camelo

Acerca do João Leitão Viagens

blog de viagens com roteiros e narrativas exóticas para inspirar viajantes independentes. Aventuras intensas em mais de 126 países pela África, Antártida, Ásia, Europa, América do Norte e Central, América do Sul e Oceânia desde 1999.

Blog mencionado em

João Leitão VIAGENS Nomeado Blog do Ano

blogs do ano
O meu blog foi nomeado para os prémios Blogs do Ano, na categoria “Culinária e Lazer”, concurso promovido pela Media Capital e apoio TVI, TVI24, IOL, Rádio Comercial, Lux e NIT.

Currículo de viajante

A viajar desde 1999

126
países das Nações Unidas
254
locais UNESCO Património Mundial
185
Viagens de avião
20
Países não reconhecidos

Futuras viagens

Sudão, Líbano, Bielorrússia, Tanzânia, Ruanda, Burundi,
Madagáscar, Mongólia, Japão, Argélia, Togo, Benin, Burkina Faso,
Gana, Somália, Abecásia, Ossétia do Sul, Iémen, Níger

Ir para Países Visitados

Comece a viajar por aqui

bandeiras


Não perca uma aventura!
Inscreva-se e receba actualizações directamente por email.

Subscreva a minha newsletter e receba ainda uma cópia grátis do ebook com as minhas 50 imagens de viagem favoritas.



João Leitão

João Leitão

Blogger de viagens

O autor

O meu nome é João Leitão. Nasci em Lisboa, tenho 36 anos e sou artista visual de formação. Gosto de viagens aventura, fotografia e culinária. O contacto humano e a comunicação são muito importantes para mim, por isso interagir com os povos autóctones durante as minhas viagens é primordial. Basicamente sou uma esponja, uma criança a explorar o mundo, absorvendo coisas novas diariamente. Bem-vindos ao meu blog de viagens.


Vamos ser amigos!
Siga nas redes sociais

Facebook Twitter Google+ Instagram Pinterest Stumbleupon Tumblr YouTube Blog Lovin

Viagens memoráveis e curiosidades

Subi ao topo do vulcão activo Pico do Fogo com 2829 metros de altitude, em Cabo Verde.

Atravessei a “Zoji Pass” nos Himalaias a 3528 metros, à boleia (carona) num camião – de Caxemira a Ladaque – na Índia.

Visitei o Iraque duas vezes. A primeira vez em 2010 e a segunda vez, recentemente, no início de 2016.

Participei em rallies loucos como o Caucasian Challenge e o Central Asia Rally. O preço do carro que usei no Caucasian Challenge foi de apenas 40 Dólares. Durante o Central Asia Rally conduzi um carro desde a Hungria – Europa até ao Tadjiquistão – na Ásia Central.

Fiz uma viagem de 9000 km de carro na África Austral, atravessando o Botswana, o Lesoto, a Namíbia, a Suazilândia, a África do Sul, a Zâmbia e o Zimbábue.

Fiz uma viagem de bicicleta no deserto do Saara em Marrocos.

Andei à boleia até à África Ocidental e regressei a casa num avião de transporte de peixe.

Após um ritual nocturno com vários séculos, alimentei hienas selvagens na Etiópia.

Acho a praça Jemaa el Fna em Marraquexe, um dos lugares mais loucos do mundo.

Tive um workshop para aprender a fazer pão na República Democrática do Congo.

Fiz campismo selvagem nas montanhas do Cazaquistão.

Devido a vários mal-entendidos fui detido pela polícia durante viagens no Sudão do Sul, Espanha, Mauritânia, Barbados, Marrocos, República Democrática do Congo, Mónaco, Uzbequistão, Alemanha, Nagorno-Karabakh, Lituânia e Rússia.

Percorri por terra desde Catmandu até Lhasa – do Nepal ao Tibete (China).

Tive armas apontadas na Mauritânia, Irão, República Democrática do Congo e Mali.

Vivi meio-ano em Lviv – Ucrânia.

Fiz uma viagem magnífica a conduzir sozinho no Afeganistão.

Fui numa viagem de 22 horas desde Gao até Timbuktu – no Norte do Mali – numa carrinha “pick-up” de carga, juntamente com mais 18 homens da região.

Fiz voluntariado em Almaty, no sul do Cazaquistão. Tinha quase 30 crianças a cargo e o meu trabalho era ensinar-lhes a exprimirem-se através das artes-plásticas.

Passei 15 dias a conduzir na Islândia, percorri a Ring Road e os Fiordes Ocidentais.

Trabalhei numa quinta no norte do Estado de Nova York nos Estados Unidos.

Vivi como um monge num Mosteiro Budista no Nepal.

Fui convidado para um triplo casamento no Deserto do Saara. Esta foi uma das minhas melhores experiências de viagem.

Tive aulas de fotografia em Nova Iorque com o famoso fotógrafo Steve Mccurry.

Fui o primeiro blogueiro de viagens a entrar no país recentemente criado do Sudão do Sul.

Fiz 3 viagens de comboio com bilhete Interrail na Europa.

Apanhei malária na República Democrática do Congo. Demorei 8 meses a recuperar totalmente.

Vivi meio-ano em Istambul, na Turquia.

Fiz uma viagem de carro de 14.000 km pela América do Sul, atravessando a Argentina, Brasil, Chile, Equador, Peru e Uruguai.

Comprei uma viagem de última hora muito barata para um cruzeiro nos Galápagos, em Puerto Ayora.

Fui à Coreia do Norte e gostei muito.

Vivi meio-ano na Finlândia num programa de intercâmbio de estudantes de Arte na SAMK – Satakunnan ammattikorkeakoulu.

Fiz uma viagem ao Tibete, que foi muito gratificante a nível espiritual.

Visitei a perigosa Zona de Morte em Chernobyl, onde aconteceu o pior desastre nuclear da história.

Passei alguns dias em Tiraspol, a capital da Priednestrovia – um país que não existe.

Atravessei o rio Amazonas de barco numa viagem de aproximadamente 550 horas, dormindo em camas de rede durante vários meses.

Fiz uma viagem de carro de 4.383 km na Rússia, conduzindo durante 20 dias sob o frio intenso do mês de Fevereiro.

Tive a oportunidade de fazer uma fantástica expedição de duas semanas à Antárctica até ao Circulo Polar Antárctico.

Sou muito curioso desde pequeno e sempre adorei explorar novos países e conhecer diferentes pessoas, estilos arquitectónicos, patrimónios históricos, religiões, gastronomia, cheiros, paisagens, idiomas e música. Viajar encaixa perfeitamente com na minha personalidade.

Ler mais acerca do autor

Os artigos mais recentes

Visto para o Kuwait – Como tirar o visto do Kuwait passo-a-passo

Visto para o Kuwait – Como tirar o visto do Kuwait passo-a-passo

Nov 23 2016

Viajar no Kuwait é simples, porém, há alguns pontos importantes a saber no que diz respeito ao visto de entrada. A minha viagem ao Kuwait foi muito boa, e tentei visitar o mais possível tendo em conta o número de dias que tinha disponível. Nesta página, vou explicar um pouco da minha…

Viagem Volta ao Mundo 18 Meses: Itinerário e Custos em detalhe

Viagem Volta ao Mundo 18 Meses: Itinerário e Custos em detalhe

Out 23 2016

Há uns anos atrás, fiz uma viagem Volta ao Mundo, sem tempo determinado e sem destinos programados. A viagem acabou por durar 18 meses, mas podia ter sido mais, ou até menos. Na verdade, e numa fase inicial, eu apontei para cerca de 24 meses. Nesta página, para além de escrever detalhadamente…

Visitar Daca – Bangladesh, o destino menos turístico do planeta

Visitar Daca – Bangladesh, o destino menos turístico do planeta

Set 27 2016

O Bangladesh é sem dúvida o país mais subestimado de toda a Ásia e também o destino menos turístico do planeta. Sendo o 8º país mais populoso do mundo, com 160 milhões de pessoas, recebe apenas 120,000 visitas internacionais anualmente. Não surpreende que receba a menor percentagem de turistas no mundo, comparativamente…

Partilhe esta página

Facebook Google Pinterest StumbleUpon Twitter