Sudão do Sul

A Independência do Sudão do Sul

A Independência do Sudão do Sul
A Independência do Sudão do Sul

A Indepêndencia do Sudão do Sul

O Sudão do Sul foi internacionalmente declarado independente às 0:00 do dia 9 de Julho de 2011. Nesta altura todos os sul sudaneses festejaram e puseram fim a 20 anos de luta contra o regime do norte do país na capital Khartoum.

Espalhados por toda a cidade de Juba imensos cartazes, posters, bandeiras e propagandas de felicitavam o novo país, ao seu presidente e também a Dr. John Garang de Mabior, considerado mártir da independência e que tem agora uma estátua e o seu mausoléu na zona da Avenida das Nações.

Em muitos locais espalhados pela cidade e mesmo alguns dias depois da independência havia imensa gente a celebrar e a dançar pelas ruas. A felicidade é visível nas expressões das pessoas um pouco por a cidade.

A Independência do Sudão do Sul
A Independência do Sudão do Sul

Eu tive a oportunidade de viajar no país durante os primeiros dias da sua independência. A razão pela qual fui à África Oriental nesta altura tinha sido expressamente para ir ver as comemorações. As fronteiras fecharam por isso não estive lá no dia 9 de Julho. As fronteiras abriram no dia 11, tendo eu apanhado então o primeiro autocarro saindo de Kampala em direcção a Juba. Fui assim o primeiro português a cruzar a fronteira do novo país do Sudão do Sul.

O guarda que carimba os passaportes disse-me assim: “Congratulations, you are the first Portuguese to enter the new South Sudan!”.

Travel permit de entrada no Sudão do Sul
Travel permit de entrada no Sudão do Sul

Podem ver na fotografia em cima, o meu “travel permit” de entrada no Sudão do Sul. Fiz este papel na fronteira, já que a embaixada no Quénia e no Uganda deixaram de emitir estes documentos durante os dias da independência, por razões de segurança nacional. Não me fiquei por aqui e resolvi arriscar e tentar fazer o papel na fronteira. E consegui.