Cáucaso – a maior densidade etnolinguística do mundo, 100 etnias para 21 milhões de habitantes

Nesta página você tem um Mapa dos grupos etno-linguísticos da região do Cáucaso.

Ao longo da história, a região do Cáucaso – várias repúblicas da Rússia europeia, além da Geórgia, a Arménia e o Azerbaijão – foi ponto de encontro entre Oriente e Ocidente. A sua posição estratégica favoreceu a chegada de vários povos.

As montanhas e vales serviram de refúgio para as mais variadas minorias étnicas, que, protegidas da perseguição a que eram sujeitas pelas mais variadas razões, mantiveram intactas a sua cultura, religião e língua originais.

Iniciou-se, assim, a maior diversidade etno-linguística do planeta: cem etnias para 21 milhões de habitantes. Um exemplo são as diferentes famílias linguísticas: indo-europeias, uralianas e caucasianas.

Mapa dos grupos etno-linguísticos da região do Cáucaso

Clique na imagem para abrir maior.

Mapa dos grupos etno-linguisticos da regiao do Caucaso

Outra singularidade é a riqueza étnica: o Cáucaso acolhe, entre tantos povos, chechenos, georgianos, azeris, arménios, ossetianos e inguches.

A religião também os separa. E há catóicos, ortodoxos, sunitas, xiitas e budistas. Como as fronteiras dos países não traduzem necesariamente essa enorme diversidade, a região é fonte interminável de conflitos.

Com a chegada dos antigos gregos, o Cáucaso foi palco de invasões e submetido aos mais variados domínios. Depois da presença dos persas e bizantinos, no século VII, a Geórgia e a Arménia foram invadidas pelos árabes. No século XI a região assistiu À chegada dos turcos e tornou-se cenário de lutas entre otomanos e persas (do século XV ao XVIII). Apesar da repressão para tentar uniformizar a população, nem o posterior domínio russo (século XIX) nem a “sovietização” (século XX) conseguiram unificar os povos da região.

Durante a Segunda Guerra Mundial, o Cáucaso foi um alvo alemão. Depois, centenas de milhares de chechenos e inguches foram deportados para a Sibéria, acusados pelo então líder soviético José Estaline, que era georgiano, de colaboracionismo com os invasores nazis.

Com o fim da União Soviética, em 1991, explodiram os conflitos nacionalistas: inguches contra ossetianos, ossetianos contra georgianos, chechenos contra russos, arménios contra azeris, fundamentalistas contra as autoridades do Daguestão, e movimentos independentistas em diversas repúblicas da ex-URSS.

Imagens da Guerra no Cáucaso

Cáucaso

O Cáucaso é uma região da Europa de leste da Ásia ocidental, entre o mar Negro e o mar Cáspio, que inclui a cordilheira de mesmo nome e as planícies adjacentes. Aquela região marca uma das fronteiras entre a Europa e a Ásia, fazendo com que alguns de seus países sejam considerados transcontinentais.

Mapa do Cáucaso

Mapa do Cáucaso

Procura um Hotel em Tbilisi? Hotéis em Tbilisi

Categorias Geórgia

João Leitão VIAGENS no Instagram

Instagram Joao Leitao