🐪 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do » Marrocos.com « 🐪

🌍 Visitar Tajiquistão – Roteiros e Dicas de Viagem

Actualizado em 26 Setembro, 2016
Facebook Google Pinterest StumbleUpon Twitter
Visitar Tajiquistão – Roteiros e Dicas de Viagem

Visitar Tajiquistão – Roteiros e Dicas de Viagem

Guia de Viagem do Tajiquistão

Viajar no Tajiquistão – informação de viagem.

Tudo sobre visitar os melhores locais e destinos do Tajiquistão. Ideias de roteiros e itinerários com informação de alojamento, transporte, muitas galerias de fotografias, restaurantes, vídeos e mapas.

Organize as suas férias no Tajiquistão. Alguma pergunta ou opinião deixe um comentário no fim da página.

Nesta página você encontra:

  1. República do Tajiquistão – Informação prática
  2. Turismo no Tajiquistão- Apresentação
  3. História, Geografia e Cultura
  4. Clima e Quando ir
  5. Vídeo do Tajiquistão
  6. Resumo de viagem ao Tajiquistão
  7. Guia de Viagem: artigos para consultar
  8. Roteiros no Tajiquistão – 7 dias
  9. Locais UNESCO no Tajiquistão
  10. Kit de Viagem

Obrigado.

República do Tajiquistão

Bandeira Tajiquistao

Bandeira do Tajiquistão

  • Capital: Duchambe.
  • Língua oficial: Tajique.
  • Presidente: Emomali Rakhmov.
  • População 2007: 7.349.145 habitantes.
  • Moeda: Somoni.
  • Área Total: 143.100 km².
  • Fuso horário: UTC +5.
  • Código telefónico internacional: +992.
  • Clima: Semiárido.
  • Visto: Portugueses e brasileiros precisam de visto. Pode-se fazer o visto no aeroporto quando se chega de avião.
  • Fronteiras: Afeganistão a sul, o Uzbequistão a oeste, Quirguistão a norte e a República Popular da China a leste.
  • Locais a não perder: Duchambe, Lago Iskanderkul, Pançakent, Sagirdas Pass, Khorugh, Ishkashim, Langar, Murgab, toda a Pamir Highway.
  • Quando visitei o Tajiquistão : Junho 2012, Julho 2012
Mapa Tajiquistao

Mapa da localização geográfica do Tajiquistão no Mundo

Turismo no Tajiquistão, Roteiros de Viagem

Caminho até à cidade de Kalaichum, Visitar o Tajiquistão

Caminho até à cidade de Kalaichum, Visitar o Tajiquistão

Tajiquistão é um país fascinante para passar férias.
O Tajiquistão é um país um pouco desconhecido pela maioria dos viajantes. Este país é também um dos menos visitados da Ásia Central.

O Tajiquistão é um país muito interessante com uma cultura tajique única na região.

O país é muito pobre e basicamente não está nada desenvolvido a nível de infra-estruturas. Simplesmente não há estradas que liguem as diversas regiões do país, sendo assim muito difícil de viajar.

A capital do Tajiquistão é chamada de Duchambe e, sinceramente, fiquei impressionado com os monumentos bonitos existentes na cidade. Comparando com o resto do país, Duchambe está mais desenvolvida.

Há assim espalhados pela capital imensos monumentos para visitar, pode-se ir ao teatro, passear pelos jardins e explorar os museus existentes.

O Tajiquistão tem zonas de paisagem impressionantes, tais como toda a Região Autónoma de Gorno-Badakhshan, também a zona norte do país junto ao Lago glaciar de Iskanderkul.

Toda a linha de fronteira com o Afeganistão de Khorugh e Ishkashim até Langar são lindas e, apesar de serem um pouco inacessíveis, aconselho a serem visitadas. É muito interessante porque se pode ver aldeias afegãs mesmo ali, já do outro lado do rio com pessoas vestidas de maneira diferente inclusive mulheres com burca.

Visitei o Tajiquistão saindo e entrando algumas vez do país. Fiz então 10 dias durante o Central Asian Rally; depois a minha namorada veio ter comigo a Duchambé onde ficamos mais uma semana, depois eu saí e fui viajar no Afeganistão, voltei mais uma vez depois de passar pelo Uzbequistão.

Depois voei até ao Irão e passadas mais duas semanas entrei de novo no Tajiquistão. Tenho então assim 3 entradas no país. Fiz o visto 2 vezes sendo o meu primeiro visto para 2 entradas – “double entry”.

Apresentação da História, Geografia e Cultura:

Estrada desde Murgab até Langar no Tajiquistão
A história do Tajiquistão tem início no ano 875-999 d.C., aquando o Império Samanida governava este país e o povo tajique até ao século XIX. A Rússia chegou, conquistou e colonizou o Tajiquistão, subjugando o seu povo até 1917, momento em que os Basmachi se revoltaram contra a política absolutista russa, resultando na Revolução Russa. Cerca de três anos mais tarde o Tajiquistão tornou-se uma República Socialista Soviética Autónoma – RSSA Tajique, mantendo este regime até 1991. Esta data marca a independência do país, embora um ano mais tarde, o Tajiquistão tenha sido palco de uma guerra civil, marcada por perseguição racial e muita pobreza, resultando portanto que o processo de paz e de estabilidade política, económica e social, fosse bastante conturbado e lento. O presidente Emomali Rakhmonov encontra-se no poder desde 1992, figura que contribui para uma política militar, sendo em 1999 reeleito por uma esmagadora maioria.

A geografia do Tajiquistão conta com a área territorial de 143 100 Km2, representa o menor estado da Ásia Central. É um país completamente localizado no interior, não tendo qualquer contacto com o mar, faz fronteira a Leste com a China, a Sul com o Afeganistão, a Oeste com Uzbequistão e a Norte com o Quirguistão. O cenário paisagístico é principalmente ilustrado por grandes cadeias montanhosas, nomeadamente pelas cordilheiras de Pamir e de Tian Shan, onde a maior parte da sua área territorial fica acima dos 3000 metros de altitude. O país divide-se em três zonas, a Região Autónoma do Gorno-Badakhchan, a Região de Dushambe e Khujand e as províncias de Kulab e Kurgan-Teppe. Nas zonas onde se formam verdadeiros vales é onde a população reside e se dedica à agricultura. A vegetação aqui presente é a de arbustos e de gramíneas, assim como a sua fauna é composta por cervos, tigres, ursos pardos e lagartos de grande dimensão.

Duchambe no Tajiquistão
A cultura do Tajiquistão foi, desde sempre, partilhada com a cultura do Uzbequistão. No entanto, a colonização russa e o regime comunista soviético veio pôr um travão à forma deste povo viver o seu dia-a-dia. As fronteiras provisórias, tal como a questão de identidade deste lugar, foi um obstáculo do quotidiano do povo Tajiquistão. Sempre houve um esforço dos novos habitantes / governantes de acabar com o uso da língua-mãe, o tajique, fazendo com que a língua persa fosse a principal a fim de eliminar quaisquer influências árabes. A maior parte da população segue a religião muçulmana, cuja crença foi importante na hora de marcar uma posição contra o domínio soviético, na guerra civil. Não obstante a co-existência de outras religiões no território, tal como as Igrejas Ortodoxas Russa e Ucraniana.

Clima e Quando ir:

Para saber quando ir ao Tajiquistão você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar o Tajiquistão poderá ser em qualquer mês do ano, dependendo do objectivo de viagem de cada um. Para quem vai fazer Turismo de Natureza, os meses das meias estações serão os mais indicados, no entanto, se decidir ir para as zonas montanhosas, o Verão é a melhor época.

O clima do Tajiquistão é continental e as temperaturas variam consoante a altitude onde nos encontramos. Na Primavera, entre Março e Maio, e no Outono, entre Setembro e Novembro, as temperaturas rondam entre os 20º e os 30º C. No Verão as temperaturas chegam a atingir os 40º C, exceptuando nas montanhas, local bastante mais fresco. Nas zonas montanhosas, o Inverno é extremamente rigoroso, onde as temperaturas podem descer até aos -40º C.

O que visitei / Resumo de viagem ao Tajiquistão

Por ordem de visita.

Nurek, Tajiquistão
Nurek, TajiquistaoNurek: situa-se na província de Khatlon. Esta cidade foi erguida às margens do Rio Vakhsh em 1961, data que marca o início da construção de Nurek Dam ainda como república da União Soviética. Nurek Dam é uma barragem hidroeléctrica, a mais alta e a maior do mundo. É inacreditavelmente alta e é possível, como turista, descer este desfiladeiro profundo. Com cerca de 20 Euros, pode iniciar a sua viagem a esta imensa barragem e poderá impressionar-se com tamanha obra feita pelo Homem. A cidade de Nurek, no fundo, serve e acolhe toda a equipa que trabalha nesta barragem.
Faizabad, Tajiquistão
Faizabad, TajiquistaoFaizabad: Informação brevemente…
Dashtishur, Tajiquistão
Dashtishur, TajiquistaoDashtishur: Informação brevemente…
Saghirdasht, Tajiquistão
Saghirdasht, TajiquistaoSaghirdasht: Informação brevemente…
Kalaikhum, Tajiquistão
Kalaikhum, TajiquistaoKalaikhum: é uma cidade localizada na Região de Gorno-Badaskhshan, cujo o seu nome tem como significado “fortaleza às margens do Rio Khumb”. É um lugar importante de passagem entre as cidades de Kulob e Khorugh, a qual tem as condições necessárias para receber os visitantes com imensas pousadas de acomodação. Está completamente cercada pela Cordilheira Pamir, que engloba as cordilheiras Tian Shan, Karakorum, Kunlun e Indocuche, as quais são consideradas das montanhas mais altas do mundo.

Pamir Highway, Tajiquistão
Pamir Highway, TajiquistaoPamir Highway: muito conhecida como M41, é um desafio muito interessante. A estrada liga Termez e Kara-Balta, a qual atravessa a Montanha Pamir. Conta com cerca de 2.000 quilómetros e tem muitas zonas perigosas, nomeadamente partes que sofreram com terramotos ou deslizamentos de terra. Foi construída (entre o século XIX e XX) na era soviética, a fim de ligar as várias zonas integradas na República Soviética. É extremamente aconselhável não viajar em momentos de chuvas severas ou neve, pois mesmo com o clima bom, é preciso ter bastante cuidado. No entanto, existem zonas que se encontram bem pavimentadas, apesar de a estrada ser sempre estreita e junto a vales bastante profundos. O piso da estrada pode ser em asfalto, mas maioritariamente é cascalho e areia. A estrada, apesar dos seus perigos (conhecida como a estrada do inferno), encontra-se aberta todo o ano, a não ser que se encontre em obras. A paisagem é estonteante, e todo o cuidado é pouco.
Alishur, Tajiquistão
Alishur, TajiquistaoAlishur: Informação brevemente…
Murghab, Tajiquistão
Murghab, TajiquistaoMurghab: é a cidade e capital do distrito Murghob, localizada nas Montanhas Pamir, de Gorno-Badakhshan. É considerada a cidade mais alta do Tajiquistão e já o era também de toda a República Socialista Soviética. Fica localizada a cerca dos 4.000 metros de altitude. O Rio Murghab corre perto de Murghab, cidade fundada pelos russos, os quais criaram aqui uma base militar das mais avançadas da Ásia Central. Foi um lugar criado para que no período soviético houvesse um ponto de descanso ao longo da estrada montanhosa Pamir. É um lugar moderno, apesar de estarmos num ponto altíssimo, tal como é um importante centro comercial entre a China e a Ásia Central.

Fortaleza Ratm, Tajiquistão
Fortaleza Ratm, TajiquistaoFortaleza Ratm: localizada fora da estrada principal, fica um pouco acima onde os rios Pamir e Wakhan se encontram. Localizada a poucos quilómetros a Leste da pequena aldeia de Langar, estas ruínas trazem muitos visitantes ao seu encontro. Foi uma fortaleza bastante importante na defesa de muitos povos invasores, em tempos de outrora. Se tiver oportunidade, aproveite para visitar o mercado de Langar, logo aqui ao pé – vale a pena!

Langar, Tajiquistão
Langar, TajiquistaoLangar: Informação brevemente…
Ishkashim, Tajiquistão
Ishkashim, TajiquistaoIshkashim: é uma cidade que usufrui da qualidade de cidade capital do Distrito de Gorno-Badakhshan, na zona Sudeste do Tajiquistão. Está erigida às margens do Rio Panj e encontra-se mesmo ao lado do Afeganistão. Entre estes dois países encontramos uma cadeia montanhosa Wakhan, que é simplesmente inacreditável, de tirar o fôlego a qualquer um. Não deixe de conhecer também o mercado de Ishkashim, onde irá ver a vida deste povo de perto, cheio de energia, cores e cheiros, comida tradicional, música e tudo mais, e tudo super barato. Aproveite esta experiência única.

Khorugh, Tajiquistão
Khorugh, TajiquistaoKhorugh: é a capital da Região de Gorno-Badakhshan, localizada acima dos 2000 metros de altitude, mas propriamente nas Montanhas Pamir. Aqui estamos perante à confluência entre os Rios Ghund e Panj, na zona Oriental. A árvore álamo é o ex-libris deste lugar, uma vez que dominam a paisagem de Khorugh. Por aqui passaram imensos povos, especialmente os russos, os quais deixaram marcas profundas nesta cultura. Todos os grupos étnicos contribuíram para o desenvolvimento desta região, e isso é bastante visível. Uma vez ser um lugar bastante rural, existe imensa imigração por parte dos jovens, sendo que a população é um pouco envelhecida. Isso é relevante também no dia-a-dia desta cidade, que se sente muita pobreza aqui presente. No entanto, a cidade encontra-se provida de uma universidade, várias escolas e hospitais, tal como tem um Museu local e um dos maiores jardins botânicos do mundo.
Kulyab, Tajiquistão
Kulyab, TajiquistaoKulyab: é uma cidade localizada na Província Khatlon. Considerada uma das maiores cidades do país, ela encontra-se provida de um aeroporto. No século XVI era governada pelo Canato de Bukhara, tendo sido conquistada pelos russos em 1929, fazendo de Kulyab uma das maiores cidades da República Socialista Soviética. Foi a base e palco principal, aquando a guerra civil de 1990. O Tajiquistão viveu a sua independência um ano mais tarde, sendo que os habitantes desta cidade fizeram muita pressão para que a base militar fosse abandonada, objectivo conseguido com sucesso. O clima aqui é mediterrâneo, onde a sua temperatura máxima é de 30º C e mínima de 2º C.

Dushanbe, Tajiquistão
Dushanbe, TajiquistaoDushanbe: é a capital, tal como é a maior cidade do Tajiquistão, a qual fica localizada a Oeste do país. Aquando integrada nos países da União Soviética, denominava-se de Estalinabade, de forma a homenagear Stalin, tendo mudado para Dushanbe. Este nome, em tajique, significa Segunda-Feira, começando a fazer sentido usá-lo, uma vez que era realizado um mercado popular que funcionava nesse dia da semana – o nome foi pegando, acabando por se chamar assim. Foi uma pequena vila que na altura soviética, foi transformada num centro industrial de seda e algodão, recebendo imensas pessoas de outros lugares da União Soviética, traduzindo-se numa mistura de grupos étnicos. O clima aqui é temperado, com Verões quentes e Invernos frios. Visite o Museu Nacional do Tajiquistão, tal como o Palácio Vahdat, o Jardim Zoológico, o Museu Gurminj (instrumentos musicais), o Teatro de Marionetas de Dushanbe e as Ruínas da Sinagoga.

Qurgonteppa, Tajiquistão
Qurgonteppa, TajiquistaoQurgonteppa: é uma cidade localizada no Sudoeste do Tajiquistão, tal como é a capital da região de Khatlon. Fica a cerca de uma hora e meia de carro da cidade de Dushanbe, tendo em comum com esta cidade, a multiculturalidade aqui presente. Os grupos étnicos aqui presentes são imensos, nomeadamente tadjiques, uzbeques, russos, tártaros, ucranianos, cazaques, gregos, russos, entre outros. A cidade tem um aeroporto importante para muitos habitantes de todo o Tajiquistão, mas também para os habitantes da Rússia e do Cazaquistão. Esta cidade vive de muitos negócios, sendo um relevante centro administrativo na zona sul do país, ao lado de Kulob. O clima aqui é semi-árido, onde os Invernos são muito frios e os Verões muito quentes. Ocorrem poucas chuvas durante o ano.

Dusti, Tajiquistão
Dusti, TajiquistaoDusti: Dusti é uma cidade que fica situada na zona sul do Tajiquistão, mais propriamente bastante perto da fronteira afegã. O rio que passa na cidade é o que alimenta a maior represa do país. As paisagens montanhosas são lindas nesta região. Há vários monumentos no centro da cidade junto ao rio.
Lago Iskanderkul, Tajiquistão
Lago Iskanderkul, TajiquistaoLago Iskanderkul: é um lago de montanha de origem glaciar, localizado na província Sughd do Tajiquistão. A sua altitude é de cerca de 2.000 metros e a sua forma é triangular. Tem uma profundidade que atinge os 70 metros. É um destino turístico bastante famoso, uma vez que é considerado dos lagos mais bonitos da ex-União Soviética. O lago fica circundado pelas montanhas, hoje considerada como uma reserva natural, existem imensos habitats únicos no mundo neste território. É um óptimo observatório de aves, tanto residentes como migratórias, nomeadamente falcões, abutres, cotovias, entre outros. Ao nível da flora, é inacreditável a quantidade de espécies vegetais aqui existentes, as quais todas juntas, fazem deste lugar um ponto bastante rico e natural obrigatório conhecer.

Roteiros no Tajiquistão

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias no Tajiquistão de maneira independente. Itinerários de turismo no Tajiquistão de 6, 8 e 10 dias.

6 Dias no Tajiquistão
Dia 1 Dushanbe
Dia 2 Iskanderkul
Dia 3 Sarytag
Dia 4 Istaravshan – Khujand
Dia 5 Khujand
Dia 6 Dushanbe
8 Dias no Tajiquistão
Dia 1 Oybek – Khujand
Dia 2 Khujand
Dia 3 Istarafshan
Dia 4 Istarafshan – Lago Istarafshan
Dia 5 Penjikent
Dia 6 Penjikent – Lago Marguzor
Dia 7 Penjekent
Dia 8 Penjekent – Khujand

10 Dias no Tajiquistão
Dia 1 Dushanbe – Penjekent
Dia 2 Penjeknt
Dia 3 Penjeknt – Lago Marguzor
Dia 4 Lago Marguzor – Tovasang – Sarimat
Dia 5 Sarimat – Gazza
Dia 6 Lago Chukurak – Kuli Kalon
Dia 7 Kuli Kalon – Lagos Alouddin
Dia 8 Lagos Alouddin – Lago Mutniy
Dia 9 Lago Mutniy – Lago Iskandakul
Dia 10 Iskandar kul – Dushanbe

Locais UNESCO no Tajiquistão
Estes são alguns dos melhores destinos para visitar no Tajiquistão. Os locais UNESCO Património Mundial no Tajiquistão são locais protegidos pela sua importância cultural ou natural.

Locais inscritos na Lista do Património Mundial no Tajiquistão:

  • Sítio proto-urbano de Sarazm
  • Parque Nacional do Pamir

🔁 Partilhar esta página

Facebook Google Pinterest StumbleUpon Twitter

🛫 Kit de Viagem

✅ Encontre os melhores hotéis e promoções através do Booking.com
✅ Reserve o seu carro online através do Rentalcars.com
✅ Faça o seu seguro de viagem através do Worldnomads.com
✅ 7 dias em Marrocos 430 euros desde Marrakech até ao Deserto do Saara através do Marrocos.com

🚀 Siga nas redes sociais

Facebook Twitter Google+ Instagram Pinterest Stumbleupon Tumblr YouTube Blog Lovin

🗨 Deixe o seu comentário aqui

Os comentários deste blog de viagens são via facebook.







🏆 Blog de viagens mencionado em

Blog de viagens nos Media

📷 Seguir João Leitão Viagens no Instagram