verde e o branco.

A actual bandeira da Líbia é composta por três faixas horizontais, a de cima a vermelho, a do meio, mais larga, a preto, e a de baixo a verde. Ao centro, sobre a faixa negra, um Quarto Crescente e uma estrela de cinco pontas, ambos a branco.

Apesar de ter sofrido grandes alterações desde a criação do reino da Líbia, em 1951, a bandeira nacional completou um círculo, tendo regressado em 2011 ao seu conceito original.

A bandeira inspira-se no pavilhão da dinastia Senussida, da Cirenaica, preto e com o Quarto Crescente e a estrela.

Apesar de não estar comprovado, poderá ter sido Omar Faiek Shennib, Vice-Presidente da Assembleia Nacional e Ministro da Defesa do rei Idris Al Senussi a ter criado a bandeira, ou pelo menos terá sido ele a apresentar o conceito.

Segundo Omar Faiek Shennib o vermelho da bandeira representaria o sangue derramado na luta pela independência do país, o preto seria uma alusão à época negra em que a Itália dominou a Líbia e o verde seria um símbolo da fértil agricultura nacional. O Quarto Crescente e a estrela seriam uma referência à dinastia Senussida e à importância do rei Idris Al Senussi.

A bandeira foi usada desde a criação do país até 1969, quando se dá a Revolução liderada por Kadhaffi. Entre esse ano e 1972 foi usada uma bandeira tricolor com as cores do Pan-Arabismo tal como tinha surgido no Egipto em 1952. Entre 1972 e 1977 foi usada uma bandeira alusiva à união com o Egipto e Síria e entre 1977 e 2011 a bandeira da Líbia foi simplesmente um pavilhão totalmente verde.

A 17 de Fevereiro de 2011 a primeira bandeira da Líbia independente foi formalmente adoptada.

Bandeira de Madagáscar

BANDEIRA DE MADAGASCAR

BANDEIRA DE MADAGASCAR

Significado da Bandeira de Madagáscar

» As cores da bandeira de Madagáscar são o branco, o vermelho e o verde.

A bandeira de Madagáscar tem três áreas: do lado esquerdo, ocupando um terço da bandeira, uma área a branco. Os restantes dois terços são tomados por duas faixas horizontais de iguais proporções, a de cima a vermelho e a de baixo a verde.

Inicialmente a bandeira era basicamente branca, um tributo à dinastia Merino e ao seu esforço para manter a independência de Madagáscar numa altura em que o resto do continente era conquistado e controlado pelos europeus, tendo resistido até 1896. O branco simboliza também pureza e castidade, enquanto o vermelho está associado à independência da Nação e o verde representa a esperança dos madagascarenses num futuro melhor.

Existe uma outra interpretação segundo a qual o verde representa a população que vive na orla costeira, enquanto o branco se relaciona com o clã Volafot e o vermelho com o clã Volamen.

A bandeira foi oficialmente adoptada a 14 de Outubro de 1958, dois anos antes da independência, e mantida inalterada desde então.

Bandeira do Malawi

BANDEIRA DA MALAWI

BANDEIRA DA MALAWI

Significado da Bandeira do Malawi

» As cores da bandeira do Malawi são o preto, o vermelho e o verde.

A bandeira do Malawi tem três faixas horizontais. De cima para baixo, vemos uma faixa preta, seguida de uma vermelha e de uma verde. Ao centro da faixa de topo, o símbolo de um nascer de sol.

A faixa negra simboliza o povo do país, a vermelha representa o sangue derramado na luta pela independência e a verde a luxuriante vegetação que abunda no Malawi.

Quanto ao sol, que se vê na bandeira com trinta e um raios, tem um significado duplo: é uma alusão ao nascimento da nova nação e ao futuro que tem diante de si mas também é uma referência ao significado da palavra que dá o nome ao país. Malawi é um efeito que ocorre sobre o lago Niassa quando o sol se põe.

Note-se que a bandeira foi inspirada no pavilhão do principal partido político do país, o Malawi Congress Party.

A bandeira foi adoptada a 6 de Julho de 1964, dia da independência do país, e apesar de ter sido alterada em 2010, voltou à sua forma original em 2012.

Bandeira do Mali

BANDEIRA DO MALI

BANDEIRA DO MALI

Significado da Bandeira do Mali

» As cores da bandeira do Mali são o verde, o amarelo e o vermelho.

A bandeira do Mali é de simples descrição: trata-se de uma tricolor, com faixas verticais, com o verde à esquerda, o amarelo ao centro e o vermelho à direita. São portanto as cores do movimento Pan-Africano, com um simbolismo comum: o verde representa as florestas e a fertilidade da terra, o amarelo o sol e o vermelho a luta pela independência.

Quando o Mali (antigo Sudão Francês) se tornou independente da França, em 1960, uniu-se politicamente com o Senegal, formando uma federação. Nessa altura a bandeira era semelhante à actual, tendo contudo no centro um símbolo antropomórfico conhecido como kanaga.

Em 1961, com a dissolução da federação, o Mali adoptou a actual bandeira, mais precisamente a 1 de Março desse ano. O kanaga desapareceu das bandeiras dos países que constituíam a federação, até porque existia um conflito entre a crença religiosa das populações muçulmanas e a utilização de uma representação humana na bandeira.

Bandeira de Marrocos

BANDEIRA DE MARROCOS

BANDEIRA DE MARROCOS

Significado da Bandeira de Marrocos

» As cores da bandeira de Marrocos são o vermelho e o verde.

A bandeira de Marrocos é vermelha, com um pentagrama a verde, conhecido como “O Selo de Salomão”, no seu centro.

O vermelho, que domina a bandeira, simboliza a união de sangue entre o profeta Maomé e o rei de Marrocos, mas pode também ser interpretado como uma representação da independência e da soberania da Nação.

A bandeira vermelha foi adoptada no século XVII e o pentagrama foi adicionado em 1915, durante o reinado de Mulay Yusef, simbolizando amor, verdade, paz, liberdade e justiça mas também os cinco pilares do Islão. Oficialmente a actual bandeira foi adoptada a 17 de Novembro de 1915 e manteve-se mesmo durante o domínio francês e espanhol.

Bandeira da Mauritânia

BANDEIRA DA MAURITANIA

BANDEIRA DA MAURITANIA

Significado da Bandeira da Mauritânia

» As cores da bandeira da Mauritânia são o verde e o amarelo.

A bandeira da Mauritânia é predominantemente verde, com duas estreitas faixas vermelhas, em cima e em baixo, tendo ao centro um Quarto Crescente e uma estrela de cinco pontas, ambos em amarelo. Contudo, ao contrário do que sucede nas bandeiras onde surge este símbolo islâmico, no caso da Mauritânia o Quarto Crescente está deitado, com as pontas da lua para cima.

O verde, segundo alguns autores, simboliza também o futuro brilhante e o crescimento do país, enquanto o amarelo representa as areias dos desertos da Mauritânia.

A bandeira combina portanto elementos do Pan-Africanismo, o amarelo, vermelho e o verde, e religiosos, não só pelos símbolos aplicados como pela própria cor verde, a cor do Islão.

A actual bandeira foi oficialmente adoptada a 15 de Agosto de 2017, substituindo o anterior pavilhão nacional, que não incluía as faixas vermelhas e que tinha estado em uso desde a independência do país em 1959, escolhida na altura pelo próprio presidente Moktar Ould Daddah.

A substituição foi feita após um referendo nacional promovido pelo presidente Mohamed Ould Abdel Aziz.

As faixas vermelhas simbolizam os esforços e sacrifícios do povo da Mauritânia em prol da defesa da sua Pátria.

Bandeira da Maurícia

BANDEIRA DA MAURICIA

BANDEIRA DA MAURICIA

Significado da Bandeira da Maurícia

» As cores da bandeira da Maurícia são o vermelho, o azul, o amarelo e o verde.

A bandeira das Ilhas Maurícias é composta por quatro faixas horizontais, de cima para baixo, vermelha, azul, amarelo e verde.

As cores do Pan-Africanismo estão presentes na bandeira, mas isso será talvez coincidência, uma vez que este conjunto cromático é exactamente o mesmo utilizado no escudo-de-armas das ilhas, que lhes foi atribuído em 1906 pelo rei Eduardo VII.

O vermelho simboliza a luta pela liberdade e pela independência, o azul o oceano Índico que envolve as Ilhas Maurícias, o amarelo a nova luz trazida pela soberania e o verde a agricultura do país e a cor da sua paisagem.

A bandeira foi criada por um professor de escola primária, Gurudutt Moher, e adoptada no dia da independência do Reino Unido, ou seja, a 12 de Março de 1968.

Bandeira de Moçambique

BANDEIRA DE MOÇAMBIQUE

BANDEIRA DE MOÇAMBIQUE

Significado da Bandeira de Moçambique

» As cores da bandeira de Moçambique são o verde, o vermelho, o preto, o amarelo e o branco.

A bandeira de Moçambique tem três faixas horizontais, divididas por duas linhas brancas, sendo que a de cima é verde, a do meio é negra e a de baixo é amarela. Do lado esquerdo existe um triângulo, a vermelho, com a base a cobrir toda a margem esquerda e o vértice a vir até cerca de um terço da área da bandeira.

Sobre esse triângulo vermelho existe um símbolo que contém uma arma, mais especificamente uma espingarda de assalto AK-47 Kalashnikov com baioneta armada, que se distinguiu como a arma de revolucionários nos anos 60 e 70. Esta arma encontra-se cruzada com uma enxada, que representa os agricultores moçambicanos, encontrando-se por baixo um livro, símbolo da importância da educação,e tudo isto sobre uma estrela amarela de cinco pontas.
Esta bandeira inspirou-se no partido FRELIMO que organizou a luta armada para a independência de Moçambique.

O verde simboliza as férteis terras do país, o negro a população, o amarelo a riqueza mineral. O branco, usado nas linhas separadores, representa paz.
Ainda antes da independência, obtida em 1975, foi escolhida uma bandeira com a mesma disposição mas sem os símbolos sobre o triângulo vermelho. Após a independência as cores mantiveram-se mas foram distribuídas de outra forma, surgindo então a simbologia que ainda hoje vemos na bandeira e o actual design foi adoptado formalmente a 1 de Maio de 1983.

Em 2005 esteve à vista uma alteração substancial da bandeira, tendo-se para o efeito organizado um concurso público ao qual concorreram 119 propostas. A dinâmica de substituição partiu da oposição parlamentar, que desejava ver retirada a arma da bandeira – note-se que existem apenas dois países no mundo que têm armas nas suas bandeiras – mas a FRELIMO acabou por inviabilizar a alteração.

Bandeira de São Tomé e Príncipe

BANDEIRA DE SAO TOME E PRINCIPE

BANDEIRA DE SAO TOME E PRINCIPE

Significado da Bandeira de São Tomé e Príncipe

» As cores da bandeira de São Tomé e Príncipe são o verde, o vermelho, o preto, o amarelo.

A bandeira de São Tomé e Príncipe é composta por três faixas horizontais, a do meio a amarelo e as de topo e de baixo a verde. Do lado esquerdo, um triângulo deitado com o vértice a apontar para o centro da bandeira. A meio, sobre a faixa amarela, duas estrelas negras de cinco pontas.

Para além da evidente associação ao movimento Pan-Africano, que usa o verde, vermelho e verde como símbolos da união entre os povos e as nações africanas, no caso específico de São Tomé e Príncipe o verde simboliza a riquíssima vegetação que cobre as ilhas do arquipélago, enquanto o amarelo representa o sol e o cacau, a principal produção agrícola do país. O vermelho está associado à memória dos que lutaram pela independência de São Tomé e Príncipe e ao principio da igualdade.

As duas estrelas representam as duas ilhas que compõem o país, mas há também aqui uma relação com a estrela do Pan-Africanismo e com o seu simbolismo de união.

A bandeira de São Tomé e Príncipe foi adoptada a 5 de Novembro de 1975. Foi o culminar de um processo durante o qual foram apresentadas propostas para a bandeira do novo país, todas elas recusadas. A que vingou é quase igual à do partido dominante no país, o MLSTP, e é provável que tenha sido desenhada por Manuel Pinto da Costa, líder histórico do MLSTP e que chegou à presidência de São Tomé e Príncipe.

Bandeira da Namíbia

BANDEIRA DA NAMIBIA

BANDEIRA DA NAMIBIA

Significado da Bandeira da Namíbia

» As cores da bandeira da Namíbia são o amarelo, o verde e o vermelho.

A bandeira da Namíbia é composta por três áreas. Em cima do lado esquerdo há uma área azul escura e em baixo do lado direito uma área verde. Estas zonas estão separadas por uma faixa diagonal vermelha debruada a branco.

No canto superior esquerdo existe um símbolo solar de onde emanam doze raios que simboliza poder e existência.

O significado das cores está definido. O vermelho simboliza o povo da Namíbia, o seu heroísmo e determinação na construção de um futuro melhor para todos. O branco representa paz e unidade. O verde está associado à agricultura e à paisagem natural do país. O azul simboliza o oceano e o céu, assim como a chuva e os recursos hídricos da Namíbia.

A bandeira foi adoptada aquando da independência da Namíbia, que se separou da África do Sul a 21 de Março de 1990.

Curiosamente, existiu um litígio sobre a sua autoria, resolvido em tribunal, que atribuiu a co-autoria a Theo Jankowski, Don Stevenson e Ortrud Clay.

Foram apresentados 870 trabalhos no âmbito do concurso público que visava escolher uma bandeira para o novo país. Numa fase mais adiantada ficaram seis trabalhos e desse grupo foram seleccionadas as propostas destes três homens. A partir daí conjugaram-se numa só bandeira, a que hoje conhecemos, conceitos existentes nos três desenhos. Existiram ainda outros dois litigantes, a que não foi dada razão.

Bandeira da Nigéria

BANDEIRA DA NIGERIA

BANDEIRA DA NIGERIA

Significado da Bandeira da Nigéria

» As cores da bandeira da Nigéria são o verde e o branco.

A bandeira da Nigéria é de simples descrição: três faixas verticais, sendo que a central é branca e as outras duas são verdes.

A bandeira foi seleccionada pouco antes da independência do Reino Unido, que ocorreu em 1960, e o seu autor foi o estudante Michael Taiwo Akinkunmi, que na altura tinha 23 anos e estudava no Norwich Technical College em Inglaterra. Corria o ano de 1959 e para o concurso público então organizado apresentaram-se mais de duzentas propostas.

A bandeira de Michael Taiwo Akinkunmi tinha um elemento adicional, um símbolo solar colocado sobre a faixa branca central.

Existem duas interpretações dominantes desta bandeira. Uma diz que o branco simboliza o rio Níger, rodeado do verde da paisagem nigeriana. Outra evoca o significado comum do branco, a paz, e associa o verde à tradição da agricultura no país.

Foi adoptada no dia da independência da Nigéria, o Primeiro de Outubro de 1960.

Bandeira do Níger

BANDEIRA DO NIGER

BANDEIRA DO NIGER

Significado da Bandeira do Níger

» As cores da bandeira do Níger são o laranja, o branco e o verde.

A bandeira do Níger ficou definida um ano antes da independência do país. É composta por três faixas horizontais. A de cima a laranja, a do meio a branco e a de baixo a verde claro. Ao centro, sobre a faixa branca, vê-se um círculo laranja de dimensões médias.

Existe um simbolismo geográfico de certa forma literal nesta escolha cromática. O laranja representa o escaldante deserto do Sahara, a norte do país. Ao branco corresponde uma ideia de pureza. Quanto ao verde, simboliza a paisagem dominante no sul do país, com muita vegetação.

O círculo é também ele uma representação directa: trata-se do sol que ilumina o Níger.

A bandeira foi adoptada a 23 de Novembro de 1959, mantendo-se inalterada até aos dias de hoje.

Bandeira do Quénia

BANDEIRA DO QUENIA

BANDEIRA DO QUENIA

Significado da Bandeira do Quénia

» As cores da bandeira do Quénia são o preto, o vermelho, o verde e o branco.

A bandeira do Quénia é bastante característica sendo basicamente uma tricolor horizontal, com faixas, de cima para baixo, a negro, vermelho e verde, divididas entre si por duas finas linhas brancas. Ao centro, ocupando um pouco das três faixas, um símbolo tradicional que mostra um escudo Masai cruzado por duas lanças.

A escolha cromática do Quénia não é muito comum em África, onde o negro é raramente usado e muitos países dão preferência ao conjunto verde-amarelo-vermelho associado ao movimento Pan-Africano.

O simbolismo das cores da bandeira do Quénia baseia-se na ligação entre o negro e a população do país, do vermelho e do sangue derramado na luta pela independência e do verde e da tonalidade dominante na paisagem nacional. Tal como sucede na bandeira da Gâmbia as linhas brancas que separam as três faixas horizontais simbolizam a união e a paz.

A particularidade deste conjunto cromático no contexto das bandeiras dos países de África poderá residir no facto de que estas são as cores do partido dominante do Quénia, a União Nacional Africana do Quénia, e as linhas brancas poderão simboliza o principal partido da oposição, o Partido Democrático Africano do Quénia.

O símbolo bélico colocado ao centro da bandeira representa a disponibilidade do povo do Quénia de lutar em defesa da Pátria.

A bandeira foi adoptada oficialmente a 12 de Dezembro de 1963, o dia da independência do Reino Unido.

Bandeira da República Centro-Africana

BANDEIRA DA REPUBLICA CENTRO AFRICANA

BANDEIRA DA REPUBLICA CENTRO AFRICANA

Significado da Bandeira da República Centro-Africana

» As cores da bandeira da República Centro-Africana são o azul, o branco, o verde, o amarelo e o vermelho.

A República Centro-Africana tem uma das bandeiras mais coloridas do mundo. É composta de quatro faixas horizontais, sendo que a primeira, de cima, é azul escura, a segunda é branca, a terceira é verde e a quarta é amarela. Ao meio, desta vez na vertical, existe uma outra faixa, vermelha, que atravessa as três anteriormente referidas. E no canto superior esquerdo existe uma estrela de cinco pontas amarela.

O conjunto vermelho, branco e azul simboliza o passado colonial do país, enquanto o vermelho, verde e amarelo, sendo as cores do movimento Pan-Africano, está associado à ideia de solidariedade e união entre as nações daquele continente.

A barra vertical é também uma alusão ao sangue vertido durante a luta pela liberdade. A estrela é comum a outras bandeiras africanas, simbolizando a unidade africana, o progresso e a tolerância.

A bandeira foi adoptada a 1 de Dezembro de 1958, tendo sido desenhada pelo próprio presidente, Barthélemy Boganda, que a explicou durante a apresentação à Assembleia Legislativa:

“Estas cores simbolizam os quatro territórios constituintes da África Equatorial Francesa mas também a a França Metropolitana. A faixa vermelha que atravessa as quatro cores é o símbolo do nosso sangue. Tal como fizemos quanto a França estava em perigo, deveremos derramar o nosso sangue por África e pela protecção da República Centro Africana, um membro da Comunidade Francófona.”

Em 1976 o presidente do país, Jean-Bédel Bokassa converteu-se ao Islão e tentou substituir a bandeira, mas rapidamente foi deposto e em Dezembro do mesmo ano uma nova Constituição confirmou a actual bandeira.

Bandeira da República Democrática do Congo

BANDEIRA DA REPUBLICA DEMOCRATICA DO CONGO

BANDEIRA DA REPUBLICA DEMOCRATICA DO CONGO

Significado da Bandeira da República Democrática do Congo

» As cores da bandeira da República Democrática do Congo são o azul, o vermelho e o amarelo.

A bandeira da República Democrática do Congo tem um fundo azul muito vivo. A cruzá-la, numa diagonal da esquerda para a direita, uma faixa vermelha com margens a amarelo, e no canto superior esquerdo, uma estrela amarela de cinco pontas.

O azul simboliza paz, o vermelho o sangue derramado pelos patriotas, e o amarelo representa prosperidade. Quanto à estrela, significa o desejo de um futuro melhor para o país mas, considerando que é idêntica à usada no simbolismo do Pan-Africanismo, representará também a unidade entre os países do continente.

Quando a República Democrática do Congo se tornou independente da Bélgica, em 1960, chamava-se Zaire e a sua primeira bandeira era baseada nas cores desse Pan-Africanismo, o verde, amarelo e vermelho. Contudo, com a revolução de 1996, a bandeira foi alterada, tendo-se adoptado um pavilhão azul com seis estrelas mais uma, maior, ao centro.

A actual bandeira foi adoptada a 20 de Fevereiro de 2006.

Bandeira da República do Congo

BANDEIRA DA REPUBLICA DO CONGO

BANDEIRA DA REPUBLICA DO CONGO

Significado da Bandeira da República do Congo

» As cores da bandeira da República do Congo são o verde, o amarelo e o vermelho.

A bandeira da República do Congo é composto por duas cores predominantes, o verde à esquerda e o vermelho à direita. Uma faixa amarela diagonal cruza a bandeira da esquerda para a direita.

Este conjunto de cores corresponde às cores do movimento Pan-Africano e simbolizam a unidade entre os povos africanos. Mas na bandeira da República do Congo o verde significa também a agricultura e as terras do país, enquanto o amarelo representa a amizade e a nobreza do povo congolês. Curiosamente não existe uma interpretação oficial para o vermelho da bandeira.

A actual bandeira foi adoptada pela primeira vez a 15 de Setembro de 1959, na sequência da independência de França. Contudo, entre 1970 e 1991, durante o regime apoiado pela União Soviética, a bandeira do país foi totalmente vermelha com alguma simbologia comunista. Com o colapso da URSS o regime não sobreviveu e o governo democrático que lhe sucedeu trouxe de volta a bandeira original, adoptada pela segunda vez a 10 de Junho de 1991.

Bandeira do Ruanda

BANDEIRA DO RUANDA

BANDEIRA DO RUANDA

Significado da Bandeira do Ruanda

» As cores da bandeira do Ruanda são o azul, o amarelo e o verde.

A actual bandeira do Ruanda é composta por três faixas horizontais. A de topo, ocupando metade da bandeira, é azul, numa tonalidade semelhante à do azul da ONU. A do meio é amarela e a de baixo é verde. No canto superior direito – uma localização pouco comum – existe um símbolo solar.

O azul representa paz e felicidade, o amarelo simboliza a esperança num futuro melhor e desenvolvimento económico e o verde é uma alusão à prosperidade e aos recursos naturais do país.

O símbolo do sol representa a luz, num sentido literal e figurativo, como que em Iluminismo.

Esta bandeira foi adoptada a 25 de Outubro de 2001, após o período negro da história do Ruanda, no qual uma quantidade brutal de elementos das tribos Tutsi foram chacinados pela maioria Hutu. A anterior bandeira, usada desde a independência, em 1961, era igual à da Guiné Conakri, mas com a letra R ao centro para a distinguir.

A bandeira foi criada por Alphonse Kirimobenecyo e pretendeu acompanhar o movimento de reconciliação após os massacres. Transmite princípios de unidade nacional, respeito pelo trabalho, heroísmo e confiança no futuro.

Bandeira do Senegal

BANDEIRA DO SENEGAL

BANDEIRA DO SENEGAL

Significado da Bandeira do Senegal

» As cores da bandeira do Senegal são o verde, o amarelo e o vermelho.

A bandeira do Senegal é composta por três faixas verticais, sendo que a da esquerda é verde, a do meio é amarela e a da direita é vermelha. Ao centro, sobre a faixa amarela, encontra-se uma estrela verde de cinco pontas.

Como sucede em tantos países africanos, as cores da bandeira do Senegal são as do movimento Pan-Africano, que por sua vez foi buscar este conjunto cromático à bandeira da Etiópia, único país do continente que apesar de invadido e ocupado pela Itália nunca foi verdadeiramente colonizado.

Para além do significado comum, no caso do Senegal o verde representa a vegetação mas também a influência do Islão no país, enquanto o amarelo simboliza o sol, as artes e a qualidade de vida. Quanto ao vermelho, está associado ao sangue derramado na luta pela independência do Senegal. A estrela verde simboliza a abertura do país aos cinco continentes do Planeta.

Há contudo alguns elementos interessantes que convém assinalar: apesar da maioria da população senegalesa ser muçulmana e interpretar a presença do verde como uma ligação ao Islão, a minoria cristã associa-a à Esperança enquanto os animistas interpretam o verde da bandeira como um símbolo de fecundidade.

Por outro lado, poderá não ser coincidência que as três cores da bandeira são as cores dos três principais partidos políticos.

Note-se que entre 1959 e 1960 o Senegal integrou uma federação política com o Mali e o Sudão que partilhava uma bandeira comum, basicamente a que hoje é usada, mas com um símbolo antropomórfico – o kanaga – no centro, em vez da estrela.

A actual bandeira foi adoptada a 20 de Agosto de 1960 e usada ininterruptamente até aos dias de hoje.

Bandeira do Sudão do Sul

BANDEIRA DO SUDAO DO SUL

BANDEIRA DO SUDAO DO SUL

Significado da Bandeira do Sudão do Sul

» As cores da bandeira do Sudão do Sul são o preto, o vermelho, o verde, o azul, o amarelo e o branco.

O Sudão do Sul é uma nação muito jovem, assim como o é a sua bandeira. É formada por três faixas horizontais separadas por duas linhas brancas finas. A de cima é preta, a do meio é vermelho e a de baixo é verde. Do lado esquerdo há um triângulo cuja base se estende ao longo da margem esquerda da bandeira e com o vértice a apontar para o centro do pavilhão. Sobre esse triângulo pode-se ver uma estrela amarela de cinco pontas.

Esta bandeira foi originalmente a do Exército de Libertação do Povo do Sudão e posteriormente foi adoptada como bandeira nacional do Sudão do Sul, o que aconteceu formalmente a 9 de Julho de 2005, seis anos antes da independência efectiva.

Podem-se observar na bandeira influências dos estandartes nacionais do Sudão e do Quénia, nomeadamente no conjunto de cores e na forma do design.
A cor negra representa a nação, o vermelho simboliza o sangue derramado durante a luta pela independência, o verde está associado à fertilidade da terra e o azul é uma alusão ao rio Nilo. A estrela amarela, um símbolo comum de união, surge aqui como uma representação da unidade das várias nações que englobam o Sudão do Sul.

Bandeira da Serra Leoa

BANDEIRA DA SERRA LEOA

BANDEIRA DA SERRA LEOA

Significado da Bandeira da Serra Leoa

» As cores da bandeira da Serra Leoa são o verde, branco, azul.

A bandeira da Serra Leoa é uma tricolor de faixas horizontais, com a primeira a verde, a do meio a branco e a de baixo a azul, uma selecção de cores idêntica à do Gabão.

O verde simboliza a vegetação luxuriante do país e os seus recursos naturais, enquanto a azul é uma alusão ao oceano Atlântico, ao porto de Freetown e à esperança de contribuir para a paz mundial e a branca significa paz, justiça e unidade nacional.

A actual bandeira foi adoptada a 27 de Abril de 1961, dia da independência do país, e usada desde então sem interrupção.

Bandeira da Somália

BANDEIRA DA SOMALIA

BANDEIRA DA SOMALIA

Significado da Bandeira da Somália

» As cores da bandeira da Somália são o azul, branco.

A bandeira da Somália é dominada pela cor azul e para além disso tem apenas uma estrela branca de cinco pontas ao centro.

O azul foi originalmente usado como fundo da bandeira em homenagem às Nações Unidas, que administraram o país, mas actualmente é interpretado como uma alusão ao céu e ao Golfo de Aden. A estrela branca representa as cinco regiões onde vivem somalis: a própria Somália, o Djibuti, a Somalilândia, o Ogaden (Etiópia) e as províncias do nordeste do Quénia.

A bandeira foi desenhada pelo académico Mohammed Awale Liban, um nacionalista que mais tarde desempenhou papéis políticos no novo país e foi adoptada a 12 de Outubro de 1954.

Bandeira da Suazilândia

BANDEIRA DA SUAZILANDIA

BANDEIRA DA SUAZILANDIA

Significado da Bandeira da Suazilândia

» As cores da bandeira da Suazilândia são o azul, amarelo, vermelho, preto, branco.

A bandeira da Suazilândia tem uma faixa central, mais alargada, a vermelho escuro, ladeada, em cima e em baixo, por faixas mais estreitas a azul. Entre elas, duas linhas separadoras, relativamente finas, a amarelo.

Sobre o conjunto, no centro da área vermelha, um símbolo, cujo principal elemento é um escudo Nguni, a preto e branco, mas que inclui também duas lanças e um pau. Três penas azuis decoram o conjunto.

Este símbolo é uma alusão a determinação do povo da Suazilândia a lutar em defesa da Pátria. As penas simbolizam a dinastia real. A utilização do preto e do branco no escudo transmite a ideia de tolerância racial na Suazilândia. A faixa vermelha representa o sangue vertido em prol da nação, o azul é um símbolo de paz e estabilidade e o amarelo representa os recursos naturais do país.

A origem da bandeira remonta a 1941, quando o rei Sobhuza II a criou e ofereceu ao Corpo Swazi de Pioneiros. Foi essa mesma bandeira que foi adoptada a 6 de Outubro de 1968, um mês após a independência da Swazilândia do Reino Unido.

Bandeira da Tanzânia

BANDEIRA DA TANZANIA

BANDEIRA DA TANZANIA

Significado da Bandeira da Tanzânia

» As cores da bandeira da Tanzânia são o verde, preto, azul, amarelo.

A bandeira da Tanzânia é dominada pela diagonal criada pela faixa negra que a atravessa, com margens a amarelo. Esse conjunto gera então duas áreas distintas: do lado esquerdo, mais acima, a verde, e do lado direito, em baixo, a azul claro.

A bandeira da Tanzânia inspira-se dos pavilhões das regiões de Tanganica e de Zanzibar, duas regiões que se uniram para criar o país.

O verde simboliza a agricultura e a vegetação rica que cobre o território nacional, enquanto o azul remete para Zanzibar e para a influência do oceano Índico e das suas águas azuis na ilha. O preto representa o povo da Tanzânia e o amarelo é uma referência às riquezas do seu subsolo.

A bandeira foi adoptada aquando da criação do país, a 30 de Junho de 1964.

Bandeira da Tunísia

BANDEIRA DA TUNISIA

BANDEIRA DA TUNISIA

Significado da Bandeira da Tunísia

» As cores da bandeira da Tunísia são o vermelho, branco.

A bandeira da Tunísia é vermelha, tendo ao centro um círculo branco no interior do qual surgem, também a vermelho, um Quarto Crescente e uma estrela de cinco pontas.

O predomínio da cor vermelha está associado ao sangue derramado pelos tunisinos durante a conquista francesa de 1831, mas outra interpretação diz que o vermelho da bandeira ilumina todo o mundo islâmico.

O branco simboliza paz e o círculo nessa cor representa o sol que ilumina a Nação. O Quarto Crescente é uma alusão à unidade dos muçulmanos e a estrela de cinco pontas está associada aos cinco pilares do Islão. Contudo, antes do aparecimento dessa religião a simbologia do Quarto Crescente já existia em Cartago, que ficava onde hoje existe a Tunísia. Existe portanto a possibilidade desta antiga referência simbólica ter uma influência, pelo menos parcial, na composição da actual bandeira. Na realidade, o conjunto formado pelo Quarto Crescente e por representações do Sol é relativamente comum em artefactos cartagineses, existindo uma conotação religiosa, nomeadamente com o culto da deusa Tanit.

As raízes históricas da bandeira da Tunísia remontam a 1831, quando começou a ser usada pela marinha do reino de Tunis, tendo nessa altura uma forte influência da bandeira do Império Otomano, algo perfeitamente natural considerado os laços históricos existentes.

Após a Tunísia se ter tornado independente da França, em 1959, o velho pavilhão tornou-se na bandeira nacional, tendo sido revisto, no que toca a detalhes, em 1999.

Bandeira da Zâmbia

BANDEIRA DA ZAMBIA

BANDEIRA DA ZAMBIA

Significado da Bandeira da Zâmbia

» As cores da bandeira da Zâmbia são o verde, vermelho, preto, laranja.

A bandeira da Zâmbia tem a base verde. Do lado direito, no canto inferior, existe um conjunto tricolor vertical, com o vermelho, o preto e o laranja, da esquerda para a direita. Sobre este conjunto tricolor, já na área verde, vê-se o símbolo de uma águia a laranja, que está também presente no escudo-de-armas nacional.

A cor dominante da bandeira representa a paisagem da Zâmbia, o cor de laranja é uma alusão à riqueza do subsolo do país, o vermelho simboliza o sangue derramado durante a luta pela independência e o negro corresponde ao povo zambiano.

As cores presentes no segmento tricolor coincidem com as da bandeira do UNIP, partido político que esteve na primeira linha da luta pela independência.
A águia representada a liberdade e a capacidade da Zâmbia de se elevar acima dos problemas que possam atormentar a Nação.

A bandeira foi adoptada aquando da independência e hasteada pela primeira vez, enquanto pavilhão nacional, à meia-noite do dia 23 de Outubro de 1964.

Bandeira das Seicheles

BANDEIRA DAS SEICHELES

BANDEIRA DAS SEICHELES

Significado da Bandeira das Seicheles

» As cores da bandeira das Seicheles são o azul, amarelo, vermelho, branco, verde.

As ilhas Seychelles têm uma das bandeiras mais coloridas do mundo, composta por cinco áreas coloridas, que se dispões em arco, como se tivesse aberto um leque colorido, da esquerda para a direita. Por ordem, surge primeiro o azul, e depois o amarelo, o vermelho, o branco e o verde.

No seu conjunto as cores simbolizam a abordagem do jovem país ao seu futuro. Individualmente, o azul representa o céu e o oceano que abraçam as ilhas do arquipélago, o amarelo é uma alusão ao sol, o vermelho será o povo e a sua determinação em construir um futuro melhor, o branco simboliza a harmonia e justiça social e o verde está associado à terra e ao ambiente.

Por outro lado, as cores correspondem às que são usadas por todos os partidos políticos do país.

A actual bandeira foi adoptada a 8 de Janeiro de 1996, sendo a terceira a ser usada desde a independência do Reino Unido, em 1976.

Bandeira do Sudão

BANDEIRA DO SUDAO

BANDEIRA DO SUDAO

Significado da Bandeira do Sudão

» As cores da bandeira do Sudão são o vermelho, o branco, o preto e o verde.

A bandeira do Sudão tem três faixas horizontais, a de cima a vermelho, a do meio a branco e a de baixo a negro. Do lado esquerdo, um triângulo verde, cuja base se estende pela totalidade da margem da bandeira, o vértice apontando para o centro.

Estas quatro cores são inspiradas na selecção cromática do movimento Pan-Árabe, historicamente ligadas aos povos árabes e ao Islão. Simbolizam a união entre os países árabes e a sua soberania em relação ao mundo exterior.

A um nível nacional, o vermelho representa a luta do Sudão pela independência e os sacríficios dos mártires sudaneses. O branco simboliza a paz, a luz e o optimismo assim como o grupo nacionalista Liga da Bandeira Branca, que em 1924 se rebelou contra a ocupação colonial. O negro é uma alusão ao próprio Sudão (em árabe, Sudão significa “preto”) e é também uma homenagem aos nacionalistas que sob uma bandeira negra lutaram durante a Revolução Mahdista, nos finais do século XIX. Por fim, o verde representa o Islão, a agricultura e a fertilidade da terra.

A primeira bandeira nacional do Sudão surgiu a 1 de Janeiro de 1956, quando o país se tornou independente do Reino Unido e do Egipto. Nessa altura o pavilhão nacional era um tricolor horizontal com azul, amarelo e verde, simbolizando respectivamente as águas do rio Nilo, as areias do deserto e a vegetação do país.

A actual bandeira foi adoptada a 20 de Maio de 1970.

Bandeira do Togo

BANDEIRA DO TOGO

BANDEIRA DO TOGO

Significado da Bandeira do Togo

» As cores da bandeira do Togo são o verde, o amarelo, o vermelho e o branco.

A bandeira do Togo é composta por uma série de cinco listas, três verde escuras e duas amarelas. No canto superior esquerdo, ocupando um sexto da área da bandeira, um quadrado vermelho sobre o qual pode ser vista uma estrela branca de cinco pontas.

Trata-se portanto de uma escolha de cores baseada no conjunto cromático característico do movimento Pan-Africano, que por sua vez se inspirou na bandeira da Etiópia. Neste contexto, o verde, amarelo e vermelho simbolizam a união entre os povos e as nações africanas.

Num plano mais específico, o vermelho representa o sangue derramado pelos mártires da Nação, o verde simboliza a agricultura, as florestas, a natureza e a esperança num futuro melhor. O amarelo surge associado aos recursos naturais do país. Quanto ao branco, reforça o simbolismo da estrela, que significa esperança.

Quanto às listas, existem duas interpretações distintas: poderão significar cinco dedos, logo, simbolizando o comportamento humano, ou as cinco regiões do Togo, a costa, o plateau, a área central, Kara e as savanas.

Esta bandeira foi criada pelo artista Paul Ahyi e adoptada a 28 de Abril de 1960, dois anos após a independência, substituindo a primeira bandeira do país, que era verde com duas estrela brancas de cinco pontas.

Bandeira do Uganda

BANDEIRA DO UGANDA

BANDEIRA DO UGANDA

Significado da Bandeira do Uganda

» As cores da bandeira do Uganda são o preto, o amarelo e o vermelho.

A bandeira do Uganda é composta por seis listas horizontais, com uma sequência repetida: de cima para baixo, preto, amarelo, vermelho, preto, amarelo vermelho. Ao centro, dentro de um relativamente pequeno círculo branco, o símbolo de uma ave, um Grou Coroado. Este animal é o símbolo nacional do Uganda, existindo no seu escudo-de-armas já desde o tempo da administração britânica e, com a sua perna levantada, como que prestes a dar um passo, representa o progresso do país.

As cores da bandeira coincidem com as do principal partido do Uganda, o Congresso do Povo do Uganda, que domina o cenário político do país desde 1962 mas são cores comuns nas bandeiras dos países africanos devido ao seu significado abrangente: o negro simbolizando o povo, o amarelo o sol e a união entre os africanos e o vermelho o sangue comum a todos os habitantes do continente.

A bandeira foi desenhada pela Ministra da Justiça do Uganda, Grace Ibingira, em 1962 e substituiu uma outra, de base verde, que foi usada como bandeira nacional durante os meses que mediaram a independência e as primeiras eleições.

Bandeira do Zimbabwe

BANDEIRA DO ZIMBABWE

BANDEIRA DO ZIMBABWE

Significado da Bandeira do Zimbabwe

» As cores da bandeira do Zimbabwe são o verde, o amarelo, o vermelho e o preto.

O Zimbabwe, antiga Rodésia, tem uma bandeira composta por sete listas horizontais numa sequência que se repete, de forma invertida, como que em efeito de espelho, em torno de uma lista negra central. Assim, temos, de cima para baixo, verde, amarelo, vermelho, negro, vermelho, amarelo, verde. As listas têm a mesma espessura.

Do lado esquerdo, com a sua base a cobrir toda a margem da bandeira, existe um triângulo branco, com o vértice a apontar para o centro, no meio do qual se vê um símbolo, composto por uma estrela vermelha de cinco pontas e uma ave, a amarelo.

As cores, para além de uma clara influência no conjunto cromático do movimento Pan-Africano, foram inspiradas nas que eram usadas pelo partido União Nacional Africana – Frente Patriótica, principal obreiro da construção do actual regime.

O negro representa a população africana, o vermelho o sangue derramado na luta pela independência, o amarelo a riqueza mineral do país e o verde a sua paisagem. Quanto ao branco, associa-se à ideia de paz.

A estrela vermelha simboliza oficialmente as aspirações da nação a um futuro melhor mas deverá ter uma inspiração real próxima do socialismo e na luta revolucionária que permitiu a tomada do poder pelo actual regime. Quanto à ave, representa a história do Zimbabwe.

Esta bandeira veio substituir a anterior, a da Rodésia, que tinha três faixas verticais, a do meio branca, com o escudo-de-arma nacionais, e as laterais a verde. Foi adoptada formalmente a 18 de Abril de 1980.

Kit de Viagem

« Onde reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com »
« Rent-a-car? Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com »
« Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com »
« Junte-se a um grupo! 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marraquexe até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com »
« Comprar bilhetes de monumentos e saltar as filas? Organize a sua viagem com antecedência através do Ticketbar.eu »
« Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com »

O autor do blog

VIVA! Sou o João Leitão. Viajante independente desde 1999, explorei mais de 130 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindo ao meu blog de viagens, onde partilho dicas práticas de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

« Seguir no Instagram »