🐪 » Viagem de grupo 7 dias em Marrocos por 430 Euros » Marrakech até Deserto do Saara » Mais info em MARROCOS.COM « 🐪

🌍 Visitar Grécia – Roteiros e Dicas de Viagem

Actualizado em 28 Julho, 2017

Guia de Viagem da Grécia

Viajar na Grécia – informação de viagem.

Tudo sobre visitar os melhores locais e destinos da Grécia. Ideias de roteiros e itinerários com informação de alojamento, transporte, muitas galerias de fotografias, restaurantes, vídeos e mapas.

Organize as suas férias na Grécia. Alguma pergunta ou opinião deixe um comentário no fim da página.

Nesta página você encontra:

  1. República Helénica – Informação prática
  2. Turismo na Grécia – Apresentação
  3. História, Geografia e Cultura
  4. Clima e Quando ir
  5. Vídeo da Grécia
  6. Resumo de viagem à Grécia
  7. Guia de Viagem: artigos para consultar
  8. Roteiros na Grécia
  9. Locais UNESCO na Grécia
  10. Kit de Viagem

Obrigado.

República Helénica

Bandeira Grecia

Bandeira da Grécia

  • Capital: Atenas
  • Língua oficial: Grego
  • Presidente: Prokópis Pavlópoulos
  • Primeiro-ministro: Aléxis Tsípras
  • População 2009: 11.260.402 habitantes
  • Moeda: Euro
  • Área Total: 131.990 km²
  • Fuso horário: UTC +2 a +3
  • Código telefónico internacional: +30
  • Clima: Mediterrânico
  • Visto: Não é preciso visto
  • Fronteiras: República da Macedónia, Bulgária e Albânia a norte, Turquia a Leste
  • Locais a não perder: Thessaloniki, Corfu, Rhodes, Zakynthos, Peloponnese, Mykonos, Crete, Delphi, Meteora, Atenas, Santorini
  • Quando visitei a Grécia: Fevereiro 2008, Junho 2017, Julho 2017
Mapa Grecia

Mapa da localização geográfica da Grécia no Mundo

Turismo na Grécia, Roteiros de Viagem

Barco em Alykes na Grecia

Barco em Alykes na Grécia

A Grécia é um país fascinante para passar férias.

Visitei a Grécia várias vezes e sempre com esperança de voltar para explorar melhor este belo país cheio de história.

Na minha primeira viagem, em 2003, cheguei vindo da Bulgária, de comboio / tren, e fiquei na cidade de Thessalonikis onde aproveitei para experimentar pela primeira vez, comida grega “in loco” e ambientar-me um pouco com a realidade e dia-a-dia gregos.

Fui impressionado pela luz, pelos edifícios, pelas pessoas, pela comida. Em Thessalonikis há muita história e monumentos incluídos na lista de Património Mundial da Humanidade pela UNESCO.

Numa viagem mais recente no Verão de 2017, explorei a Ilha de Zakynthos durante uma semana, e depois Atenas, e ainda Corfu.

Apresentação da História, Geografia e Cultura:

Barco na Baía de Thessalonikis

Barco na Baía de Thessalonikis

A história da Grécia começa na Época do Paleolítico, com a civilização Monoica, há cerca de 2000 a.C.. No entanto, é no ano 750 a.C. que surge a aclamada Grécia Clássica, com o povo Dório, de origem indo-europeia. O Império Romano anexou a Grécia ao seu território, sendo bastante influenciado por todo o conhecimento grego, sendo depois substituído pelo Império Turco-Otomano no século XV, tempos difíceis para este país, devido ao culto da Igreja Ortodoxa. Em 1941, a Grécia foi ocupada pelos nazis, tendo sido pouco apoiada pelo Estaline ao seu Partido Comunista Grego, abrindo caminho a Churchill para o domínio russo. Em 1967, deu-se um golpe de Estado militar, provocando uma grave crise política, o que fez com que o povo sofresse imenso nas mãos do regime militar existente na altura. As eleições democráticas, só acontecem em 1974, ano em que também caiu a monarquia. Em 2002, a Grécia integra-se nos países aderentes à moeda Euro.

A geografia da Grécia conta com a área territorial de 131 940 Km2, localizada no Sudeste da Europa, mais propriamente no Sul da Península Balcânica. Este país faz fronteira a Norte com a Albânia, Macedónia e Bulgária e a Nordeste com a Turquia. A zona continental é banhada a Leste pelo Mar Egeu, sendo a Sul pelo Mar de Creta e a Oeste, pelo Mar Jónico. O cenário paisagístico é composto, principalmente, pelo mar, que rodeia as imensas ilhas gregas (cerca de 2000 entre o Mar Jónico e o Mar Egeu, destacando-se Creta situada no Sul, e que é a maior de todas), tal como por cadeias montanhosas , dando destaque às montanhas de Pindo e também pelas terras baixas, ilustradas desde os vales fluviais até à costa. A parte continental Peloponeso, é uma península ligada ao continente através do istmo de Corinto. O ponto mais alto deste país é o Monte Olimpo, com 2919 metros de altitude.

Arco de Galerius em Salónica, Visitar a Grécia

Arco de Galerius em Salónica, Visitar a Grécia

A cultura da Grécia, das mais antigas de toda a história da humanidade, provém de uma das civilizações mais especiais conhecidas até hoje. Os gregos desenvolveram teorias, usadas como bases essenciais na nossa sociedade, ainda hoje seguidas nos meios académicos, nomeadamente a Filosofia, a Arte, a Tecnologia e o Desporto. Os romanos seguiram os seus ensinamentos a fim de estender o seu território. A escultura, era uma das artes representativas do corpo humano no seu esplendor, no sentido de afirmar a célebre frase “corpo são, mente sã”. Este país foi o palco do pensamento e desenvolvimento filosófico, aquando o Período Clássico no século V a.C.; aqui era discutido pensamentos e teorias que explicavam a existência humana, os seus comportamentos e sentimentos. Os Jogos Olímpicos surgiram na Grécia, que aconteciam de quatro em quatro anos em Olímpia, sendo os vencedores considerados verdadeiros herois. A mitologia grega era composta por varios deuses, monstros e herois, representados no Teatro, actividade bastante apreciada por este povo.

Clima e Quando ir:

Para saber quando ir à Grécia você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e melhor clima. A melhor altura para visitar a Grécia é durante a Primavera, entre os meses de Abril e Junho, tal como durante os meses de Setembro e Outubro.

O clima da Grécia é mediterrâneo, ilustrado por Verões quentes e secos e Invernos com temperaturas agradáveis e chuvosos. No Verão, os ventos típicos “metelmi” são constantes nas ilhas gregas. Ao longo da costa e nas ilhas, o Inverno é suave, embora nas zonas montanhosas, as temperaturas sejam baixas. As chuvas ocorrem nas estações de Outono e de Inverno, enquanto que o Verão atingem temperaturas superiores aos 30º C (Julho e Agosto).

O que visitei / Resumo de viagem à Grécia

Salonica, Grécia
SalonicaSalonica: é uma cidade onde é possível conhecer características da Antiguidade em perfeita fusão com a modernidade dos dias de hoje. Foi a capital da antiga Macedónia, onde as culturas romanas e bizantinas marcaram imenso esta sociedade, e que neste momento acompanha a modernidade actual através de infra-estruturas, equipamentos e tecnologia. Bastante importante para a cultura europeia, foi a cidade que era conhecida como a cidade da Europa mais Oriental. Também conhecida como Tessalónica, foi um ponto estratégico comercial, cidade que ligava os dois universos distintos entre o Ocidente e o Oriente, mundos completamente diferentes, atraindo imensos curiosos. Sempre foi um ponto de encontro de muitos grupos étnicos diferentes, onde cruzaram (desde sempre) judeus, arménios, indianos, chineses, etc. e viveram e coexistiram no mesmo território, contribuindo para um centro cultural bastante rico. A cidade é composta por ruas sinuosas, becos e muitas escadinhas ao redor das velhas muralhas, mandadas construir pelo Imperador Teodósio. É das cidades que mais representa, através de monumentos, um impressionante museu a céu aberto do tempo dos romanos e dos bizantinos, que vale imenso a pena conhecer.
Atenas, Grécia
Atenas na GreciaAtenas: é a grande capital da Grécia moderna mas também um testemunho da antiga cidade Estado da Antiguidade que tanta influência teve na construção da Civilização Ocidental e na Humanidade de forma geral. A Akropolis, uma série de templos antigos construídos no topo de uma das colinas mais altas da cidade, será o ponto mais característico de Atenas, fazendo parte da lista da UNESCO de Locais Património Mundial da Humanidade. A caminho da Akropolis poderá visitar a antiga ágora e o fórum romano. A praça Syntagma é outro local bem conhecido, sendo a morada do Parlamento Grego e o local onde se pode assistir ao render da guarda dos famosos guardas gregos (de hora a hora). Em Atenas poderá visitar o estádio Panathinaiko, onde se realizaram os primeiros jogos olímpicos da era moderna, em 1896. Não muito longe existe o Templo de Zeus e o Arco de Adriano. Se quiser usufruir de uma vista geral de toda a cidade, suba ao topo da colina Likavittos.
Cidade de Zakynthos, Grécia
Zakynthos: é a capital da bonita ilha com o mesmo nome (mas também conhecida como Zante) e oferece uma série de pontos de interesse a quem a visitar. A presença dos Venezianos, que ocuparam a ilha entre 1484 e 1797, chamando-lhe a Flor do Levante, deixou as suas marcas. Infelizmente o terramoto de 1953 devastou uma série de edifícios históricos, mas ainda ficou muito coisa para ver. A praça Solomos, rodeada de edifícios características e charmosas arcadas é o epicentro da cidade, e ali pode ser encontrada a biblioteca e o Museu Pós-Bizâncio. A marginal, conhecida como Strata Marina, é um dos pontos mais sociais de Zakynthos, com muitos cafés, bares e restaurantes. Outro local a visitar é a praça Aghios Markos, onde se iniciou a revolta que culminou com a expulsão dos ocupantes venezianos. Aqui se encontra o Museu de Solomos. A não perder é também a rua Alexandros Romas, que atravessa quase toda a cidade e que é o seu principal centro de comércio e o Castelo Veneziano, numa colina junto à cidade.
Parque Marinho de Zakynthos, Grécia
Parque Marinho de Zakynthos na GreciaParque Marinho de Zakynthos: Este parque foi estabelecido em 1999 com o intuito de proteger as espécies marinhas, animais e vegetais, assim como os seus habitats. Tem uma área de 135 km2 e é o primeiro no Mediterrâneo que visa proteger as tartarugas marinhas. Os visitantes são bem vindos, desde que as regras do parque sejam respeitadas, e é possível frequentar algumas praias que se encontram nos terrenos do parque e observar as tartarugas que ali vão desovar. Existe também um centro de visitantes, aberto entre as 10 e as 20, onde se pode aprender sobre a vida das espécies que vivem na área do parque.

Praia do Naufrágio, Grécia
Praia do Naufrágio na GreciaPraia do Naufrágio: (Navagio, em grego) é a imagem de marca da ilha de Zakinthos. É também conhecida como Praia dos Contrabandistas. Até ao dia 2 de Outubro de 1980 esta praia tinha o nome de Agios Georgios. Nesse dia o cargueiro grego MV Panagiotis encalhou no areal, vítima do mau tempo e das reduzidas condições de visibilidade. Os seus restos ainda hoje se encontram no local. A praia é envolvida por falésias, que não permitem o acesso por terra ao areal. É necessário chegar até ela de barco. A água é ali particularmente cristalina e vista de longe oferece uma cor azul profunda. Contudo, há quem diga que esta é uma praia que é melhor apreciada quando vista ao longe, o que não será possível se chegar directamente de barco. Para atingir o melhor ponto de observação será melhor ter uma viatura própria. Caso contrário resta-lhe chegar à aldeia de Anafonitria e caminhar os necessários 5 km.
Alykes, Grécia
Alykes na GreciaAlykes: é uma localidade na ilha de Zakynthos, a cerca de 18 km da cidade, onde o visitante pode estabelecer uma base para descontrair na praia e usufruir das estruturas adequadas para suportar o turismo que ali existem. As praias são de fina areia e mar calmo, com a água quentinha de que todos gostamos. É um bom sítio para experimentar a gastronomia grega, disponível nas muitas tavernas da aldeia. Se o visitante quiser um toque de vida mais autêntica, fora do ambiente de “resort”, poderá deslocar-se a Alykanas, uma aldeia vizinha que é bem pitoresca. É excelente poder usufruir de uma viatura própria que permita explorar a ilha enquanto se está alojado em Alykes.
Grutas Azuis de Zakynthos, Grécia
Blue Caves: são um dos locais mais procurados pelos turistas que acorrem a Zakynthos, localizando-se no mar, na parte nordeste da ilha. A série de grutas inicia-se próximo de Agios Nikolaos e estende-se até ao cabo Skinari. O nome deriva dos reflexos da água nas caves, que confere ao ambiente uma forte tonalidade azul. Algumas destas grutas podem ser visitadas de barco, enquanto outras estão apenas ao alcance de nadadores e mergulhadores experientes. Os passeios para visitar as grutas saem da praia de Makris Gialos, do porto de Agios Nikolaos e do cabo Skinari. Se se quiser aventurar a nadar, entre Agios Nikolaos e o cabo encontrará um pequeno moinho. Ali junto existem uns degraus que descem até ao nível da água e de lá poderá nadar ou mergulhar.

Keri, Grécia
Keri na GreciaKeri: é uma pequena aldeia de cerca de 500 habitantes em Zakynthos, localizada próximo da extremidade sul da ilha, que é marcada pelo cabo Marathia. Dali vê-se talvez o melhor pôr-do-sol da ilha e de Fanari, uma plataforma no topo dos promontórios, vê-se o mar Jónio no seu melhor. É por isso um local onde se realizam muitos casamentos, não só de gente local como de estrangeiros que procuram um cenário especial para o grande dia. Não muito longe pode ser encontrado o farol de Keri onde existe um restaurante onde se toma uma refeição com uma vista divinal. Infelizmente Keri foi das localidades da ilha mais maltratadas pelo grande terramoto de 1953. Para mim, a partir do miradouro do Restaurante do Farol, tem-se uma das melhores paisagens da ilha.
Korfu, Grécia
Korfu: a antiga Kerkyra, é uma ilha no Mar Jónico e uma excelente porta de entrada na Albânia. É um lugar fascinante que sofreu influências sobrepostas ao longo dos tempos: foi ocupada pelos Venezianos, pelos Franceses e pelos Ingleses, antes de se integrar na moderna Grécia. A ilha tem diversos resorts turísticos na zona costeira enquanto o seu interior é marcado por montanhas imponentes. Apesar de ser muito procurada pelos visitantes, os que preferem um tipo de viagem mais recatadas podem explorar as áreas mais para o interior, onde encontrarão pitorescas aldeias onde os estrangeiros não costumam chegar. A cidade de Corfu, capital da ilha, é ladeada por duas imponentes fortalezas venezianas e o seu centro histórico é um labirinto de ruelas medievais. Na localidade distingue-se ainda o grande palácio de São Miguel e São Jorge e umas interessantes arcadas em estilo francês.
NOTA: Quero agradecer ao David Samuel Santos do site de viagens Dobrar Fronteiras por me deixar usar duas das suas fotos de Salonica para ilustrar o meu artigo. Como visitei a Grécia em 2003, e tirei fotos com rolo, não sei onde estão.
Locais UNESCO na Grécia
Estes são alguns dos melhores destinos para visitar na Grécia. Os locais UNESCO Património Mundial na Grécia são locais protegidos pela sua importância cultural ou natural.

Locais inscritos na Lista do Património Mundial na Grécia:

  • Templo de Apolo Epicuro em Bassas
  • Acrópole de Atenas
  • Sítio Arqueológico de Delfos
  • Mosteiros de Metéora
  • Monte Atos
  • Monumentos Paleocristãos e Bizantinos de Tessalónica
  • Sítio Arqueológico de Epidauro
  • Cidade Medieval de Rodes
  • Sítio Arqueológico de Mistras
  • Sítio Arqueológico de Olímpia
  • Delos
  • Mosteiros de Dafne, São Lucas e Mosteiro Novo de Quios
  • Pitagorião e Heraião de Samos
  • Sítio Arqueológico de Vergina
  • Centro Histórico (Chora) com o Mosteiro de São João o Teólogo e a Caverna do Apocalipse na Ilha de Patmos
  • Sítios Arqueológicos de Micenas e Tirinto
  • Antiga Cidade de Corfu
Siga no Twitter, Facebook, Instagram e Pinterest. Partilhe esta página e deixe o seu comentário.


Deixe o seu comentário aqui:

João Leitão - O autor do blog:

VIVA! Sou o João - blogger de viagens. Com 20 anos de experiência como viajante independente, explorei mais de 128 países em África, Antártica, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia. Bem-vindos ao meu blog de viagens, onde partilho informação prática de viagem para o motivar a sair de casa! Siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e YouTube.

Kit de Viagem:

  • Onde eu reservo alojamento? Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
  • Eu reservo sempre o meu carro online através do Rentalcars.com
  • Quer estar prevenido? Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
  • 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com
  • Quer viajar e ter sempre Internet? Faça como eu e compre o aparelho da SkyRoam.com
* Esta página tem links de afiliados. Quando você reserva algo através deste blog, eu retenho uma pequena comissão que não altera o preço final. Obrigado!

Blog de viagens mencionado em:

Blog de viagens nos Media

« Seguir @joaoleitaoviagens no Instagram »