Albânia: Apresentação do país, História, Geografia e Cultura

Vista panorâmica do dentro histórico de Girokaster na Albânia
Vista panorâmica do dentro histórico de Girokaster na Albânia

A história da Albânia


Casa nas montanhas - Viajar na Albânia
Casa nas montanhas – Viajar na Albânia
A história da Albânia tem início no antigo Reino da Ilíria, o qual é conquistado pelos Romanos, cerca de 168 a.C.. Esteve sob o domínio bizantino desde 395 até 1347, quando cai, subjugando-se ao poder do Império Turco-Otomano, que tem como objectivo inicial a conversão do povo ao islamismo, tal como trazer ao de cima o sentimento nacionalista, bastante repressor. A Albânia sempre foi palco de imensas invasões de outros povos e muitos conflitos territoriais, tendo sido sempre governada por povos não nativos. Lutou pela sua independência em 1912, na Primeira Guerra dos Balcãs, permanecendo livre até durante a Primeira Grande Guerra. Mussolini anexa este país à Itália (1939), mas na Segunda Guerra Mundial os alemães entraram no território a fim de o ocupar. Foi com a Frente de Libertação Nacional que se conseguiu expulsar os alemães. Os EUA aproximam-se na tentativa de comunicarem com o regime comunista aqui vigente, embora tivesse sido a China que determinou esta aliança.


A geografia da Albânia


A geografia da Albânia conta com a área territorial de 28 748 Km2, sendo que conta com cerca de 1 350 Km2 de área marítima. Fica situada na Península Balcânica, a qual se encontra na costa ocidental, no Mar Adriático. Este país faz fronteira a Norte com o Montenegro, a Nordeste com o Kosovo e com a Sérvia, a Leste com a Macedónia, a Sudeste com a Grécia, sendo banhada a Oeste, pelo Mar Adriático. O cenário paisagístico aqui presente, é composto principalmente por cadeias montanhosas, onde o ponto mais alto se encontra no Monte Korab, com 2753 metros de altitude, onde é comum existir muita neve. É também representado por uma planície costeira, com uma temperatura amena. A Albânia, já foi bastante florestada, mas actualmente, existe apenas uma pequena percentagem do que existia, devido à exploração madeireira. A vegetação mais proeminente é composta por carvalhos, pinheiros e faias.


A cultura da Albânia


Visitar a Albania
Visitar a Albania
A cultura da Albânia é representada por cerca de três milhões de albaneses, povo que constantemente tem vivido tempos rigorosos, que devido às guerras, conflitos territoriais e políticas pouco sociais, passaram pela pobreza extrema. Os albaneses que conseguiram, emigraram, participando nas grandes vagas de emigração para países como a Sérvia, Grécia, Itália, EUA e Suiça. No entanto, os albaneses também convivem com outras nacionalidades no seu país, nomeadamente com gregos, vlachs, macedónios e ciganos, participando nas estatísticas que ditam a Albânia como um dos país mais populados da Europa. A maioridade das pessoas, escolheram as cidades para viver, e mesmo com uma grande pobreza presente, mesmo que o edifício onde vivem se encontre descuidado, existe um grande contraste no interior das casas albanesas, onde tudo está muito organizado e limpo. É possível distinguir através dos trajes as pessoas do Norte do pais, conhecidas como Ghegs e as do Sul, como Tosk.


Locais UNESCO na Albânia


Estes são alguns dos melhores destinos para visitar na Albânia. Os locais UNESCO Património Mundial na Albânia são locais protegidos pela sua importância cultural ou natural.

Locais inscritos na Lista do Património Mundial na Albânia:

  • Butroto
  • Centros Históricos de Berati e Gjirokastër