Visitar Veliky Novgorod, Rússia: Roteiro e Guia Prático de Viagem

Veliky Novgorod City Guide – Guia de Cidade – Visitar Veliky Novgorod

Velikiy Novgorod é uma das mais antigas cidades da Rússia, tendo sido fundada junto ao rio Volkhov por volta do século IX e sendo considerada o berço da Nação. Encontra-se a 500 km de Moscovo e a 100 km de São Petersburgo, estando classificada pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade desde 1992. Visitar a Rússia e não passar por Veliky Novgorod, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.

Visitar Veliky Novgorod – O importante a saber

Velikiy Novgorod, por vezes chamada apenas de Novgorod, é uma cidade com cerca de 230 mil habitantes. O seu património imobiliário é imenso, reflectindo a antiguidade e a riqueza histórica de Novgorod. O seu nome surgiu pela primeira vez num documento em 859, e nos séculos que se seguiram tornou-se o centro cultural e político da Rússia. Claro que não escapou às muitas guerras que passaram pelas terras da Rússia. É verdade que os Mongóis nunca aqui chegaram, mas sofreu muito com os conflitos com os suecos. E, claro, mais recentemente, com a Segunda Guerra Mundial. Apesar de tudo, chegaram até aos nossos dias um número significativo de imóveis de elevado valor patrimonial, incluindo a igreja mais antiga da Rússia, o que valeu à cidade a inclusão da lista de Património Mundial da Humanidade da UNESCO.

Dicas rápidas para Veliky Novgorod

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • Faça uma free walking tour
  • Tenha cuidado com os seus pertences

Para saber quando ir a Veliky Novgorod você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar Veliky Novgorod é entre os meses de Abril e Outubro, uma vez que apresentam temperaturas excelentes para fazer turismo na Rússia.

Vídeo com imagens de Veliky Novgorod

Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas desta cidade.

Principais Pontos Turísticos e Monumentos em Veliky Novgorod

  1. Mosteiro de São Jorge
  2. Millenium da Rússia
  3. Kremlin de Novgorod
  4. Catedral de Santa Sofia
  5. Museu Etnográfico de Arquitectura em Madeira
  6. Museu de Belas Artes
  7. Pátio de Yaroslav
  8. Catedral de São Nicolau
  9. Salão da Glória Militar
  10. Museu dos Caminhos de Ferro
  11. Monumento da Vitória
  12. Granovitaya Palata
  13. Museu Unificado de Novgorod
  14. Colina de Rurik
  15. Museu da Porcelana
  16. Fonte Hanseática
  17. Museu do Ferro
  18. Igreja da Transfiguração do Nosso Salvador
  19. Catedral da Natividade de Nossa Senhora
  20. Estatuária de Rua

O que visitar em Veliky Novgorod – Rússia

Veliky Novgorod na Rússia tem imenso para ver, por isso é conveniente organizar um pouco a sua visita para conseguir ver o máximo possível, de forma mais organizada, contribuindo assim para usufruir de umas férias mais proveitosas.

1. Mosteiro de São Jorge

O Mosteiro de São Jorge, também conhecido como Mosteiro de Yuriev, localiza-se nos arredores de Novgorod, a uns 15 minutos de autocarro a sul da cidade. Tal como o Kremlin, foi fundado pelo Príncipe Jaroslav o Sábio, em 1030, funcionando ainda como escola de teologia. Inclui a Catedral de São Jorge e uma série de estruturas datadas do século XIX. Apesar de restar pouco ou nada do original, a verdade é que é provavelmente o mosteiro mais antigo da Rússia. Como todos os mosteiros russos, sofreu com a Revolução de 1917: cinco das seis igrejas que ali existiam foram destruídas e em 1929 o mosteiro foi encerrado pelas autoridades soviéticas. Para piorar as coisas o Mosteiro foi usado pelo Exército Alemão e pelo Corpo Expedicionário Espanhol durante a Segunda Guerra Mundial e saiu do conflito bastante mal tratado. Apenas depois de ter sido devolvido à Igreja Ortodoxa, em 1991, foi parcialmente renovado.

2. Millenium da Rússia

Este monumento é mais antigo do que possa parecer à primeira vista, tendo sido inaugurado em 1862, celebrando os mil anos (daí o nome Millenium) da chegada do Príncipe Rurik, um momento que é tido por muitos como o do início da História da Rússia. A ideia da criação do monumento foi do Czar Alexandre II, que logo foi apoiado pelos meios académicos da Rússia. O Millenium foi criado pelo então jovem artista Mikhail Mikeshin. Encontra-se no espaço público frente ao Kremlin, tendo uma altura de mais de quinze metros e sendo ricamente adornado. No seu topo, uma figura angélica, que representa a Igreja Ortodoxa, abençoa uma mulher de joelhos. No nível abaixo estão representadas as fases cruciais do desenvolvimento da Rússia. Ainda mais abaixo, numa escala menor, observa-se basicamente toda a história do país. Durante a Segunda Guerra Mundial o monumento foi desmantelado pelos alemães, que se preparavam para o enviar para Berlim, mas resgatado a tempo pelos soviéticos, surgindo de novo no seu lugar em Novembro de 1944.

3. Kremlin de Novgorod

O Kremlin de Novgorod, chamando antigamente de Detinets, foi construído em 1044 a mando do Príncipe Jaroslav o Sábio, sendo o mais antigo dos Kremlins preservados da Rússia. Foi estabelecido junto à margem do rio Wolchow, com um perímetro muralhado de 1487 metros, reforçado por doze torres defensivas, das quais chegaram aos nossos dias apenas nove delas. No seu interior, entre outros elementos de destaque, vamos encontrar a Catedral de Santa Sofia e a Residência Episcopal. No passado foi centro administrativo e político e hoje em dia é o centro turístico e cultural de Novgorod. Aqui se encontra a biblioteca, a orquestra filarmónica e as escolas de artes e de música. Destaque para a sua torre de observação, chamada de Kokuy, que, tendo sido construída no século XVII, se eleva a 41 metros e pode ser visitada.

4. Catedral de Santa Sofia

Há um ditado na Rússia que diz que “Onde está Santa Sofia, está Novgorod”. E assim se diz há mil anos, desde que a Catedral de Santa Sofia foi construída no século XI, i que faz dela a igreja mais antiga da Rússia. Foi fundada por Yaroslav o Sábio e foi criada para ser a maior igreja de Novgorod. Hoje em dia está ainda em funções, como templo, e é também o Panteão de Novgorod, encontrando-se aqui sepultadas as figuras mais importantes da história da cidade. Destacam-se os ícones preservados, do século XI, junto ao altar; os portões oeste, usados em dias especiais, trazidos como saque da Suécia, no século XII e renovados no século XV; os frescos originais, do século XI. No exterior ergue-se a torre sineira, mencionada pela primeira vez em documentos do século XIV, reconstruída muitas vezes e capaz de fazer soar os seus sinos a dezenas de quilómetros.

5. Pátio de Yaroslav

O Pátio de Yoroslav foi um espaço comercial grandioso, ligado por uma ponte ao Kremlin, e chegando a ter umas quarenta e duas fileiras de lojas por volta do século XVI. Cada uma dessas fileiras era especializada num tipo de produtos: pão, pratas, couro, peixe, etc. Nas imediações localizavam-se as casas dos mercadores hanseáticos que detinham as lojas. Por essa altura, Novgorod era um dos maiores entrepostos comerciais da Europa. Hoje em dia já não existem ali espaços comerciais, pelo menos nos moldes dessa época, mas há uma série de património a visitar, como a Fonte Hanseática e quase dez igrejas e catedrais. Destaque para o portão de acesso ao antigo mercado, encimado por uma torre defensiva, que é o único elemento do século XVII que chegou até aos dias de hoje. Pode ser visitada e alberga um museu de objectos históricos.

6. Catedral de São Nicolau

A Catedral de São Nicolau foi construída entre 1113 e 1136 a mando do príncipe Mstislav Vladimirovich, sendo um dos mais antigos edifícios de Novgorod. Encontra-se no exterior do Kremlin, junto à margem do rio Volkhov, na área onde outrora funcionou um dos maiores espaços comerciais da Europa. Quando foi construída deveria ser como que uma igreja privada do príncipe, encontrando-se ligada directamente aos aposentos do governante. A partir do século XIII passa a pertencer à cidade. No século XVII aparece pela primeira vez mencionada como catedral. Depois, nos século XVIII, XIX e início do século XX, é renovada. Em 1933 era utilizada como templo mas também como museu. Durante a Segunda Guerra Mundial os alemães ocupam Novgorod e usam-na como quartel. Terminada a guerra, a Igreja toma posse de novo da catedral mas a partir de 1962 deixa de desempenhar funções religiosas passando apenas a museu. Após o colapso da União Soviética, em 1993, há obras de restauro que a transformam no que hoje podemos ver.

7. Salão da Glória Militar

O Salão da Glória Militar abriu em 2012, celebrando mil anos de história militar e o papel que os habitantes de Novgorod tiveram na defesa da sua região e cidade e enaltecendo os seus heróis. Localiza-se próximo dos bastiões medievais defensivos e narra a história das quatro grandes eras da Rússia: período arcaico, Reino de Moscovo, Império Russo e História Moderna. Para além da exposição museológica, existem figuras de cera que representam guerreiros destas quatro épocas. Pontualmente são aqui levados a cabo eventos variados, dentro da temática do espaço, como encontros com veteranos.

Museus em Veliky Novgorod – Rússia

1. Museu Etnográfico de Arquitectura em Madeira

O Museu Etnográfico de Arquitectura em Madeira, também conhecido como Vitoslavlitsy é como que uma viagem no tempo. Aqui poderá o visitante ver como era a vida há séculos atrás, observando velhas igrejas em madeira, habitações, quintas, moinhos e outras estruturas tradicionais. Tratam-se sobretudo de edifícios originais, vinte e dois no total, trazidos de diversos pontos da região, desmantelados, e montados de novo nos terrenos do museu. Note-se que neste tipo de arquitectura não são usados pregos nem parafusos. É possível interagir com partes da exposição e todos os meses se realizam aqui eventos. É um pouco afastado do centro mas nada que uma viagem rápida a bordo do autocarro #7 não possa resolver.

2. Museu de Belas Artes

O Museu de Belas Artes está instalado num edifício monumental, na praça Pobedy-Sophiyskaya. Destaca-se pela sua exibição “Arte na Rússia entre os séculos XVII e XX”, que é considerada uma das melhores do país. Os trabalhos datados do século XIX estão especialmente bem representados, com destaque para o Romantismo de Vasiliy Andreevich Tropinin e de Ivan Konstantinovich Aivazovsky, entre outros. O Museu encerra às Segundas-feiras.

3. Museu dos Caminhos de Ferro de Bitola Estreita

Este Museu localiza-se nos arredores de Novgorod, na aldeia Tesovo-Netilsky e ilustra a actividade ferroviária de uma mina de turfa, a Tesovo-1. Na época de ouro da extracção de turfa os carris estendiam-se por 170 km mas hoje em dia apenas restam 20 km desses percursos. Ora esse pequeno segmento é usado pelo museu, que para além de expor o material circulante, usa-o mesmo, em passeios, de que os visitantes podem usufruir. Existem diversas locomotivas, um vagão-restaurante, um vagão de transporte de passageiros e outras unidades de menores dimensões.

Celebrações e Feriados em Veliky Novgorod

  • 1 de Janeiro – Dia de Ano Novo
  • 7 de Janeiro – Natal Ortodoxo
  • 23 de Fevereiro – Dia do Defensor da Pátria
  • 8 de Março – Dia da Mulher
  • 1 de Maio- Dia do Trabalhador
  • 9 de Maio – Festa da Grande Vitória na Guerra Patriótica
  • 12 de Junho – Dia da Rússia
  • 4 de Novembro – Festa da Unidade Nacional

Roteiros em Veliky Novgorod

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Veliky Novgorod de maneira independente. Itinerários de turismo em Veliky Novgorod na Rússia.

1 Dia em Veliki Novgorod: passo-a-passo

  • Manhã: Brevemente…
  • Tarde: Brevemente…

2 Dias em Veliki Novgorod: passo-a-passo

  • Dia 1 Manhã: Brevemente…
  • Dia 1 Tarde: Brevemente…
  • Dia 2 Manhã: Brevemente…
  • Dia 2 Tarde: Brevemente…

Procura um Hotel em Veliky Novgorod?
Hotéis em Veliky Novgorod

Guia de Viagem à Rússia

João Leitão VIAGENS no Instagram

Instagram Joao Leitao