Bandeiras da América do Sul – Explicação Histórica e Significado das Cores

BANDEIRAS AMERICA DO SUL
BANDEIRAS AMERICA DO SUL

O continente sul americano tem 12 países com um total de 423 milhões de habitantes. As bandeiras representam a identidade nacional de cada país. Cada cor tem um significado importante na história das nações. Se você procura o significado das bandeiras da América do Sul, então está na página certa. Nesta página e listado por ordem alfabética, tem uma explicação fácil do significado das cores das Bandeiras da América do Sul com detalhes da história, heráldica e datas de criação.

Significado das Bandeiras da América do Sul

Bandeira do Brasil

BANDEIRA DO BRASIL
BANDEIRA DO BRASIL

Significado da Bandeira do Brasil

» As cores da bandeira do Brasil são o verde, o amarelo, o azul e o branco.

A bandeira do Brasil, conhecida como “A Auriverde”, é uma das mais originais do mundo. Sobre um fundo verde encontramos um losango amarelo e no seu centro um círculo azul escuro com uma estreita faixa com a inscrição “Ordem e Progresso” e um conjunto de estrelas colocadas de forma assimétrica.

Esta bandeira foi criada pelo professor Raimundo Teixeira Mendes, com o auxílio de Miguel Lemos, Manuel Pereira Reis e Décio Villares.

As estrelas, em branco, são talvez o elemento mais curioso da bandeira. O seu número corresponde aos Estados da República Federativa do Brasil e a sua disposição é uma representação fiel do céu que no Brasil se observou na noite do dia 15 de Novembro de 1889, quando a Monarquia terminou naquele país. Quatro dias depois a actual bandeira foi adoptada pela Nação, substituindo uma outra, de existência efémera, muito parecida com a dos Estados Unidos da América.

O moto inscrito na bandeira é baseado nas ideias positivistas de Augusto Comte.

Ironicamente, o verde representa as cores da Casa de Bragança, a que pertencia o primeiro monarca do Brasil, o Imperador Pedro I enquanto o amarelo se relaciona com a Casa de Habsburgo, de onde provinha a sua esposa, Maria Leopoldina. A bandeira do Brasil republicano foi portanto directamente inspirada na bandeira imperial, mudando-se apenas os elementos colocados sobre o losango amarelo.

A história do Brasil divide-se em três períodos, a fim de melhor compreender a sua evolução. Esses períodos são o Período Colonial, o Período Imperial e o Período Repúblicano. Antes de se chamar Brasil, teve muitos nomes, nomeadamente Pindorama (dado pelos indígenas), Ilha de Santa Cruz (1500), Terra Nova e Terra dos Papagaios (1501), Terra de Santa ou Vera Cruz (1503), Terra Santa Cruz do Brasil, ficando unicamente Brasil em 1527, devido à extração de madeira pau-brasil. O Brasil foi descoberto no ano de 1500 por Pedro Álvares de Cabral.

Bandeira do Chile

BANDEIRA DO CHILE
BANDEIRA DO CHILE

Significado da Bandeira do Chile

» As cores da bandeira do Chile são o azul, o vermelho e o branco.

A bandeira do Chile tem duas faixas coloridas, com o branco por cima e o vermelho por baixo, e uma terceira, na vertical, do lado direito. Cerca de 1/8 da área da bandeira, no seu canto superior esquerdo, é ocupado por um quadrado em azul com uma estrela branca de cinco pontas sobreposta.

Estas são as cores da bandeira dos Estados Unidos da América, existindo uma certa influência. Na realidade, a bandeira do Chile é quase igual à do Estado do Texas em 1839.

O branco simboliza a neve existente em algumas áreas do país (na realidade, Chile significa “neve” no dialecto local); o azul representa o céu e o vermelho o sangue derramado pelos patriotas que lutaram pela independência. A estrela está associado aos indígenas chilenos e o seu branco transmite a ideia de unidade e liberdade. O número de pontas corresponde ao número de regiões existentes no país.

A bandeira do Chile começou a ser vista durante a luta pela independência, em 1817, mas antes dela existiram algumas outras bandeiras consideradas nacionais. Foi hasteada oficialmente pela primeira vez no dia da Declaração da Independência, a 12 de Fevereiro de 1818.

Não se sabe exactamente quem terá criado a bandeira. Na polémica surgem os nomes de Bernardo O’Higgins’s, José Ignacio Zenteno, Antonio Arcos e Gregorio de Andía y Varela.

A história do Chile conta com muitos anos de ocupação humana, muito antes da chegada do primeiro europeu, o português Fernão de Magalhães, a mando do rei de Espanha. Foi habitado até ao século XVI pela Civilização Inca e por outros povos nativos, nomeadamente os Araucanos, Fueguinos e Patagões, tal como pelos indígenas Mapuches, a maior tribo chilena, conhecida por ter resistido à subjugação por parte dos colonizadores espanhóis. A Igreja Católica evidenciou-se através da construção de imensas escolas e igrejas, a fim de se estabelecer como a principal religião da região.

Bandeira da Colômbia

BANDEIRA DA COLOMBIA
BANDEIRA DA COLOMBIA

Significado da Bandeira da Colômbia

» As cores da bandeira da Colômbia são o amarelo, o azul e o vermelho.

A bandeira colombiana é composta de três faixas horizontais, a de topo, mais larga, em amarelo, a do meio em azul e a de baixo em vermelho. Estas duas últimas têm proporções idênticas.

O amarelo surge como representação do ouro colombiano, o azul simboliza as águas do oceano que banha as costas do país e o vermelho o sangue derramado durante a luta pela independência. Existe uma outra interpretação que associa o amarelo à soberania nacional, o azul à nobreza e o vermelho à bravura.

Foi Francisco de Miranda quem criou a bandeira da Grande Colômbia, que inspirou depois as bandeiras da Venezuela e do Equador.

Curiosamente existe documentação escrita que descreve a fonte de inspiração para esta bandeira. Essa fonte terá sido Goethe, que num serão terá dito a Francisco de Miranda: ” O seu destino será criar na sua Pátria um local onde as cores primárias não se encontrem distorcidas”. E depois, explicou ao autor da bandeira a sua visão sobre as cores, que vieram a resultar na composição que hoje conhecemos.

A bandeira foi oficialmente adoptada em Novembro de 1861.

A história da Colômbia conta que os espanhóis chegaram a esta terra no último ano do século XV, mas que antes dessa data era habitada por muitos povos indígenas, já considerados povos “avançados”, nomeadamente a Tribo Muiscas ou Chibchas. Devido a ser uma terra muito rica ao nível dos recursos minerais, esteve sempre debaixo de olho de todos os povos que tinham capacidade de navegar estes mares a fora, inclusivamente os franceses e ingleses. Simón Bolívar, no início do século XIX, declarou independência da Nova Granada, tornando-se presidente um ano mais tarde.

Bandeira da Argentina

BANDEIRA DA ARGENTINA
BANDEIRA DA ARGENTINA

Significado da Bandeira da Argentina

» As cores da bandeira da Argentina são o azul, o branco e o amarelo.

A bandeira nacional da Argentina apresenta algumas semelhanças com a do vizinho Uruguai, especialmente na selecção de cores, que assenta no branco e num azul muito claro, para além da presença do símbolo solar.

É composta por três faixas horizontais, com o branco na do meio e o azul claro na de cima e na de baixo. Ao centro, sobre o branco, uma representação do sol, uma alusão ao deus Inca do astro-rei, chamado Inti.

A bandeira foi provavelmente criada pelo mítico general Belgrano, um militar argentino que se opôs à ligação da Espanha com a Argentina. Diz-se que o general terá sido inspirado pelo azul do céu, mas fala-se também que terão sido os uniformes dos seus soldados, que continham elementos desta cor, a marcar a concepção da bandeira.

Surgiu pela primeira vez em Fevereiro de 1812, na cidade de Rosário, durante a Guerra da Independência da Argentina, mas sem o símbolo do sol. Este modelo preliminar tornou-se oficialmente bandeira nacional em 1816 mas a versão final da bandeira, tal como hoje a conhecemos, só apareceu em 1861.

A história da Argentina, através de estudos arqueológicos, conta com a presença humana à cerca de treze mil anos antes de Cristo. Antes de esta terra ter sido conquistada pelos espanhóis em 1516, a Argentina era integrada no Império Inca, povo que foi colonizado e subjugado pela Coroa Espanhola entre os séculos XV e XVI. Argentina tem como significado prata em latim, um dos recursos mais explorados aquando a sua descoberta. Após alguns conflitos, torna-se independente em 1816 e só 50 anos mais tarde é promulgada a Primeira Constituição da Argentina.

Bandeira da Bolívia

BANDEIRA DA BOLIVIA
BANDEIRA DA BOLIVIA

Significado da Bandeira da Bolívia

» As cores da bandeira da Bolívia são o vermelho, o amarelo e o branco.

A bandeira da Bolívia tem três faixas horizontais, a de cima a vermelho, a do meio a amarelo e a de baixo a verde.

O vermelho simboliza o sangue derramado na luta pela independência, mas também a fauna da Bolívia, enquanto o amarelo está relacionado com os recursos naturais do país e o verde é uma alusão à fertilidade das terras do país.

O país tornou-se independente em 1825, mas adoptou uma bandeira algo diferente, apesar de usar as mesmas cores que, diga-se, são bastante comuns na tradição índia dos Quechua e Aymara. É possível que exista também uma relação com a bandeira de Simon Bolivar, o heróis da América Latina que lutou pela independência da região, e que usava um pavilhão azul, amarelo e vermelho, que inspirou directamente as bandeiras da Venezuela, Colômbia e Equador.

A actual bandeira foi adoptada oficialmente em 1851. No meio chegou a existir um brasão da nação, mas apesar de se manter na bandeira de Estado, foi retirado da bandeira nacional.

A história da Bolívia começa há cerca de 21 000 anos atrás, documentado através de descobertas arqueológicas. Desenvolveu-se aqui o Império Tihuanaco, complementado por indígenas Aimarás, Quéchuas e Chiquitos, tendo sido mais tarde a casa do Império Inca. Foi em 1538 que os espanhóis chegaram a esta região a fim de explorarem as minas de prata aqui existentes. A Bolívia foi um dos primeiros países que se revoltou contra os colonizadores, aos comandos de Simon Bolívar, conseguindo a sua independência em 1825.

Bandeira do Equador

BANDEIRA DO EQUADOR
BANDEIRA DO EQUADOR

Significado da Bandeira do Equador

» As cores da bandeira do Equador são o amarelo, o azul e o vermelho.

A bandeira do Equador é quase igual à da Colômbia, com o mesmo fundo, composto de três faixas horizontais, com o amarelo numa proporção maior por cima, e de seguida o azul e o vermelho.

O Equador fez parte de um país que deixou de existir e que englobava também a Colômbia e a Venezuela, a chamada Grande Colômbia, e a sua bandeira foi herdada desta unidade política, tendo as raízes históricas indicadas para a bandeira colombiana.

A diferença é que a bandeira do Equador tem no centro o escudo de armas nacional, mostrando um condor dos Andes zelando pela segurança do país.

No Equador existe uma interpretação popular para as cores da bandeira: diz-se que a Espanha é representada pelo amarelo e o azul que se encontra na faixa do meio representa a distância entre o Equador e a antiga potência colonial.

A história do Equador conta com cerca de dez mil anos e é dividida por cinco períodos a fim de compreender melhor a sua evolução histórica. São eles o período Pré-Colombiano, a Conquista Espanhola, Época Colonial, de Independência e da República. Antes do século XVI, data que marca a chegada dos espanhóis, existiam algumas civilizações indígenas neste território, as quais foram subjugadas pela Coroa Espanhola, dando início à colonização do Equador. A prata foi um dos recursos mais explorados, tendo entrado em crise no final do século XVIII.

Bandeira da Guiana

BANDEIRA DA GUIANA
BANDEIRA DA GUIANA

Significado da Bandeira da Guiana

» As cores da bandeira da Guiana são o vermelho, o amarelo, o verde, o branco e o preto.

A bandeira da Guiana tem uma base verde sobre a qual se encontram dois triângulos, colocados na horizontal, como cunhas, um sobre o outro. O primeiro, mais amplo, é amarelo, com margem a branco. Sobre ele, mais pequeno, existe um outro, vermelho, com a margem a negro.

Esta bandeira, adoptada oficialmente em 1966, surgiu de um concurso público lançado em 1962, que apurou como vencedora a proposta do norte-americano Whitney Smith. No Guiana a bandeira é conhecida como “A Flecha Amarela”.

No conjunto cromático da bandeira, o verde representa a verdejante paisagem natural do país, o amarelo a riqueza mineral do subsolo do Guiana, o vermelho o zelo e dinamismo, o negro a perseverança e o branco as águas que correm.

A história da Guiana tem início em 1499, aquando dda descoberta e a exploração feita pela Coroa Espanhola até ao século XVII. Os Holandeses conquistaram esta terra, cedendo este território à Inglaterra no século XIX, tornando-se assim a Guiana Inglesa. Os povos nativos não colaboraram com as exigências dos povos colonizadores, ao que foi necessário substituí-los por escravos negros vindos de África e de origem indo-asiática para trabalharem nas plantações de cana-de-açúcar (a escravidão foi abolida no final do século XIX).

Bandeira do Paraguai

BANDEIRA DO PARAGUAI
BANDEIRA DO PARAGUAI

Significado da Bandeira do Paraguai

» As cores da bandeira do Paraguai são o azul, o branco e o vermelho.

A bandeira do Paraguai é tricolor, com as faixas a surgirem no plano horizontal, sendo que a de cima é vermelha, a do meio é branco e a de baixo é azul. Ao centro, sobre a faixa branca, encontra-se o símbolo nacional, uma coroa de ramos de palmeira e de oliveira que abraça uma estrela amarela de cinco pontas e onde se pode ler a inscrição “Republica del Paraguay”.

E agora atenção: esta bandeira tem uma característica que será porventura única. É que se de um lado o que consta no centro é o que foi descrito acima, do outro lado encontra-se o símbolo do Tesouro, com um leão sob um chapéu vermelho colocado no topo de uma estaca e a frase “Paz Y Justicia”.

A bandeira foi adoptada directamente pelo presidente do Paraguai, Rodriguez de Francia, em 1842. Como o seu nome parece indicar, o presidente era um fervoroso francófono, e daí a escolha desta bandeira, muito similar à francesa, mas com as faixas na horizontal.

A actual bandeira foi revista em 2013, alterando-se alguns detalhes para que coincidisse mais com a sua forma inicial, que ao longo dos anos evoluiu um pouco.

A história do Paraguai começa no ano 1515, quando Juan Díaz de Solís descobriu esta terra, sendo que 10 anos mais tarde foi re-descoberto pelo português Diego Garcia. Mas foram os espanhóis que tomaram os comandos da colonização, a qual começou a ser realizada em 1537, na tentativa de explorar o ouro existente neste país. Foi aqui construído um forte militar, a fim de defender este território de ataques de outros povos, com o nome de Nuestra Señora de la Asunción – nome que nomeou a capital do Paraguai.

Bandeira do Peru

BANDEIRA DO PERU
BANDEIRA DO PERU

Significado da Bandeira do Peru

» As cores da bandeira do Peru são o vermelho e o branco.

A bandeira peruana é de simples descrição: são três faixas verticais, sendo que a do meio é branca e as duas laterais são vermelhas. Esta forma simplificada é usada frequentemente, mas existe uma variação, mais formal, que coloca o escudo de armas nacional ao centro.

A primeira bandeira associada ao Peru enquanto nação aspirante à independência surgiu em 1820, criada pelo general Guillermo Miller e consistindo numa bandeira totalmente azul com uma representação do sol ao centro.

Nesse mesmo ano, também criada por um militar, o general José de San Martin, surgiu a primeira bandeira da República do Peru, já com as cores vermelhas e brancas, mas com um design diferente do actual. Nos cinco anos que se seguiram esta bandeira evolui, sempre com o mesmo conjunto cromático, conhecendo duas versões antes de se chegar à actual bandeira.

Note-se que no Peru existe uma canção muito curiosa, chamada Marcha de Banderas, que se toca durante as cerimónias do hastear da bandeira, uma espécie de hino nacional para a ocasião.

Diz-se que o vermelho e o branco simbolizam os Incas e o seu impacto no moderno Peru.

A história do Peru começou há cerca de 15 000 anos atrás, aquando da presença da civilização Inca. Este império, bastante ostentador, recheado de ouro e prata, estendia-se além do Peru, pelo Equador, Bolívia e Chile. Os espanhóis quando aqui chegaram em 1531, quiseram automaticamente tomar este território, lutando até ao fim (aos comandos de Pizaro) até conseguir o seu objectivo. A independência é atingida três séculos mais tarde, liderada por Simón Bolívar. Mas poucos anos mais tarde perdeu parte do seu território quando entrou em guerra com o Chile.

Bandeira do Suriname

BANDEIRA DO SURINAME
BANDEIRA DO SURINAME

Significado da Bandeira do Suriname

» As cores da bandeira do Suriname são o verde, o vermelho, o amarelo e o branco.

A bandeira do Suriname tem três faixas horizontais dominantes, separadas entre si por faixas menores, brancas. A faixa central é vermelha e as de cima e de baixo são verdes. Adiciona-se ao conjunto uma estrela amarela de cinco pontas, que surge no centro, sobre a faixa vermelha, portanto.

Esta estrela simboliza o carácter multi-étnico do Suriname, obtido pelas sucessivas vagas de imigração que chegaram ao país. O verde está associado à fertilidade e à paisagem do país assim como às oportunidades para o futuro e à esperança de um melhor Suriname. O branco significa justiça e liberdade e o vermelho representa o amor, uma interpretação pouco comum nas bandeiras do mundo, onde na maioria dos casos esta cor está associada a sangue derramado.

A bandeira foi adoptada em 1975, na sequência da independência do país.

A história do Suriname tem início no século XVI, descobertos e conquistados pelos espanhóis, mas os holandeses conquistaram e estabeleceram-se neste território meio século mais tarde. Subjugaram os povos nativos, escravizando-os e explorando-os nas plantações de cana-de-açúcar. No entanto, para aumentar a produção foi necessário trazer mais negros de África. A abolição da escravatura, que teve lugar em 1863, deu início à imigração de trabalhadores do Oriente (Índia, China e Indonésia).

Bandeira do Uruguai

BANDEIRA DO URUGUAI
BANDEIRA DO URUGUAI

Significado da Bandeira do Uruguai

» As cores da bandeira do Uruguai são o azul, o branco e o amarelo.

A bandeira do Uruguai tem nove listas horizontais, sendo que cinco delas são brancas e quatro são azuis. No canto superior esquerdo, ocupando um oitavo da área total da bandeira, existe um quadrado branco com o símbolo do sol a amarelo. Este símbolo, denominado “Sol de Maio”, tem uma face humanizada da qual irradiam dezasseis raios, oito ondulados e oito direitos. O sol da bandeira é uma alusão ao deus Inca do astro-rei, Inti, tal como sucede na bandeira da vizinha Argentina. Representa os eventos que tiveram lugar em Buenos Aires, durante a Revolução de Maio de 1810 que assinalou o início do fim da administração espanhola na região, e daí o seu nome.

As nove listas simbolizam as respectivas regiões do país, tal como ficaram definidas após a independência do Uruguai em 1828, obtida depois de uma luta armada com o Brasil. O conceito desta bandeira é influenciado pelos estandartes dos Estados Unidos da América e da Argentina, tendo sido desenhada pelo político uruguaio Joaquín Suárez.

A história do Uruguai é documentada a partir do momento em que os europeus aqui chegaram, no século XVI. Mas antes, quem habitava esta terra eram os indígenas Charruas, Chanaés e Guanaris. Foi uma terra bastante disputada por Portugal e Espanha; os espanhóis estabeleceram a primeira colónia em Soriano (1624) e 60 anos mais tarde os portugueses fundaram a colónia de Sacramento.

Bandeira da Venezuela

BANDEIRA DA VENEZUELA
BANDEIRA DA VENEZUELA

Significado da Bandeira da Venezuela

» As cores da bandeira da Venezuela são o amarelo, o azul, o vermelho e o branco.

A bandeira da Venezuela é baseada no conceito tricolor, com três faixas horizontais de proporções idênticas, sendo a do topo em amarelo, a do meio em azul e a de baixo em vermelho. Ao centro, no meio da faixa azul, existem oito estrelas de cinco pontas a branco, dispostas em meio círculo.

Estas cores remetem para a Grande Colômbia, uma unidade política que englobava, para além da actual Colômbia, a Venezuela e o Equador. Note-se que destes três países, apenas a Venezuela tem as faixas da bandeira de igual tamanho.

Sete das estrelas simbolizam as sete províncias venezuelanas que subscreveram o documento de dissolução da Grande Colômbia. A oitava foi adicionada à bandeira apenas em 2006, numa reforma dirigida pelo então presidente Hugo Chavez, e representará a região de Esequiba, que faz parte da Guiana mas que a Venezuela reclama como parte do seu território.

A actual bandeira foi então aprovada recentemente, mas baseia-se no conceito criado por Francisco de Miranda em 1806 e adoptada como primeira bandeira do país em 1811.

A história da Venezuela conta que este lugar é onde existem os primeiros registos da presença do Homem na América do Sul – mas não ao espelho das civilizações pré-colombianas. Ou seja, os povos nativos – Chibchas, Arawakos, Caribes e Guarijos, eram caçadores e recolectores, vivendo essencialmente no litoral e junto às margens do Rio Orinoco, organizando-se em comunidades, mas sem uma hierarquia. Os espanhóis, aos comandos de Cristóvão Colombo, descobriram este território no ano 1498, o qual começou por ser chamado de Terra de Gracia, mas devido às suas semelhanças com a Veneza italiana, ficou baptizada como Venezuela.