Aprender Fotografia parte 3: Profundidade de Campo, Temperatura e Balanço

APRENDER FOTOGRAFIA, Profundidade de Campo, Temperatura e Balanço
APRENDER FOTOGRAFIA – Profundidade de Campo, Temperatura e Balanço (foto: Geórgia)

Nesta secção do nosso guia para aprender fotografia de viagem, vamos explicar mais sobre a profundidade de campo, a temperatura da cor e o balanço de brancos.

Profundidade de Campo, Temperatura e Balanço

Profundidade de Campo

APRENDER FOTOGRAFIA PROFUNDIDADE
APRENDER FOTOGRAFIA PROFUNDIDADE (foto: Iraque)

A profundidade de campo pode-se explicar em palavras simples: é a distância que vai entre o ponto mais próximo e mais longe que aparecem focados numa fotografia. Focados, nítidos. Ao fotografar-se pode-se jogar com este factor para obter efeitos intencionais, concentrando a atenção de quem vê a imagem em determinado ponto, como um foco de luz num palco. Afinal de contas, os nossos olhos procuram automaticamente o que é nítido, em detrimento das zonas desfocadas.

Os factores principais que influenciam a profundidade de campo são a abertura da lente no momento do disparo e a sua distância focal.
Quanto maior for a abertura da lente (ou seja, quanto menor for o seu número f – exemplo: f4) menor será a profundidade de campo. Perante as mesmas circunstâncias, uma foto tirada com uma abertura de f4 terá uma profundidade de campo mais reduzida do que uma imagem recolhida com uma abertura f22.

Por outro lado, quanto maior for a distância focal (aquele número em milímetros que se associa ao factor zoom – exemplo: 140mm) menor será a profundidade de campo.

O fotógrafo, como artista, como criador, poderá jogar com estes dois elementos para conseguir o efeito desejado. Mas terá que se submeter à luz no local e ao impacto desta no acto fotográfico.

Temperatura da Cor e Balanço de Brancos

APRENDER FOTOGRAFIA TEMPERATURA
APRENDER FOTOGRAFIA TEMPERATURA (foto: Turquia)

As cores têm algo a que se chama de temperatura e que se mede em Graus Kelvin (K). Na prática, um predomínio de cores quentes resulta numa imagem alaranjada, de cores frias, numa imagem azulada. E tudo isto é resultado, de novo, da luz.

Na realidade isto não se aplica apenas à fotografia. O mundo que nos rodeia está cheio de cor, quente e fria, que chega ao nosso cérebro através dos olhos e que ali é processada e ajustada para que tenhamos uma sensação de cor constante ao olharmos.

Ao fotografarmos é normal que procuremos transpor esta nivelação para a imagem que vamos gravar. Queremos que o resultado final se assemelhe ao que vemos com os nossos próprios olhos. E para trabalhar estes factores as câmaras fotográficas usam o chamado Balanço de Brancos. Este método corrige as cores tendo como modelo o branco. O branco não é uma cor, é a sua inexistência, por isso é usado como padrão. Quando as áreas em branco na imagem estão mesmo branco, significa que o balanço da temperatura da cor está adequado.

É comum que se confie na análise da nossa câmara para encontrar o balanço de brancos ideal da cena que estamos a fotografar. É o modo automático. Mas muitas máquinas fotográficas permitem ajustes, que podem ir de programas gerais, escolhidos pelo utilizador em função das condições de luz predominantes (céu encoberto, sol aberto, lâmpadas fluorescentes, flash, lâmpadas de tungsténio, etc) até à introdução exacta do valor, em Graus Kelvin, que se pretende aplicar.

Podemos assim obter efeitos, ligeiros ou acentuados, brincando com a temperatura da cor, ou corrigir algum erro de análise da câmara.
É importante sublinhar que em condições extremas não será possível obter uma imagem que reflicta aquilo que julgamos ver no local. O caso mais comum será a da temperatura, muito quente, da iluminação pública da maioria das cidades, aquele alaranjado que pinta o mundo urbano captado nas nossas fotos com uma cor igualmente alaranjada. Será muito difícil conseguir retirar essa tonalidade dominante da imagem. Pelo menos na altura da recolha da imagem.

Menu Aprender Fotografia:

  1. Introdução à Fotografia de Viagem
  2. ISO, Velocidade do Obturador e Abertura da Lente
  3. Profundidade de Campo, Temperatura e Balanço
  4. JPG ou RAW?
  5. Composição
  6. Equipamento Fotográfico
  7. Acessórios para fotografar
  8. Software para Fotografia
  9. Manter as Fotos em Segurança
  10. Temas para Fotografar em Viagem
  11. Fotografar em Preto e Branco
  12. Dicas para fotografar melhor
  13. Partilhar as Suas Fotos na Internet
  14. Grandes Fotógrafos de Viagem
  15. Destinos Essenciais para Fotografar

João Leitão VIAGENS no Instagram

Instagram Joao Leitao