O que fazer no Norte de Portugal

O que fazer no Norte de Portugal
O que fazer no Norte de Portugal

O que fazer no Norte de Portugal é uma pergunta básica para aqueles que querem passar férias em Portugal com interesse focado nesta região especifica. Vou tentar mostrar os principais pontos turísticos do Norte de Portugal para que tenha uma ideia do que é possível fazer. Devido à quantidade de locais de interesse, visitar o Norte de Portugal torna-se assim complicado sem organização prévia. Esta página faz parte da compilação dos 115 melhores destinos portugueses do artigo sobre o que fazer em Portugal.

Pontos turísticos do Norte de Portugal

Vinhais

Vinhais
Vinhais

Vinhais fica na região de Trás-os-Montes, dentro da área do Parque Natural de Montesinho. É um lugar para apreciar a beleza natural e as aldeias de pedra perdidas na paisagem rural.

O que fazer em Vinhais

  1. Castelo de Vinhais
  2. Convento de São Francisco
  3. Pelourinho
  4. Solar de Vilar de Ossos
  5. Rota das Árvores Centenárias
  6. Parque Natural de Montesinho
  7. Solar da Corujeira
  8. Paços Medievais do Concelho e Cadeia
  9. Solar dos Condes de Vinhais
  10. Museu de Arte-Sacra
  11. Alto da Ciradelha
  12. Charca da Vidoeira
  13. Barragem de Prada

Vimioso

Vimioso
Vimioso

Vimioso é uma vila antiga com vestígios pré-históricos, que sofreu investidas de vários povos e que sobrevive com uma herança cultural secular como é o caso do dialecto Mirandês, elevado a segunda língua nacional.

O que fazer em Vimioso

  1. Pelourinho
  2. Igreja Matriz de Vimioso
  3. Casa da Cultura
  4. Castro de Batoqueira
  5. Feira de Artes, Ofícios e Sabores
  6. Feira de São Lourenço
  7. Castro de Vale de S. Miguel

Sortelha

Sortelha
Sortelha

Sortelha é uma das aldeias históricas de Portugal, com casas em granito, que se situam dentro da muralha da aldeia, com o castelo no cimo do monte mais elevado. Fica na região interior Norte de Portugal, no concelho do Sabugal.

O que fazer em Sortelha

  1. Cabeça da Velha
  2. Casa Árabe
  3. Casa com Janela Manuelina
  4. Casa da Cadeia e Câmara
  5. Casa do Governador
  6. Casa dos Falcões
  7. Casa Numero 1
  8. Castelo e Muralhas
  9. Porta da Vila
  10. Porta do Castelo
  11. Porta Falsa
  12. Porta Nova
  13. Troço de Calçada Medieval
  14. Fonte da Azenha
  15. Fonte de Mergulho
  16. Hospital da Misericórdia
  17. Igreja da Misericórdia
  18. Igreja Matriz
  19. Passo da Via Sacra
  20. Parque do Mouchão
  21. Pelourinho
  22. Residência Paroquial
  23. Sepulturas antropomórficas
  24. Torre do Facho
  25. Torre sineira

Soajo

Soajo
Soajo

O Soajo é uma aldeia histórica que fica no extremo Norte de Portugal, no concelho de Arcos de Valdevez, inserida no Parque Nacional da Peneda-Gerês. É das aldeias mais típicas totalmente em pedra e com os espigueiros, interessantes construções em pedra elevadas sobre estacas que são ainda hoje utilizadas para secar o milho.

O que fazer no Soajo

  1. Conjunto de espigueiros
  2. Casa do Souto
  3. Casa João Fidalgo
  4. Casa do Eiró
  5. Casa das Videiras
  6. Igreja Matriz do Soajo
  7. Centro Interpretativo da Área arqueológica Mezio/Gião
  8. Parque de Merendas do Mezio
  9. Anta do Mezio
  10. Pelourinho
  11. Calçada medieval
  12. Lagoas do Rio Adrão
  13. Porta do Mezio do Parque Nacional da Peneda-Gerês

Porto

Porto
Porto

A cidade do Porto é também conhecida por cidade “Invicta” (Invencível em latim) por ter resistido às invasões Francesas. O Porto é uma cidade única no panorama nacional: consegue ser uma cidade grande e cosmopolita, com espírito bairrista. As gentes do Porto têm um amor à sua cidade que não se encontra noutro sítio de Portugal. “Ser do Porto” é parte do carácter de uma pessoa que aqui nasceu.

O que fazer na cidade do Porto

  1. Câmara Municipal do Porto
  2. Palácio da Bolsa
  3. Sé do Porto
  4. Igreja de São Francisco
  5. Avenida dos Aliados
  6. Sinagoga Kadoorie
  7. Igreja e Torre dos Clérigos
  8. Ponte D. Maria Pia
  9. Ponte D. Luís I
  10. Reitoria da Universidade do Porto
  11. Teatro de São João
  12. Rua de Santa Catarina
  13. Rua das Flores
  14. Mercado Ferreira Borges
  15. Coliseu do Porto
  16. Muralha Fernandina
  17. Casa do Cabido
  18. Torre da Rua D. Pedro de Pitões
  19. Fonte da Rua das Taipas
  20. Casa dos Maias
  21. Praça Carlos Alberto
  22. Praça dos Leões
  23. Livraria Lello
  24. Praça da Batalha
  25. Parque de Serralves
  26. Igreja de Cedofeita
  27. Jardim de São Lázaro
  28. Casa da Musica
  29. Jardins do Palácio de Cristal
  30. Mercado do Bolhão
  31. Praça da Ribeira
  32. Estação de São Bento
  33. Museu do Vinho do Porto
  34. Museu do Carro Elétrico
  35. Casa do Infante
  36. Museu Nacional Soares dos Reis
  37. Museu Militar do Porto
  38. Centro Português de Fotografia
  39. Edifício da Alfandega
  40. Teatro do Campo Alegre
  41. Museu dos Transportes e Comunicações
  42. Igreja de Santa Clara
  43. Igreja de Santo Ildefonso
  44. Igreja de São Nicolau
  45. Igreja de São Lourenço
  46. Museu de Arte Sacra
  47. Museu Nacional da Imprensa
  48. Teatro Rivoli
  49. Teatro Sá da Bandeira
  50. Museu de Arte Contemporânea
  51. Jardim da Cordoaria
  52. Praça Mouzinho de Albuquerque

Penha de Prados

Penha de Prados
Penha de Prados

Penha de Prados fica no concelho de Celorico da Beira e é um excelente miradouro natural, pois a freguesia fica na cota dos 1100m e de onde se tem uma vista para o Vale do Mondego a cerca dos 500m de altitude.

O que fazer em Penha de Prados

  1. Miradouro da Penha de Prados
  2. Aldeia de Linhares
  3. Parque Natural da Serra da Estrela
  4. Igreja Matriz de Prados
  5. Capela de São Sebastião
  6. Fonte do Cano

Penedo Durão

Penedo Durão
Penedo Durão

O que fazer em Penedo Durão

  1. Miradouro de Penedo Durão
  2. Rota de Observação de Aves
  3. Parque Natural do Douro Internacional
  4. Vila de Freixo de Espada à Cinta
  5. Rio Douro

Parque Natural do Douro Internacional

Parque Natural do Douro Internacional
Parque Natural do Douro Internacional

O Parque Natural do Douro Internacional é uma área de reserva natural que tem por principal atractivo o Rio Douro que faz fronteira entre Portugal e Espanha. Estende-se por 122 km nos distritos de Bragança e Guarda.

O que fazer no Parque Natural do Douro Internacional

  1. Centro Histórico de Miranda do Douro
  2. Museu da Terra de Miranda
  3. Miradouro e parque de merendas de São João de Arribas (Aldeia Nova)
  4. Conjunto de Pombais de Paradela
  5. Aldeia de Bemposta
  6. Miradouro de Santa Barbara (Bemposta)
  7. Centro Histórico de Freixo de Espada à Cinta
  8. Miradouro de Carrascalinho (Fornos)
  9. Miradouro da Cruzinha (Lagoaça)
  10. Miradouro de Penedo Durão (Poiares)
  11. Albufeira de Santa Maria de Aguiar (Almofala)
  12. Miradouro do Alto da Sapinha (Escalhão)
  13. Estação ferroviária de Barca d’Alva
  14. Cais fluvial de Barca d’Alva
  15. Miradouro de Santo André (Almofala)
  16. Miradouro do Colado (Mazouco)
  17. Praia fluvial da Congida

Parque Natural do Alvão

Parque Natural do Alvão
Parque Natural do Alvão

O Parque Natural do Alvão é uma reserva natural que fica na zona de Vila Real e é mais um dos muitos destinos natureza que Portugal tem para oferecer. Para além da bonita paisagem de montanha em geral, a Cascata de Fisgas do Ermelo é o ponto alto deste lugar.

O que fazer no Parque Natural do Alvão

  1. Caos Granítico de Arnal (Catedral Granítica)
  2. Fisgas de Ermelo
  3. Miradouro da Aldeia de Lamas de Olo
  4. Miradouro da Aldeia do Barreiro
  5. Centro de Informação e Interpretação de Mondim de Basto
  6. Aldeia de Lamas de Olo
  7. Barragem Cimeira
  8. Trilho pedestre Agarez – Arnal
  9. Trilho pedestre Barreiro a Lamas de Olo
  10. Aldeia de Ermelo
  11. Rio Olo
  12. Ribeira de Arnal
  13. Barragem Fundeira
  14. Parque de Merendas do Bobal

Parque Nacional da Peneda-Gerês

Parque Nacional da Peneda-Gerês
Parque Nacional da Peneda-Gerês

O Parque Nacional da Peneda-Gêres é a maior área protegida do país, que se estende por 22 freguesias e mais de 72.000 hectares.

O que fazer no Parque Natural da Peneda Gerês

  1. Via Romana XVIII (Geira)
  2. Castelo de Castro Laboreiro
  3. Aldeia de Castro Laboreiro
  4. Miradouro da Preguiça
  5. Cascata de Leonte
  6. Castelo de Lindoso
  7. Aldeia e espigueiros de Lindoso
  8. Aldeia e espigueiros do Soajo
  9. Aldeia de Pitões das Júnias
  10. Cascata de Pitões das Júnias
  11. Antas da Serra do Soajo
  12. Fojo do Lobo da Portela da Fairra
  13. Cascata do Arado
  14. Sobreiral da Ermida do Gerês
  15. Igreja Matriz da Visitação
  16. Santuário da Srª da Peneda
  17. Fojo do Lobo de Germil
  18. Moinhos de Castro Laboreiro
  19. Santuário de São Bento da Porta Aberta
  20. Rota do Contrabando
  21. Trilho pedestre Moinhos de Parada
  22. Trilho das Brandas
  23. Trilho dos Caminhos do Pão
  24. Cascata e Lagoa de Cela Cavalos
  25. Complexo hidrológico de Paredes do Rio
  26. Miradouro de Pedra Bela
  27. Barragem da Caniçada
  28. Trilho Pedestre Castrejo
  29. Trilho pedestre Lamas de Mouro
  30. Trilho pedestre Curro da Velha
  31. Trilho Pedestre Penedo do Encanto
  32. Castelo de Montalegre
  33. Socalcos de Sistelo
  34. Povoado da Calcedónia
  35. Ponte da Assureira
  36. Trilho Águia do Sarilhão
  37. Vila do Gerês
  38. Trilho da Preguiça
  39. Mata da Albergaria
  40. Portela do Homem
  41. Trilho da Silha dos Ursos
  42. Trilho dos Currais
  43. Trilho do Megalitismo do Planalto de Castro Laboreiro
  44. Porta do Parque Nacional de Montalegre
  45. Porta do Parque Nacional do Lindoso
  46. Porta do Parque Nacional de Campo do Gerês
  47. Porta do Parque Nacional do Mezio
  48. Porta do Parque Nacional do Lamas de Mouro
  49. Ecomuseu do Barroso
  50. Ecomuseu do Barroso em Pitões das Júnias
  51. Núcleo Museológico da Ermida
  52. Museu da Geira
  53. Ecomuseu do Barroso em Tourém
  54. Museu Etnográfico de Vilarinho da Furna
  55. Fojo do Lobo de Fafião
  56. Aldeia de Xertelo

Santuário de Nossa Senhora da Peneda

Santuário de Nossa Senhora da Peneda
Santuário de Nossa Senhora da Peneda

O Santuário de Nossa Senhora da Peneda fica no concelho de Arcos de Valdevez. O santuário, ao estilo do Bom Jesus de Braga, tem uma escadaria na frente adornada com estátuas e fontes a cada patamar. Também outra escadaria, menos acentuada estende-se por 300m ao longo dos quais se encontram 20 pequenas capelas com cenas da vida de Jesus.

O que fazer no Santuário de Nossa Senhora da Peneda

  1. Santuário da Nossa Senhora da Peneda
  2. Parque Nacional da Peneda Gerês
  3. Trilho da Peneda
  4. Bouça dos Homens
  5. Branda de São Bento do Cando
  6. Mamoa do Batateiro
  7. Parede de escalada da Srª da Peneda
  8. Branda da Aveleira
  9. Capela de São Bento do Cando
  10. Branda de Rouças
  11. Espigueiros na Aldeia de Gavieira
  12. Branda de Santo António
  13. Lagoa dos Druidas

Montalegre

Montalegre
Montalegre

A vila de Montalegre é no extremo Norte de Portugal, encostada a Espanha. O castelo de Montalegre sobressai na paisagem da vila. Nos últimos anos Montalegre tem apostado em eventos ligados ao misticismo e nas sexta-feiras 13 é palco de inúmeros eventos e recebe centenas de turistas.

O que fazer em Montalegre

  1. Castelo de Montalegre
  2. Ecomuseu do Barroso
  3. Igreja da Misericórdia
  4. Parque do Cávado
  5. Mamoas da Veiga
  6. Via romana de Braga a Chaves – 13 marcos miliários
  7. Paços do concelho
  8. Miradouro Srª das Treburas
  9. Albufeira do Alto Rabagão
  10. Miradouro da Corujeira
  11. Ponte da Corujeira
  12. Forno da Portela
  13. Igreja do Castelo
  14. Monumento ao Boi do Povo em Travassos do Rio
  15. Albufeira de Paradela
  16. Albufeira de Sezelhe
  17. Trilho do Contrabando
  18. Trilho de Vilar de Perdizes
  19. Trilho Serra da Vila
  20. Fojo do Lobo do Avelar
  21. Multiusos de Montalegre
  22. Carvalho da Forca
  23. Pista Automóvel de Montalegre
  24. Alminhas com relógio de Sol de Sabuzedo
  25. Serra do Larouco
  26. Parque Nacional da Peneda Gerês
  27. Forno Comunitário de Tourém
  28. Aldeia de Vila da Ponte
  29. Igreja Românica de São Vicente da Chã
  30. Pelourinho de Montalegre
  31. Ecomuseu das Minas da Borralha
  32. Trilhos de D. Duno
  33. Aldeia de Pitões das Junias
  34. Trilho do Ourigo
  35. Trilho da Ponte de Misarela
  36. Trilho do Rio

Moimenta da Beira

Moimenta
Moimenta da Beira

Moimenta da Beira fica no Parque Natural de Montesinho. É uma aldeia rural, cercada de bonitas paisagens e no centro da povoação encontramos uma bonita igreja que embora originalmente do século XIV, mostra essencialmente as características da renovação que sofreu no século XVII-XVIII.

O que fazer em Moimenta da Beira

  1. Réplica do Pelourinho de Moimenta da Beira
  2. Casa das Guedes
  3. Solar dos Morais Sarmento
  4. Pelourinho de Castelo
  5. Caminho Real
  6. Antiga Granja do Valado
  7. Convento Beneditino de Nossa Senhora da Purificação
  8. Igreja Matriz S. João Baptista

Miranda do Douro

Miranda do Douro
Miranda do Douro

Miranda do Douro, cidade transmontana que fica no distrito de Bragança e é terra de tradições seculares como a famosa dança dos Pauliteiros e uma língua própria, a segunda língua oficial de Portugal: o Mirandês. Inserida no Parque Natural do Douro Internacional, as paisagens e as actividades ao ar livre são o grande atractivo da cidade.

O que fazer em Miranda do Douro

  1. Igreja de Santa Eufémia
  2. Abrigo rupestre da Solhapa
  3. Igreja de São Genísio
  4. Igreja de Ifanes
  5. Castro de Vale de Águia
  6. Ermitério Os Santos
  7. Museu da Terra de Miranda
  8. Ruínas do antigo Paço Episcopal
  9. Antigo Convento dos Frades Trinos
  10. Sé de Miranda do Douro
  11. Castro de Aldeia Nova
  12. Imóvel sito no Largo da Sé
  13. Castelo de Miranda do Douro
  14. Centro Ambiental Hispano-Luso
  15. Ecomuseu Terra Mater
  16. Barragem de Picote
  17. Parque do Douro Internacional

Linhares da Beira

Linhares da Beira
Linhares da Beira

Linhares da Beira é uma aldeia histórica no concelho de Celorico da Beira. As construções são maioritariamente de pedra e muitas delas ao lado de verdadeiros pedregulhos que parecem fazer parte da casa. O castelo fica no ponto mais elevado da aldeia como que a coroar a paisagem.

O que fazer em Linhares da Beira

  1. Antiga Casa da Câmara e Cadeia
  2. Antiga Hospedaria
  3. Calçada romana
  4. Castelo e muralhas de Linhares
  5. Igreja Matriz
  6. Pelourinho
  7. Fonte Barbosa
  8. Fonte de Mergulho e Fórum
  9. Fonte de São Caetano
  10. Igreja da Misericórdia
  11. Solar Corte Real
  12. Solar Pina Aragão

Lindoso

Lindoso
Lindoso

Lindoso é uma Freguesia e aldeia do concelho de Ponte da Barca no extremo Norte de Portugal. Segundo a lenda o nome Lindoso vem da palavra “lindo” que assim classificou D. Dinis a vila quando a visitou pela primeira vez. Mas na verdade parece que o verdadeiro nome é “Limitosum”, que significa limite, fronteira. O castelo de Lindoso serviu para proteger estes limites do reino durante séculos. No largo em frente ao castelo, existem muitos espigueiros, construções em pedra que parecem umas capelinhas sobre estacas e que servem, ainda hoje, para secar cereais e milho.

O que fazer em Lindoso

  1. Gravuras Rupestres de Porto Chão
  2. Miradouro das Antenas de Louriça
  3. Cruzeiro no Monte da Madalena
  4. Cruzeiro do Castelo
  5. Cruzeiro do Largo do Destro
  6. Pelourinho
  7. Lavadouro
  8. Poço da Gola
  9. Cascata do Rio da Escada em Lindoso
  10. Percurso Pedestre do Penedo do Encanto
  11. Capela de Santa Maria Madalena
  12. Parque Nacional da Peneda Gerês
  13. Igreja Matriz
  14. Trilho dos Moinhos de Água
  15. Conjunto de espigueiros do Lindoso
  16. Castelo do Lindoso
  17. Solar Corte Real
  18. Solar Pina Aragão
  19. Calçada medieval
  20. Albufeira do Lindoso
  21. Percurso Pedestre dos Moinhos de Parada
  22. Núcleo Museológico do Castelo de Lindoso

Guimarães

Guimarães
Guimarães

Guimarães é conhecida como a cidade berço de Portugal, numa das torres da muralha da cidade podemos ler “Aqui nasceu Portugal”. Foi em Guimarães que nasceu aquele que viria a ser o primeiro Rei de Portugal, D. Afonso Henriques, responsável pela conquista do território que é hoje Portugal.

O que fazer em Guimarães

  1. Paço dos Duques de Bragança
  2. Convento de Santo António dos Capuchos
  3. Museu Alberto Sampaio
  4. Castelo de Guimarães
  5. Praça de Santiago
  6. Igreja de São Miguel do Castelo
  7. Igreja da Nossa Srª da Oliveira
  8. Igreja de São Francisco
  9. Largo do Toural
  10. Rua de Santa Maria
  11. Antigos Paços do concelho
  12. Igreja de Nossa Srª da Consolação
  13. Convento de Santa Clara
  14. Padrão do Salado
  15. Igreja de São Domingos
  16. Palácio e Centro Cultural Vila Flor
  17. Rua D. João I
  18. Casa da Rua Nova
  19. Casa dos Lobo Machado
  20. Igreja da Misericórdia
  21. Igreja e Convento das Dominicas
  22. Laboratório das Artes
  23. Museu Arqueológico Martins Sarmento
  24. Casa da Memória
  25. Centro Ciência Viva
  26. Parque da Cidade
  27. Parque da Penha
  28. Largo da Mumadona
  29. Citânia de Briteiros
  30. Santuário da Penha
  31. Estátua de D. Afonso Henriques
  32. Igreja de São Dâmaso
  33. Igreja de São Pedro
  34. Igreja de Nossa Srª do Carmo

Freixo de Espada à Cinta

Freixo de Espada à Cinta
Freixo de Espada à Cinta

Freixo de Espada à Cinta fica na região do Parque Natural do Douro Internacional e pertence ao distrito de Bragança. A sua localização fronteiriça ditou que fosse desde sempre alvo de investidas de outros povos. O castelo de Freixo de Espada-a-Cinta e a Torre do Galo foram por isso importantes pontos de vigia e mantêm a sua traça medieval. A igreja Matriz tem uma bonita porta em Estilo Manuelino que aliás aparece em portas e janelas um pouco por toda a vila. Veja ainda a página sobre o que o que fazer em Freixo de Espada à Cinta.

O que fazer em Freixo de Espada à Cinta

  1. Pelourinho
  2. Torre do Galo
  3. Centro de Artesanato
  4. Gravuras rupestres
  5. Miradouro do Penedo Durão
  6. Parque Natural do Douro Internacional
  7. Praia fluvial da Congida
  8. Janelas manuelinas
  9. Igreja Matriz
  10. Castelo de Freixo de Espada à Cinta
  11. Igreja da Misericórdia
  12. Convento de São Filipe de Nery
  13. Praça Jorge Álvares
  14. Museu Regional Casa Junqueiro
  15. Museu da Seda e do Território
  16. Gravuras rupestres do Mazouco

Fraga dos três Reinos

Fraga dos três Reinos
Fraga dos três Reinos

A Fraga dos três Reinos é um monumento que consiste numa rocha (fraga) com um marco que assinala o ponto onde os reis de três reinos: Portugal, Leão e Castela se terão reunido para decidir sobre a posse de um poço ali existente, reclamado pelos três reinos. O monumento fica na região transmontana de Moimenta, na fronteira com Espanha.

O que fazer na Fraga dos Três Reinos

  1. Igreja Matriz de Moimenta
  2. Penedo dos Três Reinos
  3. Serra de Montesinho
  4. Vila de Vinhais

Vila Nova de Foz Côa

Vila Nova de Foz Côa
Vila Nova de Foz Côa

Vila Nova de Foz Côa fica no interior Norte de Portugal, no distrito da Guarda. A vila recebeu o seu primeiro foral em 1299 no reinado de D. Dinis e os monumentos nacionais existentes como o Castelo de Numão (na freguesia próxima de Numão), o Pelourinho e a Igreja Matriz de Vila Nova de Foz Côa adivinham a sua importância nessa época. Na década de 90, a vila voltou a ter as atenções voltadas para si com a descoberta, em 1994, das pinturas rupestres na margem do Rio Côa, com maior concentração no município de Vila Nova de Foz Côa.

O que fazer em Vila Nova de Foz Côa

  1. Pelourinho
  2. Igreja Matriz
  3. Capela de Santa Quitéria
  4. Casa dos Andrades
  5. Torre do Relógio
  6. Capela de São Pedro
  7. Capela de Santa Bárbara
  8. Museu de Arte e Arqueologia do Vale do Côa
  9. Posto de Turismo
  10. Casa Vermelha
  11. Gravuras paleolíticas de Vale do Forno
  12. Capela de Santo António
  13. Gravuras paleolíticas da Canada do Inferno
  14. Gravuras paleolíticas em Vale Cabrões
  15. Linha do Douro
  16. Douro Vinhateiro
  17. Miradouro do Caminho da Costa
  18. Miradouro de Santa Luzia

Parque Arqueológico do Vale do Côa

Parque Arqueológico do Vale do Côa
Parque Arqueológico do Vale do Côa

O Parque Arqueológico do Vale do Côa é um dos locais históricos mais importantes no país. É um museu a céu aberto que se estende pelas margens do Rio Côa ao longo dos últimos 17 km de rio até este confluir com o Rio Douro. É um dos maiores complexos arqueológicos de arte rupestre do mundo. As figuras representadas nas rochas de xisto têm uma dimensão entre os 15cm e os 180cm, mas na maioria entre os 40-50cm e são representações de animais: cavalos e bovídeos. O parque foi aberto ao público em Agosto de 1996 e logo em 1998 recebeu a distinção de Património da Humanidade pela UNESCO.

O que fazer no Parque Arqueológico do Vale do Côa

  1. Museu de Arte e Arqueologia do Vale do Côa
  2. Rio Douro
  3. Estação arqueológica da Quinta de Ervamoira
  4. Gravuras paleolíticas da Canada do Inferno
  5. Gravuras paleolíticas da Penascosa
  6. Gravuras paleolíticas da Ribeira de Priscos
  7. Habitat Paleolítico do Salto do Boi
  8. Douro Vinhateiro

Fojo do Lobo de Fafião

Fojo do Lobo de Fafião
Fojo do Lobo de Fafião

Fojo do Lobo de Fafião. Um “fojo” é uma cova, caverna ou refúgio, que servia na verdade de armadilha para apanhar animais ferozes, neste caso lobos. A estrutura de pedra era construída de forma a encurralar o lobo. Na aldeia de Fafião, que fica em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês, concelho de Montalegre, existem exemplares destas construções recentemente restaurados.

O que fazer em Fafião

  1. Fojo do Lobo
  2. Trilho da Vezeira
  3. Parque Nacional da Peneda Gerês
  4. Lagoas de Cabril
  5. Barragem de Salamonde

Chaves

Chaves
Chaves

Chaves fica no extremo Norte de Portugal, na fronteira com Espanha. Dada esta posição fronteiriça e perto de um importante curso de água, o Rio Tâmega, a cidade foi alvo de constantes invasões desde os romanos, passando pelos povos bárbaros do Norte da Europa e mais tarde os mouros, até que Chaves se tornou finalmente parte do território de Portugal em 1160. Os Romanos deixaram importantes vestígios na cidade, desde o seu nome Chaves que deriva da palavra em latim Flaviae (Aquae Flaviae era o nome da cidade durante o domínio romano e deriva do nome do Imperador Tito Flávio Vespasiano). Desta época subsiste a bem conservada Ponte de Trajano. Também a tradição dos banhos públicos foi passada para a exploração de águas termais, nas bem conhecidas Termas de Chaves. Para defender a cidade de iminentes ameaças de invasores, D. Afonso III mandou construir o Castelo de Chaves no mesmo ano em que foi atribuído o foral à cidade, no ano de 1258. O centro histórico de Chaves é belíssimo, com ruas estreitas ladeadas de casas que conservam a arquitectura da região com varandins de madeira suspensos bem enfeitados de canteiros de flores.

O que fazer em Chaves

  1. Ponte de Trajano
  2. Largo do Pelourinho
  3. Torre de Menagem
  4. Igreja da Madalena
  5. Castelo de Monforte
  6. Igreja de Santa Maria Maior
  7. Igreja da Misericórdia
  8. Igreja da Lapa
  9. Igreja dos Salezianos
  10. Capela de S.Roque
  11. Capela de Santo Amaro
  12. Rota Termal e da Água
  13. Praça de Camões
  14. Zona ribeirinha
  15. Capela do Senhor dos Passos
  16. Forte de S. Neutel
  17. Biblioteca Municipal
  18. Câmara Municipal
  19. Museu Flaviense
  20. Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso
  21. Jardim das Freiras
  22. Rio Tâmega
  23. Termas da cidade
  24. Casino de Chaves
  25. Caminho Português Interior de Santiago

Castro São João das Arribas

Castro São João das Arribas
Castro São João das Arribas

O Castro São João das Arribas fica no Parque Natural do Douro Internacional e é um miradouro privilegiado sobre as paisagens belíssimas da região. Castro significa castelo ou fortificação à volta da qual se desenvolvia a povoação. Assim os restos da muralha aqui existente devem ser originários da Idade do Ferro, tendo depois sido utilizada e reconstruída pelos romanos.

O que fazer no Castro São João das Arribas

  1. Percurso de São João das Arribas
  2. Miradouro de São João das Arribas
  3. Castro de São João das Arribas
  4. Parque de Merendas
  5. Capela de São João
  6. Fontes

Castro Laboreiro

Castro Laboreiro
Castro Laboreiro

Castro Laboreiro parte do chamado roteiro das aldeias típicas de Portugal. Está situada na serra da Peneda, integrada no Parque Nacional Peneda-Gerês, umas das principais reservas naturais do país. O castelo no monte proporciona uma das vistas mais bonitas do país.

O que fazer em Castro Laboreiro

  1. Ponte Velha
  2. Trilho do Castelo
  3. Castelo de Castro Laboreiro
  4. Pelourinho
  5. Moinhos de Castro Laboreiro
  6. Miradouro
  7. Igreja Matriz
  8. Rio Castro Laboreiro
  9. Ponte Nova
  10. Ponte do Rodeiro
  11. Portas de Lamas de Mouro
  12. Núcleo Museológico
  13. Estátua Padre Aníbal Rodrigues
  14. Posto de Turismo
  15. Biblioteca de Castro Laboreiro
  16. Cascata de Laboreiro
  17. Forno comunitário
  18. Edifício dos antigos Paços do Concelho
  19. Cruzeiro da Quingosta
  20. Aqueduto de Pontes, Cruzeiro e Alminhas

Castelo Mendo

Castelo Mendo
Castelo Mendo

Castelo Mendo fica a 20 km da aldeia histórica de Almeida, numa região a mais de 800m de altitude, perto do Rio Côa. Na aldeia há um castelo do século XIII, que lhe dá o nome. As casas são típicas construções em granito de dois andares, sendo que o piso térreo era utilizado para albergar o gado.

O que fazer em Castelo Mendo

  1. Calçada medieval
  2. Casa quinhentista
  3. Castelo e muralhas
  4. Hospital da Misericórdia
  5. Forno
  6. Casas Manuelinas na Rua do Forno
  7. Igreja de São Vicente
  8. Igreja Matriz
  9. Sepultura do Fidalgo
  10. Pelourinho
  11. Porta da Guarda
  12. Porta da Vila
  13. Porta do Castelinho
  14. Posto de Turismo/Museu dos Sentidos
  15. Solar do Fidalgo
  16. Ruinas da Igreja de Santa Maria do Castelo

Castelo Melhor

Castelo Melhor
Castelo Melhor

Castelo Melhor é uma localidade que fica a Norte de Castelo Mendo, a 13 km de Vila Nova de Foz Côa. O Castelo, do início do século XII (1210), fica no cimo de uma elevação e só lá resistem as muralhas circulares a coroar o cimo do monte. A vila, que na Idade Média ficava dentro das muralhas, foi deslocada para as terras mais baixas.

O que fazer em Castelo Melhor

  1. Castelo e muralhas
  2. Cubelos
  3. Cisterna
  4. Igreja Matriz
  5. Fonte do Povo
  6. Gravuras rupestres paleolíticas da Fonte Frieira
  7. Gravuras rupestres paleolíticas de Meijapão
  8. Gravuras rupestres paleolíticas da Canada da Moreira
  9. Capela de Santa Barbara
  10. Capela de Arcanjo São Gabriel
  11. Antiga Estação de Castelo Melhor
  12. Gravuras rupestres paleolíticas da Penascosa
  13. Gravuras rupestres paleolíticas da Broeira
  14. Gravuras rupestres paleolíticas de Vale dos Namorados

Castelo de Monforte

Castelo de Monforte
Castelo de Monforte

O Castelo de Monforte fica na freguesia de Águas Frias, Trás-os-Montes. Neste local terá existido um castro pré-histórico mais tarde recuperado pelos romanos. Foi em 1273 com a povoação a receber foral por D. Afonso III, que se iniciou a construção deste castelo que no topo da montanha permitia ver toda a região até Chaves e até à região de Verin em Espanha. 

O que fazer em Castelo de Monforte

  1. Castelo e muralhas
  2. Torre de Menagem
  3. Cisterna
  4. Porta do Galeão
  5. Ribeira de Águas Livres
  6. Povoação de Águas Frias
  7. Serra do Brunheiro

Cascata da Portela do Homem

Cascata da Portela do Homem
Cascata da Portela do Homem

A Cascata da Portela do Homem fica na Serra do Gerês, entre Portugal e Espanha. A cascata é um paraíso de água cristalina escondida no meio da serra, na fronteira entre os dois países. Perto desta zona encontramos marcos miliários que evidenciam a existência de uma importante estrada romana que ligava Bracara Augusta (Braga) a Astorga na Espanha.

O que fazer na Cascata da Portela do Homem

  1. Cascata da Portela do Homem
  2. Parque Nacional da Peneda Gerês
  3. Mata da Albergaria
  4. Marcos miliários romanos
  5. Trilho pedestre da Geira
  6. Edifício da Antiga fronteira com Espanha

Cascata de Fírvidas

Cascata de Fírvidas
Cascata de Fírvidas

A Cascata de Fírvidas é um paraíso selvagem de natureza em estado puro fica a poucos quilómetros da aldeia de Fírvidas em Montalegre. O lugar é de difícil acesso o que o torna ainda mais especial pois só os turistas mais persistentes continuam viagem pelos trilhos de mato, apesar de haver placas com indicações em parte do percurso.

O que fazer na Cascata de Firvidas

  1. Cascata das Firvidas
  2. Planalto do Alto Barroso
  3. Aldeia de Firvidas
  4. Albufeira do Alto Rabagão

Bravães

Bravães
Bravães

Bravães é uma pequena vila no concelho de Ponte da Barca. A Igreja de Bravães é um dos melhores exemplos do estilo Românico em Portugal. A Igreja foi edificada no século XII no lugar onde teria existido um mosteiro fundado por D. Vasco Nunes de Bravães em 1080, mas do qual não ficaram vestígios. É um bonito edifício de linhas simples mas com portas ricamente decoradas com arcos, colunas e esculturas.

O que fazer em Bravães

  1. Igreja Românica de Bravães
  2. Vila da Ponte da Barca
  3. Rio Lima

Bragança

Bragança
Bragança

Bragança é a principal cidade na ponta mais nordeste de Portugal. Faz fronteira com Espanha e por essa razão, foi desde sempre alvo de disputas de território. Tem um vasto património histórico, marcado pela passagem de vários povos.

O que fazer em Bragança

  1. Castelo e muralhas de Bragança
  2. Torre de menagem
  3. Pelourinho
  4. Domus Municipalis
  5. Sé Catedral de Bragança
  6. Sé Velha de Bragança
  7. Igreja da Nossa Srª das Graças
  8. Igreja da Misericórdia
  9. Igreja de São Bento
  10. Solar dos Lousada Sarmento
  11. Fundação Rei Afonso Henriques
  12. Igreja dos Jesuítas
  13. Casa dos Figueiredos
  14. Solar dos Teixeiras
  15. Casa do Arco
  16. Edifício do Principal
  17. Solar dos Calaínhos
  18. Casa dos Morgados
  19. Clube de Bragança
  20. Casa da Antiga Câmara Municipal
  21. Largo do Principal
  22. Auditório Paulo Quintela
  23. Rio Fervença
  24. Parque Natural do Montesinho

Braga

Braga
Braga

Braga é uma cidade de grande importância eclesiástica, é conhecida como a cidade dos Arcebispos. No tempo dos romanos chamava-se Bracara Augusta e era a principal cidade do território onde hoje é Portugal.

O que fazer em Braga

  1. Sé de Braga
  2. Rua do Souto
  3. Torre de Menagem
  4. Fonte do Ídolo
  5. Ruínas romanas das Carvalheiras
  6. Termas romanas da Cividade
  7. Balneário Pré-Romano de Bracara
  8. Via Nova (Geira)
  9. Via Romana XVIII
  10. Via Romana XVII
  11. Santuário do Sameiro
  12. Santuário do Bom Jesus
  13. Capela de São Frutuoso
  14. Capela e Casa dos Coimbras
  15. Igreja de São Sebastião
  16. Igreja de São Vitor
  17. Igreja de Santa Cruz
  18. Arco da Porta Nova
  19. Parque da Rodovia
  20. Quinta Pedagógica de Braga
  21. Museu do Traje
  22. Convento do Pópulo
  23. Mosteiro de Tibães
  24. Casa dos Crivos
  25. Palácio do Raio
  26. Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa
  27. Museu Pio XII
  28. Museu dos Biscaínhos
  29. Teatro Circo
  30. Sete Fontes
  31. Rio Este
  32. Largo da cidade
  33. Ecovia do Este
  34. Caminho Português de Santiago
  35. Museu da Imagem
  36. Parque de Exposições
  37. Estádio da Pedreira
  38. Biblioteca Lucio Craveiro da Silva
  39. Parque da Ponte
  40. Jardim de Santa Bárbara

Barragem da Bemposta

Barragem da Bemposta
Barragem da Bemposta

A Barragem da Bemposta fica no distrito de Bragança em pleno Parque Natural do Douro Internacional. A barragem entrou em funcionamento em 1964, fazendo o aproveitamento hidroelétrico do caudal do Rio Douro. A paisagem da barragem com a sua estrutura em arco com 87m de altura, uma albufeira com capacidade para armazenar 129 000 000m3 de água e as paisagens envolventes do Douro vinhateiro, fazem desta região um cenário magnífico.

O que fazer em Bemposta

  1. Aldeia da Bemposta
  2. Igreja Matriz de Bemposta
  3. Barragem da Bemposta
  4. Miradouro Cardal do Douro
  5. Rio Douro
  6. Trilho da Cascata da Faia d’Água Alta
  7. Castelo de Oleiros
  8. Parque Natural do Douro Internacional
  9. Pelourinho de Bemposta
  10. Capela de São Sebastião
  11. Capela de Santa Bárbara
  12. Solar dos Marcos
  13. Capela do Santo Cristo

Região Vinhateira do Alto Douro

Região Vinhateira do Alto Douro
Região Vinhateira do Alto Douro

A Região Vinhateira do Alto Douro é uma região demarcada no Nordeste de Portugal classificada como Património Mundial da UNESCO pela sua paisagem ímpar. O Alto Douro Vinhateiro foi a primeira região demarcada do mundo em 1756 por iniciativa do governo de Marquês de Pombal. De facto nesta região produz-se vinho há mais de 2000 anos, sendo o mundialmente célebre vinho do Porto um dos principais produtos. A tradição vitícola moldou a paisagem da região, com as encostas da margem do Rio Douro cobertas de socalcos onde as videiras estão cuidadosamente dispostas criando um cenário magnífico.

O que fazer na Região Vinhateira do Alto Douro

  1. Vila do Pinhão
  2. Miradouro de São Leonardo de Galafura
  3. Miradouro de Casal de Loivos
  4. Miradouro de São Salvador do Mundo
  5. Miradouro da Srª das Neves
  6. Miradouro de Santo António
  7. Miradouro de Nossa Srª da Piedade
  8. Miradouro do Penedo Durão
  9. Parque Arqueológico do Vale do Côa
  10. Cidade de Lamego
  11. Torre de Moncorvo
  12. Solar de Mateus
  13. Antiga Linha do Tua
  14. Museu do Vinho
  15. Circuito Arqueológico de Freixo de Numão
  16. Parque Natural do Douro Internacional
  17. Torre de Ucanha
  18. Mosteiro de Salzedas
  19. Vila de Miranda do Douro
  20. Mosteiro São João de Tarouca
  21. Aldeia Vinhateira de Trevões
  22. Aldeia Vinhateira de Favaios
  23. Aldeia Vinhateira de Prevosende
  24. Aldeia Vinhateira de Barcos
  25. Cruzeiros no Douro
  26. Cidade de Peso da Régua
  27. Museu do Douro
  28. Solar do Vinho do Porto
  29. Barca d’Alva
  30. Estrada Panorâmica EN222

Almeida

Almeida
Almeida

Almeida é uma vila histórica no interior Norte do país, na fronteira com Espanha. Esta localização valeu-lhe sempre ser um importante ponto de defesa fronteiriça. Foi só em 1297, no reinado de D. Dinis que a vila passa definitivamente para a posse portuguesa. A fortaleza medieval deu lugar a uma estrutura mais complexa construída no século XVII – a Praça-forte de Almeida que fazia frente ao Real Fuerte de la Concepción que fica exactamente em frente, mas já em território espanhol. A Praça-forte de Almeida é dos mais importantes exemplos de arquitectura militar em Portugal, uma fortaleza em planta hexagonal irregular, com um baluarte em cada ângulo e um fosso escavado a toda a volta. A vila de Almeida situa-se dentro das muralhas desta fortaleza. Almeida fez parte da rota das invasões francesas que pretendiam chegar a Lisboa. Aqui deu-se um importante episódio da história de Portugal – o Cerco de Almeida – investida que decorreu em 1810 por parte das tropas de Napoleão.

O que fazer em Almeida

  1. Casa Brasonada António Pereira Fontão Júnior
  2. Casa Brasonada Brigadeiro Vicente Delgado Freire
  3. Casa da Roda dos Expostos
  4. Palácio dos Leitões
  5. Casa dos Vedores Gerais
  6. Casa João Dantas da Cunha
  7. Casamatas
  8. Casa Nobre
  9. Praça Alta
  10. Terreiro Velho
  11. Hospital de Sangue
  12. Casa Quinhentista
  13. Castelo de Almeida
  14. Corpo da Guarda Principal
  15. Igreja da Misericórdia
  16. Paços do concelho
  17. Paiol e Casa da Guarda
  18. Picadeiro d’El Rei
  19. Portas de Santo António
  20. Portas de São Francisco da Cruz
  21. Quartel das Esquadras
  22. Vedoria Geral
  23. Torre do Relógio

Albufeira da Barragem de Vilarinho das Furnas

Albufeira da Barragem de Vilarinho das Furnas
Albufeira da Barragem de Vilarinho das Furnas

Vilarinho da Furna (normalmente chamada de Vilarinho das Furnas) era uma aldeia situada no concelho de Terras de Bouro, no distrito de Braga. Com a construção da barragem de Vilarinho das Furnas em 1971 a aldeia ficou submersa, mas em anos de seca extrema, com o nível da albufeira baixo, é possível ainda ver os restos da aldeia. A Albufeira da Barragem de Vilarinho das Furnas cobre 77 km2 e é cercada de uma beleza natural que torna o lugar óptimo para desfrutar da natureza e de actividades ao ar-livre.

O que fazer em Vilarinho da Furna

  1. Albufeira de Vilarinho da Furna
  2. Rio Homem
  3. Parque Nacional da Peneda Gerês
  4. Trilho pedestre da Águia do Sarilhão
  5. Serra Amarela

Descobrir Portugal

Escolha uma região para descobrir Portugal!

Instagram JoaoLeitaoViagens