Aprender Fotografia parte 8: Software para Fotografia

APRENDER FOTOGRAFIA, Software
APRENDER FOTOGRAFIA – Software

As pessoas usam software para apoiar a sua actividade fotográfica por diversas razões. Na maior parte dos casos procuram melhorar as imagens obtidas, dando-lhe mais brilho, adicionando-lhe cor, equilibrando-lhe as tonalidades. Coisas assim. Mas há outras funções a serem exploradas no universo do software para fotografia. Vamos ver.

Na era da fotografia analógica tudo o que tínhamos a fazer era deixar o nosso rolo a revelar e ir levantar umas horas mais tarde. O que muitas pessoas não sabem é que para além do processo químico de revelação e impressão no papel fotográfico, a pessoa no laboratório fazia muito do que hoje se faz com software, em casa. Ou seja, trabalhava para obter o melhor resultado possível a partir do produto recolhido inicialmente.

Quem leva a fotografia mais a sério, e sem dúvida todos os profissionais, altera as fotografias em computador, através de edição digital. É um trabalho que se faz em diversos graus, desde muito subtis alterações no contraste e luminosidade até complexas operações para obter os balanços de cores desejados e efeitos de HDR (High Dynamic Range). Os programas usados para editar imagem oferecem uma panóplia de possibilidades. Para além destas afinações, podem-se mesmo manipular as imagens, retirando-se elementos indesejados, desde os discretos pontos causados por poeira no sensor até de forma mais drástica, objectos reais que não queremos ver na fotografia.

Isto levanta uma questão quase filosófica do que é legitimo fazer com software e continuar a chamar ao produto final de “fotografia”. De tempos a tempos estalam polémicas, acusam-se fotógrafos famosos de criar no computador, mais do que no terreno. A discussão é eterna, e talvez cada um deva fazer como desejar e retirar o maior prazer da sua fotografia.

Já agora, tenha em conta que os ajustes e o potencial de edição de uma fotografia são bem maiores se a recolher em formato RAW. Se optar pelo mais prático e leve JPEG há operações que não serão possíveis e de forma geral a flexibilidade é bem mais reduzida.

Que Programas Utilizar?
Como poderão imaginar existem centenas de programas para lidar com as nossas necessidades enquanto fotógrafos, amadores ou profissionais. Mais, existem plataformas diferentes: Windows, Android, iOS, MacOS. Impossível apresentar aqui todos. Ou mesmo cobrir todas as plataformas. Vou só indicar os essenciais para o universo mais extenso e com mais utilizadores na área da edição de imagem, o Windows.

Adobe Photoshop CC

O Adobe Photoshop é um clássico. O clássico. Nasceu em 1987, desenvolvido pelos irmãos norte-americanos Thomas e John Knoll, que o venderam à Adobe. Acabou por ser lançado no mercado em 1990. Há 28 anos atrás.
Trata-se provavelmente do programa de edição de imagem mais potente, mas também é dos que têm uma curva de aprendizagem mais complicada. Trabalhar com Photoshop é uma arte que demora anos a aperfeiçoar e não sei se o processo alguma vez se pode dar como concluído. Para complicar mais as coisas, ou melhorá-las, o Photoshop, como de resto outros produtos da Adobe, funciona com módulos adicionais que lhe trazem ainda mais poder. São os filtros, que existem em regime comercial, mas também livre.

Adobe Lightroom CC

O Lightroom é como que uma versão simplificada do Photoshop, mas ainda muito potente, trazendo ferramentas mais vocacionadas para o utilizador amador, como as que lhe permitem organizar e catalogar as fotografias da sua colecção. Contudo, a Adobe criou em 2017 uma divisão do Lightroom, dividindo-o em duas versões: a CC, que se mantém vocacionada para o grande público, e a Classic CC, dirigida a profissionais.

Adobe Photoshop Elements

O Photoshop Elements é um outro produto da Adobe ainda mais simples, desenhado para proporcionar uma operação simples por parte de quem não está muito à vontade com computadores. Permite editar imagens e organizá-las. O editor tem três modos, do mais simples para o mais complexo, cada um com um interface diferente. No mais desenvolvido o utilizador realizará as operações de forma manual, com total controlo sobre as ferramentas usadas, mas nas outras existem tutoriais que ajudam os mais inexperientes a melhorar as suas fotos com um par de clicks.

Corel Paintshop Pro

O Corel Draw marcou uma geração de designers. Tratava-se de um programa de criação e edição de imagens vectoriais, ou seja, por objectos. Isso lançou a empresa canadiana para um lugar de destaque que, creio, perdeu com o correr dos anos. Mesmo assim a sua aplicação para edição de imagens é uma ferramenta poderosa que deverá ser considerada. Apesar de não poder concorrer com o Photoshop a um nível mais elevado, a verdade é que oferece muito por um preço razoável e para a maioria dos utilizadores servirá perfeitamente. E a Corel tem trabalhado continuamente nas novas versões, enriquecendo-as com mais e mais ferramentas.

ACDSee Ultimate

Tal como o Photoshop o ACDSee baseia-se num programa com uma longa história. Em 1994 fez a sua primeira aparição. Durante anos foi o programa a usar para organizar e visualizar imagens no computador. Um padrão. Agora as coisas já não são tão simples, mas o ACDSee Ultimate é um digno sucessor dessas primeiras gerações.

Opções Online

Quem não quiser ou não puder instalar um programa destes no computador pode recorrer à oferta de serviços online para edição de imagem. Nestes casos enviará a foto a editar para um website e a partir daí poderá usar as ferramentas postas à sua disposição para melhorar a imagem. Quando der o trabalho por concluído poderá fazer o download da fotografia com as alterações efectuadas.

  • Pode experimentar o Polarr, o BeFunky ou o Fotor, mas as opções são imensas. Na maioria dos casos poderá ter ferramentas e possibilidades extra, mas para isso terá que pagar.

Organizar Imagens

O tempo passa, as fotografias vão sendo tiradas. E de repente temos milhares, dezenas de milhares. Mesmo centenas de milhares. E como encontrar aquela fotografia que de precisamos para mostrar a alguém, para colocar no nosso Facebook…? Tarefa espinhosa.

Para ajudar, existem programas que catalogam e organizam todas as nossas fotografias. Separando-as por grupos, permitindo anexar-lhes palavras chaves, indicar que pessoas surgem em cada uma, agrupando-as. Importam directamente do cartão de memória da câmara ou a partir de uma pasta no disco rígido. Permitem visualizar facilmente as imagens, criar sequências para mostrar aos amigos. Cada programa terá os seus pontos fortes e fracos, mas todos eles contribuirão para o ajudar a manter a colecção organizada.

Outras Tarefas

Há pequenas e grandes aplicações para uma série de tarefas específicas, relacionadas com fotografia. O Gramblr permite adicionar imagens à sua conta de Instagram a partir do computador. Ou seja, sem precisar da própria aplicação do Instagram.

Programas como o Fotosizer automatizam o processo de reduzir o tamanho de uma série de imagens, o que é precioso se desejar enviá-las pela Internet, por exemplo, para o seu Facebook. Há ferramentas que deixam colocar coordenadas nos ficheiros de imagem, o que pode ter diversas utilidades práticas.

Menu Aprender Fotografia:

  1. Introdução à Fotografia de Viagem
  2. ISO, Velocidade do Obturador e Abertura da Lente
  3. Profundidade de Campo, Temperatura e Balanço
  4. JPG ou RAW?
  5. Composição
  6. Equipamento Fotográfico
  7. Acessórios para fotografar
  8. Software para Fotografia
  9. Manter as Fotos em Segurança
  10. Temas para Fotografar em Viagem
  11. Fotografar em Preto e Branco
  12. Dicas para fotografar melhor
  13. Partilhar as Suas Fotos na Internet
  14. Grandes Fotógrafos de Viagem
  15. Destinos Essenciais para Fotografar

João Leitão VIAGENS no Instagram

Instagram Joao Leitao