Omã Guia de Cidades

Visitar Nizwa, Omã: Roteiro e Guia Prático de Viagem

Nizwa City Guide – Guia de Cidade – Visitar Nizwa

Visitar Nizwa, Omã: Roteiro e Guia Prático de Viagem
Visitar Nizwa, Omã: Roteiro e Guia Prático de Viagem

Nizwa é a cidade mais importante da região montanhosa  do centro do Omã, sendo uma excelente base para o visitante que pretenda explorar alguns dos traços mais interessantes daquela área: oásis, montanhas magníficas, sistemas de irrigação e distribuição de água, aldeias abandonadas, fortes medievais, mercados pitorescos.

Visitar Nizwa – O importante a saber

Nizwa é hoje uma pequena cidade, mas nos séculos VI e VII era capital do Omã e desde sempre manteve uma presença intensa na política regional. A sua natureza orgulhosa veio mais uma vez ao de cima no início dos anos 50 do século passado, quando os chefes tribais de Nizwa iniciaram uma revolta, violentamente suprimida com a ajuda dos ingleses, que bombardearam a cidade.

Tem uma população de cerca de 70 mil pessoas e o seu forte é um dos monumentos mais visitados do país, destacando-se o mercado de cabras que ali ocorre todas as Sextas-feiras.

Depois dos danos sofridos por volta de 1950 Nizwa manteve-se na obscuridade, recuperando o seu antigo brilho após a subida ao trono do Sultão Qaboos, que fez questão de criar as condições para o desenvolvimento da cidade, investindo nas ligações rodoviárias e em outras estruturas urbanas.

Dicas rápidas para Nizwa

  1. Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse.
  2. Suba ao topo da torre do forte de Nizwa para ter uma vista panorâmica da cidade.
  3. Não perca o Forte de Bahla a alguns kms de distância de Nizwa.
  4. O mercado de animais de Nizwa é famoso.

Principais Pontos Turísticos e Monumentos em Nizwa

Principais Pontos Turísticos e Monumentos em Nizwa
Principais Pontos Turísticos e Monumentos em Nizwa
  • Mercado de Cabras
  • Forte de Nizwa
  • Souq de Nizwa
  • Tanuf
  • Caverna de Al Hoota
  • Misfat Al Abriyyin
  • Al Hamra
  • Forte de Bahla

O que visitar em Nizwa – Omã

O que visitar em Nizwa - Omã
O que visitar em Nizwa – Omã

1. Mercado de animais

O mercado de cabras de Nizwa será a principal atracção da cidade e um dos pontos altos de qualquer visita ao Omã. Na realidade, apesar do seu nome, encontram-se ali todo o tipo de gado.

Ao planear a sua viagem, tenha em consideração que este mercado é semanal, ocorrendo todas as Sextas-feiras, bem cedo pela manhã.

O principal é chegar bem cedo. Para encontrar um lugar de estacionamento, para sentir o ambiente antes da chegada de mais turistas e para estar presente quando o mercado está ao rubro. O melhor é estar por lá logo pelas sete horas.

Depois é ver. Os criadores de gado chegam nos seus camiões e pickups, descarregam os animais. A seu tempo desfilarão no recinto principal, ai ar livre, perante a assembleia de potenciais compradores que ali se formam. Os negócios são feitos em regime de leilão.

Observem-se as pessoas. Os homens com as suas vestes tradicionais, dominadas pelo branco, o chapéu característico na cabeça. As mulheres com as suas coloridas roupas , algumas com máscaras de finos tecidos.

A meio da manhã já quase tudo está consumado. Ultimam-se os últimos negócios, os compradores carregam os animais adquiridos nas suas viaturas. É hora de partir à descoberta dos outros atractivos de Nizwa.

Este mercado distribui-se por várias zonas, sendo esta a dos animais onde se podem comprar vacas, bezerros, cabras, ovelhas, cavalos e dromedários.

Interessante de ver é que os vendedores passeiam os animais à volta dum espaço central para a dita passerelle dos animais para venda. Muito interessante de ver.

2. Forte de Nizwa

Em Nizwa encontrará o visitante um forte. Diz-se que é o local mais visitado do país. Foi construído por volta de 1650 pelo Sultão Bin Saif Al Ya’rubi sobre as ruínas de uma estrutura defensiva existente no local desde o século XII.

Trata-se de um castelo tipicamente omani, dominado pela sua enorme torre de trinta metros com um diâmetro de trinta e seis metros, arrasada pelos britânicos durante uma rebelião nos anos 50 do século XX, mas entretanto reconstruída. A estrutura do forte é sólida, indo até aos trinta metros de profundidade. No interior o visitante terá dezenas de pequenas salas para explorar. Existiam 24 canhões na torre principal, dos quais restam quatro, para deleite de quem ali se desloca.

A construção do forte fez-se sobre um curso de água subterrâneo, que assegurava o abastecimento do importante líquido em caso de cerco. Os espaços de armazenamento garantiam a existência de amplas quantidades de munições e alimentos, especialmente tâmaras. Era um forte intransponível, para as técnicas e meios militares da sua época.

Pode ser visitado todos os dias das 9:00 às 16:00, com excepção das Sextas-feiras, quando abre apenas de manhã,  entre as 8:00 e as 11:00.

3. Tanuf

Tanuf é uma cidade fantasma, um conjunto de ruínas nascidas do bombardeamento que sofreu no início dos anos 50, quando a força aérea inglesa arrasou a localidade para esmagar a rebelião contra o governo do sultão apoiado pelo Reino Unido.

Localiza-se a a cerca de 25 km a norte de Nizwa, junto à estrada que segue para Bahla. É um local muito pitoresco, não só pelas extensas ruínas mas pela quantidade de pessoas que ali se deslocam para passar o dia em família, usando o leito geralmente seco do rio para piqueniques e actividades recreativas.

Tanuf é também conhecia pela água. Uma boa parte da água engarrafada existente no Omã provém daqui.

4. Souq de Nizwa

O souq ou mercado de Nizwa encontra-se na parte antiga da cidade, junto ao castelo e ao recinto onde tem lugar o famoso mercado de cabras. O seu forte são os legumes e frutas, mas encontra-se um pouco de tudo por aqui, incluindo utensílios tradicionais de cozinha, cerâmica e até armas de guerra.

Se procura tâmaras, poderá fazer aqui bons negócios e para fechar a manhã, se visitar após o encerramento do mercado de cabras, poderá mesmo tomar uma refeição local no pavilhão novo. Não é um ambiente muito tradicional, mas a comida é boa e os preços bastante razoáveis.

O mercado de fruta no souk de Nizwa localiza-se em frente do mercado coberto de legumes. Aqui pode-se comprar um pouco de todas as frutas, havendo imensas bananas, ananases e mangas.

À Sexta-feira pode vir ao mercado e apreciar os homens a discutirem e regatearem fruta com os vendedores. Todos os homens têm a veste branca típica de Omã.

Não perca visitar este local em Nizwa e ter um pouco a noção de como é o dia-a-dia desta gente, nas suas compras e na maneira como socializam.

5. Caverna de Al Hoota

Esta caverna ter-se-á formado há cerca de dois milhões de anos e localiza-se a cerca de 40 km a nordeste de Nizwa.

A caverna tem cerca de 4,5 km de túneis e galerias, dos quais estão disponíveis ao público uns 500 metros. A abertura deu-se em 2006, com visitas guiadas que duram até 45 minutos.

Na caverna encontram-se um rico ecossistema, onde vivem cem espécies de animais, e que inclui dois lagos subterrâneos.  As suas estalactites e estalagmites formadas ao longo de milhares de anos, recriam em alguns pontos figuras que com um pouco de imaginação podem ser consideradas representações da natureza de animais, como o famoso “leão” de Al Hoota.

Note que em prol da preservação da caverna o número de visitantes diários é limitado e deverá fazer uma reserva antecipadamente. O bilhete para cidadãos estrangeiros custa o equivalente a 16 Euros.

6. Misfat Al Abriyyin

Misfat Al Abriyyin é uma aldeia de montanha, bastante pitoresca, localizada a cerca de 55 km a norte de Nizwa, cujo nome provém da tribo Al Abri, originária daquela região.

Observam-se ali práticas agrícolas em socalcos, com muitas palmeiras e árvores de fruto que dão uma abundante colheita de romãs, citrinos, papaias e mangas e que pintam a paisagem junto à aldeia de verde oferecendo-lhe um toque de frescura.

As casas tradicionais, feitas de barro, foram construídas sobre as rochas, encontrando-se dispostas em diversos níveis, separadas por uma série de escadarias e vielas sinuosas.

Pelo meio corre um canal de abundante água fresca, trazida para a aldeia desde o seu curso natural, que cobre as necessidades da comunidade.

Existe um miradouro, de onde se tem uma perspectiva perfeita da aldeia e onde se encontra um mapa para consulta dos viajantes.

Ao explorar a aldeia tente manter-se em áreas claramente públicas. Nos últimos anos o afluxo de turistas tem causado algum desconforto entre os habitantes e começam a aparecer cartazes que interditam a entrada de visitantes em certos pontos.

7. Al Hamra

Trata-se de uma aldeia centenária, fundada há mais de 400 anos. Localiza-se nas imediações de Misfat Al Abriyyin, a uns 50 km a norte de Nizwa.

As suas casas construídas de forma tradicional foram quase todas abandonadas pela população, que como acontece por todo o país preferem habitar em blocos de construção erigidos segundo os métodos ocidentais. É por isso importante visitar este local antes que o tempo actue e destrua lentamente estes vestígios de uma vida de outros tempos.

Existem algumas edificações com dois e mesmo três andares, com estruturas inspiradas na tradição de construção iemenita.

8. Forte de Bahla

O Forte de Balha não se localiza na própria cidade de Nizwa, distando cerca de 40 km daquela cidade. Queda-se junto à povoação de Bahla, sendo uma visita obrigatória para quem andar por estas paragens.

Não se sabe ao certo quando é que o Forte de Bahla foi construído, mas terá sido entre os séculos XII e XV. Foram os Banu Nebhan, tribo que na altura controlava o comércio de franquincenso, que terão erigido a fortaleza, fazendo de Bahla a sua capital e centro do Ibadismo, um ramo do Islão.  

Trata-se de uma fortaleza majestosa, uma das maiores do país, encontrando-se classificada pela UNESCO desde 1987 como Património Mundial da Humanidade.

Tours em Nizwa

Fotos de Nizwa

Celebrações e Feriados em Nizwa

  • 1 de Janeiro – Ano Novo
  • 3 de Abril – Isra and Mi’raj
  • 18 de Novembro – Feriado nacional (aniversário do sultão)
  • 19 de Novembro – Dia da Nação (independência de Portugal em 1650)

Hotel Tanuf Residency em Nizwa

Hotel Tanuf Residency em Nizwa Omã
Hotel Tanuf Residency em Nizwa Omã

Depois de procurar vários hotéis para encontrar o mais barato, foi este Hotel o Tanuf Residency que se mostrou mais acessível em preço para dormir.

Não há hotéis perto do centro da cidade de Nizwa, por isso terá sempre que se transportar durante pelo menos 4 kms desde o seu hotel até à zona antiga de Nizwa.

Não sei bem, a limpeza não era muito boa. Não estava em muito mau estado mas realmente precisava de um pouco da mais atenção e cuidado pelos empregados. O hotel tem os quartos com casa-de-banho privativa, tv, ar condicionado. O preço por noite num quarto duplo é de 20 Rials.

Roteiros de Nizwa

Visitar Nizwa, Omã: Roteiro e Guia Prático de Viagem 32

1 Dia em Nizwa (24 horas)

  • Manhã:
  • Tarde:

2 Dias em Nizwa (48 horas)

  • Dia 1 Manhã:
  • Dia 1 Tarde:
  • Dia 2 Manhã:
  • Dia 2 Tarde:

3 Dias em Nizwa (72 horas)

  • Dia 1 Manhã:
  • Dia 1 Tarde:
  • Dia 2 Manhã:
  • Dia 2 Tarde:
  • Dia 3 Manhã:
  • Dia 3 Tarde:

Guia de Viagem à Omã