Conduzir na Arábia Saudita: road trip de Jeddah a Riyadh – 15 Dias/3000 km

A Arábia Saudita é um país tradicionalmente fechado ao turismo. Pelo menos de acordo com a forma como encaramos o turismo habitualmente, porque as peregrinações a Mecca e Medina trazem ao país milhões de pessoas anualmente, mas trata-se de turistas religiosos.

Conduzir na Arábia Saudita surgiu como a ideia perfeita para explorar este reino árabe de forma independente. Durante duas semanas, fiz 3000kms com o meu carro de aluguer ao longo de alguns dos locais mais belos da região Norte da Arábia Saudita. Espero poder visitar a Arábia Saudita novamente para explorar as regiões do Sul.

A natureza conservadora da Arábia Saudita faz com que o contacto com o exterior seja reduzido ao mínimo, especialmente no que diz respeito ao mundo ocidental. É um dos países do mundo para o qual é quase impossível conseguir um visto de turismo, especialmente para uma viagem independente, mas nos últimos tempos têm surgido notícias de uma abertura controlada. 

O herdeiro ao trono tem como objetivo aumentar o turismo na Arábia Saudita, e fala sobre a abertura de novos resorts para concorrer com os vizinhos Emirados Árabes Unidos neste campo. 

Mohammed Bin Salman quer que 30 milhões de turista visitem este país até 2030. Por enquanto, as autoridades criaram um sistema de e-Visa que acelerará ao máximo o processo de obter autorização para entrar no país. 


Porquê visitar a Arábia Saudita?

PHOTO ARABIA SAUDITA
ARABIA SAUDITA

Bem, para além das condições balneares das suas costas, especialmente no Mar Vermelho, onde o turismo é planeado, a Arábia Saudita está repleta de locais de interesse histórico e natural. A verdade é que, por estar tão fechado ao turismo, o país tem maravilhas que ainda permanecem desconhecidas aos viajantes. 

Na lista de Locais UNESCO na Arábia Saudita encontram-se cinco locais, a que se juntam outros nove candidatos. 

7 Locais famosos a visitar na Arábia Saudita: 

  1. Quem ouviu falar de Madain Saleh, uma cidade nabateia com características similares às da famosa Petra na Jordânia? Este é apenas um exemplo, mas todos os que visitarem a Arábia Saudita terão muito com que se maravilhar;  
  2. A própria Jeddah, um tradicional ponto de entrada para os peregrinos que se dirigem a Mecca, tem um fascinante centro histórico;
  3. O caminho de ferro de Hejaz, construído em 1909 pelos otomanos com o objetivo de providenciar transporte para os peregrinos vindos de Damasco, tem alguns segmentos em funcionamento que oferecem uma experiência única;
  4. Em Al Hula, no Noroeste do país, os visitantes encontrarão uma enorme cidade fantasma feita de oitocentas casas de argila, algumas com mais de dois mil anos;
  5. Dhee Ayn é uma aldeia fortificada construída numa montanha de mármore, uma imponente fortaleza numa região conhecida como “a terra das mil e uma torres”, devido às inúmeras estruturas de defesa que ali se encontram;
  6. Os interessados em fenómenos naturais poderão sempre deliciar-se com o deserto, o seu silêncio ensurdecedor, areias infinitas e noites sob as estrelas;
  7. Mas existem locais específicos que serão do interesse de viajantes aventureiros, tais como Al Wahbah, um alegado local de impacto de um meteorito que é na realidade vulcânico.

Agora que todas as dúvidas sobre as atrações da Arábia Saudita foram dissipadas, deverá ser dito que este é um país muito particular, com as suas próprias regras, por vezes severas e com sérias consequências para quem as quebre. É preferível estudar cuidadosamente o que podem ou não podem fazer durante a vossa visita, de forma a ficarem livres de incidentes com as autoridades.

Etnicamente, a grande maioria, correspondente a 90% dos cidadãos, é árabe. Os restantes 10% são afro-asiáticos. Mas estes números não têm em conta os residentes estrangeiros. Dados oficiais governamentais, publicados em 2014, referem 10 milhões de residentes estrangeiros no país, ou 33% da população. 

ARABIA SAUDITA
ARABIA SAUDITA

O meu itinerário na Arábia Saudita 

Road Trip na Arábia Saudita

MAP DRIVING IN ARABIA SAUDITA
MAPA DE VIAJAR DE CARRO NA ARÁBIA SAUDITA
  • Início: Jeddah
  • Forte de Peregrinação de Usfan
  • Fortaleza Khlais 
  • Aldeia Al Khamrah 
  • Castelo Al Jafa
  • Praia Ras Atiyah (Praia de Areia Branca)
  • Ruínas Souq Bir Said
  • Castelo Otomano Wasit
  • Estação Buwatah 
  • Estação Al Buwir
  • Estação Istabl Antar 
  • Estação Hadiyah 
  • Ponte Hadiyah 
  • Comboio explodido por Lawrence da Arábia
  • Castelo Mogayra
  • Al Ula
  • Jubbah
  • Al Ghat
  • Velha Ushayqir
  • Uthaythiyah
  • Velha Tharmada
  • Forte Qulban Tharmani
  • Velha Raghbah
  • Velha Thadiq
  • Huraymila
  • Velha Sudos
  • Olho do Mundo
  • Diriyah
  • Qusur Al Muqbil
  • Desfiladeiros Brancos
  • Fim: Riyadh
A conduzir no deserto da Arábia Saudita
A conduzir no deserto da Arábia Saudita

Mapa de viagem com carro alugado na Arábia Saudita

Total 3105 km


Top 9 Locais favoritos

Geografia da Arábia Saudita

Deserto perto de Al Qusur Hadiya na Arábia Saudita
Deserto perto de Al Qusur Hadiya na Arábia Saudita

A Arábia Saudita tem muitas dunas e montanhas rochosas. Se gostarem de conduzir em intermináveis estradas de asfalto construídas em cima de areia, a Arábia Saudita tem-nas!

Normalmente, a Arábia e os árabes confundem-se com a Arábia Saudita. 

O nome do país contribui bastante para esta confusão, assim como a importância de Mecca e da Medina, aqui localizadas, para o mundo árabe. Mas a verdade é que a capital mais antiga do Império árabe era Bagdade no Iraque.


Duas semanas na Arábia Saudita

Pequeno vídeo da minha viagem de duas semanas à Arábia Saudita.

Observar o mapa da região ajuda a perceber a situação: a Arábia Saudita ocupa 80% da península árabe, e a sua dimensão é bastante superior a qualquer um dos outros países árabes no Golfo. 

Tem uma área considerável, que cobre uma extensão equivalente a metade da União Europeia, mas apenas 27 milhões de habitantes. Ou seja, tem uma reduzida massa populacional. 

Riad, a capital da Arábia Saudita, encontra-se no centro do mapa. Medina, Mecca, e agora Jeddah, estão localizadas numa área relativamente pequena, numa faixa de terra perto da costa oeste, banhada pelo Mar Vermelho.

Basicamente, a Arábia Saudita faz fronteira com o Mar Vermelho e o Golfo Pérsico a Oeste e Este e tem o Iémen, Omã e os Emirados Árabes Unidos como vizinhos a Sul. A Norte, a Jordânia, o Iraque e o Kuweit. Os pequenos Qatar e Barém são enclaves na costa Leste da Arábia Saudita.

Estrada na Arábia Saudita
Estrada na Arábia Saudita

Esta posição dá à Arábia Saudita uma tremenda importância estratégica. As suas costas controlam duas principais rotas marítimas: o Golfo Pérsico, através do qual passa uma grande parte do comércio de petróleo, e o Mar Vermelho, o porto de entrada e saída dos navios que passam pelo Canal de Suez em trânsito entre a Europa e a costa leste de África e de grande parte da Ásia.

Vamos agora ler os aspetos geográficos do mapa da Arábia Saudita. A Sul, estendendo-se de Este a Oeste, vê-se um enorme deserto, a maior área de areia contígua do mundo, a que chamam Rub ‘al-Khali, com uma extensão de 647,500 km2.

Daqui estende-se para Norte, o que pode ser considerado uma extensão desta zona, mas na realidade todo o país é feito de uma série de desertos ligados uns aos outros a que se dá o nome global de Deserto da Arábia. 

Viajar de carro na Arábia Saudita significa ter de conduzir longas distâncias, algo possível graças à excelente rede rodoviária. 

Patrimónios da Humanidade na Arábia Saudita

AD-DIRIYAH ARABIA SAUDITA
AD-DIRIYAH ARABIA SAUDITA

Apesar das dificuldades em conseguir um visto de turismo, e a resistência do país em relação a visitantes ocidentais, não se pode dizer que a Arábia Saudita tenha pouco a oferecer. As suas praias, especialmente na costa do Mar Vermelho, são fabulosas, mas dar uma vista de olhos à lista de Patrimónios da Humanidade mantidos pela UNESCO é sempre uma boa forma de ver rapidamente o melhor que um país tem para oferecer aos seus visitantes. Eu tive a oportunidade de visitar três destes locais da UNESCO na Arábia Saudita. Cheguei também a ir até Mada’in Saleh (também conhecido como Al-?ijr), mas encontrava-se temporariamente fechado devido a obras de reconstrução.

1. Centro Histórico de Jeddah

Jeddah tem sido usada desde o século VII como um ponto de ligação entre o Mar Vermelho e a cidade de Mecca e é, ainda hoje, o local através do qual um grande número de peregrinos acede à cidade sagrada do Islamismo, quer por mar ou pelo ar.  

Esta função moldou a cidade segundo influências multiculturais, resultando numa combinação única dentro da Arábia Saudita. Hoje em dia, podem-se observar alguns destes testemunhos, como as torres, sendo um dos exemplos mais marcantes deste tipo de construção a de Roshan, erigida no século XIX.

O centro histórico de Jeddah é feito de vários elementos que contribuíram para a sua inclusão na lista da UNESCO, em 2014: as muralhas da cidade velha, as mesquitas, os mercados e os palácios. 

3. Arte Rochosa na Região de Hail

PHOTO ARABIA SAUDITA
Jubbah

Nesta região, localizada na serra de Jabel Umm Sinman, existe uma extraordinária densidade de petróglifos. As inscrições foram feitas com martelos de pedra, usados pela população ali estabelecida em comunhão com um lago que existia perto do sopé da serra e que, entretanto, desapareceu. 

3. Distrito At Turaif em Ad Diriyah

Foi aqui que no século XVIII tiveram origem os ensinamentos do Sheikh Mohammad Bin Abdul Wahhab sobre as bases do Wahabismo, a vertente do Islão Sunita seguida pela Maya dos sauditas.  

É verdade que alguns dos edifícios da cidadela se encontram em ruínas, mas, em geral, o local tem sido mantido e parecem existir condições para que assim continue.

At-Turaif foi adicionado pela UNESCO à lista do Património da Humanidade em 2010, baseado na decisão do critério IV, V e VI.

Veja ainda: