Guia de Cidades Uzbequistão

Visitar Shakhrisabz, Uzbequistão: Roteiro e Guia Prático de Viagem

Shakhrisabz City Guide – Guia de Cidade – Visitar Shakhrisabz

VISITAR SHAKHRISABZ
Visitar Shakhrisabz, Uzbequistão: Roteiro e Guia Prático de Viagem

Shakhrisabz fica no sul do Uzbequistão, a cerca de 80 km de Samarkand, sendo a cidade natal de uma das figuras mais importantes da história nacional: o líder mongol Amir Timur. Conta actualmente com cem mil habitantes e oferece aos visitante uma série de lugares históricos que podem ser visitados num par de dias. Visitar o Uzbequistão e não passar por Shakhrisabz, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Visitar Shakhrisabz – O importante a saber

Shakhrisabz é uma das cidades mais antigas da Ásia Central e chegou a ser mais importante do que Samarkand ou qualquer outro centro urbano do moderno Uzbequistão. Em 2000 o centro histórico de Shakhrisabz foi adicionado à lista de Património Mundial da Humanidade. Pode-se facilmente visitar a cidade num passeio de dia inteiro desde Samarkand, sendo melhor evitar o pico do Verão, quando as temperaturas podem ser sufocantes. No seu centro histórico o viajante encontrará uma série de edifícios da época de Amir Timur (século XIV), apesar da destruição provocada aquando da tomada de Shakhrisabz pelo exército de Abdullakhan II, no século XVI. A cidade é conhecida pelo ambiente fresco oferecido pelas vinhas e pomares que a circundam, o que se nota logo no significado do seu nome: “A cidade verdejante”.

Dicas rápidas para Shakhrisabz:

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • Junto à Estátua de Amir Timur há sempre muitos casais recém-casados, a tirarem fotografias com vista para o Palácio Ak Saray. Esteja atento.
  • Faça uma free walking tour
  • Visite o mercado da cidade e tente comunicar com os seus simpáticos vendedores e vendedoras

Para saber quando ir a Shakhrisabz você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar Shakhrisabz é entre os meses de Abril e Outubro, uma vez que apresentam temperaturas excelentes para fazer turismo na Uzbequistão.

Vídeo com imagens aéreas do Uzbequistão

Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas desta cidade.

Principais Pontos Turísticos e Monumentos em Shakhrisabz

  1. Palácio Ak Saray
  2. Mesquita Kok Gumbaz
  3. Bazar e Banhos de Chorsu
  4. Museu Amir Timur
  5. Mausoléu de Sheikh Shamseddin Kulyal
  6. Cripta de Timur
  7. Mausoléu de Jehangir
  8. Mausoléu de Gumbazi Seydon

O que visitar em Shakhrisabz – Uzbequistão

Shakhrisabz no Uzbequistão tem imenso para ver, por isso é conveniente organizar um pouco a sua visita para conseguir ver o máximo possível, de forma mais organizada, contribuindo assim para usufruir de umas férias mais proveitosas.

1. Palácio Ak Saray

O Palácio Ak Saray (Palácio Branco) foi construído sob as ordens de Amir Timur, existindo diversas lendas sobre a sua construção. O que é um facto histórico é que em 1404 o embaixador castelhano Ruy Gonzalez de Clavijo visitou as obras quando se dirigia à corte, estabelecida em Samarkand, e deixou um testemunho extenso sobre o que viu. Foram precisos vinte e cinco anos para terminar a obra, o que não surpreende se tivermos em conta as amplas dimensões do palácio: só o pátio principal tem 250 metros por 125 metros! O nome é uma alusão à origem nobre do seu patrono, não há cor efectiva do palácio, que é dominado por tons azuis e verdes e, claro, pelo dourado. Hoje em dia a estrutura encontra-se danificada e apenas pelos relatos históricos conseguimos ter uma ideia da sua grandiosidade original.

2. Mesquita Kok Gumbaz

Esta mesquita, a maior de Shakhrisabz, encontra-se a cerca de dez minutos a pé do Museu Amir Timur, destacando-se pelas suas bonitas cúpulas azuis (o significado de Kok Gumbaz é precisamente “a cúpula azul”). Foi construída entre 1435 e 1436 pelo neto de Timur, Ulug Beg, em honra do seu pai, Shakhruh. O seu interior é quase quadrado, com quatro nichos orientados em cada direcção da Terra. As paredes estão pintadas com padrões decorativos criados com tons de azul. Nas suas proximidades encontramos a chamada “Casa da Meditação”, que aparenta ser um mausoléu, construída também por Ulug Beg um ano depois, mas nunca utilizada como túmulo.

3. Bazar e Banhos de Chorsu

Este mercado coberto encontra-se no centro da cidade, onde se cruzam as duas principais vias de Shakhrisabz, tendo sido construído no século XVIII segundo a tradição Uzbeque, em forma de cúpula, uma técnica eficaz na protecção dos mercadores e dos seus produtos dos elementos naturais. No edifício do mercado não existem elementos decorativos, como é regra no Médio Oriente e na Ásia Central. Quanto aos banhos, foram construídos sensivelmente na mesma altura, no mesmo local onde existiam uns outros, do século XV. Ainda hoje se encontram em funcionamento, cumprindo a sua função através de uma complexa rede de tubagens subterrâneas.

4. Museu Amir Timur

O Museu Amir Timur, também conhecido como Museu de História e de Cultura Material de Shakhrisabz, foi criado em 1996, no 660º aniversário daquele venerado líder mongol, bisneto de Gengis Khan. O museu encontra-se instalado na antiga madraça Chubin, construída entre os séculos XIV e XVI. O núcleo patrimonial da colecção proveio da campanha arqueológica que resultou na recuperação de cerca de 6.500 artefactos. A exposição principal do museu chama-se “Amir Timur, o principal arquitecto de Shakhrisabz” sendo basicamente um testemunho biográfico da figura principal da cidade. Desde a sua fundação que o museu tem vindo a organizar recolhas arqueológicas que resultaram no enriquecimento do seu espólio. Trata-se de um museu dinâmico, envolvido numa série de projectos de cooperação com instituições idênticas no Ocidente, que organiza frequentes exposições temporárias e seminários.

5. Mausoléu de Sheikh Shamseddin Kulyal

Este mausoléu encontra-se por detrás da mesquita Kok Gumbaz, albergando os restos mortais do Sheikh Shamsaddin Kulyal, um professor Sufi e homem muito respeitado no reino, que morreu em 1371. Quando Timur subiu ao trono ordenou que os restos mortais do seu pai, Taragay, falecido em 1360, fossem trasladados para este mausoléu, que veio a suceder em 1373. O Sheikh Shamsaddin Kulyal, conhecido como Grande Emir (Amiri Kalyaon), foi mestre de Taragay e do Sheikh Bahauddin, de Bukhara. Diz-se que Timur atribuía parte do seu sucesso militar às preces do Sheikh Shamsaddin Kulyal.

6. Cripta de Timur

Localizada no Complexo Dorus Saodat, a Cripta de Timur aparece como uma robusta caixa ao interior da qual se acede por um portão de madeira maciça. A cripta foi descoberta em 1943, quando um rapaz que jogava à bola desapareceu num buraco no solo. O seu interior é minimalista, decorado apenas com frases corânicas, vendo-se o sarcófago de mármore de Amir Timur no centro. A pedra que cobre o sarcófago é também de mármore, com anéis de ferro nos cantos e no centro e tendo onze centímetros de espessura. Nesta laje encontram-se inscrições dedicadas a episódios da vida de Timur. Estas frases são a única indicação que a cripta se destinava a Timur. O seu corpo nunca foi aqui depositado, apesar de terem sido encontrado os restos mortais de duas pessoas, não identificadas.

7. Mausoléu de Jehangir

Jehangir era filho de Timur, tendo falecido prematuramente, em 1376, aos vinte e dois anos, quando caiu de um cavalo. O seu desaparecimento inspirou Timur a construir na sua terra ancestral o complexo Dorus Saodat, concebido para receber os restos mortais da sua dinastia. Da construção original do mausoléu chegaram até nós detalhes através de Sharafiddin Yazdi, o cronista oficial de Timur. No mesmo espaço deveria ser sepultado o irmão de Jehangir, Omar Sheikh, que morreu em combate durante o cerco à cidade de Kurd, no actual Irão, em 1393 ou 1394. Omar Sheikh não chegou a ser aqui sepultado, encontrando-se os seus restos mortais em Samarkand. Os edifícios do complexo Dorus Saodat foram arrasados quando Abdullakhan II conquistou Shahrisabz na segunda metade do século XVI. Apenas o Mausoléu de Jenhangir sobreviveu à devastação.

Roteiros em Shakhrisabz

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Shakhrisabz de maneira independente. Itinerários de turismo em Shakhrisabz no Uzbequistão.

1 Dia em Shakhrisabz: passo-a-passo

  • Manhã: Brevemente…
  • Tarde: Brevemente…

2 Dias em Shakhrisabz: passo-a-passo

  • Dia 1 Manhã: Brevemente…
  • Dia 1 Tarde: Brevemente…
  • Dia 2 Manhã: Brevemente…
  • Dia 2 Tarde: Brevemente…

Guia de Viagem à Uzbequistão

Procura um Hotel em Tashkent?
Hotéis em Tashkent