Viajar em Marrocos • Guia de Viagem

Mapa de Marrocos no Mundo
Mapa de Marrocos no Mundo

Reino de Marrocos

  • Capital: Rabat
  • Língua oficial: Árabe
  • Rei: Mohammed VI
  • População 2007: 33.757.175 habitantes
  • Moeda: Dirham Marroquino
  • Área Total: 703.269 km²
  • Fuso horário: UTC+0 – Verão EST UTC+1
  • Código telefónico internacional: +212
  • Clima: Mediterrânico no norte, montanhoso, estepe e desértico.
  • Visto: Não é preciso visto para cidadãos portugueses e brasileiros. É necessário passaporte.
  • Fronteiras: Cidades espanholas de Ceuta e Melilla, a leste e a sul pela Argélia, a sul pela Mauritânia.
Viajar em Marrocos • Guia de Viagem 1

Locais a não perder numas férias em Marrocos: Marrakech, Ouarzazate, Ait Benhaddou, Fez, Dunas de Erg Chebbi, Rabat, Chefchaouen, Nkob, Essaouira, El Jadida, Gorges du Todra, Toubkal.


7 Coisas de que gosto em Marrocos


  • Frutas e vegetais deliciosos e baratos.
  • Pessoas alegres, optimistas, com sentido de humor e bem-dispostas.
  • As cores das casas, do céu, dos oásis.
  • As cidades históricas e seus monumentos
  • O pão, o azeite, a sopa de favas, o couscous e a tagine (a gastronomia).
  • O Deserto do Saara, as Montanhas do Atlas.
  • A tranquilidade de Ouarzazate e de lugares nos arredores como o Oásis de Fint e Ait Benhaddou.

Sem dúvida que este reino norte africano tem imenso para ver e experimentar, é um país enorme que tem um pouco de tudo o que um turista poderá querer experimentar em viagem: neve, praia, deserto, montanha, pradaria, estepes, rocha, areia, cidades culturais, aldeias de adobe, oásis, etc.

O meu objectivo é que esta página e outras do site tenham imensa informação para que você possa apaixonar-se por este país como eu e preparar as suas próprias férias em Marrocos.

Vai encontrar aqui muitas razões para se meter num carro ou num avião e seguir viagem. Vou mostrar-lhe fotografias e vídeos e dar-lhe ideias de itinerários, excursões e lugares para comer. Vou também mostrar-lhe hotéis onde dormir, os preços e custo de vida. Basicamente, tudo aquilo de que me vou lembrando.


Viver em Marrocos


Como veio o João Leitão para Marrocos? Agora conto um pouco da minha história, e de como vim para Marrocos.

A minha primeira viagem a Marrocos foi em 2001, sozinho e de mochila. Não sabia muito bem onde era o país, o que lá havia, que língua falavam, que religião tinham. Foi tudo uma aventura e uma aprendizagem.

Em 2002 comecei a levar pessoas ao Deserto do Saara em grupos organizados por mim – como tour líder de viagens de grupo a Marrocos.

Até aos dias de hoje levei centenas de pessoas a conhecer Marrocos. Já em 2003, comecei a trabalhar ocasionalmente na área da publicidade para hotéis e agências de viagens no sudeste do país.

Finalmente, em 2006, instalei-me no sul de Marrocos, na cidade de Erfoud. Alguns meses depois, voltei a Portugal para recolher todos os meus bens e mudar-me de armas e bagagens para Marrocos.

Vivi em Erfoud durante 4 anos e convidei a minha irmã para vir viver em Marrocos. Estabeleceu-se em Ouarzazate em 2009 e, em 2011, abrimos um hotel nesta cidade.

Em janeiro de 2012 deixei de morar no deserto do Saara e também me mudei para Ouarzazate. Mais do que nunca, Marrocos é a minha segunda casa.

VIVER EM MARROCOS: Fiquei tão fascinado por Marrocos que acabei por vir para cá viver e trabalhar. Hoje em dia e, depois de vários anos em Marrocos, eu e a minha irmã para além de gerirmos o nosso Bed & Breakfast em Ouarzazate chamado Dar Rita, somos ainda comerciais de uma agência de viagens em Marraquexe, a partir do nosso site Marrocos.com


Quando Viajar em Marrocos


Foto da Medina antiga de Rabat
Foto da Medina antiga de Rabat

Para saber quando ir a Marrocos você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima.

A melhor altura para visitar Marrocos é durante a Primavera, entre os meses de Abril e Maio, mas os meses de Junho e Setembro também são bastante agradáveis.

Durante os meses de Julho e Agosto é uma boa altura para desfrutar de umas férias ao longo da costa ou nas montanhas, uma vez que o calor existente no interior sul do país é muito intenso e sufocante.


Clima em Marrocos


O clima de Marrocos divide-se em quatro categorias climáticas>

  1. No Norte, entre as Montanhas do Riff e o Litoral, considera-se um clima mediterrâneo;
  2. na zona montanhosa do interior, apresenta-se um clima continental;
  3. ao longo da costa ocidental, o clima é oceânico;
  4. e na zona sul, o clima é semi-desértico e desértico.

Onde fica Marrocos


Sabe em que continente fica Marrocos? Onde se situa o país? Se você se pergunta onde fica Marrocos e em que continente, então agora já sabe:

  • Marrocos situa-se no norte de África. Veja no mapa em cima o país pintado de vermelho.

A geografia de Marrocos conta com uma área territorial de 703.269 Km2 e uma população de cerca de 35 milhões de pessoas.

Rabat é a capital de Marrocos, embora Casablanca, Fez, Tânger e Marraquexe sejam consideradas centros urbanos mais importantes.

O Reino faz fronteira a Leste com a Argélia, a Oeste com o Oceano Atlântico, a Norte com o Mar Mediterrâneo, a Sul e a Sudeste com a Mauritânia.

Viajar em Marrocos • Guia de Viagem 5

Localizado no Magrebe, Marrocos é um país bastante montanhoso – o Rife, com Jbel Tidirhine como o seu ponto mais alto; o Médio Atlas, o Alto Atlas e o Anti Atlas, os quais se estendem até à Tunísia.

O ponto mais alto de Marrocos e do Norte de África é o Jbel Toubkal (4165 metros), situando-se no Alto Atlas. A Leste encontramos a bacia do Muluya, uma zona de terras baixas e semi-áridas, provocadas pela erosão do Rio Muluya.


Como fazer o visto para Marrocos


Como fazer o visto para Marrocos
Carimbos de Marrocos no passaporte – Como fazer o visto para Marrocos

Para todos os cidadãos da União Europeia não é necessário visto para Marrocos, só precisa de trazer consigo o seu passaporte válido ainda durante 3 meses, para assegurar que estará válido no período de tempo da estadia que lhe será dada por lei, que equivale a 90 dias.

Tem assim grátis e automático uma permanência de 3 meses em Marrocos. Para os cidadãos brasileiros a lei é a mesma que para os portugueses, por isso já sabe, basta o passaporte que será carimbado na fronteira ou no aeroporto.


História de Marrocos


Mausoléu Sidi Bel-Abbes em Marrakech
Mausoléu Sidi Bel-Abbes em Marrakech

A história de Marrocos começa desde a época pré-histórica, pois esta terra foi habitada pelos Berberes, tal como por outros povos, nomeadamente pelos Fenícios, Cartagineses, Romanos, entre outros.

Entretanto, foi conquistado pelos Árabes, que acabaram por perder a cidade de Ceuta para Portugal, em 1415.

A Espanha entra em cena em 1859, anexando Marrocos ao seu território, tendo sido substituída pela França através do protocolo feito com Marrocos, assinado pelo Sultão Moulay Abd al-Hafid, em 1912, embora, Ceuta e Melilha tenham continuado até aos dias de hoje sob a alçada espanhola.

Marrocos viveu momentos de grande conturbação política aquando da sua independência em 1956, tendo sido, um ano mais tarde, transformado em reino por Sidi Muhammad, usando o seu título de rei.


Top Marrocos


Sabe quais são os destinos TOP para visitar Marrocos? Marrocos é um país fantástico com numerosos destinos bonitos e originais. É difícil fazer uma lista dos melhores lugares pois a variedade de escolha é enorme.

Este vasto reino oferece mais do que a maioria dos países em termos dos aspectos culturais e belezas naturais com paisagens deslumbrantes. Faço agora uma pequena mas concisa lista do TOP 12 Destinos para Conhecer em Marrocos.


Ait Benhaddou


Ksar de Ait Benhaddou em Ouarzazate

Um autêntico ksar fortificado situado no sul de Marrocos junto à cidade de Ouarzazate. Ais Benhaddou é uma fantástica aldeia fortificada construída em argila, localizada num vale deslumbrante.

O Ksar de Ait Benhaddou aparecer em vários filmes de Hollywood como O Lawrence da Arábia, A Jóia do Nilo, O Céu Que Nos Protege, Kundun, A Múmia, Gladiador, Alexandre e muito mais.

Ait Benhaddou foi inscrito como Património Mundial da UNESCO em 1987. Definitivamente um lugar que não se pode perder ao visitar o sul de Marrocos.


Marraquexe


Medina Antiga de Marrakech

Sem dúvida um dos melhores destinos de Marrocos onde você encontra cultura, história, gastronomia, compras, arquitectura, espiritualidade e entretenimento.

Repleto de lojas, antigos palácios e museus interessantes, Marrakech promete mantê-lo ocupado por vários dias.

Não perca os jardins de Menara, Museu de Marrakech, os Túmulos Saadianos entre outros monumentos da cidade. Se pretende uma noite de insanidade cultura centenária, então junte-se a uma roda e dance ao som dos músicos da famosa Praça Jemaa el Fna.


Fes


Medina Antiga de Fez Marrocos

A fantástica cidade de Fes, que é a mais bem preservada cidade medieval árabe do mundo fascina quem a visita.

Em Fez pode visitar antigos palácios e vários monumentos importantes explorando os labirintos das ruelas da medina antiga.

É melhor arranjar um guia para melhor conhecer e visitar os locais mais importantes e, eventualmente não se perder.

Fez é uma das mais importantes Cidades Imperiais marroquinas. Conte com muita história e arquitectura que faz lembrar a altura dos sultões árabes.


Dunas de Erg Chebbi


Dunas de Erg Chebbi

Surpreendentemente cor-de-laranja, esta linda parte do deserto do Saara de Marrocos é o lugar ideal para um par de dias desfrutando de um dos melhores destinos de férias em Marrocos.

Explore o deserto, faça uma excursão de camelo, nascer do sol e pôr do sol magníficos, e conhecer famílias nómadas.


Rabat


Rabat a capital de Marrocos

A capital do Marrocos esconde vários destinos turísticos incríveis.

Explore o bairro judeu no antigo mercado, o Mausoléu do Rei e a Torre Hassan, não se esqueça de visitar o Kasbah dos Oudaias, a Catedral de São Pedro e a incrível necrópole e complexo dos antigos romanos de Chellah.

Vários monumentos em Rabat estão inseridos na lista de Património Mundial pela UNESCO.


Chefchaouen


Chefchaouen a cidade Azul de Marrocos

O norte do Marrocos é muitas vezes esquecido pela maioria dos turistas.

As Montanhas do Riff esconder muitos destinos surpreendentes entre eles a carismática e bonita cidade de Chefchaouen, pintado em azul turquesa, violeta e branco.

Chefchaouen está presente na lista das cidades mais bonitas e mais fotogénicas do mundo.


El Jadida


Cidade portuguesa de El Jadida

A cidade de Mazagão, seu nome em português ou El Jadida, o seu nome em Árabe pertence ao programa de Património Mundial da UNESCO desde 2004.

A cisterna manuelina da fortaleza de El Jadida é um dos lugares mais místicos de Marrocos.

Apesar de ter sido construída durante a época portuguesa no século XVI e XVII, esta cisterna só foi descoberta em meados do século XX.


Ruínas Romanas de Volubilis


Ruínas Romanas de Volubilis

Era o centro administrativo da Província romana africana da Mauritânia Tingitana.

Extremamente bem preservada, estas ruínas romanas situadas a norte de Meknes são fantásticas e merecem uma visita.

Sem dúvida que a contratação de um guia para o levar a conhecer a cidade vai fazê-lo entender a sua história muito melhor.

Estes guias encontram-se à porta do recinto, vá com calma pois é melhor negociar o preço antes.


Macacos nas Florestas de Azrou


Macacos nas Florestas de Azrou

Azrou é uma cidade no Médio Atlas entre Fez e Errachidia.

Se você pensou que tudo em Marrocos se resumia a Cidades Imperiais e o Deserto do Saara pense de novo.

Os incríveis macacos da barbária estão no seu estado selvagem e habitat natural perto de Azrou.

Entre pela floresta de cedros do Atlas Médio e interaja com macacos selvagens. Não se esqueça de levar algumas bananas e alguns biscoitos.

O melhor local para ver os macacos é perto do Cedro de Goudard a alguns kms de Azrou.


Essaouira


Cidade Costeira de Essaouira

Essaouira é uma surpreendentemente bem preservada antiga fortaleza na costa Atlântica marroquina.

Tanto destino turístico cultural, histórico e de praia, Essaouira oferece ruas com arquitectura espectacular, alguns dos melhores restaurantes de Marrocos e um porto de pesca e mercado super agitados.

Não perca este destino costeiro de Marrocos.


Lagos de Imilchil


Lagos de Imilchil nas Montanhas do Alto Atlas

Imilchil é um pequena aldeia de montanha, protegidas pela tribo Ait Hdiddou da Confederação berbere de Ait Yafelman.

Os lagos de Imilchil no Alto Atlas são uma maravilha natural que a maioria dos viajantes perde ao visitar Marrocos.

Dois lagos chamado Isli e Tislit estão localizados a mais de 2100 metros de altitude, e proporcionam vistas surpreendentes durante o Verão e imagens de tirar o fôlego durante o Inverno.


Cultura de Marrocos


A cultura de Marrocos tem uma influência africana e muçulmana muito presente, embora seja um país que respire tendências e maneiras de estar europeias. É um país árabe de “mente aberta”, sempre disponível a novas ideias e convicções.

A religião principal de Marrocos é o islamismo. As mulheres têm um papel na sociedade bastante diferente de outros países islâmicos, e começam a ter um contributo a nível laboral.

Os produtos de artesanato são essencialmente feitos em couro ou metal, tal como existe a tradição na produção de joalharia. Ao nível do vestuário existe algum cuidado com o tipo de roupa a usar – decotes e mini-saias, tal como o homem andar em tronco nu, não é visto com bons olhos.

Os idiomas aqui falados são o Árabe, o Berbere, o Francês e o Espanhol. A arquitectura religiosa é de grande interesse, pois encontramos mesquitas com uma arquitectura incrível, mas que os não muçulmanos não podem entrar ou visitar.


Música em Marrocos


Marrocos é um país muito musical. O ritmo e a música é algo presente no dia-a-dia dos marroquinos. A região recebeu culturalmente muitas influências de povos diferentes ao longo dos séculos e uma das maiores provas é mesmo a música marroquina. Ouçam só a mistura…

  • Marrocos árabe – Grande desenvolvimento da música árabe-andaluz.
  • Marrocos Berbere – Esta é a música tradicional, especialmente no sul e nas montanhas.
  • Marrocos africano – Os ritmos e rituais africanos deixaram uma enorme herança.
  • Marrocos ocidentalizado – o aproximar de Marrocos com a cultura ocidental trouxe outras influências mais recentes.
  • Marrocos Muçulmano – A música de cariz religioso e ligado ao Islão tem uma fortíssima presença.

Dinheiro de Marrocos


Dinheiro de Marrocos
Dinheiro de Marrocos

A moeda de Marrocos chama-se Dirham marroquino. O dinheiro em notas de Marrocos estão disponíveis em 20 dirhams, 50 dirhams, 100 dirhams e 200 dirhams.

O dinheiro de Marrocos é muito bonito e apresenta sempre monumentos e edifícios históricos do reino, e do outro lado o Rei Mohammed VI ou o Rei Hassan II.

Nota de 20 dirhams

Notas de Dirham, dinheiro de Marrocos
Rei Mohammed VI e Porta Bab Chellah em Rabat
Notas de Dirham, dinheiro de Marrocos
Vista do Kasbah de Oudayas em Rabat

Nota de 50 dirhams

Notas de Dirham, dinheiro de Marrocos
Rei Mohammed VI e Barragem Mohammed V
Notas de Dirham, dinheiro de Marrocos
Kasbah de Amerhidil em Skoura

Nota de 100 dirhams

Notas de Dirham, dinheiro de Marrocos
Rei Mohammed VI, Rei Hassan II e Mohammed V com Vista do Mausoléu de Mohammed V em Rabat
Notas de Dirham, dinheiro de Marrocos
Representação da Marcha Verde marroquina

Nota de 200 dirhams

Notas de Dirham, dinheiro de Marrocos
Rei Mohammed VI e do Rei Hassan II com a Mesquita Hassan II em Casablanca
Notas de Dirham, dinheiro de Marrocos
Representação da janela da escola teológica da Mesquita Hassan II em Casablanca

Ir às compras em Marrocos


Para além de lugares espantosos para visitar, o país atraíu-me bastante também pela sua arte e toda a estética nas ruas, no artesanato, na música. E não sou só eu que adoro o artesanato em Marrocos.

Todos os turistas com quem já falei acham-no muito bonito e levam sempre qualquer recordação para casa. Ir às compras em Marrocos é fantástico, e faço agora um destaque de tudo aquilo que considero que vale a pena comprar.

O que comprar em Marrocos

Esta primeira lista diz respeito ao que é possível levar para casa ou simplesmente para apreciar durante a sua viagem. O artesanato de Marrocos é de fazer perder a cabeça mesmo a quem não costuma comprar muitas recordações em viagem.

Embora o artesanato exista em todas as cidades de Marrocos, é bastante comum que haja artesãos característicos e especializados em cada região.

  1. Têxteis de decoração como colchas, almofadas e obviamente tapetes de Marrocos.
  2. Olaria, especialmente em vasos grandes de exterior e tajines.
  3. Espelhos grandes ou pequenos com metal trabalhado de forma artesanal.
  4. Lanternas, lamparinas e candeeiros de metal.
  5. Mesas baixas com bandejas de latão trabalhadas para servir o tradicional chá marroquino.
  6. Peças para o tal ritual do chá como pequenos copos de vidro coloridos, açucareiros e bules em latão ou banhados a prata.
  7. Peças em couro como malas, carteiras, chinelos (babouches), pufs.
  8. Écharpes tradicionais ou mais modernas, já feitas com fios de seda.
  9. Ourivesaria variada, jóias em ouro ou prata e pedras preciosas.

Não podendo propriamente fazer parte da lista acima, os aromas de Marrocos são simplesmente fabulosos, desde os perfumes ao incenso e mirra para deixar um cheirinho de Marrocos na sua casa.

Também não deixe de comprar especiarias, que estão sempre em destaque nos souks, expostas normalmente em mini pirâmides de cores fortes.

Fazer compras numa viagem a Marrocos é sempre uma aventura. Vai ter que negociar. Negociar sempre. Mais ou menos, consoante a cidade seja mais ou menos turística. O regatear faz parte da cultura. Entre no jogo e divirta-se.


Lugares Especiais


Marrocos é um país imenso, vasto, maravilhoso. Vários destinos em Marrocos não são conhecidos e muito menos visitados pelo viajante normal. Porém há vários locais em Marrocos que são de beleza extrema e que detêm uma autenticidade fora do normal.

  1. Ksar de Ait Benhaddou: Ait Benhaddou é um local inserido na lista UNESCO de Património Mundial. Além da sua arquitectura incrível, em Ait Benhaddou ainda persistem famílias a viver dentro da sua aldeia antiga.
  2. Paisagem de Ito: Esta paisagem a caminho de Meknes proporciona um dos mais bonitos pôr-do-Sol em Marrocos.
  3. Baía de Dakhla: Longe de tudo e de todos, Dakhla esconde paisagens deslumbrantes que misturam areia do deserto e água do Oceano Atlântico.
  4. Gorges du Dades: O Gorges du Dades, perto do Vale das Rosas é um local fora deste mundo. A sua estrada que segue para dentro do vale cria uma linha sinuosa e acesso a paisagens incríveis.
  5. Cascatas de Ouzoud: As cascatas de Ouzoud são um conjunto de 3 quedas de água com 110 metros de altura. Além da paisagem linda, há ainda muitos macacos que vivem no bosque à sua volta.
  6. Catedral de Rocha: A Cathedral des Roches é uma montanha rochosa no Alto Atlas. Imponência e isolamento deste “monumento” natural de Marrocos.
  7. Lagos de Imilchil: Os dois lagos de Imilchil são algo único. Paisagens incríveis no coração da vida berbere das Montanhas do Alto Atlas.
  8. Medina de Fes: A Medina de Fes é um local histórico e único do mundo. É a Medina (cidade) árabe mais bem preservada de todo o mundo islâmico.
  9. Gorges du Todra: O Gorges du Todra é um conjunto de desfiladeiros que sobem até 300 metros de altura. Aqui há uma estrada que separa as montanhas com uma distância mínima de 10 metros, seguido por um riacho.
  10. Dunas de Erg Chebbi: As Dunas de Erg Chebbi são um lugar único do Deserto do Saara de Marrocos. Com dois lagos temporários, Erg Chebbi acolhe imensas espécies de pássaros e os sempre presentes flamingos rosa.
  11. Cidade Antiga de Lixus: Esta cidade antiga foi fundada pelos fenícios no século 7 aC. Lixus foi posteriormente anexada por Cartago e rapidamente se tornou um entreposto comercial importante na região. Situada ao lado da cidade de Larache, na margem do rio Loukkos, as ruínas de Lixus foram recentemente renovadas, mas sua importância histórica e a envolvente vista panorâmica do alto do monte são fascinantes. Pague a um guia para lhe explicar e perceber melhor o que está a ver.

Roteiros em Marrocos


Ait Benhaddou
Ait Benhaddou

Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Marrocos de maneira independente. Itinerários de turismo em Marrocos.

10 dias em Marrocos: Marraquexe até ao Deserto

  • Dias 1-2: Marraquexe
  • Dias 3-4-5: Marraquexe – Telouet – Ait Benhaddou – Oásis Fint – Ouarzazate
  • Dia 6: Ouarzazate – Skoura – Vale do Dades
  • Dia 7: Vale do Dades – Gargantas do Todra – Dunas de Erg Chebbi
  • Dias 8-9: Dunas de Erg Chebbi
  • Dia 10: Dunas de Erg Chebbi – Marraquexe

10 dias em Marrocos: Cidades Imperiais

  • Dia 1: Casablanca
  • Dia 2: Casablanca – Rabat
  • Dia 3: Rabat
  • Dia 4: Rabat – Meknes – Fez
  • Dias 5-6: Fez
  • Dia 7: Fez – Marrakech
  • Dias 8-9: Marrakech
  • Dia 10: Marrakech – Casablanca

21 dias em Marrocos: Grande Volta

  • Dia 1: Casablanca
  • Dia 2: Casablanca – Rabat
  • Dia 3: Rabat – Moulay Idriss
  • Dia 4: Moulay Idriss – Volubilis – Fes
  • Dias 5-6: Fes
  • Dias 7-8-9: Chefchaouen – Tânger
  • Dia 10: Tânger – Marraquexe
  • Dias 11-12: Marraquexe
  • Dias 13-14: Telouet – Ait Benhaddou – Ouarzazate
  • Dias 15-16: Dunas de Erg Chebbi
  • Dia 17: Dunas de Erg Chebbi – Taroudannt
  • Dia 18: Taroudannt – Essaouira
  • Dias 19-20: Essaouira
  • Dia 21: Essaouira – Casablanca