O que fazer em Byblos Líbano

Categorias Líbano

Em Byblos encontrará o visitante uma agradável cidade com um bonito porto de pesca, um centro histórico repleto de testemunhos de outros tempos, um castelo do tempo dos Cruzados e um vasto campo arqueológico. Tudo isto à distância de uma jornada que se pode fazer a partir de Beirute. Visitar o Líbano e não passar por Byblos, é deixar para trás um destino importante que vale a pena conhecer.


O importante a saber


Hoje em dia Byblos é uma pequena cidade, com cerca de 40 mil habitantes, localizada a uns 35 km a norte de Beirute.

É contudo uma localidade com uma longa história, tendo traços de habitação humana desde 9.000 a.C., o que faz dela um dos locais permanentemente habitados de todo o mundo.

Por aqui passaram inúmeros povos e conquistadores. Gregos, Fenícios, Egípcios, Assírios, Persas, Árabes, Otomanos, Franceses. E Cruzados, claro.

Estas sucessivas camadas de ocupação deixaram um património notável, reconhecido pela UNESCO que incluiu Byblos na sua lista de sítios Património Mundial da Humanidade.

Para além dos aspectos históricos, Byblos oferece ao visitante um ambiente agradável, com muitos restaurantes, bares e cafés, que já nos anos 60 do século XX atraíram nomes como Marlon Brando e Frank Sinatra.

Dicas rápidas para Byblos:

  • Acorde cedo e seja o primeiro a entrar nos monumentos, museus ou outros locais de interesse
  • Faça uma free walking tour
  • Perca-se no mercado antigo que é um lugar muito bonito
  • Aproveite para ver os barcos de pesca na marina a voltarem carregados com peixe
  • Apesar de ser muito cliché e turístico, terá de comer num restaurante com vista para a marina
  • Para saber quando ir a Byblos você precisa de se informar um pouco melhor acerca das suas estações e clima. A melhor altura para visitar Byblos é entre os meses de Abril e Outubro, uma vez que apresentam temperaturas excelentes para fazer turismo no Líbano.

Os 20 Melhores Locais de Byblos


  1. Castelo dos Cruzados
  2. Túmulo de São Charbel
  3. Mercado Antigo
  4. Reserva da Biosfera de Jabal Moussa
  5. Teatro Romano
  6. Catedral de São João Marcos
  7. Mesquita Sultão Abdul Majid
  8. Templo de Baalat Gebal
  9. Túmulos Reais
  10. Mosteiro de São Maron Annaya
  11. Parque Público de Byblos
  12. Museu de Arte Contemporânea e Moderna
  13. Museu Órfãos do Genocídio Arménio
  14. Museu de Cera de Byblos
  15. Obelisco
  16. Sítio Arqueológico de Byblos
  17. Museu de Fósseis
  18. Porto de Pesca
  19. Templo de Resheph
  20. Nascente do Rei

Imagens de Byblos


Vídeo muito bom para podermos ver as diferentes partes turísticas desta cidade.


O que visitar em Byblos


Byblos no Líbano tem imenso para ver, por isso é conveniente organizar um pouco a sua visita para conseguir ver o máximo possível, de forma mais organizada, contribuindo assim para usufruir de umas férias mais proveitosas.

Castelo dos Cruzados

O Castelo dos Cruzados em Byblos é também conhecido como Castelo de Gibelet (o nome de Byblos na época medieval), tendo sido construído por volta 1103, com recurso a blocos de pedra retirados dos templos romanos existentes na área e de pedra calcária disponível em Byblos. Estava dotado de um fosso defensivo e era controlado pela família Embriaco, de Génova, que o perdeu para Saladino em 1188. O herói sírio desmantelou parte das paredes pouco depois, o que é capaz de ter dado algum jeito aos Cruzados que reconquistaram o castelo em 1197. Ao contrário de Saladino, atarefaram-se a reforçar os bastiões do castelo. Claro que acabaram por o perder mais tarde e o que chegou até nós não se encontram num brilhante estado de conservação mas é mesmo assim um local interessante que deve ser visitado.

Túmulo de São Charbel

O túmulo do popular santo encontra-se junto ao mosteiro de São Maron, localizado a uma altitude considerável, nas montanhas que abraçam Byblos. O túmulo encontra-se agora abrigado por uma igreja que foi construído sobre o túmulo. Note-se que apesar de São Charbel ter vivido no século XIX, os seus restos mortais repousaram no cemitério comum até meados do século passado. Apenas em 1952 foram trasladados para o actual túmulo. O caixão encontra-se pousado num pedestal feito de madeira de cedro, separado dos peregrinos por uma grade metálica. No exterior, junto à entrada do mosteiro, existe uma estátua de bronze do santo no local onde São Charbel foi inicialmente sepultado. Há também um pequeno museu dedicado à sua vida.

Mercado Antigo

O Mercado, ou Souk, de Byblos, foi construído pelos Otomanos, na altura num local com diversas estalagens, lojas e estábulos. Hoje o mercado é um pouco diferente, muito vocacionado para o turismo, com lojas de souvenirs, artesanato e cafés. Um excelente local para passear, com as suas ruas empedradas e um ambiente muito especial. Ao serão o ambiente muda um pouco, com os cafés, sempre muito procurados, a ganharem destaque.

Reserva da Bioesfera Jabal Moussa

Esta Reserva Natural fica próximo de Byblos, nas encostas oeste do Monte Líbano, ocupando uma área de 6500 hectares e oscilando entre os 350 e os 1700 metros de altitude. Tem uma biodiversidade notável, existem 215 espécies de plantas e 20 tipos de árvores diferentes e na sua área foram identificados dezasseis espécies de mamíferos, incluindo hienas e lobos. Os apreciadores de aves apreciarão esta área, muito procurado por aves migratórias que por aqui rumam aos seus destinos de inverno e verão. Existem na Reserva vestígios de ocupação humana de várias épocas históricas, desde ruínas romanas da era de Adriano a velhas casas, poços antigos e cruzes cristãs. Quem gosta de caminhar encontrará aqui um trilho organizado para hiking e há passeios organizados pela própria Reserva.

Teatro Romano

Muitos visitantes não se aperceberão que o interessante teatro do período romano (século III a.C.) que visitam em Byblos não se encontra na sua posição original. Os arqueólogos que ali trabalharam na década de 30 do século passado moveram toda a estrutura, recolocando-a onde actualmente se encontra, para poderem chegar a vestígios importantes que se encontravam sob a sua estrutura. Tem actualmente apenas um terço das suas dimensões originais e de lá se podem usufruir de grandes vistas sobre o Mediterrâneo. Note-se que o magnífico mosaico representando o deus Baco que pode ser visto no Museu Nacional, em Beirute, foi retirado deste teatro.

Catedral de São João Marcos

Trata-se de uma pequena catedral maronita dedicada ao santo patrono da cidade, que terá criado a primeira comunidade cristã de Byblos. Foi construída inicialmente pelos Cruzados em 1115, sendo por essa altura a Catedral de São João Baptista. Partes da actual igreja foram adicionadas posteriormente, como é o caso da cúpula, construída no século XIII. No século XVIII o emir Youssef Shehab entregou o templo aos Maronitas. Em 1840 foi severamente danificada por um bombardeamento britânico, sendo posteriormente recuperada e em 1947 a sua torre sineira foi-lhe adicionada. A sua estrutura tem claros traços de arquitectura árabe e ocidental, notando-se um original baptistério exterior, cujos arcos e pilares são encimados por uma cúpula. No bonito jardim junto à fachada oeste da igreja podem-se observar vestígios de um mosaico que fez parte da igreja bizantina que ali existia.

Mesquita Sultão Abdul Majid

Esta mesquita, feita de pedra e com uma bonita cúpula azul, pode ser vista próximo da entrada do castelo. Foi construída originalmente no século XII, pelos Aiúbidas, uma dinastia árabe que dominou o Médio Oriente nesta época. Veio substituir uma outra mesquita, mais antiga, que existia no mesmo local, chamada al-Fateh e ali construída nos anos iniciais do Islão na região. Mais tarde, em 1648, foi renovada pelos Otomanos, assumindo a sua forma actual numa nova remodelação, em 1783. Tem uma área reservada às mulheres e tem como anexos uma pequena biblioteca dotada com antigos manuscritos árabes e raros livros de jurisprudência.

Templo de Baalat Gebal

Este templo é o mais antigo de Byblos, tendo surgido inicialmente cerca de 2.700 a.C., dedicado à deusa da cidade. Foi destruído pelos Amoritas, por volta de 2.150 a.C. e reconstruído, chegando à Era Romana, quando foi consagrado à deusa Afrodite. É um lugar cheio de História, existindo vestígios de veneração a divindades egípcias. No local foram encontrados múltiplos vestígios arqueológicos, alguns dos quais se encontram expostos no Museu Nacional em Beirute. As colunas que se encontram junto ao templo são testemunhos de uma rua que na época romana conduzia até aqui.

Túmulos Reais

Os chamados túmulos reais são nove alvéolos tumulares talhados na rocha datados do segundo milénio antes de Cristo que foram descobertos em 1923, acidentalmente, após um deslizamento de terras. O sarcófago do Rei Hiram e outros aqui encontrados estão expostos no Museu Nacional, em Beirute, que de resto tem uma bela colecção formada por artefactos arqueológicos retirados de Byblos. O alvéolo onde foi encontrado o sarcófago do monarca, que tem inscrições num alfabeto fenício arcaico, dos mais antigos conhecidos, têm uma inscrição destinada a afastar os salteadores que diz mais ou menos isto: “Atenção, que a morte se encontra por debaixo!”.

Mosteiro de São Maron Annaya

Este mosteiro está integrado na Ordem Maronita, localizando-se a 1200 metros de altitude, a cerca de 17 km de Byblos. O mosteiro foi construído inicialmente em 1828, o ano do nascimento do santo nacional do Líbano, São Charbel, com dinheiro reunido pelos monges que adquiriram as terras a lavradores. A partir de 1965, quando Charbel foi beatificado, o mosteiro iniciou um processo de alargamento das suas instalações. Em 1974 foi inaugurada uma igreja dedicada a São Charbel, mas mais tarde alargado. Hoje em dia o mosteiro atrai inúmeros peregrinos, em parte devido à popularidade daquele santo, cujos restos mortais se encontram num túmulo no interior da igreja.


Roteiros em Byblos


Algumas ideias de roteiros para você preparar as suas férias em Byblos de maneira independente. Itinerários de turismo em Byblos no Líbano.

[su_box box_color=”#009999″ title=”1 Dia em Byblos: passo-a-passo” radius=”0″]
Manhã: Brevemente…
Tarde: Brevemente…
[/su_box]

[su_box box_color=”#009999″ title=”2 Dias em Byblos: passo-a-passo” radius=”0″]
Dia 1 Manhã: Brevemente…
Dia 1 Tarde: Brevemente…

Dia 2 Manhã: Brevemente…
Dia 2 Tarde: Brevemente…
[/su_box]

Procura um Hotel em Byblos? Hotéis em Byblos


Vamos continuar a ler:

Instagram JoaoLeitaoViagens