Antártida Continente Favoritos

O que fazer na Antártida

O que fazer na Antártida

O que fazer na Antártida
O que fazer na Antártida

Visitar a Antártida é por si uma experiência única. Não são muitos os humanos que se deslocaram a esta terra remota e menos ainda os que regressaram. É portanto uma viagem que se faz uma vez na vida, e apenas ao alcance dos mais afortunados.

Contudo, caso se encontre entre o número restrito dos que terão a possibilidade de visitar o continente gelado no curso da sua vida, deverá decidir se a sua experiência se limitará ao comum cruzeiro, com algumas idas a terra para observar mais de perto a vida animal, ou se pode ir mais além, retirando ainda mais desta oportunidade única. Assim, o que fazer na Antártida não é muito difícil de encontrar. Faço uma lista de actividades possíveis de fazer durante a sua viagem na Antártida.

Actividades “normais” na Antártida

É com alguma hesitação que uso a palavra “normal” para escrever algo sobre a Antártida, mas gostaria de incluir nesta lista aquelas situações que apesar de inesquecíveis farão parte de qualquer viagem ao continente gelado, como a observação de animais ou de icebergs.

1- Observar Icebergues

Observar Icebergues na Antártida
Observar Icebergues na Antártida

Não há dúvida de que ver um icebergue deslizar imponentemente pelas águas da Antártida a escassas centenas de metros de nós é uma experiência inesquecível. Só ali, perante essa imensa massa de gelo, nos apercebemos da sua beleza, das tonalidades de azul, dos detalhes esculpidos pelo tempo naquele bloco de água congelada.

O efeito é ainda mais poderoso se o icebergue se tiver voltado recentemente, pois a superfície que habitualmente se encontra submergida é ainda mais espectacular, sendo feita de um azul único, que poderá fazer lembrar a tonalidade de uma pedra preciosa.

Note que a observação de icebergues é melhor no início do Verão antárctico, em Novembro, época em que também se conseguem obter as viagens mais económicas.

2- Caminhar num Glaciar

Caminhar num Glaciar na Antártida
Caminhar num Glaciar na Antártida

Os glaciares, essas formações de gelo em movimento sobre a massa terrestre, são um dos atractivos da paisagem Antártida e frequentemente é possível vê-los vem de perto e mesmo caminhar sobre eles, durante as idas a terra.

O impacto visual de um glaciar depende muito do grau de pureza do gelo que o compõe. Por vezes há lamas e impurezas presas no gelo que diminuem um pouco a beleza natural, mas quando está bem limpo os reflexos de azul são impressionantes.

3- Observar a Vida Animal

Observar a Vida Animal na Antártida
Observar a Vida Animal na Antártida

Talvez para um espectador pouco experiente a vida animal na Antártida seja um pouco monótona. Mas é espectacular! Pinguins e mais pinguins, focas e aves. Baleias e orcas que nadam por perto. E é isto. Quantas vezes teve oportunidade de ver um destes animais no seu habitat natural, em total liberdade?

Melhor ainda, os animais antárcticos são descontraídos, não sentem medo dos humanos e as situações de proximidade são inúmeras, oferecendo grandes oportunidades de fotografia e experiências inesquecíveis.

4- Passear de Barco Semi-Rígido

Passear de Barco Semi-Rígido na Antártida
Passear de Barco Semi-Rígido na Antártida

Basicamente todos os cruzeiros incluem alguns destes passeios. Os passageiros são levados a um contacto mais próximo com o meio que os rodeia, em pequenos grupos, podendo observar de perto a vida animal, os icebergues e a costa Antártida. Por vezes é um pouco desconfortável, as pessoas molham-se um pouco, o vento pode soprar bem gelado, mas as fotografias obtidas são tão espectaculares que fazem esquecer tudo isso.

5- Atravessar a Passagem de Drake

Atravessar Passagem de Drake na Antártida
Atravessar Passagem de Drake na Antártida

Basicamente a Passagem de Drake é a massa de água que separa a extremidade da América do Sul da Antártida. Cruza-se em dois ou três dias e é considerada a zona do planeta com um mar mais alteroso. Isto pode assustar alguns, e com boas razões, especialmente se houver propensão para o enjoo. Esses, se o puderem fazer, deverão considerar a travessia por via aérea. Mas por outro lado ver de perto a fúria do oceano é um espectáculo!

6- Escutar o Silêncio

Escutar o Silêncio na Antártida
Escutar o Silêncio na Antártida

Em determinadas condições, se o vento parar de soprar, se não existir bicharada por perto e se se conseguir afastar dos humanos, é possível escutar o silêncio da Antártida. E é um silêncio profundo, ensurdecedor, comparável ao que se sente no deserto. Um pequeno luxo tão raro na nossa vida moderna, que tendemos a esquecermo-nos do que é simplesmente não ouvir nada. Algo que pode ser apreciado na Antártida.

7- Ver um Mar de Estrelas

O céu da Antártida é estrelado, incrivelmente estrelado. Não só a total ausência de poluição luminosa realça ao máximo as estrelas visíveis como o número de dias (e noites) de céu limpo permitem uma observação fabulosa do céu estrelado. Além disso o céu nocturno no hemisfério sul é diferente do que é visível a norte do equador, algo que será ainda mais apelativo para quem saiba interpretar o que vê para além da beleza natural.

8- Visitar uma Base Científica

Visitar uma Base Científica na Antártida
Visitar uma Base Científica na Antártida

Apesar de formalmente as bases científicas estabelecidas na Antártida não estarem abertas ao público, há sempre a possibilidade de conseguir uma excepção. Se isso não for possível de todo, existem algumas que foram transformadas em museus, recriando o ambiente e as condições de vida nas precárias instalações que serviam de lar aos cientistas que foram pioneiros no estudo da Antártida.

Uma dica: tente escolher um programa que o leve à base argentina Almirante Brown, ou à base ucraniana Vernadsky Research Station, que se costumam poder visitar.

Actividades Radicais na Antártida

Algumas das experiências de que se podem usufruir na Antártida são um pouco mais radicais, exigindo condições físicas que não estão ao alcance de todos ou simplesmente uma capacidade financeira reforçada.

1- Deslizar na Neve

Deslizar na Neve na Antártida
Deslizar na Neve na Antártida

Em alguns locais próximos dos pontos de desembarque existem colinas de gelo onde a organização desafia os viajantes a deslizar morro abaixo, uma actividade divertida e que envolve alguma adrenalina.

2- Visitar uma Caverna Gelada

Entrar numa caverna de gelo é algo de único. Existem alguns locais na Antártida onde tal é possível, com destaque para a zona em redor do Monte Erebus, que se trata do vulcão activo mais a sul do Planeta.

3- Observar a Aurora Australis

Já quase toda a gente ouviu falar no fabuloso fenómeno que ocorre nas regiões mais a norte do Globo, a Aurora Borealis. Mas o que muitas pessoas desconhecem é que aquela fascinante dança de luz existe também a sul, com o nome de Aurora Australis.

Contudo, a Aurora Australis é bem mais rara e difícil de observar. As ocorrências são menos frequentes e os pontos adequados para usufruir da visão são raros. Mas se for bafejado pela sorte poderá ver algo ainda mais fascinantes do que as “luzes do norte”. Aos tons de verde e azul que se observam próximo do Árctico, juntam-se tonalidades em laranja, dourado, rosa e púrpura.

As condições ideais verificam-se entre Março e Setembro, ou seja, quando não existem expedições, e isto diz muito sobre as dificuldades para observar uma Aurora Australis.

4- Esquiar e Fazer Snowboard

Se gosta de esquiar ou de fazer snowboard, saiba que é possível practicar estes desportos na Antártida. Contudo, como deve imaginar, não existem quaisquer meios mecânicos para subir as encostas geladas. Terá que o fazer subindo e trepando, naquilo que será provavelmente a ascensão para esquiar mais exigente que alguma vez experimentou.

Note que estas actividades só serão possíveis se à partida escolher uma expedição que as inclua e que em princípio é exigida experiência anterior.

5- Mergulhar

Mergulhar na Antártida
Mergulhar na Antártida

Se faz mergulho poderá adicionar a Antártida à sua lista de mergulhos. Pode contar com considerável vida subaquática, grande visibilidade e acima de tudo a oportunidade de explorar a face submersa de um icebergue.

Contudo esta actividade não está ao alcance dos iniciados. É necessária certificação advanced open water com fato seco e pelo menos vinte mergulhos averbados. E, claro, é preciso que encontre a expedição certa que inclua mergulhos.

6- Fazer Canoagem

Fazer Canoagem na Antártida
Fazer Canoagem na Antártida

Esta é uma das actividades favoritas dos visitantes da Antártida e se gosta de canoagem deverá procurar um cruzeiro no qual esta oportunidade seja oferecida aos passageiros. É verdade que provavelmente pagará mais por isso, mas quem sabe, se conseguir um bom negócio de última hora…

Existe algo de mágico em entrar num pequeno kayak e se aventurar nas águas escuras da Antártida. Sentir o vento na face ou o silêncio absoluto. Contornar icebergues, observando os detalhes da sua superfície a curta distância ou obter uma perspectiva diferente de uma colónia de pinguins são bons exemplos do que se consegue obter num passeio de kayak. Se for extremamente sortudo terá uma baleia a nadar junto a si, quase ao alcance da sua mão!

O número de vezes que poderá navegar a solo nas águas da Antártida dependerá do cruzeiro escolhido e se isto for importante para si será melhor esclarecer esta questão antes de comprar a passagem.

7- Passear de Helicóptero

Andar de helicóptero já é por si algo que poucas pessoas terão feito. Fazê-lo na Antártida é ainda mais especial, oferecendo a possibilidade de ver a paisagem de cima e chegando a locais inacessíveis através de meios mais convencionais.  

8- Acampar

Esta é uma forma diferente de sentir o continente gelado, de compreender apenas um pouco melhor o que sentiram os primeiros exploradores da Antártida, de dormir uma noite em terra firme. Não deverá recear as condições climatéricas ou recear pela sua segurança. Estará em boas mãos, sempre com um guia experiente por perto, e os materiais utilizados são de qualidade adequada e poderá passar uma noite em relativo conforto. Por tudo isto deverá compreender se o plano para acampar for adiado ou mesmo cancelado pelos organizadores. As condições climatéricas são extremamente voláteis e em termos de segurança convém não arriscar.

9- Nadar

Nadar na Antártida
Nadar na Antártida

É uma daquelas coisas chamadas de “cerimónia da praxe”.  Um costume e um desafio aos mais ousados, dispostos a mergulhar para um banho nas águas bem frias da Antártida. Isto geralmente é feito saltando do bordo da embarcação apesar de algumas praias serem favoráveis a um bom banho. Por outro lado, poderá fazer algo diferente: tomar um banho de água quente em zonas com actividade geotermal, como em Pendulum Cove.

Para os mais duros, há mesmo uma associação para nadadores do gelo, em que tentam bater recordes de natação em situações extremas. Durante a minha viagem havia um grupo de Sul Africanos que tentavam bater o recorde de 1.5 milhas a nadar. Podem ver os recordes de natação na Antártida.

10- Subir ao Monte Vison

O ponto mais alto da Antártida, a 4,897 m de altura, pode ser escalado. Mas é uma verdadeira odisseia, com custos astronómicos. É algo que necessita de meses de preparação e uma expedição ao cume levará pelo menos duas semanas.

11- Visitar o Pólo Sul

Conforme explico mais abaixo, é possível visitar o Pólo Sul, onde se chega por via aérea. Pode parecer simples, mas é muito dispendioso, especialmente se fizer questão de pernoitar no local em vez de simplesmente ali permanecer um par de horas.

Se estiver em condições físicas adequadas e puder gastar uma pequena fortuna, poderá mesmo fazer a viagem por terra, não esquecendo o respeito pelas condições climatéricas que podem causar o adiamento da aventura por tempo indefinido ou até impedi-la.

12- Correr uma Maratona

Para os maratonistas que procuram completar uma prova em cada continente, existem de facto maratonas na Antártida, como a Antarctic Ice Marathon. Terá que correr com equipamento adequado às condições locais e estar preparado para enfrentar ventos gelados, aconselhando-se alguma adaptação ao meio antes de efectuar a prova. Mas será algo muito especial. Quantas pessoas já terão corrido uma maratona na Antártida?