Visto para o Sudão do Sul

Sudão do Sul
Sudão do Sul

Visto para o Sudão Meridional

Enquanto você pode fazer facilmente o seu visto (travel permit) no serviço do GOSS (Governement of South Sudan) em Nairobi e em Kampala, pode ainda tentar fazer isto na fronteira. O único senão é que se demorar muito tempo o seu autocarro provavelmente vai-se embora sem você – o que aconteceu comigo.

Na fotografia em cima pode ver a fila de espera para tirar o visto e para carimbar os passaportes na fronteira de Nimule no Sudão do Sul.

Sem dúvida e a maneira mais rápida de passar a fronteira é de fazer o seu visto para o Sudão do Sul em Nairobi, já que não terá que esperar e passar uma série de burocracias com imensa gente e confusão. No meu caso como tentei fazer o visto em Nairobi dias antes da independência do país, acabei por não conseguir devido a restrições de fecho de fronteira e emissão de “travel permits” por razões de segurança nacional.

Visto Sudão do Sul Passo-a-passo na fronteira de Nimule

Visto para o Sudão do Sul
Visto para o Sudão do Sul. Fotografia tirada na zona de espera para tirar o visto para o Sudão do Sul

Quando chegar à fronteira tente ser um dos primeiros a sair do autocarro e siga logo para a zona de imigração. Será posto a formar uma fila de pessoas e depois encaminhado para a zona de pessoas que não tem visto. Mas, depois de perder tempo à espera e quando entrar no escritório, será então encaminhado para um outro escritório para registar o seu passaporte, ou seja, mais vale ir logo directamente para a zona do registo.

Siga as instruções:

Registo do passaporte na casa ao lado da zona de carimbo dos passaportes. Leve consigo uma fotocópia do passaporte e $5 dólares ou 10 pounds. O senhor é muito lento e possivelmente vai ter que esperar por ele. Se não tiver fotocópias pode fazer na fronteira;

Será acompanhado até à zona de vistos, onde preencherá um papel, e precisa de 1 fotografias. Se não tiver fotografias pode também fazer na fronteira. Aqui terá que pagar $50 dólares, e receberá um papel chamado de “travel permit”. Receberá ainda um recibo do seu visto que será agrafado ao seu travel permit;

Leve todos os papéis que já tem para o próximo escritório. Aqui terá que preencher um outro papel, entregar uma outra fotografia, e finalmente receberá o seu travel permit;

Leve o seu travel permit para as mesas na entrada do edifício onde terá que o carimbar. Tem duas mesas, uma para carimbar o seu passaporte, uma para carimbar o seu travel permit;

Já está! No meu caso o autocarro já se tinha ido embora. Tive que me meter dentro de um outro da mesma empresa. Mas até foi bom já que mais à frente, o autocarro onde eu seguia afinal avariou. Fui até Juba sentado nas malas de uns senhores na zona da frente do autocarro.

Eu tive a oportunidade de viajar no país durante os primeiros dias da sua independência. A razão pela qual fui à África Oriental nesta altura tinha sido expressamente para ir ver as comemorações. As fronteiras fecharam por isso não estive lá no dia 9 de Julho. As fronteiras abriram no dia 11, tendo eu apanhado então o primeiro autocarro saindo de Kampala em direcção a Juba. Fui assim o primeiro português a cruzar a fronteira do novo país do Sudão do Sul.

O guarda que carimba os passaportes disse-me assim: “Congratulations, you are the first Portuguese to enter the new South Sudan!”.

A Independência do Sudão do Sul
A Independência do Sudão do Sul

Podem ver na fotografia em cima, o meu “travel permit” de entrada no Sudão do Sul. Fiz este papel na fronteira, já que a embaixada no Quénia e no Uganda deixaram de emitir estes documentos durante os dias da independência, por razões de segurança nacional. Não me fiquei por aqui e resolvi arriscar e tentar fazer o papel na fronteira. E consegui.

João Leitão VIAGENS no Instagram

Instagram Joao Leitao