🐪 » Viagem de grupo 7 dias em Marrocos por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara » Mais info em MARROCOS.COM « 🐪

🌍 Visitar Tibete – Roteiros e Dicas de Viagem

Actualizado em 28 Julho, 2017
Visitar Tibete – Roteiros e Dicas de Viagem

Visitar Tibete – Roteiros e Dicas de Viagem

Guia de Viagem do Tibete

Viajar no Tibete – informação de viagem.

Tudo sobre visitar os melhores locais e destinos do Tibete. Ideias de roteiros e itinerários com informação de alojamento, transporte, muitas galerias de fotografias, restaurantes, vídeos e mapas.

Organize as suas férias no Tibete. Alguma pergunta ou opinião deixe um comentário no fim da página.

Obrigado.

Região Autónoma do Tibete (China)

Bandeira Tibete

Bandeira do Tibete

  • Capital: Lhasa
  • Língua oficial: Chinês mandarim e tibetano como idioma local
  • Presidente da China: Hu Jintao
  • Primeiro-ministro da China: Xi Jinping
  • População 2008: 2.910.000 habitantes
  • Moeda: Yuan chinês
  • Área Total: 1.228.400 km²
  • Fuso horário: UTC ­+8
  • Código telefónico internacional: +86
  • Clima: Montanhoso semi-árido
  • Visto: Para se visitar o Tibete precisa-se de uma autorização especial do Governo Chinês. Só se pode viajar no Tibete comprando os serviços de uma agência de viagens, seja o tour privado ou em grupo
  • Fronteiras: a oeste com a India, a sul com o Nepal, o Butão e a Birmânia
  • Locais a não perder: Lhasa, Shigatse, Gyantse, Glaciar Kharola, Monte Everest, Lago Yamdrok, Passagem Gyatso La 5248m
  • Quando visitei o Tibete: Agosto 2011
  • Turismo no Tibete, Roteiros de Viagem

    Glaciar Kharola a 5560m, Visitar o Tibete

    Glaciar Kharola a 5560m, Visitar o Tibete

    O Tibete é uma região da China fascinante para passar férias.

    Fiz uma viagem ao Tibete no fim de Agosto de 2011. Como estava em Kathmandu – Nepal, resolvi aproveitar a ocasião de estar tão perto para visitar o Tibete.

    Como para se visitar o Tibete é preciso comprar a viagem a partir de uma agência de viagens, comprei um tour de 8 dias desde Kathmandu até Lhasa que se chama – Roof of the World.

    As viagens ao Tibete podem-se fazer sozinho ou em grupos com mais pessoas. Terá sempre que ter um guia consigo e um jipe / minibus, ou seja, pode sempre ir sozinho como viajante mas sempre com o seu guia.

    Lago Yamdrok, Tibete ChinaNo meu caso e como é mais barato ir com um grupo assim foi. Fui numa viagem ao Tibete com 10 outras pessoas muito simpáticas.

    O Tibete é uma região da República Popular da China, situada bem no sudoeste chinês fazendo fronteira com o Nepal, o Butão, a Birmânia e a Índia. Adorei as paisagens de montanha, já que o Tibete é a região mais alta do mundo, sendo quase toda ela localizada a altitudes superiores a 4000m.

    Fiz então a viagem pela Friendship Highway – Auto-estrada da Amizade entre a fronteira do Nepal até Lhasa, a capital do Tibete. Esta viagem de 800km levou-me por locais maravilhosos, mosteiros budistas impressionantes repletos de magia e espiritualidade.

    Pode ler ainda a página de um guia de Viagem para visitar o Tibete. Roteiro 8 dias no Tibete com informação de viagem e principais cidades, mosteiros e melhores paisagens.

    Mapa da Friendship Highway

    Mapa da Autovia da Amizade - Friendship Highway no Tibete

    Apresentação da História, Geografia e Cultura:

    Riga Tibete
    A história do Tibete, ou mais conhecida como a terra mais alta do mundo com a expressão “o tecto do mundo”, tem início há cerca de 2 100 anos atrás. Cerca de 120 a.C., uma dinastia militar instalou-se por muitos séculos no Vale de Yarlung, a qual fez imensas investidas militares nas terras vizinhas. Os reis tibetanos apresentaram sempre a obrigação de o povo seguir o Budismo.

    A geografia do Tibete conta com uma área territorial ou um planalto vastíssimo de 2,4 milhões de Km2, conta com uma altitude média de 4 500 metros, sendo que as gargantas baixas ilustram os 1 700 metros e, os pontos mais altos do mundo, ficam acima dos 8 000 metros (Monte Evereste). Está rodeado de cadeias montanhosas e cordilheiras – a Sul, encontramos os Himalaias e Caracorum, a Norte, Altyn Tagh, Gang-Kar, Chogley Namgyel. A região mais alta do mundo, divide-se em diversas zonas: Amdo a Nordeste, a qual se anexa à China; Kham, a Leste que fica entre Sichuan, Yunnan e Qinghai e U-Tsang, localizada no centro. Os rios mais importantes são o Yangtze, Amarelo, Indo, Mekong, Bramaputra, Ganges e Salween. Na região a Sudoeste, encontramos florestas tropicais ou sub tropicais, tal como pradarias frias. Os glaciares dos Himalaias e do Caracomun são incríveis, assim como toda a paisagem e recanto deste país.

    A cultura do Tibete é bastante rica, para além de ser bastante antiga e bastante singular. Os tibetanos são profundamente religiosos, seguindo os ensinamentos sagrados dos seus ancestrais e que ainda hoje os respeitam com devoção. Esta dedicação alia-se aos imensos templos e mosteiros, com uma arquitectura única. A arte tibetana tem uma mera ligação à religião, onde podemos admirar maravilhosas mandalas ou enormes estátuas bastante detalhadas, tal como muitos outros objectos em madeira ou pedra esculpidas que fazem parte do dia-a-dia dos tibetanos. Um aspecto essencial da cultura tibetana, é a medicina Ayurvédica, uma prática completamente natural, com bastante destaque no Ocidente nos dias de hoje. No Tibete vivem-se momentos únicos nos festivais típicos, nomeadamente o Losar, Shoton, Linka e o Festival do Banho. No último, fazem-se banhos rituais no casamento ou no nascimento de um bebe. Na gastronomia, há-que salientar a farinha de cevada, da qual confeccionam a tsampa, o alimento principal do Tibete.

    Clima e Quando ir:

    Para saber quando ir ao Tibete você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar o Tibete é durante os meses de Maio e Junho ou entre os meses de Setembro e Outubro, pois o clima apresenta-se seco e com temperaturas amenas.

    O clima do Tibete é bastante variado dependendo das altitudes onde nos encontremos; os dias são quentes marcando até os 37º C, podendo descer durante a noite até aos 0º C. Durante os meses de Julho e Agosto, ocorre a época da chuvas intensas e os Invernos são muito severos, no entanto, no centro do país encontramos um clima mais ameno.

    Vídeo de preparação de noodles em Tingri

    Meti-me como sempre dentro da cozinha para assistir à preparação de noodles num restaurante em Tingri no coração do Tibete.

    O que visitei / Resumo de viagem ao Tibete

    Por ordem de visita

    Zhangmu, Tibete
    Zhangmu TibeteZhangmu 2300m: Esta foi a primeira cidade tibetana onde parei para almoçar. Foi aqui também que fiz o primeiro contacto com o povo tibetano, que se mostrou logo desde o início muito simpático. Comi uma tigela de massa chinesa com tofu e vegetais muito saborosa. Estive ainda dentro da cozinha do restaurante a ver como se preparou toda a minha refeição.
    Nyalam, Tibete
    Nyalam TibeteNyalam 3750m: Foi aqui a primeira noite da viagem. Durante a noite tive falta de ar porque eramos 4 dentro do quarto e as janelas estavam todas fechadas. Tudo devido à altitude a concentração de oxigénio é muito menos do que o normal.
    Lalung La, Tibete
    Lalung La 5050m TibeteLalung La 5050m: Dia perfeito de Sol e céu azul. Foi aqui que me senti pela primeira vez muito alto, já que esta passagem de montanha está a 5050 metros de altitude. A passagem está toda decorada com milhares de bandeiras de preces budistas e há ainda uma pequena stupa.
    Tingri, Tibete
    TibeteTingri 4348m: Parámos aqui para almoçar. Mais uma vez meti-me dentro da cozinha do restaurante de um casal chinês muito simpático. A técnica da massa chinesa foi aqui confeccionada na perfeição. A cidade é muito bonita com edifícios de arquitectura tibetana e tudo rodeado por montanhas lindas. Visitei ainda um moinho de farinha local.
    Gyatso La, Tibete
    Gyatso La 5248m TibeteGyatso La 5248m: Este é o ponto mais alto da estrada N318 de Kathmandu até Lhasa a conhecida Rodovia da Amizade. Aqui a 5248 metros de altitude cruzamos a montanha para o outro lado. A paisagem é muito bonita e está tudo cheio de bandeiras de preces budistas tibetanas.
    Rio Yarlung Zangbo, Tibete
    Rio Yarlung Zangbo TibeteRio Yarlung Zangbo: Este rio acompanhou muito do percurso. A certa altura paramos para tirar fotografias num local muito bonito e com vistas magníficas do rio. Este local é sagrado e tem muitas bandeiras budistas de oração.
    Shigatse, Tibete
    Shigatse, TibeteShigatse 3850m: Fiquei 2 noites em Shigatse. A cidade é muito bonita e tem muito para explorar e visitar. Além do espectacular Mosteiro Tashilhunpo que é o segundo maior mosteiro do Tibete, fundado em 1447 por Gendun Drup, o primeiro Dalai Lama. Na cidade ainda se pode visitar a Fortaleza, a zona antiga da cidade e o mercado.
    Glaciar Kharola, Tibete
    Glaciar Kharola TibeteGlaciar Kharola: Este espectacular glaciar foi uma surpresa. O glaciar está incrustado no topo da montanha a 5560 metros, este local é muito bonito. No sopé da montanha tem uma casa estilo tibetano toda construída em pedra. Há também iaques a pastarem e uma pequena stupa tibetana com bandeiras de oração.
    Gyantse, Tibete
    Gyantse, TibeteGyantse 3975m: Nesta cidade onde passei a noite, tive a oportunidade de visitar o Mosteiro Palcho onde se pode entrar no Kumbum com as suas 108 capelas em seus vários andares. Pode-se ainda subir à Fortaleza e ter vistas brutais da cidade e arredores. Adorei a parte antiga da cidade, com casas típicas tibetanas.
    Lago Yamdrok, Tibete
    Lago Yamdrok 4441m TibeteLago Yamdrok 4441m: Este lago de água azul turquesa é muito bonito. O Lago Yamdrok é um dos três maiores lagos sagrados do Tibete. Com cerca de 72 km de comprimento acompanha a estrada nacional 318 mais conhecida como a Friendship Highway. O lago é cercado por muitas montanhas cobertas de neve e é alimentado por inúmeros riachos. Há vários locais para parar e tirar fotografias e contemplar as vistas.
    Mosteiro Drepung, Tibete
    Mosteiro Drepung TibeteMosteiro Drepung: Este incrível mosteiro budista tibetano fica localizado no sopé do Monte Gephel a alguns kms de distância de Lhasa. O Mosteiro Drepung é um dos três grandes mosteiros universidade do Tibete. Este mosteiro na primeira metade do século XX era o maior mosteiro do mundo tendo cerca de 10.000 monges. O Mosteiro Drepung foi fundado em 1416 por Jamyang Choge Tashi Palde. Neste mosteiro pode-se assistir ao debate dos monges, em que estes batem as palmas e falam muito forte para discutirem assuntos tibetanos.
    Mosteiro Sera, Tibete
    Mosteiro Sera TibeteMosteiro Sera: O Mosteiro Sera é um complexo religioso com a Grande Assembléia e três colégios, e foi fundado em 1419 por Jamchen Chojey de Sakya Yeshe, um discípulo de Tsongkhapa. Este mosteiro é também um dos três grandes mosteiros universidade do Tibete e fica situado a alguns kms de Lhasa.
    Lhasa, Tibete
    Lhasa TibeteLhasa 3490m: Lhasa é a capital do Tibete. Muito conhecida principalmente pelo seu famoso Palácio Potala que se pode visitar. Há muito para ver na cidade, que tem uma parte antiga muito bonita, com casas tradicionais, e o impressionante e místico Mosteiro Jokhang. Lhasa é uma mistura do tradicional tibetano com a sofisticação chinesa.
    Avião sobre o Monte Everest, Tibete
    Aviao sobre o Monte EverestAvião sobre o Monte Everest: O fim da minha viagem ao Tibete fez-se de avião desde Lhasa até Kathmandu no Nepal. Tive a sorte que o avião passou mesmo por cima do Monte Everest. O dia de Sol foi perfeito para avistar a montanha mais alta do mundo, mas visto de cima. Fantástico!
    Guia de Viagem: artigos e relatos para você consultar

    Vídeo do Mosteiro Jokhang no centro de Lhasa

    Budistas a rezarem em frente do mosteiro Jokhang em Lhasa.


    Deixe o seu comentário aqui:

    João Leitão - O autor do blog:

    VIVA! Sou o João - blogger de viagens. Com 20 anos de experiência como viajante independente, explorei mais de 128 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindos ao meu blog de viagens, onde partilho informação prática de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

    Kit de Viagem:

    • Onde eu reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
    • Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com
    • Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
    • 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com
    • Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com
    * Esta página tem links de afiliados. Quando você reserva algo através deste blog, eu retenho uma pequena comissão que não altera o preço final. Obrigado!

    Blog de viagens mencionado em:

    Blog de viagens nos Media

    « Seguir @joaoleitaoviagens no Instagram »