Bandeira de Portugal

Nesta página você tem informações sobre bandeira Portuguesa.

Bandeira de Portugal
Bandeira de Portugal

A bandeira portuguesa divide-se em duas bandas verticais coloridas, uma verde e uma outra vermelha. O verde representa esperança e o vermelho representa aspectos revolucionários da nossa história recente.

O brasão de armas fica no meio da bandeira e no interior de uma esfera armilar, um instrumento de navegação no mar, representando o nosso papel importante nos Descobrimentos. Dentro desse brasão está representada a forte ligação cristã do povo português. Os 5 escudos azuis chamam à victória do Rei Afonso I sobre os 5 principes mouros em 1139. Os 5 pontos brancos dentro de cada escudo azul representam as 5 chagas de Cristo na cruz. Os 7 castelos dourados apresentam as 7 cidades conquistadas aos mouros.

Bandeira Portuguesa

(…) A bandeira tem um significado republicano e nacionalista. A comissão encarregada da sua criação explica a inclusão do verde por ser a cor da esperança e por estar ligada à revolta republicana de 31 de Janeiro de 1891. Segundo a mesma comissão, o vermelho é a cor combativa, quente, viril, por excelência. É a cor da conquista e do riso. Uma cor cantante, ardente, alegre (…). Lembra o sangue e incita à vitória. Durante o Estado Novo, foi difundida a ideia de que o verde representava as florestas de Portugal e de que o vermelho representava o sangue dos que tinham morrido pela independência da Nação. As cores da bandeira podem, contudo, ser interpretadas de maneiras diferentes, ao gosto de cada um.

No seu centro, acha-se o escudo de armas portuguesas (que se manteve tal como era na monarquia), sobreposto a uma esfera armilar, que veio substituir a coroa da velha bandeira monárquica e que representava o Império Colonial Português e as descobertas feitas por Portugal.

Os cinco pontos brancos representados nos cinco escudos no centro da bandeira fazem referência a uma lenda relacionada com o primeiro rei de Portugal. A história diz que antes da Batalha de Ourique (26 de Julho de 1139), D. Afonso Henriques rezava pela protecção dos portugueses quando teve uma visão de Jesus na cruz. D. Afonso Henriques ganhou a batalha e, em sinal de gratidão, incorporou o estigma na bandeira de seu pai, que era uma cruz azul em campo branco.

Tradicionalmente, os sete castelos representam as vitórias dos portugueses sobre os seus inimigos e simbolizam também o Reino do Algarve. No entanto, a verdade é que os castelos foram introduzidos nas armas de Portugal pela subida ao trono de Afonso III de Portugal. Este rei português não podia usar as armas do pai, D. Afonso II, sem diferença por não ser seu filho primogénito. Há quem considere que, com a subida ao trono de D. Afonso III, e já na qualidade de rei, este deveria ter abandonado as suas armas pessoais e usado as do pai e do irmão. (…) In Wikipedia: Bandeira de Portugal

Procura um Hotel em Lisboa? Hotéis em Lisboa

Categorias Portugal

João Leitão VIAGENS no Instagram

Instagram Joao Leitao