Quirguistão: Apresentação do país, História, Geografia e Cultura

QUIRGUISTÃO
QUIRGUISTÃO

A história do Quirguistão


Nomadas do Quirguistao
A história do Quirguistão tem início há cerca de 200 mil atrás, momento documentado por arqueólogos, os quais indicam a presença humana nas Montanhas de Tian Shan. O povo Quirquiz (200 a.C.), viveu inicialmente no Vale do Rio Lenissei, esteve sempre em constante disputa com o povo mongol. Acabaram por emigrar para o Sul do país, dominados mais tarde pelos turcos até ao século XIII. Os mongóis conquistam novamente este território, integrado na Rota da Seda, até ao século XIX, momento em que o Império Russo entra em cena, acabando por expulsar a população nativa aqui presente para a China. O poder soviético instaura-se em 1918, tornando o Quirguistão na República Socialista Soviética Autónoma Quirguiz em 1926, sendo que dez anos mais tarde, passa a pertencer à URSS. A partir daqui o aumento económico e social foi exponencial, contribuindo para uma mudança cultural imensa. A independência e a democracia acontece em 1990, passando-se a chamar, a partir desse momento, República do Quirguistão.


A geografia do Quirguistão


A geografia do Quirguistão conta com a área territorial de 198 500 Km2 e fica situado na Ásia Central. A Norte, faz fronteira com o Cazaquistão, a Leste e a Sudeste com a China, a Sul com o Tajiquistão e a Oeste com o Uzbequistão. Este território encontra-se encravado, sem saída para o mar, sendo que o seu cenário paisagístico é principalmente montanhoso, composto pelas Cordilheiras de Pamir e Alai (a Sudeste), e pela Cordilheira Tian Shan (a Nordeste), onde ilustra o ponto mais alto do país, na fronteira com a China, o Monte Jengish Chokusu ou Pico Pobeda com 7 439 metros de altitude. Os rios mais importantes do Quirguistão são os rios Kara-Suu Narin, os quais representam a nascente do Rio Sir Dária, que cruzam o Vale de Fergana. Nas montanhas, encontramos uma vegetação essencialmente alpina, sendo que as terras localizadas nas zonas baixas são compostas por estepes e pradarias.


A cultura do Quirguistão


A cultura do Quirguistão é bastante ecléctica, uma vez que existe uma grande panóplia de etnias e culturas presentes neste território, embora a maioria seja representada pelo povo quirquiz. Podemos encontrar na cultura deste país outros povos como os uzbeques, russos e turcos. Os uigures, embora sejam uma minoria, dividem o seu povo entre o Quirguistão e a Região Autónoma Uigur de Xinjiang da China, e chamam a atenção devido à sua ligação e importância nas políticas dos dois países. Estão contabilizadas cerca de quarenta clãs no Quirguistão, número que é representado pelos quarenta sóis na bandeira deste país. A religião mais evidente aqui presente é a muçulmana sunita, co-existindo com a população russa, que por sua vez faz o seu culto na Igreja Ortodoxa Russa. A gastronomia é uma prova viva da multi-culturalidade deste país, uma vez que é influenciada por quase uma centena de etnias aqui representadas (não esquecendo a história dos antepassados nómadas).


Locais UNESCO no Quirguistão


Estes são alguns dos melhores destinos para visitar no Quirguistão. Os locais UNESCO Património Mundial no Quirguistão são locais protegidos pela sua importância cultural e natural.

Locais inscritos na Lista do Património Mundial no Quirguistão:

  • Montanha Sagrada de Sulamain-Too
  • Rota da Seda: Corredor Chang’an-Tianshan