Guia de Cidades Rússia

Visitar São Petersburgo Rússia • Guia de Viagem

Visitar São Petersburgo Rússia
Visitar São Petersburgo Rússia

São Petersburgo pode não ser a maior cidade da Rússia mas é sem dúvida a mais charmosa.

Foi fundada pelo Czar Pedro o Grande em 1703 e nos séculos que se seguiram transformou-se numa cidade encantadora, repleta de grandes palácios, magníficas igrejas, avenidas amplas e belos parques.

De tal forma que o seu centro histórico se encontra na Lista de Património Mundial da Humanidade da UNESCO desde 1990. Visitar a Rússia e não passar por São Petersburgo, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Turismo em São Petersburgo

Turismo em São Petersburgo
Turismo em São Petersburgo

São Petersburgo tem hoje cerca de cinco milhões de habitantes, encontrando-se no norte da Rússia, junto ao Mar Báltico.

Foi fundada em 1703 por Pedro o Grande, que queria deslocar a capital da Rússia para o norte e chamou-se inicialmente Petrograd.

Nos séculos que se seguiram à sua fundação assistiu-se a um crescimento faustoso da cidade, onde se encontravam os melhores palácios do país.

Com a Revolução Russa a cidade passou a chamar-se Leninegrado, tornando-se famosa a sua resistência a um cerco alemão que durou quase dois anos e meio.

Com o colapso da União Soviética voltou a adoptar o nome de São Petersburgo, sendo hoje a cidade russa que mais visitantes atrai, sendo o seu principal ponto focal o famoso Hermitage, um dos melhores museus de arte do mundo.

Dicas rápidas para São Petersburgo

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse;
  • Vá comer uma sobremesa ou almoçar ao Bellevue Brasserie – o terraço tem a melhor vista da cidade;
  • Faça uma free walking tour;
  • Vá ao Museu Hermitage com tempo, é muito grande e é possível passar lá dois ou três dias.

Qual é a melhor época para ir a São Petersburgo

São Petersburgo
São Petersburgo

Para saber quando ir a São Petersburgo você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima.

A melhor altura para visitar São Petersburgo é entre os meses de Abril e Outubro, uma vez que apresentam temperaturas excelentes para fazer turismo na Rússia.

Temperatura em São Petersburgo agora

Previsão do tempo em São Petersburgo na Rússia.

SÃO PETERSBURGO Temperatura

Vídeo com imagens aéreas de São Petersburgo

Pontos Turísticos de São Petersburgo

  1. Hermitage
  2. Avenida Nevsky
  3. Teatro Mariinsky
  4. Fortaleza de Pedro e Paulo
  5. Convento Smolny
  6. Kunstkamera
  7. Grande Palácio de Peterhof
  8. Museu Russo
  9. Grande Maqueta da Rússia
  10. Palácio Yusupov
  11. Igreja do Salvador
  12. Palácio de Catarina
  13. Mosteiro Alexandre Nevsky
  14. Museu de Arte Contemporânea Erarta
  15. Catedral de São Isaac
  16. Castelo de Vyborg
  17. Museu Fabergé
  18. Jardim Botânico
  19. Igreja de São Pedro e São Paulo
  20. Cemitério Militar de Piskaryovskoe

O que visitar em São Petersburgo Rússia

O que visitar em São Petersburgo Rússia
O que visitar em São Petersburgo Rússia

São Petersburgo na Rússia tem imenso para ver, por isso é conveniente organizar um pouco a sua visita para conseguir ver o máximo possível, de forma mais organizada, contribuindo assim para usufruir de umas férias mais proveitosas.

1. Avenida Nevsky

Trata-se da principal artéria da cidade, tendo uma extensão de quatro quilómetros, e é assim chamada porque se inicia junto ao rio Nevsky, perto do Hermitage, correndo depois para sudoeste.

Para os visitantes, a parte mais interessante é a que fica a norte, até à estação ferroviária, onde se encontram os principais edifícios com interesse histórico.

A avenida data dos tempos da fundação da cidade, sendo nessa altura o início da estrada que levava até Novgorod. Muitos dos famosos canais de São Petersburgo são atravessados pela avenida, destacando-se a ponte Anichov, decorada com pela estatuária.

Nos finais do século XIX a Avenida Nevsky era um dos mais requintados boulevards europeus e hoje, apesar do intenso trânsito e das multidões compactas, mantém muito do seu velho charme.

2. Teatro Mariinsky

O Teatro Mariinsky é um sério concorrente do Bolshoi de Moscovo. Foi inaugurado em 1860, quase cem anos após o decreto que determinava a sua criação.

Aqui se estrearam alguns dos mais importantes trabalhos de autores como Tchaikovsky, Mussorgsky e Rimsky-Korsakov.

O seu nome homenageia a Czarina Maria Aleksandrovna, esposa do Czar Alexandre II, um nome inadmissível após a Revolução Russa: durante os tempos da União Soviética foi chamado de Teatro Kirov.

O edifício, com uma bonita fachada pintada de verde, foi concebido pelo arquitecto Albert Cavos, substituindo um outro, destruído por um incêndio em 1859.

3. Fortaleza de Pedro e Paulo

Esta imponente fortaleza foi construída na ilha Zaichy, que ocupou por completo, sendo o núcleo histórico da cidade, o local onde Pedro o Grande decidiu construir a primeira fortificação da cidade, em 1703.

A fortaleza foi desenhada pelo arquitecto militar Domenico Trezzini, com uma planta em forma de estrela e erigida entre 1706 e 1740. Antes da Revolução a fortaleza ganhou o nome de Bastilha Russa, devido ao elevado número de presos políticos que aqui se encontraram detidos.

Um dos elementos mais importantes da fortaleza é a Catedral de São Pedro e São Paulo, que funcionou como que um Panteão Imperial: os restos mortais de quase todos os Czares da Rússia encontram-se aqui sepultados, com três excepções.

Hoje em dia a fortaleza funciona como um museu, destacando-se a antiga prisão e diversas exposições. Pode-se aceder à ilha através da ponte Ioannovsky ou da ponte Kronewerk.

4. Convento Smolny

Este convento será talvez o mais famoso entre os diversos que existem em São Petersburgo.

Foi criado em 1744 por ordem da Czarina Isabel, e desenhado pelo arquitecto favorito daquela monarca, o italiano Bartolomeo Rastrelli, que o concebeu num estilo que ficou conhecido como Barroco Isabelino.

Ironicamente, a construção do convento tinha sido decidida anteriormente, para receber a própria Isabel, que se deveria tornar coercivamente freira, mas um golpe palaciano mudou tudo e decidiu-se que seria afinal coroada como Czarina.

No complexo encontra-se a Catedral da Ressurreição de Cristo, ou Catedral de Smolny, para além de diversas igrejas menores e edifícios de apoio.

A catedral foi construída entre 1748 e 1764, e quando ficou concluída a sua torre sineira era a estrutura mais alta de toda a Rússia.

Hoje em dia já não funciona como convento e o edifício principal foi convertido numa sala de espectáculos, sendo possível subir às suas torres e admirar a bela vista sobre a cidade.

5. Grande Palácio de Peterhof

Este monumental palácio é por vezes chamado de Versalhes Russa, foi construído pelo próprio Pedro o Grande e posteriormente ampliado pela sua filha, Isabel.

A Czarina foi responsável pela Grand Cascade, entre outras melhorias, e manteve aqui a corte. Catarina a Grande preferiu estabelecer-se em Pushkin, mas Nicolau I regressou a Peterhof, que mandou ali construir uma mansão gótica para residir.

A Segunda Guerra causou severos danos no palácio, que foi ocupado pelos alemães, apesar do recheio ter sido removido antes da chegada dos invasores, em 1941 foi bombardeado e destruído pelos próprios Soviéticos. Em 1945 foi quase totalmente reconstruído.

Apesar de tudo o que ali vermos hoje não ser original, é um local com muito encanto. Os jardins são maravilhosos e a estatuária e as fontes que por lá encontramos são famosas pela sua beleza.

6. Grande Maquete da Rússia

Esta atracção é uma relativa novidade na cidade e consiste num cenário de comboios de miniatura que ocupa uma de 800 metros quadrados, representando cenários de toda a Rússia, à escala 1/87.

Encontra-se instalada num edifício de arquitectura tipicamente estalinista, construído em 1953, e abriu ao público em 2011. Os pequenos comboios que se movimentam nos carris são apenas um dos aspectos de interesse neste local.

É uma área enorme, que inclui acidentes geográficos como montanhas e lagos e que está repleta de detalhes, pequenos modelos de monumentos, casas e cenas da vida quotidiana interpretadas por minúsculas figuras humanas.

Para melhorar as coisas, os dias sucedem-se às noites e o cenário está preparado para isso, escurecendo à medida que se acendem as luzes. Em suma, um local diferente, ideal para variar depois de se visitar dezenas de palácios, museus e igrejas.

7. Palácio Yusupov

Também conhecido como Palácio Moika, foi na época Czarista a residência da família Yusopov, tendo sido construído em 1776 pelo arquitecto francês Jean-Baptiste Vallin de la Mothe.

Ao longo dos anos foi profundamente alterado por muitos outros arquitectos, como o italiano Emilio Sala, mas a aparência actual do edifício foi estabelecida em 1830, quando Andrei Mikhailov o renovou.

Até 1917 encontrava-se no seu interior uma admirável colecção de arte, que foi nacionalizada e enviada para o Hermitage. Foi neste palácio que o famoso Rasputin foi assassinado em 1916 por um grupo de conspiradores entre os quais se incluía o próprio Felix Yusupov, na altura o homem mais rico da Rússia.

Após o estabelecimento da União Soviética o palácio foi transformado num museu e parte do imóvel ainda o é nos dias de hoje. Encontra-se praticamente encostado ao rio Moyka e o seu interior é dos mais ricos que se encontram na cidade.

Tours em São Petersburgo

Organize a sua viagem com antecedência. Veja o que está disponível online para reservar antes de ir de viagem.

Museus em São Petersburgo Rússia

1. Hermitage

Trata-se de um dos melhores museus do mundo e é provavelmente a atracção mais famosa de São Petersburgo. O museu está instalado no magnífico palácio que foi outrora usado pela família real para passar os invernos. A colecção foi iniciada por Catarina a Grande, que amava as artes. Mais tarde o Czar Nicolau I aumentou a colecção e, em 1852, abriu-a ao público. Mas o período de maior expansão ocorreu após a Revolução Russa, quando inúmeras colecções que se encontravam em mãos privadas foram nacionalizadas e enviadas para o Hermitage. A sua exposição é imensa, sendo necessários vários dias para melhor usufruir dela. Encontra-se distribuída por 360 salas e mesmo assim apenas uma pequena fracção dos mais de três milhões de artigos detidos pelo museu se encontra exposta. Note-se que existem pólos pertencentes ao Hermitage que se encontram em edíficios mais afastados, como por exemplo na Real Fábrica de Porcelanas.

2. Museum Kunstkamera

Também conhecido como Museu de Etnologia e Etnografia, está instalado num bonito edifício construído na olha Vasilievsky e trata-se do mais antigo museu de São Petersburgo, fundado em 1714 pelo próprio Pedro o Grande e tendo como núcleo a colecção pessoal do Czar. A sua secção mais famosa é a de deformações e aberrações, com a qual o imperador pretendia demonstrar que estes problemas eram naturais e não fruto de bruxaria ou de outras crendices. Existem outras colecções mais… convencionais. É o caso da de vestes tradicionais de etnias de diversas parte do mundo e a de usos e costumes do Planeta. O terceiro andar é dedicado à obra do cientista russo Mikhail Lomonosov, incluindo uma réplica do ser laboratório. Os pisos superiores só são acessíveis em visitas organizadas.

3. Museu Russo

O Museu Russo encontra-se instalado no Palácio Mikhailovsky, parecendo insignificante perante a presença do grande Hermitage, mas para os apreciadores da arte russa, em toda a sua extensão, é uma visita obrigatória. Aqui se encontram trabalhos originais de artistas como Ivan Aivazovsky, Boris Kustodiev, Ilya Repin, Nicholas Roerich, Vasili Surikov e Viktor Vasnetsov, entre outros. O Museu foi criado em 1895, pelo Czar Nicolau II, e tal como o Hermitage beneficiou bastante da Revolução Russa que levou à nacionalização de múltiplas colecções privadas que foram encaminhadas para estes museus do Estado. O edifício é magnífico, construído entre 1819 e 1825 em estilo Neoclássico como residência do Grão-Duque Michael Pavlovich, e uma visita pode ser complementada por um momento de repouso nos bonitos jardins Mikhailovsky. Por vezes existem exibições temporárias, que são expostas no Palácio de Mármore e no Palácio Stroganov.

Mapa Monumentos São Petersburgo, Rússia

Mapa da cidade de São Petersburgo com os melhores monumentos e pontos de interesse. Saiba o que ver em São Petersburgo com este mapa turístico da cidade.

Mapa Monumentos São Petersburgo

Celebrações e Feriados em São Petersburgo

  • 1 de Janeiro – Dia de Ano Novo
  • 7 de Janeiro – Natal Ortodoxo
  • 23 de Fevereiro – Dia do Defensor da Pátria
  • 8 de Março – Dia da Mulher
  • 1 de Maio- Dia do Trabalhador
  • 9 de Maio – Festa da Grande Vitória na Guerra Patriótica
  • 12 de Junho – Dia da Rússia
  • 4 de Novembro – Festa da Unidade Nacional

Roteiros em São Petersburgo

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em São Petersburgo de maneira independente.

Catedral de São Petersburgo
Catedral de São Petersburgo

Itinerários de turismo em São Petersburgo na Rússia.

1 Dia em São Petersburgo: passo-a-passo

  • Manhã: Brevemente…
  • Tarde: Brevemente…

2 Dias em São Petersburgo: passo-a-passo

  • Dia 1 Manhã: Brevemente…
  • Dia 1 Tarde: Brevemente…
  • Dia 2 Manhã: Brevemente…
  • Dia 2 Tarde: Brevemente…

Procura um Hotel em São Petersburgo?
Hotéis em São Petersburgo