Descobrir Portugal: 100 Locais para Visitar Portugal

64- Igrejinha

Igrejinha
Igrejinha

Igrejinha é uma aldeia no concelho de Arraiolos, Alentejo. É uma típica aldeia alentejana com as casas de um só piso, impecavelmente caiadas (actualmente, pintadas) de branco com barras azuis ou amarelas à volta das portas e janelas. A 4km da aldeia, em direcção a Azaruja há uma edificação romana em ruínas, que data possivelmente do século I a.C., chamada de Castelo do Mau Vizinho (ou Castelo de Pontega).


O que visitar em Igrejinha:


  • Igreja Matriz
  • Castelo do Mau Vizinho
  • Espaço Etnográfico e do Artesanato de Igrejinha
  • Barragem do Divor

Veja também a página: 22 lugares esquecidos no Distrito de Évora – Guia de Viagem.

65- Idanha-a-Velha

Idanha-a-Velha
Idanha-a-Velha

Idanha-a-Velha fica no interior do país, no concelho de Idanha-a-Nova. A povoação teve uma grande importância aquando da ocupação romana que começou no século I a.C., foi depois alvo das invasões Bárbaras no século III e IV, tomada pelos mouros em 713 e finalmente recebeu foral em 1206 no reinado de D. Sancho I. A aldeia é formada por típicas casas de pedra e vários monumentos de interesse que relatam a história da aldeia, como é o caso do Castelo, a Torre dos Templários, a Catedral, a Ponte sobre o Rio Ponsul, ente outros. É classificada como uma das “Aldeias Históricas de Portugal”.


O que visitar em Idanha a Velha:



  • Arquivo epigráfico
  • Capela de Espírito Santo
  • Capela de São Dâmaso
  • Capela de São Sebastião
  • Forno Comunitário
  • Sé Catedral de Idanha a Velha
  • Igreja Matriz


  • Posto de Turismo
  • Palheiros de São Dâmaso
  • Pelourinho
  • Poldras sobre o rio Pônsul
  • Ponte de origem romana
  • Porta Norte
  • Torre dos Templários


66- Guimarães

Guimarães
Guimarães

Guimarães é conhecida como a cidade berço de Portugal, numa das torres da muralha da cidade podemos ler “Aqui nasceu Portugal”. Foi em Guimarães que nasceu aquele que viria a ser o primeiro Rei de Portugal, D. Afonso Henriques, responsável pela conquista do território que é hoje Portugal.


O que visitar em Guimarães:



  • Paço dos Duques de Bragança
  • Convento de Santo António dos Capuchos
  • Museu Alberto Sampaio
  • Castelo de Guimarães
  • Praça de Santiago
  • Igreja de São Miguel do Castelo
  • Igreja da Nossa Srª da Oliveira
  • Igreja de São Francisco
  • Largo do Toural
  • Rua de Santa Maria
  • Antigos Paços do concelho
  • Igreja de Nossa Srª da Consolação
  • Convento de Santa Clara
  • Padrão do Salado
  • Igreja de São Domingos
  • Palácio e Centro Cultural Vila Flor
  • Rua D. João I
  • Casa da Rua Nova


  • Casa dos Lobo Machado
  • Igreja da Misericórdia
  • Igreja e Convento das Dominicas
  • Laboratório das Artes
  • Museu Arqueológico Martins Sarmento
  • Casa da Memória
  • Centro Ciência Viva
  • Parque da Cidade
  • Parque da Penha
  • Largo da Mumadona
  • Citânia de Briteiros
  • Santuário da Penha
  • Estátua de D. Afonso Henriques
  • Igreja de São Dâmaso
  • Igreja de São Pedro
  • Igreja de Nossa Srª do Carmo


67- Grutas de Mira De Aire

Grutas de Mira De Aire
Grutas de Mira De Aire

As Grutas de Mira de Aire são o maior complexo de grutas de Portugal descobertas ocasionalmente em 1947 e abertas ao público em 1974. Actualmente foram descobertos 11 km de grutas, mas apenas 600m podem ser visitados. 600m debaixo de terra é já uma extensão considerável e que permite ver as lindas galerias com rios subterrâneos e enormes estalactites e estalagmites. As grutas de Mira de Aire ficam num maciço calcário. Sendo o calcário uma rocha altamente permeável, aqui a água não corre à superfície, ela infiltra-se quase imediatamente e corre pelos lençóis de água subterrâneos. Por outro lado, a água vai desgastando a rocha calcária, formando as galerias e esculpindo as paredes das grutas.


O que visitar nas Grutas de Mira de Aire:



  • Grutas de Mira de Aire
  • Relógio de Sol
  • Jardim das Rochas
  • Moinho de Vento
  • Exposição
  • Coreto em Mira de Aire


  • Parque Aquático
  • Casas da Gruta
  • Gruta de Moinhos Velhos
  • Parque Natural das Serra de Aire e dos Candeeiros


68- Gravuras Rupestres de Ferradura em Vide

Gravuras Rupestres de Ferradura em Vide
Gravuras Rupestres de Ferradura em Vide

A vila de Vide situa-se no concelho de Seia. Na região há três locais arqueológicos com pinturas rupestres (as Ferraduras, os Carvalhinhos e as Fontes do Cid). As gravuras datam da pré-história e da proto-história (mais recente) no caso das gravuras na zona da Ferradura, coincidindo mais ou menos com a idade do Bronze.


O que visitar em Vide



  • Igreja de Nossa Senhora da Assunção
  • Ermida do Senhor do Calvário
  • Ermida de Nossa Srª da Guia
  • Capela da Senhora da Póvoa
  • Capela de Nossa Srª de Fatima
  • Fonte do Ribeiro
  • Poço da Broca
  • Poço dos Caneiros
  • Ermida de São João Degolado
  • Rua do Passadiço
  • Ruinas do Pelourinho


  • Varandas de Vide
  • Ribeira do Alvoco
  • Ribeira da Loriga
  • Ponte Romana
  • Açude da Varzea
  • Açude dos Ferreiros
  • Lugar de Covões
  • Gravuras rupestres de Vide
  • Povoados castrejos
  • Ermida de São José


69- Freixo de Espada à Cinta

Freixo de Espada à Cinta
Freixo de Espada à Cinta

Freixo de Espada à Cinta fica na região do Parque Natural do Douro Internacional e pertence ao distrito de Bragança. A sua localização fronteiriça ditou que fosse desde sempre alvo de investidas de outros povos. O castelo de Freixo de Espada-a-Cinta e a Torre do Galo foram por isso importantes pontos de vigia e mantêm a sua traça medieval. A igreja Matriz tem uma bonita porta em Estilo Manuelino que aliás aparece em portas e janelas um pouco por toda a vila.


O que visitar em Freixo de Espada à Cinta:



  • Pelourinho
  • Torre do Galo
  • Centro de Artesanato
  • Gravuras rupestres
  • Miradouro do Penedo Durão
  • Parque Natural do Douro Internacional
  • Praia fluvial da Congida
  • Janelas manuelinas


  • Igreja Matriz
  • Castelo de Freixo de Espada à Cinta
  • Igreja da Misericórdia
  • Convento de São Filipe de Nery
  • Praça Jorge Álvares
  • Museu Regional Casa Junqueiro
  • Museu da Seda e do Território
  • Gravuras rupestres do Mazouco


70- Fraga dos três Reinos

Fraga dos três Reinos
Fraga dos três Reinos

A Fraga dos três Reinos é um monumento que consiste numa rocha (fraga) com um marco que assinala o ponto onde os reis de três reinos: Portugal, Leão e Castela se terão reunido para decidir sobre a posse de um poço ali existente, reclamado pelos três reinos. O monumento fica na região transmontana de Moimenta, na fronteira com Espanha.


O que visitar na Fraga dos Três Reinos:


  • Igreja Matriz de Moimenta
  • Penedo dos Três Reinos
  • Serra de Montesinho
  • Vila de Vinhais

João Leitão VIAGENS no Instagram

Instagram Joao Leitao