Skopje, Capital da Macedónia

Gostei imenso de ter estado em Skopje – a capital da Macedónia.

Realmente a início, eu não estava à espera de gostar assim tanto, quer seja de Skopje e quer seja da Macedónia em geral. No final, tudo se tornou numa incrível aventura que ficou marcada na minha memória de viajante. Visitar Skopje foi assim um dos marcos da minha viagem nos Balcãs.

Skopje

Skopje, com os seus cerca de meio milhão de habitantes tem um ambiente de cidade pequena.

Parte Muçulmana de Skopje, Macedónia
Rua do Bazar de Carsija, parte Muçulmana de Skopje

Fiquei em Skopje durante um par de dias e tive oportunidade de visitar a maior parte dos seus monumentos, museus, bairros históricos, mesquitas, galerias de arte e mercados.

NOTA: Peço desculpa pela qualidade das fotos, mas estas imagens foram registadas em 2003 com uma máquina de rolo, e foram passadas para suporte digital em pequeno formato. Não sei onde estão as originais. É o que se arranja. Dá para ter uma ideia.

Há duas construções marcantes na cidade:

Fotografia do Castelo de Skopje, Macedónia
Fotografia do Castelo de Skopje, Macedónia

O castelo (Skopsko Kale) que se vê de toda a cidade, e a outra é a Ponte de Pedra do séc. XV sobre o rio Vardar. Este castelo que domina a vista da cidade foi construído com blocos de pedra da antiga Skupi na altura dos romanos e de Justiniano o Grande – imperador bizantino.

Skopsko Kale
Fotografia do Castelo de Skopje, Macedónia

O espaço dentro do castelo é um jardim e ao anoitecer muita gente vai para aqui passear e apreciar a vista sobre a cidade e o rio.

Skopsko Kale
Fotografia do Castelo de Skopje, Macedónia

A ponte de pedra foi construída no século VI, mas a sua arquitectura presente foi mandada fazer pelo Sultão Murat II na primeira metade do séc. XV. Foi construída com grandes blocos de pedra e tem doze arcos semi-circulares.

Ponte de Pedra, Kamen Most, Skopje, Macedónia
Ponte de Pedra do séc. XV Kamen Most, Skopje, Macedónia

Skopje já vem mencionada na altura dos romanos e ainda mais cedo na história. Durante algumas épocas foi invadida por vários povos e destruída por vários terramotos. Em 1963 Skopje foi abalada por um grande terramoto que destruiu grande parte da cidade, e, ainda hoje se pode ver o relógio parado na Antiga Estação dos Comboios da cidade, este relógio parado às 5:17 da manhã do dia 27 de Julho de 1963, na altura do terramoto.

Antes do terramoto a cidade era muito desenvolvida e próspera. Apesar das ajudas internacionais com dinheiro para a reconstrução, tem sido difícil a Skopje recuperar e as guerras dos anos 90 não ajudaram nada.

Entrada do Bazar Zelen, Skopje, Macedónia
Entrada do Bazar Zelen, Skopje, Macedónia

Anda-se muito bem pela cidade, sem problemas e sem grandes confusões. Vai-se rapidamente do centro da cidade até ao coração do bairro turco do outro lado da ponte Kamen Most. Aí, fica um outro mundo, um outro país, uma outra religião, um aspecto muito mais aventureiro e diferente de ver a cidade. Estamos agora no coração do bairro Muçulmano de Skopje onde se podem comer umas empadas recheadas com queijo muito saborosas, Kebad e sumos variados.

Cruz Iluminada no Monte Vodno vista de Skopje, Macedónia
Cruz Iluminada no Monte Vodno vista de Skopje, Macedónia
Monumentos para visitar em Skopje
  • Castelo (Tverdina Kale);
  • Museu de Arte Contemporânea;
  • Ponte de Pedra do séc. XV sobre o rio Vardar (Kamen Most);
  • Parte antiga da cidade do lado Muçulmano com os seus bazares, banhos turcos, galerias de arte e mercados (Carsija);
  • Igreja Ortodoxa Central e as suas pinturas e arquitectura moderna;
  • Mesquita de Mustafa Pasa;
  • Museu da Macedónia;
  • Igreja de Sveti Spas;
  • Antiga Estação de Comboios e ver o relógio parado às 5:17 da manhã do dia 27 de Julho de 1963;
  • Bazares e mercados locais espalhados pela cidade. Podem-se ver vender de tudo um pouco, e é também uma alternativa para um almoço rápido e comprar umas sandes ou fruta junto da população na sua vida quotidiana. O Pit Bazaar ou o Zelen Bazar valem a pena para uma hora ou duas de visita;
  • Antigos hotéis medievais na parte antiga da Carsija, Kapan han, Suli han, Kurshumli han são hotéis antigos do séc XV que ainda hoje estão muito bem preservados e restaurados tomando outras funções, mas podendo-se visitar na mesma;
  • Subir ao monte Vodno e à enorme cruz para apreciar a vista da cidade. Esta cruz causou grande polémica pois é enorme, aponta para a cidade e durante a noite é iluminada. A população Muçulmana não gostou mas agora já se adaptaram à ideia.

Exército de Libertação Nacional ou UCK – Guerra de 2001

Em Março de 2001, um grupo de rebeldes Albaneses chamados de “Exército de Libertação Nacional” ou UCK, entraram em conflito e guerra contra as tropas do governo macedónio. Não esqueçamos que o país está mesmo dividido entre dois povos: os macedónios e os albaneses. A UCK defendendo os direitos de proteger os cerca de meio-milhão de albaneses que vivem no país começaram a guerrear.

Macedónia

As ideias da UCK eram basicamente de continuar a “Grande Albânia” e anexar parte da Macedónia e do Kosovo que diziam pertencer à Albânia. Maior parte dos combates deram-se a norte da cidade, na zona de Tetovo, e no Norte junto à fronteira com o Kosovo , tudo basicamente na mesmo região. Os conflitos estenderam-se rapidamente para a capital. Este conflito ainda durou um par de anos arrastando-se até à altura em que eu estava no país. No dia do meu aniversário, pela manhã, houve uma grande explosão.

Parte antiga de Skopje, Macedónia
Parte antiga de Skopje
Nota: Passei o meu aniversário em Skopje e logo pelas 10:00 do dia 15 de Setembro de 2003 fui surpreendido por uma explosão enorme que abalou o chão todo. Ainda no mesmo dia fui para Tetovo onde estavam actividades militares contra um grupo de guerrilheiros na montanha Sar Planina.

Skopje é relativamente pequena para uma capital. Apesar disto tudo, a vida nocturna é muito movimentada e os seus habitantes enchem as ruas a partir das 9 da noite.

Na parte antiga da cidade, há uma mesquita muito importante. Chama-se Mesquita Mustafa-Pasha e fica numa elevação sobre o antigo bazar de Skopje. Esta mesquita foi construída no fim do séc. XV, mais exactamente em 1492 pelos sultões Bayazit II e Selim I.

Mesquita Mustafa-Pasha em Skopje

Há cerca de 450 mesquitas na Macedónia, sendo a religião Muçulmana a segunda maior no país. Cerca de 25% dos dois milhões de habitantes seguem o Islão, enquanto que a maioria dos macedónios segue a Igreja Cristã Ortodoxa com 70% de fiéis e mais ou menos 1200 igrejas.

O interessante de Skopje é isso mesmo, a diferença entre a parte nova, Cristã, e a parte antiga, Muçulmana. Pode-se ver igrejas e mesquitas juntas, e passar-se de um mercado tipicamente estilo eslavo Europeu, para um outro estilo turco e do médio Oriente.

A Igreja Ortodoxa de St. Sveti Spas é a mais importante da Macedónia. Foi construída no principio do séc. XVII sob as fundações de uma outra igreja mais antiga. A sua importância é que lá dentro tem uma série de frescos e relevos em madeira muito bonitos e únicos.

Igreja Sveti Dimitrij Skopje Macedonia
Tecto da Igreja Ortodoxa de Sveti Kliment Ohridsko em Skopje

Quando entramos nesta igreja somos impressionados pela sua incrível iconóstase. Uma iconóstase é uma parede divisória decorada com ícones que separa a nave da igreja do Santuário onde só os padres podem entrar.

Dentro da Igreja Ortodoxa de St. Sveti Spas temos uma enorme iconóstase feita em 1824, com 10 metros de comprimento e para aí uns 6 de altura. Tudo gravado e escavado à mão, ainda misturando pinturas iconoclastas. Este interior faz um alto contraste com o exterior. Normalmente as igrejas Ortodoxas são muito simples por fora, mas por dentro são uma loucura com pinturas por todo o lado. Há igrejas que não têm nem um pequeno espaço sem ter tinta e pinturas a relatar a bíblia. Dentro da igreja está ainda a sepultura de um antigo herói nacional chamado Goce Delcev.

Kit Útil para organizar a sua viagem em Skopje na Macedónia:

João Leitão VIAGENS no Instagram

Instagram Joao Leitao